Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 905
Filtrar
1.
Artigo em Inglês, Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1047845

RESUMO

Objetivo: este estudo objetivou conhecer as tecnologias de cuidado no alívio da dor no processo de parturição em um hospital de ensino. Método: pesquisa qualitativa e descritiva com 10 puérperas internadas em uma unidade materno-infantil no período de maio a junho de 2017. Os dados foram coletados por meio de entrevistas individuais e analisados conforme a Proposta Operativa de Minayo. Resultados: as puérperas que usaram as tecnologias de alívio da dor no processo de parturição julgaram como excelente e de grande valia os métodos para o alívio da dor. Conclusão: conclui-se que estas tecnologias são importantes para a autonomia e protagonismo da mulher e a vivência positiva do seu processo de parturição, sendo fundamental o investimento em outros métodos de alívio da dor, de modo a qualificar e tornar o parto mais prazeroso e menos traumatizante


Objective: this study aimed to identify the care technologies in pain relief in the birthing process in a teaching hospital. Method: qualitative and descriptive research, in which ten women in labor were hospitalized in a hospital maternal unit, from May to June 2017. Data were collected through individual interviews and analyzed according to Minayo's Operative Proposal. Results: postpartum women who used pain relief technologies in the birthing process considered the methods of pain relief as excellent and of great value. Conclusion: we concluded that these technologies are important for the autonomy and protagonism of women and the positive experience of their process of birthing, recognizing the importance of investing in other methods of pain relief, in order to qualify and make birthing process more pleasurable and less traumatic


Objetivo: este estudio objetivó conocer las tecnologías de cuidado en el alivio del dolor en el proceso de parturición en un hospital de enseñanza. Método: investigación cualitativa y descriptiva, en la que participaron diez puérperas internadas en una unidad materna hospitalaria, en el período de mayo a junio de 2017. Los datos fueron recolectados a través de entrevistas individuales, y analizados conforme a la Propuesta Operativa de Minayo. Resultados: las puérperas que usaron las tecnologías de alivio del dolor en el proceso de parturiado juzgaron como excelente y de gran valor los métodos para el alivio del dolor. Conclusión: se concluye que estas tecnologías son importantes para la autonomía y protagonismo de la mujer y la vivencia positiva de su proceso de parturión, siendo importantes inversiones en otros métodos de alivio del dolor, para calificar y hacer el parto más placentero y menos traumatizante


Assuntos
Humanos , Feminino , Gravidez , Adolescente , Adulto , Dor do Parto/enfermagem , Manejo da Dor , Parto Normal/enfermagem , Trabalho de Parto , Parto Humanizado , Serviços de Saúde Materna , Enfermagem Obstétrica
2.
Artigo em Inglês, Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1048327

RESUMO

Objetivo: descrever ações executadas pelo acompanhante junto à parturiente, conforme informações recebidas no pré-natal. Método: estudo qualitativo, descritivo, exploratório, com 21 acompanhantes, com o uso de um questionário semiestruturado. No processamento de análise dos dados, foi utilizado o software Iramuteq. Resultados: emergiram duas classes: 1. A informação no pré-natal sobre o direito do acompanhante e 2. A participação do acompanhante junto à parturiente e as ações executadas. Conclusão: a informação referente ao direito do acompanhante e ações a serem desenvolvidas por eles no processo de parto foram poucas ou nenhuma durante o pré-natal e as ações realizadas por eles foram provenientes de conhecimento adquirido por meio de busca individual ou recebido no momento da internação


Objective: to describe actions taken by the companion of the parturient, according the information received in prenatal care. Method: qualitative, descriptive, exploratory study with 21 companions, with the use of a semi-structured questionnaire. In the data analysis processing, Iramuteq software was used. Results: the two categories that emerged: 1. The information in the prenatal about your rights to the parturient companion 2. The participation of the parturient companion and the actions taken. Conclusion: observed that the information concerning the right of the companion and actions to be undertaken by them on labor process, were little or no during prenatal care, and the actions performed by them came from knowledge acquired through individual search or received at the time of hospitalization


Objetivo: describir acciones ejecutadas por el acompañante junto a la parturienta, conforme informaciones recibidas en el prenatal. Método: estudio cualitativo, descriptivo, exploratorio, con 21 acompañantes, con el uso de un cuestionario semiestructurado. En el procesamiento de análisis de los datos, se utilizó el software Iramuteq. Resultados: emergieron dos clases: 1. La información en el prenatal sobre el derecho del acompañante y 2. La participación del acompañante junto a la parturienta y las acciones ejecutadas. Conclusión: la información referente al derecho del acompañante y acciones a ser desarrolladas por ellos en el proceso de parto y parto fueron pocas o ninguna durante el prenatal y las acciones realizadas por ellos, fueron provenientes de conocimiento adquiridos por medio de búsqueda individual o recibidas en el momento de la internación


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Gravidez , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Cuidado Pré-Natal , Parto Humanizado , Acompanhantes Formais em Exames Físicos/tendências , Relações Profissional-Família , Relações Profissional-Paciente , Trabalho de Parto , Parto , Pesquisa Qualitativa , Humanização da Assistência , Acolhimento
3.
RECIIS (Online) ; 13(4): 736-753, out.-dez. 2019. ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1047532

RESUMO

Este artigo, de caráter interdisciplinar, tem como objetivo articular questões da diversidade sociocultural com o direito à comunicação e à saúde e a estratégias de reconhecimentos identitários. Para isso, propomos uma análise de conteúdo, de abordagem qualitativa, da comunicação produzida pela Equipe de Base Warmis ­ Convergências das Culturas sobre o caso que ficou conhecido como Projeto pró-cesárea no SUS ou PL 435/2019, comparando-a ainda com matérias veiculadas sobre o tema na mídia tradicional comercial e em notas e comunicados oficiais de instituições formais de classe profissional envolvidas com a questão. Como recurso teórico-metodológico, utilizamos os conceitos de interculturalismo e comunicação intercultural. Entre os principais resultados, destacamos que processos comunicacionais, quando entendidos não somente a partir de seu alcance instrumental, mas, em seu sentido de vinculação sociocultural, interação simbólica e produção subjetiva, podem ter caráter mobilizador coletivo e de reconhecimento identitário visando, muitas vezes, a transformação da realidade social, ainda que essa signifique uma coexistência sociocultural capaz de ser negociada.


This interdisciplinary article aims to articulate issues of sociocultural diversity with the right to communication and health and identity recognition strategies. For this, we propose a qualitative content analysis about the communication produced by the Warmis Base Team ­ Convergences of Cultures on the case known as the Pro-cesarean project in SUS or PL 435/2019, comparing it with articles published about the theme in the traditional commercial media and in formal professional class institutions official notes involved with the case. As a theoretical-methodological resource, we use the interculturalism concept and intercultural communication. Among the main results, we highlight that communicational processes, when understood not only from their instrumental reach, but, in their sense of sociocultural attachment, symbolic interaction and subjective production, can have collective mobilizing character and identity recognition, often aiming at the transformation of social reality, even if it means a sociocultural coexistence able of being negotiated.


Este artículo, interdisciplinario, tiene como objetivo articular temas de diversidad sociocultural con el derecho a la comunicación y a la salud y estrategias de reconocimiento de identidad. Para esto, proponemos un análisis de contenido cualitativo de la comunicación producida por el Equipo Base de Warmis ­ Convergencias de las Culturas en el caso conocido como el Proyecto pro cesárea en SUS o PL 435/2019, comparándolos con artículos publicados sobre el tema en los medios comerciales tradicionales y con notas oficiales de instituciones formales de clase profesional involucradas en el tema. Como recurso teórico-metodológico, utilizamos los conceptos de interculturalidad y comunicación intercultural. Entre los principales resultados, destacamos que los procesos comunicacionales, cuando se entienden no solo desde su alcance instrumental, sino que, en su sentido de apego sociocultural, interacción simbólica y producción subjetiva, pueden tener un carácter movilizador colectivo y reconocimiento de identidad, con el objetivo de la transformación de la realidad social, aunque esa signifique una convivencia sociocultural capaz de ser negociada.


Assuntos
Humanos , Participação da Comunidade , Diversidade Cultural , Discurso , Estudos Interdisciplinares , Comunicação em Saúde , Mídias Sociais , Política Pública , Violência , Sistema Único de Saúde , Cesárea/estatística & dados numéricos , Saúde da Mulher , Parto Humanizado , Parto , Violações dos Direitos Humanos , Emigração e Imigração , Competência Cultural
4.
RECIIS (Online) ; 13(4): 843-853, out.-dez. 2019. ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1047584

RESUMO

Os indicadores de morbidade e de mortalidade materno-infantis são essenciais no contexto da organização da Rede Cegonha, no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). Esta rede organiza-se para assegurar o acesso, o acolhimento e a resolutividade, por meio de um modelo de atenção voltado para o pré-natal, parto e nascimento, puerpério e sistema logístico. Este artigo apresenta um estudo ecológico desta rede em uma Regional de Saúde, realizado com uso de dados dos Sistemas de Informação de Saúde do Departamento de Informática do SUS. Verificou-se um percentual crescente de gestantes que realizaram sete ou mais consultas pré-natais. No entanto, poucas concluíram a assistência pré-natal, porque não realizaram a consulta de puerpério. Observou-se uma taxa de mortalidade infantil próxima à da meta estipulada pela ONU. Identificou-se um aumento das cesáreas e uma redução de partos normais, além de uma alta mortalidade materna. Esses indicadores apontam para a necessidade de melhoria da qualidade da atenção pré-natal e da assistência ao parto.


Indicators of maternal-child morbidity and mortality are essential in the context of the organization of the Rede Cegonha (Stork Network), within the scope of the Unified Health System (SUS ­ Sistema Único de Saúde). This network is organized to ensure access, protection and successful resolution, through a model of attention focused on prenatal, delivery and childbirth, puerperium (or postpartum period) and logistic system. This article presents an ecological study of this network in a Regional de Saúde (Regional Health Department) that was carried out using data from the SUS Department of Informatics of the Health Information Systems. An increasing percentage of pregnant women who had seven or more prenatal visitscould be observed. However, few pregnant women completed prenatal care because they have not sought for the puerperium consultation. A child mortality rate close to the target set out in the United Nations Sustainable Development Goals was observed. An increase in caesarean sections and a reduction in normal deliveries and at the same time a high maternal mortality were identified. These indicators point to the need to improve the quality of prenatal and delivery care.


Los indicadores de morbilidad y de mortalidad materno-infantil son esenciales en el contexto de la organización de la Rede Cegonha (Red Cigüeña), en el ámbito del Sistema Único de Salud (SUS ­ Sistema Único de Saúde). Esa red se organiza para asegurar el acceso, el acogimiento y la capacidad resolutiva, por medio de un modelo de atención dirigido al prenatal, parto, nacimiento, puerperio y sistema logístico. Este artículo presenta un estudio ecológico de la red en una Regional de Saúde (Dirección Regional de Salud) realizado utilizando datos de los Sistemas de Información de Salud del Departamento de Informática del SUS. Se ha verificado un porcentaje creciente de gestantes que realizaron siete o más consultas de prenatal. Sin embargo, pocas gestantes concluyeron la asistencia prenatal, porque no realizaron la consulta de puerperio. Se observó una tasa de mortalidad infantil próxima a la meta estipulada por la ONU. Se identificó un aumento de las cesáreas y una reducción de partos normales, además de una alta mortalidad materna. Esos indicadores apuntan la necesidad de mejorar la calidad de la atención prenatal y de la asistencia al parto.


Assuntos
Humanos , Mortalidade Infantil , Mortalidade Materna , Indicadores Básicos de Saúde , Saúde da Mulher , Assistência à Saúde , Cuidado Pré-Natal , Sistema Único de Saúde , Saúde da Criança , Parto Humanizado , Serviços de Saúde Materno-Infantil , Estudos Ecológicos , Acolhimento , Acesso aos Serviços de Saúde
5.
ABCS health sci ; 44(3): 172-179, 20 dez 2019. tab
Artigo em Inglês, Português | LILACS | ID: biblio-1047748

RESUMO

INTRODUÇÃO: A conscientização das gestantes é fundamental para experiências positivas de parto. OBJETIVO: Avaliar o grau de conhecimento das gestantes em dois serviços públicos sobre parto humanizado. Caracterizar epidemiologicamente a população estudada. MÉTODOS: Estudo descritivo realizado entre julho e agosto de 2017. Amostra com 297 gestantes foram selecionadas 200 após aplicação dos critérios de exclusão. Utilizados testes estatísticos de associações de variáveis (Qui-quadrado e Exato de Fisher). RESULTADOS: A média de idade das gestantes foi 26,6 anos. A maioria era procedente do interior do estado (72,5%), com renda até um salário mínimo (90,5%), e com mais de oito anos de estudo (62,5%). 71% iniciaram pré-natal até o primeiro trimestre e o pré-natal foi conduzido por médico em 72% dos casos. 71% preferiam parto normal e 44% tinha medo de cesárea. Profissional pré-natalista não ofereceu informações para 66,5%. 30,5% conhecia parto humanizado, destas 83,6% apresentaram conceito adequado. Houve associação entre conhecimento sobre parto humanizado e procedência (Aracaju) (p=0,03), maior renda (p=0,02), menor ocorrência de aborto (p=0,04), médico pré-natalista (p=0,04) preferência pelo parto vaginal (p=0,04). Dentre as que não conheciam o parto humanizado houve associação de respostas corretas com a maior renda (p=0,03) e anos estudados (p=0,02) e médico pré-natalista (p=0,01). CONCLUSÃO: A maioria desconhecia o parto humanizado, era procedente do interior com menor renda, preferência por parto normal, sem informações quanto aos tipos de parto pelo profissional executante (na maioria médicos), quem conhecia adequadamente. Conceitos adequados sobre parto humanizado mesmo na ausência de informação prévia associaram-se às variáveis socioeconômico e pré-natal.


INTRODUCTION: The awareness of pregnant women is fundamental to positive birth experiences. OBJECTIVE: To analyze the level of knowledge on humanized birth of pregnant women from two public services and characterize the sample epidemiologically. METHODS: Descriptive study using questionnaire between June and August 2017. Sample with 297 pregnant women being selected 200 after applying the exclusion criteria. Association test of variables were used (Chi-square and Fisher's exact test). RRESULTS: Mean age was 26.6 years. Majority were from countryside (72.5%), income up to a minimum wage (90.5%) and more of eight years of education (62.5%). 71% started prenatal care in the first trimester and it was conducted by physician in 71% of cases. 71% preferred vaginal delivery and 44% related fear of cesarean. Prenatal professional in charge did not provide information for 66.5%. 30.5% have heard about humanized childbirth, among these, 83.6% showed adequate concepts. Associations were observed between prior knowledge of humanized childbirth and origin (Aracaju) (p=0.03), higher income (p=0.02), lower abortion incidence (p=0.04), prenatal physician (p=0.04) and preference for normal childbirth (p=0.04). Among women without previous knowledge on humanized childbirth there association of correct concept with higher income (p=0.03), schooling (p=0.02) and prenatal physician (p=0.01). CONCLUSION: The majority did not know about humanized delivery, were from the countryside with lower income, preference for normal birth, were not informed on the types of delivery by the professional practitioner (in majority doctors), whom knew properly. Adequate concepts about humanized childbirth, even in the absence of prior information, were associated to socio-economic and prenatal variables.


Assuntos
Humanos , Feminino , Gravidez , Criança , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Conhecimento , Serviços Básicos de Saúde , Parto Humanizado , Parto Obstétrico , Gestantes , Humanização da Assistência , Serviços de Saúde , Atenção Primária à Saúde , Funções Essenciais da Saúde Pública , Comunicação em Saúde
6.
Rev. Esc. Enferm. USP ; 53: e03518, Jan.-Dez. 2019. tab
Artigo em Inglês, Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1020379

RESUMO

RESUMO Objetivo Verificar o conhecimento de estudantes sobre o plano individual de parto e conhecer sua opinião a respeito da utilização dessa estratégia de ensino-aprendizagem e das boas práticas obstétricas. Método Estudo descritivo, com alunos de Obstetrícia que cursavam estágios na atenção básica. A coleta dos dados realizada de 01/2017 a 05/2017, por meio digital, na Plataforma Google Formulários®. A análise foi realizada por estatística descritiva de categorização de enunciados. O estudo seguiu os padrões éticos exigidos. Resultados O formulário foi enviado a 97 discentes e respondido por 40% deles. Todos os respondentes informaram conhecer o plano de parto, e 87% aplicaram-no durante o atendimento de pré-natal. Os apontamentos mais frequentes (45%) acerca do plano de parto foram os que promoviam empoderamento e autonomia à mulher. As sugestões metodológicas mais citadas para a sua aplicação foram focar o conteúdo (76%) e aumentar o número de encontros (50%). O plano individual de parto foi reconhecido por 79% dos participantes como importante estratégia de ensino. Conclusão Além de conhecerem o plano de parto e aplicá-lo, os estudantes o consideram muito relevante para o ensino e a aprendizagem das boas práticas obstétricas.


RESUMEN Objetivo Verificar el conocimiento de estudiantes acerca del plan individual de parto y conocer su comprensión respecto de la utilización de dicha estrategia de enseñanza aprendizaje y de las buenas prácticas obstétricas. Método Estudio descriptivo, con alumnos de Obstetricia que cursaban pasantías en la atención básica. La recolección de datos fue realizada de 01/2017 a 05/2017, por medio electrónico, en la Plataforma Google Formularios®. El análisis fue llevado a cabo por estadística descriptiva de categorización de enunciados. El estudio siguió los estándares éticos exigidos. Resultados El formulario fue enviado a 97 discentes y respondido por el 40% de ellos. Todos los respondedores informaron conocer el plan de parto, y el 87% lo aplicaron durante la atención de prenatal. Los planteamientos más frecuentes (45%) acerca del plan de parto fueron los que promovían empoderamiento y autonomía a la mujer. Las sugerencias metodológicas más citadas para su aplicación fueron enfocar el contenido (76%) y aumentar el número de encuentros (50%). El plan individual de parto fue reconocido por el 79% de los participantes como importante estrategia de enseñanza. Conclusión Además de conocer el plan de parto y aplicarlo, los estudiantes lo consideran muy relevante para la enseñanza y el aprendizaje y de las buenas prácticas obstétricas.


ABSTRACT Objective To verify students' knowledge about individual birth planning and learn their opinion about the use of this teaching-learning strategy for good obstetric practices. Method This is a descriptive study conducted with midwifery students who made primary health care internships. Data collection was performed digitally from 01/2017 to 05/2017 through the Google Forms®Platform. The analysis was performed by descriptive categorization statistics of statements. The study followed the required ethical standards. Results The form was sent to 97 students and answered by 40% of them. All respondents reported knowing the birth planning, and 87% applied it during prenatal care. The most frequent (45%) points about the birth plan were those that promoted women's empowerment and autonomy. The most cited methodological suggestions for its application were to focus on content (76%) and increase the number of meetings (50%). Individual birth planning was recognized by 79% of the participants as an important teaching strategy. Conclusion In addition to knowing birth planning and applying it, the students consider it very relevant for teaching and learning good obstetrical practices.


Assuntos
Humanos , Estudantes , Educação Superior , Parto Humanizado , Prática Clínica Baseada em Evidências , Aprendizagem , Obstetrícia
7.
Rev. Bras. Saúde Mater. Infant. (Online) ; 19(3): 569-574, Jul.-Sept. 2019.
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1041095

RESUMO

Abstract Objectives: to analyze the understanding of puerperae, doulas and the care team about the presence of a doula during the pregnant women's parturition process. Methods: this is a qualitative study, using semi-structured interviews as a data collection instrument. The saturation criterion was used to limit the sample and proceed to the Content Analysis. Results: 19 participants were interviewed, 10 were the health team, 5 were doulas and 4 were puerperae. After the analysis, three categories were identified: the doula's presence during the pregnant women's labor and their meaning, the doula's follow up during the pregnant women's labor and its improvements, the influence of doulagem in the academic formation. The presence of doulas brought to the parturient security, support, humanization and follow-up on childbirth process. The team brought comfort and tranquility.The doulas scored benefits for academic training. Conclusions: it was possible to recognize doula as part of the humanized care, to provide subsidies for a reflection of her work, and to reveal the influence of the practice of doulagem for academic formation of doulas at university.


Resumo Objetivos: analisar a compreensão das puérperas, das doulas e da equipe assistencial sobre a presença da doula durante o processo de parturição das gestantes. Métodos: trata-se de estudo qualitativo, utilizando como instrumento de coleta de dados entrevistas semiestruturadas. O critério de saturação foi utilizado para limitar a amostra e procedida a Análise de Conteúdo. Resultados: foram entrevistados 19 participantes, sendo 10 da equipe de saúde, 5 das doulas e 4 das puérperas. Após análise, foram identificadas três categorias, sendo elas: presença da doula durante o trabalho de parto das gestantes e seus significados, acompa-nhamento da doula durante o trabalho de parto das gestantes e suas melhorias, a influência da doulagem na formação acadêmica. A presença das doulas trouxe para a parturiente segurança, apoio, humanização e acompanhamento do processo de parto. Para a equipe trouxe conforto e tranquilidade. As doulas pontuaram benefícios na formação acadêmica. Conclusões: foi possível reconhecer a doula como parte do cuidado humanizado, prover subsídios para uma reflexão do seu trabalho, além de revelar a influência da prática da doulagem para formação acadêmica das doulas universitárias.


Assuntos
Humanos , Feminino , Gravidez , Trabalho de Parto , Parto Humanizado , Período Pós-Parto , Humanização da Assistência , Doulas , Parto
9.
Rev. enferm. UFSM ; 9: 14, jul. 15, 2019.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1009366

RESUMO

"\"\\\"[{\\\\\\\"text\\\\\\\": \\\\\\\"Objetivo: conhecer a percepção das adolescentes acerca das relações interpessoais estabelecidas com os\\\\\\\\r\\\\\\\\nprofissionais de um Centro Obstétrico. Método: estudo qualitativo exploratório descritivo. Foram entrevistadas 62 adolescentes que tiveram filho em um Hospital Universitário do sul do Brasil. Os dados foram analisados por meio da Análise de Conteúdo, buscou-se visualizar os diferentes papéis profissionais descritos por Peplau. Resultados: o relacionamento interpessoal estabelecido com interação baseada no respeito, cordialidade, paciência, solicitude, presença constante, disposição para responder aos questionamentos e ações para transmitir tranquilidade e calma são aspectos satisfatórios. Porém, o distanciamento, desinformação, desrespeito e hostilidade também despontaram. O surgimento de elementos negativos parece estar ligado às posturas pessoais dos profissionais. Considerações Finais: o relacionamento interpessoal não é compreendido como parte fundamental da assistência ao parto, deixando de ser explorado em sua plenitude enquanto parte do cuidado, permanecendo em segundo plano e compartimentalizando a assistência ao parto.\\\\\\\", \\\\\\\"_i\\\\\\\": \\\\\\\"pt\\\\\\\"}, {\\\\\\\"text\\\\\\\": \\\\\\\"Aim: to know the perception of the adolescents about the interpersonal relations established with the\\\\\\\\r\\\\\\\\nprofessionals of an Obstetric Center. Method: descriptive exploratory qualitative study. Sixty-two teenagers who had a child in a University Hospital in southern Brazil were interviewed. The data were analyzed through Content Analysis, and we sought to visualize the different professional roles described by Peplau. Results: the interpersonal relationship established with interaction based on respect, cordiality, patience, solicitude, constant presence, willingness to respond to questions, and actions to convey tranquility and calm are satisfactory aspects. However, detachment, disinformation, disrespect and hostility also emerged. The emergence of negative elements seems to be linked to the personal postures of professionals. Final Considerations: interpersonal relationships are not understood as a fundamental part of childbirth care, and are no longer fully explored as part of care, remaining in the background and compartmentalizing childbirth care.\\\\\\\", \\\\\\\"_i\\\\\\\": \\\\\\\"en\\\\\\\"}, {\\\\\\\"text\\\\\\\": \\\\\\\"Objetivo: conocer la percepción de las adolescentes sobre las relaciones interpersonales establecidas\\\\\\\\r\\\\\\\\ncon los profesionales de un Centro Obstétrico. Método: estudio cualitativo, exploratorio, descriptivo. Fueron entrevistadas 62 adolescentes que tuvieron hijo en un Hospital Universitario del sur de Brasil. Los datos fueron analizados por medio de análisis de contenido, con el cual se buscó visualizar los diferentes papeles profesionales descriptos por Peplau. Resultados: la relación interpersonal basada en el respeto, cordialidad, paciencia, solicitud, presencia constante, disposición para responder a los cuestionamientos y acciones para transmitir tranquilidad y calma son aspectos satisfactorios. Pero, el distanciamiento, desinformación, falta de respeto y hostilidad también fueron identificados. El surgimiento de esos elementos negativos puede estar relacionado a las posturas personales. Consideraciones finales: la relación interpersonal no es entendida como fundamental en la asistencia al parto, deja de ser explotada en su plenitud, como parte del cuidado, permanece en segundo plan y segmenta la asistencia al parto.\\\\\\\", \\\\\\\"_i\\\\\\\": \\\\\\\"es\\\\\\\"}]\\\"\""


Assuntos
Humanos , Relações Profissional-Paciente , Adolescente , Enfermagem , Parto Humanizado
10.
Rev. Bras. Saúde Mater. Infant. (Online) ; 19(2): 471-479, Apr.-June 2019.
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1013142

RESUMO

Abstract Objectives: to understand the cultural context presented in hospitals and its relation to the obstetric nurse's autonomous practice on low-risk childbirth care. Methods: ethnographic research performed in three public maternities in Rio Grande do Norte, Brazil. Three managers and twenty-three obstetric nurses participated in this research. Results: distinctive on cultural, organizational and structural aspects of the hospital institution interfering directly with the obstetric nurse's autonomous practice. Among these aspects, professional appreciation on low-risk childbirth care contributes for the nurse's autonomy Conclusions: it was noticed that obstetric nurses undergo different contexts of action, which directly interfere with their autonomy on low-risk childbirth care and their decisionmaking abilities. It is necessary, then, to eradicate the relation of dominance and submission that it is still imposed by medical hegemony.


Resumo Objetivos: compreender o contexto cultural da instituição hospitalar e sua relação com a prática autônoma do enfermeiro obstetra na assistência ao parto de risco habitual. Métodos: pesquisa etnográfica desenvolvida em três maternidades públicas do Estado do Rio Grande do Norte, Brasil, com três gestores e 23 enfermeiros obstetras. Resultados: diferentes aspectos de ordem cultural, organizacional e estrutural da instituição hospitalar interferem diretamente na prática autônoma do enfermeiro obstetra. Dentre estes aspectos, a valorização profissional na assistência ao parto de risco habitual contribui para a autonomia do profissional em questão. Conclusões: constatou-se que o enfermeiro obstetra vivencia distintos contextos de atuação, os quais interferem diretamente na sua autonomia na assistência ao parto de risco habitual e no seu poder de decisão. Faz-se necessário, então, desvencilhar-se das relações de domínio e submissão, ainda impostas pela hegemonia médica.


Assuntos
Humanos , Prática Profissional , Cultura Organizacional , Autonomia Profissional , Tocologia , Enfermeiras Obstétricas , Brasil , Enfermagem Holística , Parto Humanizado , Tomada de Decisões , Humanização da Assistência
11.
Pediatr. aten. prim ; 21(82): 191-201, abr.-jun. 2019. tab
Artigo em Espanhol | IBECS | ID: ibc-184599

RESUMO

La leche humana se reconoce como el alimento idóneo para todos los niños por sus probados beneficios en la salud de la madre y del niño. La Organización Mundial de la Salud recomienda la lactancia materna exclusiva durante los primeros seis meses de la vida y, al menos hasta los dos años, complementada con otros alimentos. Esta recomendación se extiende a los recién nacidos enfermos y prematuros, salvo raras excepciones. Las pruebas sobre el efecto protector de la lactancia materna en la salud del niño y de la madre son muy robustas en relación con catorce enfermedades, nueve infantiles y cinco maternas. El apoyo a la lactancia materna desde Atención Primaria tiene un efecto favorable y consistente, con un riesgo de efectos adversos mínimo y que precisa una disponibilidad de recursos asumibles. En los centros de salud se sugiere implantar las prácticas recomendadas por la Academia Americana de Pediatría o los siete pasos de la Iniciativa de Humanización de la Asistencia al Nacimiento y Lactancia para prolongar la lactancia materna. Se sugiere formar a los médicos en lactancia materna, implicar a enfermeras consultoras en lactancia y favorecer el apoyo entre pares para prolongar la lactancia materna


Human milk is recognized as the ideal nourishment for all children due to its proven health benefits for mother and child. World Health Organization recommends exclusive breastfeeding during the first six months of life and, at least until two years, complemented with other foods. This recommendation extends to sick and preterm newborns, with rare exceptions. Proofs on the protecting effect of breastfeeding for child and mother health are very robust relating to fourteen diseases: nine child diseases and five mother diseases. Support to breastfeeding in Primary Care has a favourable and consistent effect, with a minimum risk of adverse events and it requires affordable resources. It is suggested to implement in Primary Care Centers the recommended practices of the American Academy of Pediatrics or the 7 steps of Initiative Humanisation of Attendance to Birth and breastfeeding to prolong breastfeeding. It is suggested to train physicians in breastfeeding, involve breastfeeding consultant nurses and promote the peers' support to prolong breastfeeding


Assuntos
Humanos , Humanização da Assistência , Aleitamento Materno/tendências , Parto Humanizado , Atenção Primária à Saúde/organização & administração , Promoção da Saúde/organização & administração , Prevenção de Doenças , Avaliação de Eficácia-Efetividade de Intervenções
12.
Rev. enferm. UFPE on line ; 13(5): 1264-1269, maio 2019.
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1024274

RESUMO

Objetivo: conhecer a percepção das doulas quanto às suas vivências na assistência à mulher no pré-parto, parto e pós-parto. Método: trata-se de pesquisa qualitativa, do tipo descritiva, com sete doulas de uma casa de apoio à gestante. Coletaram-se os dados por meio de entrevistas semiestruturadas, sendo submetidos à técnica de Análise de Conteúdo na modalidade Análise categorial. Resultados: emergiram-se quatro categorias: "Um trabalho que é serviço"; "Trabalho da doula no pré-parto: momento para a informação e o preparo da mulher"; "Trabalho da doula no parto: apoio contínuo e alívio da dor"; "Trabalho da doula no pósparto: olhar voltado para a amamentação e perdas fetais". Conclusão: conclui-se que os relatos demonstram o reconhecimento da importância da assistência por estas mulheres no período gestacional, parto e puerpério e sinalizam a necessidade de aprofundamento e reconhecimento de alguns eixos formativos para os cursos de formação das doulas.(AU)


Objective: to know the perception of the doulas regarding their experiences in assisting women in prepartum, delivery and postpartum. Method: it is a qualitative research, of the descriptive type, with seven doulas of a house to support the pregnant woman. The data were collected through semi-structured interviews, being submitted to the Content Analysis technique in the category Analysis category. Results: four categories emerged: "A work that is service"; "Doula work in the prepartum: moment for the information and the preparation of the woman"; "Doula labor at childbirth: continuous support and pain relief"; "Doula's postpartum work: looking at breastfeeding and fetal losses". Conclusion: it is concluded that the reports show the recognition of the importance of the care provided by these women during the gestational, puerperal and puerperal periods and indicate the need for deepening and recognition of some formative axes for the doulas training courses.(AU)


Objetivo: conocer la percepción de las doulas en cuanto a sus vivencias en la asistencia a la mujer en el preparto, parto y postparto. Método: se trata de una investigación cualitativa, del tipo descriptivo, con siete doulas de una casa de apoyo a la gestante. Se recolectaron los datos por medio de entrevistas semiestructuradas, siendo sometidos a la técnica de Análisis de Contenido en la modalidad Análisis categorial. Resultados: surgieron cuatro categorías: "Un trabajo que es servicio"; "Trabajo de la doula en el preparto: momento para la información y la preparación de la mujer"; "Trabajo de la doula en el parto: apoyo continuado y alivio del dolor"; "Trabajo de la doula en el postparto: mirar hacia la lactancia y pérdidas fetales". Conclusión: se concluye que los relatos demuestran el reconocimiento de la importancia de la asistencia por estas mujeres en el período gestacional, parto y puerperio y señalan la necesidad de profundización y reconocimiento de algunos ejes formativos para los cursos de formación de las doulas.(AU)


Assuntos
Humanos , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Percepção , Parto Humanizado , Período Pós-Parto , Doulas , Saúde Materna , Tocologia , Epidemiologia Descritiva , Pesquisa Qualitativa , Capacitação Profissional
13.
Enferm. foco (Brasília) ; 10(2): 118-124, abr. 2019.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1016230

RESUMO

Objetivo: Refletir sobre as tecnologias apropriadas utilizadas pelos enfermeiros generalistas e obstetras no processo do trabalho de parto humanizado. Metodologia: Trata-se de uma reflexão acerca das tecnologias duras, leve e leve-dura utilizadas no parto. Optou-se por pensar o processo de parto na atualidade relacionando aos conceitos de tecnologias conforme Merhy. Resultados: Foram apontados neste percurso o uso de tecnologias leve e leve-dura como ferramentas apropriadas para o parto humanizado, pois favorecem a autonomia da mulher e sua subjetividade, porém, as tecnologias duras em alguns momentos são importantes no processo parturitivo, como uma intervenção cirúrgica conforme as recomendações do Ministério da Saúde. Conclusões: A aplicabilidade das tecnologias leve e leve-dura é favorável ao parto humanizado, reduzindo assim os riscos de infecção e mortalidade materna e neonatal decorrentes de intervenções desnecessárias provenientes das tecnologias duras. (AU)


Objective: to reflect on the appropriate technologies used by generalist nurses and obstetricians in the process of humanized labor. Methodology: This is a reflection about the hard, light and light-hard technologies used in childbirth. The process of childbirth in the present time was related to the concepts of technologies according to Merhy. Results: the use of light and hard-light technologies as appropriate tools for humanized childbirth, as they favor women's autonomy and subjectivity, were pointed out in this course, however, hard technologies are sometimes important in the parturition process, such as a surgical intervention according to the recommendations of the Ministry of Health.. Conclusions: The applicability of light and hard-light technologies is favorable to humanized labor, thus reducing the risks of infection and maternal and neonatal mortality caused by unnecessary interventions from hard technologies. (AU)


Objetivo: reflexionar sobre las tecnologías apropiadas utilizadas por los enfermeros generalistas y obstetras en el proceso del trabajo de parto humanizado. Metodología: Se trata de una reflexión acerca de las tecnologías duras, ligeras y ligeras utilizadas en el parto. Se optó por pensar el proceso de parto en la actualidad relacionando a los conceptos de tecnologías conforme a Merhy. Resultados: el uso de tecnologías de luz y luz dura como herramientas apropiadas para el parto humanizado, ya que favorecen la autonomía y la subjetividad de las mujeres, se señaló en este curso; sin embargo, las tecnologías duras a veces son importantes en el proceso de parto, como una intervención quirúrgica de acuerdo con Las recomendaciones del Ministerio de Salud. Conclusiones: la aplicabilidad de las tecnologías ligera y ligera es favorable al parto humanizado, reduciendo así los riesgos de infección y mortalidad materna y neonatal resultantes de intervenciones innecesarias provenientes de las tecnologías duras. (AU)


Assuntos
Humanos , Feminino , Gravidez , Parto Humanizado , Gravidez , Enfermagem , Enfermeiras Obstétricas , Obstetrícia
14.
Artigo em Espanhol | PAHO-IRIS | ID: phr-50724

RESUMO

[RESUMEN]. Objetivo. Esta revisión sintetiza la evidencia cuantitativa, general y desglosada por categorías tipológicas de la falta de respeto y maltrato en la atención institucional del parto y el aborto en América Latina y el Caribe. Métodos. Mediante búsquedas sistemáticas se identificaron 18 estudios primarios. Se calcularon Q e I2 y se realizaron metaanálisis, metarregresiones y análisis de subgrupos con la aplicación de un modelo de DerSimonian-Laird de efectos aleatorios agrupados con varianza inversa y la transformación arco-seno doble de Freeman-Tukey. Resultados. Se identificaron estudios realizados en cinco países de América Latina. No se identificaron estudios del Caribe. La prevalencia agregada de falta de respeto y maltrato durante el parto y el aborto fue de 39%. La medida agregada para este fenómeno durante el parto fue de 43% y la medida agregada en los casos de aborto fue de 29%. La heterogeneidad elevada no permitió generar medidas agregadas según categorías tipológicas. No obstante, se presentan las frecuencias de formas específicas del fenómeno agrupadas tipológicamente. Conclusiones. La evidencia sugiere que la falta de respeto y maltrato durante la atención del parto y el aborto son problemas de derechos humanos y salud pública prevalentes en algunos países de la Región. Es necesario lograr consenso internacional sobre la definición y operacionalización de este problema y desarrollar métodos estandarizados para su medición. Lo anterior es imprescindible para el alcance de las metas de la Agenda 2030 relacionadas con la reducción de la morbimortalidad maternoperinatal y la eliminación de todas las formas de violencia y discriminación contra la mujer.


[ABSTRACT]. Objective. This review synthesizes the evidence (quantitative, general, and by typological categories) of disrespect and abuse during childbirth and abortion in health facilities in Latin America and the Caribbean. Methods. Systematic searches identified 18 primary studies. Q and I2 were calculated, meta-analyses and meta-regressions were performed, and subgroups were analyzed using a DerSimonian and Laird random-effects model grouped by inverse variance and the Freeman-Tukey double arcsine transformation. Results. Studies conducted in five Latin American countries were identified. No studies from the Caribbean were found. The aggregate prevalence of disrespect and abuse during childbirth and abortion was 39%. The aggregated prevalence of the phenomenon in childbirth was 43% and 29% during abortion. The high heterogeneity made it impossible to generate aggregate measures according to typological categories. Nevertheless, the frequencies of specific forms of the phenomenon were grouped typologically. Conclusions. The evidence suggests that disrespect and abuse during childbirth and abortion care are human-rights and public-health problems that are prevalent in some countries of the Region. It is necessary to reach international consensus on the definition and operationalization of this problem and to develop standardized methods for its measurement. Doing so is essential in order to achieve the targets of the 2030 Agenda related to reducing maternal and newborn morbidity and mortality and eliminating all forms of violence and discrimination against women.


[RESUMO]. Objetivo. Esta revisão sintetiza as evidências quantitativas, gerais e desagregadas por categorias tipológicas do desrespeito e maus-tratos na atenção institucional ao parto e ao aborto na América Latina e Caribe. Métodos. Dezoito estudos primários foram identificados por meio de buscas sistemáticas. Foi feito o cálculo de Q e I2 e realizadas meta-análises, metarregressões e análises de subgrupos com um modelo de DerSimonian e Laird de efeitos aleatórios agrupados com variância inversa e transformação de Freeman-Tukey (duplo arco-seno). Resultados. Foram identificados estudos realizados em cinco países da América Latina. Não foi identificado nenhum estudo no Caribe. Observou-se uma prevalência agregada de 39% de desrespeito e maus-tratos durante o parto e o aborto. A medida agregada para este fenômeno durante o parto foi 43% e a medida agregada nos casos de aborto foi 29%. Devido à alta heterogeneidade, não foi possível gerar medidas agregadas segundo categorias tipológicas. No entanto, são descritas as frequências de formas específicas do fenômeno agrupadas tipologicamente. Conclusões. As evidências indicam que o desrespeito e os maus-tratos na atenção ao parto e ao aborto são uma questão de direitos humanos e de saúde pública prevalente em alguns países da Região. É preciso chegar a um consenso internacional sobre a definição e a operacionalização deste problema e elaborar métodos padronizados para mensurá-lo. Isso é imprescindível para o alcance das metas da Agenda 2030 relativas à redução da morbidade e mortalidade materna e perinatal e à eliminação de todas as formas de violência e discriminação contra a mulher.


Assuntos
Violência contra a Mulher , Parto Humanizado , Serviços de Saúde da Mulher , Aborto , Parto , Violência contra a Mulher , Parto Humanizado , Serviços de Saúde da Mulher , Aborto , Parto , Violência contra a Mulher , Serviços de Saúde da Mulher
15.
Rev. Bras. Saúde Mater. Infant. (Online) ; 19(1): 135-144, Jan.-Mar. 2019. tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1013125

RESUMO

Abstract Objectives: to describe good practices on childbirth care and obstetric interventions performed by resident nurses in obstetrics during the obstetric childbirth risk at a public maternity hospital in Salvador. Methods: a descriptive cross-sectional study with a quantitative approach, based on the of 102 parturients, between February and April 2016. The data collection was performed through the collection of information on clinical files for analysis by using descriptive statistics with absolute and relative frequencies for the evaluated categorical variables. Results: it was observed that 100.0% of the women used some kind of non-pharmacological method for pain relief, although the method of choice was to take a hot bath; 99.0% of the women drank liquids; 94.0% had the presence of a companion of free choice; 99.0% walked during labor; 100.0% had the freedom to choose a position during childbirth. It is noteworthy that no woman in this study was submitted to episiotomy, and more than 70.0% were not submitted to any obstetric intervention. Conclusions: the Programa de Residência em Enfermagem (Residency Nursing Program) an important point in the childbirth humanization process is directly associated to the increase in the normal childbirth rates, the highest use on good practices in childbirth care, and the reduction on obstetric interventions.


Resumo Objetivos: descrever as boas práticas de atenção ao parto e as intervenções obstétricas realizadas por enfermeiras residentes em obstetrícia, durante a assistência ao parto de risco obstétrico habitual, em uma maternidade pública de Salvador. Métodos: estudo transversal descritivo com abordagem quantitativa, realizado a partir de dados de 102 parturientes, no período de fevereiro a abril de 2016. A coleta dos dados deu-se através do levantamento de informações em prontuários clínicos, para análise, utilizou-se estatística descritiva com frequências absolutas e relativas para as variáveis categóricas avaliadas. Resultados: constatou-se que 100,0% das mulheres utilizaram algum tipo de método não farmacológico para alívio da dor, sendo o banho quente de aspersão o método de eleição; 99,0% das mulheres ingeriram líquidos; 94,0% tiveram a presença de um acompanhante de livre escolha; 99,0% deambularam durante o trabalho de parto; 100,0% tiveram liberdade de posição durante o parto. Destaca-se, que nenhuma mulher deste estudo foi submetida à episiotomia, e mais de 70,0% não foram submetidas a qualquer intervenção obstétrica. Conclusões: o Programa de Residência em Enfermagem, ponto importante no processo de humanização do parto, associa-se diretamente ao aumento dos índices de partos normais, maior utilização de boas práticas na assistência ao parto e redução das intervenções obstétricas


Assuntos
Humanos , Feminino , Gravidez , Trabalho de Parto , Parto Humanizado , Tocologia , Enfermeiras Obstétricas , Registros Médicos , Saúde Materno-Infantil , Epidemiologia Descritiva , Estudos Transversais , Serviços de Saúde Materno-Infantil
16.
Rev. enferm. UFPE on line ; 13(3): 624-631, mar. 2019. ilus, tab, graf
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1015550

RESUMO

Objetivo: analisar o perfil dos nascidos vivos no contexto da assistência pré-natal. Método: trata-se de um estudo quantitativo, descritivo, acerca dos nascidos vivos no ano de 2015, no qual se coletaram dados secundários disponíveis no Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde do Ministério da Saúde. Analisaram-se dados sociodemográficos da mãe e relacionados à gravidez, ao local de ocorrência do nascimento e dados referentes ao bebê pós-nascimento. Apresentaram-se os resultados em forma de tabelas e figuras. Resultados: registrou-se que, no ano de 2015, houve 100.672 nascidos vivos em Goiás e que a maioria dos nascimentos apresentou as seguintes características: parto cesáreo (67,5%); sexo masculino (51,2%); raça/cor parda (58,2%); peso ao nascer entre 3000 e 3999 gramas (63%); sem presença de anomalias no nascimento (90%) e índice de Apgar no 1º e 5º minutos entre oito e dez, com 87,2% e 90%, respectivamente. Conclusão: aponta-se que os dados em Goiás foram semelhantes aos de outros Estados do Brasil. Avalia-se que a assistência pré-natal tem o propósito de atingir todas as classes e lugares, mas ainda se evidenciam as desigualdades entre as regiões do país, sendo necessária uma maior atenção a este público vulnerável.(AU)


Objective: to analyze the profile of live births in the context of prenatal care. Method: this is a quantitative, descriptive study about live births in the year 2015, in which secondary data were collected from the Department of Informatics of the Health System of the Ministry of Health. Sociodemographic data of the mother and related to pregnancy, place of birth and data on the postnatal baby. Results were presented in the form of tables and figures. Results: it was recorded that, in 2015, there were 100,672 live births in Goiás and that the majority of births had the following characteristics: cesarean delivery (67.5%); male sex (51.2%); race / brown color (58.2%); birth weight between 3000 and 3999 grams (63%); with no abnormalities at birth (90%) and Apgar score at 1 and 5 minutes between 8 and 10, with 87.2% and 90%, respectively. Conclusion: it is pointed out that the data in Goiás were similar to those in other Brazilian States. It is assessed that prenatal care is intended to reach all classes and places, but inequalities between the regions of the country are still evident, and more attention is needed to this vulnerable public.(AU)


Objetivo: analizar el perfil de los nacidos vivos, en el contexto de la asistencia prenatal. Método: se trata de un estudio cuantitativo, descriptivo, acerca de los nacidos vivos en el año 2015, en el cual se recolectó datos secundarios disponibles en el Departamento de Informática del Sistema Único de Salud del Ministerio de Salud. Se analizaron datos sociodemográficos de la madre y relacionados con el embarazo, el lugar de nacimiento y los datos relativos al bebé post-nacimiento. Se presentaron los resultados en forma de tablas y figuras. Resultados: se registró que en el año 2015 hubo 100.672 nacidos vivos en Goiás y que la mayoría de los nacimientos presentó las siguientes características: parto cesáreo (67,5%); sexo masculino (51,2%); raza / color parda (58,2%); peso al nacer entre 3000 y 3999 gramos (63%); sin presencia de anomalías en el nacimiento (90%); y el índice de Apgar en el 1º y 5º minutos entre 8 y 10, con el 87,2% y el 90%, respectivamente. Conclusión: se apunta que los datos en Goiás fueron similares a los otros Estados de Brasil. Se estima que la asistencia prenatal tiene el propósito de alcanzar todas las clases y lugares, pero aún se evidencian las desigualdades entre las regiones del país, siendo necesaria una mayor atención a este público vulnerable.(AU)


Assuntos
Humanos , Feminino , Gravidez , Recém-Nascido , Cuidado Pré-Natal , Atenção Primária à Saúde , Recém-Nascido , Parto Humanizado , Período Pós-Parto , Serviços de Saúde Materno-Infantil , Nascimento Vivo , Mães , Educação em Saúde , Epidemiologia Descritiva , Sistemas de Informação em Saúde
17.
REME rev. min. enferm ; 23: e-1254, jan.2019.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1048088

RESUMO

OBJETIVO: construir com os profissionais de Enfermagem protocolo assistencial para nortear os cuidados de Enfermagem no processo de parturição, embasando-se nas boas práticas de atenção ao parto e ao nascimento. MÉTODO: estudo com abordagem qualitativa baseado na pesquisa convergente assistencial envolvendo 36 profissionais de Enfermagem de um Centro Cirúrgico Obstétrico e Ginecológico, no período de junho a agosto de 2017. A coleta de dados ocorreu por meio de oficinas temáticas. A análise seguiu os passos propostos por Creswell, apoiada pelo software Iramuteq. RESULTADOS: da análise emergiram duas categorias temáticas: percepção dos profissionais de Enfermagem frente a protocolos assistenciais; protocolo de boas práticas para o cuidado de Enfermagem obstétrica. CONCLUSÃO: a construção compartilhada do protocolo assistencial para a mulher em processo de parturição possibilitou identificar e compreender as barreiras e fragilidades no processo assistencial, refletir e discutir possibilidades para nortear as ações de cada profissional envolvido.(AU)


Objective: to build with the Nursing professionals a care protocol to guide Nursing care in the process of parturition, based on good practices in childbirth and birth care. Method: a study with a qualitative approach based on the convergent Care Research involving 36 Nursing professionals from an Obstetric and Gynecological Surgical Center, from June to August 2017. Data collection occurred through thematic workshops. The analysis followed the steps proposed by Creswell, supported by the Iramuteq software. Results: two thematic categories emerged from the analysis: Nursing professionals' perception of care protocols, and protocol of good practices for obstetric Nursing care. Conclusion: the shared construction of the care protocol for the woman in the parturition process made it possible to identify and understand the barriers and weaknesses in the care process, to reflect and discuss possibilities to guide the actions of each professional involved.(AU)


Objetivo: elaborar, juntamente con los profesionales de enfermería, un protocolo asistencial para la atención de enfermería durante el proceso de parto, basado en buenas prácticas de atención al mismo y al nacimiento. Método: estudio con enfoque cualitativo basado en una investigación convergente asistencial que involucró a 36 profesionales de enfermería de un Centro de cirugía obstétrica y ginecológica, de junio a agosto de 2017. La recogida de datos se realizó a través de talleres temáticos. El análisis siguió los pasos propuestos por Creswell, respaldado por el software Iramuteq. Resultados: del análisis surgieron dos categorías temáticas: la percepción de los profesionales de enfermería de los protocolos asistenciales; protocolo de buenas ...(AU)


Assuntos
Feminino , Gravidez , Trabalho de Parto , Parto Humanizado , Parto , Serviços de Saúde Materna , Enfermagem Obstétrica , Saúde Materno-Infantil , Cuidados de Enfermagem
18.
Rev. pesqui. cuid. fundam. (Online) ; 11(1): 222-227, jan.-mar. 2019.
Artigo em Inglês, Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-968516

RESUMO

Objetivo: Analizar el llenado del partograma realizado por profesionales que prestan asistencia al trabajo de parto en un hospital escolar referencia materno-infantil del Valle del São Francisco. Métodos: Se trata de un estudio descriptivo documental, retrospectivo y transversal de abordaje cuantitativo realizado por medio del análisis de 191 prontuarios de parturientas asistidas en la Institución en el año 2015. Los datos fueron analizados en el SPSS versión 20. Resultados: Mostraron que sólo 40, El 6% de los prontuarios tenían registro de apertura del partograma, el análisis de las variables verificadas en el momento de la apertura del partograma permitió identificar que el 99,5% se inició en la fase activa del trabajo de parto. A pesar de un buen registro en su apertura, los datos muestran que el proceso de monitoreo del trabajo de parto aún es poco eficaz, pues el 59,2% tuvo apenas un solo registro. Conclusión: la utilización del partograma como una buena práctica obstétrica todavía es poco utilizada en esta maternidad, se hace necesario considerar su registro como una herramienta en el monitoreo del trabajo de parto para promover una asistencia adecuada como recomienda el Ministerio de Salud


Objective: Analyzing the partograph filling performed by professionals who provide assistance to the labor in a teaching hospital that is a maternal and child healthcare reference in the Vale do São Francisco. Methods: This is a descriptive, retrospective and transversal study with a quantitative approach. There were analyzed 191 medical records of assisted mothers in the institution during the year 2015. The data were analyzed in SPSS program version 20. Results: The results showed that only 40.6% of patient records had a record of parturition, and the analysis of the variables verified at the time of the start of the partogram identified that 99.5% of the records were started in the active phase of labor. Despite of a good record in the start of partograph, the data show that the process of monitoring of labor is still not veryeffective, because 59.2% of the partographs had only a single record. Conclusion: The use of partograph as a good obstetric practice is still little used in this maternity, it is necessary to consider the partogram registration as a tool in the monitoring of labor to promote adequate assistance as it is recommended by the Brazilian Ministry of Health


Objetivo: Analisar o preenchimento do partograma realizado por profissionais que prestam assistência ao trabalho de parto em um hospital escola referência materno infantil do Vale do São Francisco. Método: Tratase de um estudo descritivo documental, retrospectivo e transversal de abordagem quantitativa realizada por meio da análise de 191 prontuários de parturientes assistidas na Instituição no ano de 2015. Os dados foram analisados no SPSS versão 20. Resultados: Mostraram que apenas 40,6% dos prontuários tinham registro de abertura do partograma. A análise das variáveis verificadas no momento da abertura do partograma permitiu identificar que 99,5% foram iniciados na fase ativa do trabalho de parto. Apesar de um bom registro na sua abertura, os dados mostram que o processo de monitoramento do trabalho de parto ainda é pouco eficaz, pois 59,2% tiveram apenas um único registro. Conclusão: A utilização do partograma como uma boa prática obstétrica ainda é pouco utilizada nesta maternidade; faz-se necessário considerar seu registro como uma ferramenta no monitoramento do trabalho de parto para promover uma assistência adequada como recomenda o Ministério da Saúde


Assuntos
Humanos , Feminino , Gravidez , Recém-Nascido , Trabalho de Parto , Enfermagem Obstétrica/normas , Enfermagem Obstétrica/tendências , Parto Humanizado , Enfermagem Obstétrica/estatística & dados numéricos
19.
Rev. enferm. UFPE on line ; 13(1): 189-205, jan. 2019. ilus, tab
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1006433

RESUMO

Objetivo: analisar as evidências científicas acerca dos fatores que determinam os cuidados de Enfermagem à mulher em processo de parturição. Método: trata-se de um estudo bibliográfico, tipo revisão integrativa, realizada nas bases de dados CINAHL, LILACS, MEDLINE, em publicações a partir do ano 2000 até 2018. Analisaram-se os estudos em seis fases e apresentados em forma de figura e sínteses. Resultados: selecionaram-se e analisaram-se 24 estudos. Organizaram-se e classificaram-se os temas comuns após a análise nas categorias "Relação profissional/parturiente: fator determinante para o cuidar"; "Valorização/Inclusão do acompanhante como fator determinante para o cuidado"; "Condições do ambiente como recurso para o processo de cuidar" e "Fatores pautados em técnicas assistenciais". Conclusão: evidenciou-se que outros fatores, além das técnicas assistenciais, são determinantes para o cuidado de Enfermagem dispensado às mulheres no processo de parto e nascimento, o que leva à necessidade de sensibilização dos profissionais para o envolvimento desses fatores no cuidado pautado nas boas práticas.(AU)


Assuntos
Humanos , Feminino , Gravidez , Trabalho de Parto , Parto Humanizado , Parto , Relações Enfermeiro-Paciente , Enfermagem Obstétrica , MEDLINE , LILACS
20.
Rev. enferm. UFPE on line ; 13(1): 255-260, jan. 2019. tab
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1007579

RESUMO

Objetivo: relatar sobre as oficinas educativas do PET-Saúde com gestantes a respeito de boas práticas obstétricas. Método: trata-se de um estudo qualitativo, descritivo, tipo relato de experiência acerca das atividades realizadas por 71 estudantes dos cursos de Enfermagem e Medicina com os preceptores e tutores das instituições de ensino. Utilizaram-se a ementa de planejamento do programa e os relatórios das oficinas para a construção dos resultados, os quais se apresentaram sob a forma de relato. Resultados: realizaram-se, a partir de três etapas, o planejamento sistemático das oficinas com gestantes, a aplicação das oficinas com gestantes nas Unidades Básicas de Saúde e a elaboração do Plano de Parto pelas gestantes. Conclusão: salienta-se que a vivência do programa permitiu uma aproximação da universidade à comunidade e a apreciação de saberes científicos e populares referentes ao ciclo gravídico-puerperal. Ressalta-se, também, em relação às atividades, a importância da promoção do protagonismo das mulheres gestantes nessa fase.(AU)


Assuntos
Humanos , Feminino , Gravidez , Atenção Primária à Saúde , Educação em Saúde , Relações Comunidade-Instituição , Parto Humanizado , Gestantes , Gestantes/educação , Promoção da Saúde , Epidemiologia Descritiva , Pesquisa Qualitativa , Práticas Interdisciplinares
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA