Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 236
Filtrar
1.
Santo Domingo; OPS; 2020-10-19. (DOR/COVID-19/20-001).
em Espanhol | PAHO-IRIS | ID: phr2-52882

RESUMO

La Representación de la Oganización Panamericana de la Salud en la República Dominicana ha trabajado en coordinación con las autoridades nacionales desde la emisión de la alerta de emergencia sanitaria internacional emitida por la Organización Mundial de la Salud el 30 de enero del 2020. En este documento se presentan las medidas adoptadas por el país en el período de enero a septiembre para hacer frente a la pandemia.


Assuntos
Infecções por Coronavirus , República Dominicana , Cooperação Técnica , Epidemias , Pandemias , Planos de Contingência , Coronavirus , Saúde Pública , Infecções por Coronavirus
3.
s.l; Paraná (Estado). Secretaria de Estado; jun. 2020.
Não convencional em Português | LILACS, Coleciona SUS | ID: biblio-1102899

RESUMO

O Plano de Contingência é um documento elaborado com o intuito de auxiliar o Estado do Paraná na resposta ao enfrentamento da pandemia pelo coronavírus, originada na cidade de Wuhan, na China, no final do ano de 2019. O vírus SARS CoV-2, causador da Doença COVID-19, pode determinar sérios danos à saúde das pessoas e à economia dos entes federados. Neste Plano estão definidas as responsabilidades da Secretaria de Estado e Secretarias Municipais de Saúde, em parceria com o Ministério da Saúde, na organização necessária para gestão e funcionamento dos serviços de saúde, de modo a atender as situações de emergência relacionadas à circulação do vírus no Paraná. O documento visa a integralidade das ações na prevenção e monitoramento da doença, bem como na assistência à saúde da população. As ações em andamento e as que serão implementadas devem promover a assistência adequada às pessoas, com sensível e oportuna atuação da vigilância em saúde, bem como ações de informação e comunicação. Para tanto, é necessário que os municípios mantenham seus planos de contingência atualizados, contemplando a realidade local para planejamento e organização de ações. Estas diretrizes têm por objetivo colaborar com os serviços de saúde na mitigação dos processos epidêmicos, comunicação de risco e na redução da morbimortalidade por COVID-19. As equipes de saúde no Sistema Único de Saúde (SUS) já desenvolvem diversas atividades de rotina e deverão dar sustentação às ações definidas neste Plano de Contingência.


Assuntos
Pneumonia Viral , Infecções por Coronavirus/prevenção & controle , Infecções por Coronavirus/epidemiologia , Planos de Contingência , Vigilância em Saúde Pública , Controle Sanitário de Aeroportos e Aeronaves , Controle Sanitário de Portos e Embarcações , Controle Sanitário de Fronteiras , Informação de Saúde ao Consumidor/métodos , Comunicação em Saúde/métodos
4.
s.l; s.n; jun. 2020.
Não convencional em Português | LILACS, Coleciona SUS | ID: biblio-1103444

RESUMO

Diante da Emergência em Saúde Pública declarada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) na data de 30 de janeiro do ano corrente, por doença respiratória causada pelo agente novo coronavírus (COVID-19), conforme casos detectados na China, e considerando-se as recomendações da OMS, a Secretaria Estadual da Saúde do Rio Grande do Sul (SES/RS) definiu a ativação do Centro de Operação de Emergência (COE) COVID-19. Este documento apresenta o Plano de Contingência Estadual, o qual está em consonância com o Plano de Contingência Nacional para Infecção Humana pelo novo Coronavírus, que definem o nível de resposta e a estrutura de comando correspondente a ser configurada, em cada esfera e nível de complexidade. A estruturação da resposta em três níveis é geralmente usada em planos de preparação e resposta em todo o mundo. Deste modo, seguimos a recomendação do Ministério da Saúde (MS). Toda medida deve ser proporcional e restrita aos riscos.(AU)


Assuntos
Humanos , Pneumonia Viral/prevenção & controle , Infecções por Coronavirus/prevenção & controle , Infecções por Coronavirus/epidemiologia , Planos de Contingência , Vigilância em Saúde Pública , Controle Sanitário de Aeroportos e Aeronaves , Controle Sanitário de Portos e Embarcações , Controle Sanitário de Fronteiras
5.
Campo Grande; s.n; jun. 2020.
Não convencional em Português | LILACS, Coleciona SUS | ID: biblio-1103518

RESUMO

Em 29 de dezembro de 2019, um hospital em Wuhan admitiu quatro pessoas com pneumonia e reconheceu que as quatro haviam trabalhado no Mercado Atacadista de Frutos do Mar de Huanan, que vende aves vivas, produtos aquáticos e vários tipos de animais selvagens ao público. O hospital relatou essa ocorrência ao Centro de Controle de Doenças (CDCChina) e os epidemiologistas de campo da China (FETP-China) encontraram pacientes adicionais vinculados ao mercado e, em 30 de dezembro, as autoridades de saúde da província de Hubei notificaram esse cluster ao CDC da China. A partir desse momento uma série de ações foi adotada, culminando com a ativação no dia 22 de janeiro de 2020 do Centro de Operações de Emergência em Saúde Pública (COE- COVID-19), do Ministério da Saúde (MS) coordenado pela Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS), com o objetivo de nortear a atuação do MS na resposta à possível emergência de saúde pública, buscando uma atuação coordenada no âmbito do SUS. O Brasil adota a ferramenta de classificação de emergência em três níveis, seguindo a mesma linha utilizada globalmente na preparação e resposta em todo o mundo. Portanto, Secretarias de Saúde dos Municípios, Estados e Governo Federal, bem como serviços de saúde pública ou privada, agências, empresas devem ter o plano nacional como norteador de seus próprios planos de contingência e suas medidas de resposta. Toda medida deve ser proporcional e restrita aos riscos vigentes. Este documento apresenta o Plano de Contingência Estadual para Infecção Humana pelo Coronavírus (COVID-19) para Mato Grosso do Sul, em caso de surto de COVID-19 e define o nível de resposta e a estrutura de comando correspondente a ser configurada, em cada nível de resposta.


Assuntos
Humanos , Infecções por Coronavirus/prevenção & controle , Infecções por Coronavirus/transmissão , Infecções por Coronavirus/epidemiologia , Planos de Contingência , Vigilância em Saúde Pública/métodos , Brasil , Controle Sanitário de Aeroportos e Aeronaves , Controle Sanitário de Portos e Embarcações , Controle Sanitário de Fronteiras
8.
Araguaçu ­ TO; [S.n]; 20200504. 37 p p.
Não convencional em Português | LILACS, Coleciona SUS, CONASS, SES-TO | ID: biblio-1123396

RESUMO

Orienta na campanha para ações de combate ao Coronavírus (Covid-19) no município de Araguaçu no Tocantins. Apresenta quais as definições de casos de infecção humana pelo COVID-19. Orientações de como notificar ao Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (CIEVS). Quais os períodos de incubação da doença. Fatores sobre a transmissão e tratamento. Investigação epidemiológica. Quais atribuições da Vigilância em Saúde. Orientações para a coleta de amostras no Laboratório Central de Saúde Pública do Tocantins (LACEN-TO) bem como a técnica de coleta de Swabde nasofaringe e orofaringe (swabs combinados), o acondicionamento, transporte e envio das amostras. Traz as recomendações para a coleta de amostras em situação de óbito. Mostra as medidas de prevenção e controle Precauções padrão, as medidas de isolamento. Transporte do paciente. Como se dá a Limpeza e desinfecção de superfícies. Quais as atribuições das unidades hospitalares quanto aos cuidados com o paciente.


Guides in the campaign for actions to combat Coronavirus (Covid-19) in the municipality of Araguaçu in Tocantins. It presents the definitions of cases of human infection by COVID-19. Guidelines on how to notify the Health Surveillance Strategic Information Center (CIEVS). What are the disease incubation periods. Factors about transmission and treatment. Epidemiological investigation. Which attributions of Health Surveillance. Guidelines for the collection of samples at the Central Laboratory of Public Health of Tocantins (LACEN-TO) as well as the technique of collecting Swabde nasopharynx and oropharynx (combined swabs), packaging, transport and sending of samples . It provides recommendations for the collection of samples in situations of death. Shows prevention and control measures Standard precautions, isolation measures. Transporting the patient. How to clean and disinfect surfaces. What are the attributions of hospital units regarding patient care.


Guías en la campaña de acciones de combate al Coronavirus (Covid-19) en el municipio de Araguaçu en Tocantins. Presenta las definiciones de casos de infección humana por COVID-19. Directrices sobre cómo notificar al Centro de Información Estratégica de Vigilancia Sanitaria (CIEVS). Cuáles son los períodos de incubación de la enfermedad. Factores de transmisión y tratamiento. Investigación epidemiológica. Qué atribuciones de la Vigilancia Sanitaria. Lineamientos para la recolección de muestras en el Laboratorio Central de Salud Pública de Tocantins (LACEN-TO) así como la técnica de recolección de Swabde nasofaringe y orofaringe (hisopos combinados), el empaque, transporte y envío de las muestras . Proporciona recomendaciones para la recolección de muestras en situaciones de muerte. Muestra medidas de prevención y control Precauciones estándar, medidas de aislamiento. Transporte del paciente. Cómo limpiar y desinfectar superficies. Cuáles son las atribuciones de las unidades hospitalarias en cuanto a la atención al paciente.


Guides de la campagne d'actions de lutte contre le Coronavirus (Covid-19) dans la municipalité d'Araguaçu à Tocantins. Il présente les définitions des cas d'infection humaine par COVID-19. Lignes directrices sur la manière de notifier le Centre d'information stratégique de surveillance sanitaire (CIEVS). Quelles sont les périodes d'incubation de la maladie. Facteurs de transmission et de traitement. Enquête épidémiologique. Quelles attributions de la Surveillance de la Santé. Directives pour le prélèvement d'échantillons au Laboratoire Central de Santé Publique de Tocantins (LACEN-TO) ainsi que la technique de prélèvement de Swabde nasopharynx et oropharynx (écouvillons combinés), l'emballage, le transport et l'envoi des échantillons . Il fournit des recommandations pour le prélèvement d'échantillons en cas de décès. Affiche les mesures de prévention et de contrôle Précautions standard, mesures d'isolement. Transport du patient. Comment nettoyer et désinfecter les surfaces. Quelles sont les attributions des unités hospitalières en matière de soins aux patients.


Assuntos
Atenção Secundária à Saúde/organização & administração , Infecções por Coronavirus/prevenção & controle , Planos de Contingência , Manejo de Espécimes/métodos , Testes Sorológicos , Desinfecção/normas , Equipamento de Proteção Individual/provisão & distribução
11.
Aparecida do Rio Negro-TO; [S.n]; 20200400. 16 p p.
Não convencional em Português | LILACS, Coleciona SUS, CONASS, SES-TO | ID: biblio-1123367

RESUMO

Traz recomendações e orientações para ações de combate ao Coronavírus (Covid-19) no município de Aparecida do Rio Negro no Tocantins.


It provides recommendations and guidelines for actions to combat the Coronavirus (Covid-19) in the municipality of Aparecida do Rio Negro in Tocantins.


Brinda recomendaciones y lineamientos para acciones de combate al Coronavirus (Covid-19) en el municipio de Aparecida do Rio Negro en Tocantins.


Il fournit des recommandations et des lignes directrices pour les actions de lutte contre le Coronavirus (Covid-19) dans la municipalité d'Aparecida do Rio Negro à Tocantins.


Assuntos
Humanos , Atenção Secundária à Saúde/organização & administração , Precauções Universais/métodos , Infecções por Coronavirus/prevenção & controle , Planos de Contingência , Isolamento de Pacientes/métodos , Triagem/métodos , Higiene das Mãos/normas , Equipamento de Proteção Individual/provisão & distribução
12.
Araguacema/TO; [S.n]; 2; 20200408. 71 p.
Não convencional em Português | LILACS, Coleciona SUS, CONASS, SES-TO | ID: biblio-1123388

RESUMO

Orienta na campanha para ações de combate ao Coronavírus (Covid-19) no município de Araguacema no Tocantins. Apresenta quais as definições de casos de infecção humana pelo COVID-19. Orientações de como notificar ao Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (CIEVS). Quais os períodos de incubação da doença. Fatores sobre a transmissão e tratamento. Investigação epidemiológica. Quais atribuições da Vigilância em Saúde. Orientações para a coleta de amostras no Laboratório Central de Saúde Pública do Tocantins (LACEN-TO) bem como a técnica de coleta de Swabde nasofaringe e orofaringe (swabs combinados), o acondicionamento, transporte e envio das amostras. Traz as recomendações para a coleta de amostras em situação de óbito. Mostra as medidas de prevenção e controle Precauções padrão, as medidas de isolamento. Transporte do paciente. Como se dá a Limpeza e desinfecção de superfícies. Quais as atribuições das unidades hospitalares quanto aos cuidados com o paciente.


He guides in the campaign for actions to combat the Coronavirus (Covid-19) in the municipality of Araguacema in Tocantins. It presents the definitions of cases of human infection by COVID-19. Guidelines on how to notify the Health Surveillance Strategic Information Center (CIEVS). What are the disease incubation periods. Factors about transmission and treatment. Epidemiological investigation. Which attributions of Health Surveillance. Guidelines for the collection of samples at the Central Laboratory of Public Health of Tocantins (LACEN-TO) as well as the technique of collecting Swabde nasopharynx and oropharynx (combined swabs), packaging, transport and sending of samples . It provides recommendations for the collection of samples in situations of death. Shows prevention and control measures Standard precautions, isolation measures. Transporting the patient. How to clean and disinfect surfaces. What are the attributions of hospital units regarding patient care.


Orienta en la campaña de acciones de combate al Coronavirus (Covid-19) en el municipio de Araguacema en Tocantins. Presenta las definiciones de casos de infección humana por COVID-19. Directrices sobre cómo notificar al Centro de Información Estratégica de Vigilancia Sanitaria (CIEVS). Cuáles son los períodos de incubación de la enfermedad. Factores de transmisión y tratamiento. Investigación epidemiológica. Qué atribuciones de la Vigilancia Sanitaria. Lineamientos para la recolección de muestras en el Laboratorio Central de Salud Pública de Tocantins (LACEN-TO) así como la técnica de recolección de Swabde nasofaringe y orofaringe (hisopos combinados), el empaque, transporte y envío de las muestras . Proporciona recomendaciones para la recolección de muestras en situaciones de muerte. Muestra medidas de prevención y control Precauciones estándar, medidas de aislamiento. Transporte del paciente. Cómo limpiar y desinfectar superficies. Cuáles son las atribuciones de las unidades hospitalarias en cuanto a la atención al paciente.


Il guide dans la campagne d'actions de lutte contre le Coronavirus (Covid-19) dans la commune d'Araguacema à Tocantins. Il présente les définitions des cas d'infection humaine par COVID-19. Lignes directrices sur la manière de notifier le Centre d'information stratégique de surveillance sanitaire (CIEVS). Quelles sont les périodes d'incubation de la maladie. Facteurs de transmission et de traitement. Enquête épidémiologique. Quelles attributions de la Surveillance de la Santé. Directives pour le prélèvement d'échantillons au Laboratoire Central de Santé Publique de Tocantins (LACEN-TO) ainsi que la technique de prélèvement de Swabde nasopharynx et oropharynx (écouvillons combinés), l'emballage, le transport et l'envoi des échantillons . Il fournit des recommandations pour le prélèvement d'échantillons en cas de décès. Affiche les mesures de prévention et de contrôle Précautions standard, mesures d'isolement. Transport du patient. Comment nettoyer et désinfecter les surfaces. Quelles sont les attributions des unités hospitalières en matière de soins aux patients.


Assuntos
Humanos , Infecções por Coronavirus/prevenção & controle , Planos de Contingência , Pandemias/prevenção & controle , Manejo de Espécimes/métodos , Testes Sorológicos/métodos , Saúde do Trabalhador/normas , Notificação de Doenças , Monitoramento Epidemiológico , Equipamento de Proteção Individual/provisão & distribução
13.
Brasília, D.F.; OPAS; 2020-04-02. (OPAS/BRA/Covid-19/20-039).
em Português | PAHO-IRIS | ID: phr2-51995

RESUMO

[Introdução]: A pandemia de COVID-19 causou em todos os países do mundo uma saturação e colapso sem precedentes nos serviços de saúde, que exigiram a implementação de estratégias, nem sempre bem organizadas, para atender às necessidades resultantes do aumento progressivo da demanda por atendimento médico. A resposta dos serviços de saúde começa pela comunidade, com a educação da população, medidas de saúde pública e de prevenção por meio da atenção primária, além da coordenação e articulação com os hospitais. A ampliação da capacidade de resposta implica reforçar a atenção primária e a disponibilidade de recursos suficientes no âmbito hospitalar, por meio de medidas de reconversão de leitos, realocação da equipe de saúde, alta precoce dos pacientes, entre outras medidas. À medida em que essas capacidades da rede de serviços de saúde precisam ser reforçadas, ou que tenham sido superadas, é necessário considerar outras estratégias no nível comunitário. Uma dessas estratégias poderia ser o uso de hotéis como uma extensão dos estabelecimentos de saúde.


Assuntos
Infecções por Coronavirus , Pandemias , Capacidade de Resposta ante Emergências , Planos de Contingência
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA