Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 638
Filtrar
2.
RECIIS (Online) ; 13(4): 702-706, out.-dez. 2019.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1047483

RESUMO

Esta nota resulta de reflexões iniciais sobre a atual conjuntura brasileira no que tange aos desafios postos aos povos indígenas, diante de um governo declaradamente anti-indígena. Considerando a perspectiva histórica da política indigenista brasileira, observam-se elementos que nos instigam a analisar a relação do Estado com os povos originários e a capacidade que o movimento indígena brasileiro tem de articulação visando à resistência. São necessários saberes e práticas que exigem, cada vez mais, o rompimento com o pensamento autoritário e colonialista tão presente no contexto brasileiro.


This text is product of the initial attempts to think about the current Brazilian conjuncture regarding the challenges posed to indigenous peoples since they are confronted with a government who have declared to be anti-indigenous. From the historical perspective of Brazilian governmental policy towards indigenous, we observe elements that push us to analyze the relationship of the State with the indigenous peoples and the Brazilian indigenous movement' capacity for interacting to resist. Knowledge and practices that demand more and more a break with the authoritarian and colonialist thinking so present in the Brazilian context are indispensable.


Esta nota resulta de reflexiones iniciales a cerca de la coyuntura brasileña actual por lo que se refiere a los desafíos que los pueblos indígenas tienen que enfrentar frente a un Gobierno que expresa clara y determinadamente ser antiindígena. Observando la perspectiva histórica de la política indigenista brasileña, hay elementos que instigan el análisis de la relación del Estado con los pueblos indígenas y la capacidad que el movimiento indígena brasileño tiene de articularse para resistir. Son necesarios saberes y prácticas que exigen cada vez más el rompimiento con el pensamiento autoritario y colonialista tan presente en el contexto brasileño.


Assuntos
Humanos , Autoritarismo , Brasil , Ecossistema Amazônico , População Indígena , Violência Étnica , Incêndios Florestais/estatística & dados numéricos , Violações dos Direitos Humanos , Política Ambiental , Cultura Indígena , Mercúrio , Mineração
3.
RECIIS (Online) ; 13(4): 725-735, out.-dez. 2019.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1047528

RESUMO

O Exército Zapatista de Liberação Nacional (EZLN) e suas bases de apoio são formados predominantemente por indígenas que vivem na região de Chiapas, no México. O movimento constrói uma profunda experiência de autonomia, o que passa por diferentes dimensões da vida coletiva. Neste artigo, pretendemos, a partir de um trabalho de campo realizado na região, nos focar na saúde autônoma. A concepção de saúde está estritamente relacionada com a noção de terra, já que para ter saúde é preciso pertencer a um cosmos, permeado pelo respeito recíproco entre os mais diferentes seres, em uma luta constante para engrandecer o ch'ulel (espírito) e, com isso, caminhar rumo ao lekil kuxlejal (Bem Viver). Para colocar em prática esses princípios, o cuidado em saúde é protagonizado pelos promotores autônomos de saúde e pelas assembleias comunitárias.


The Zapatista Army of National Liberation (EZLN, in Spanish) and its bases are formed predominantly by indigenous languages living in the region of Chiapas, Mexico. The movement builds a profound experience of autonomy, which goes through different dimensions of collective life. In this article, we intend, from a fieldwork carried out in the region, to focus on autonomous health. The conception of health is closely related to the notion of land, since in order to have health it is necessary to belong to a cosmos, permeated by mutual respect between the most different beings, in a constant struggle to ennoble the ch'ulel (spirit) and thus to walk to the lekil kuxlejal (Good Living). To put these principles into practice, healthcare is carried out by autonomous health promoters and communal assemblies.


El Ejército Zapatista de Liberación Nacional (EZLN) y sus bases de apoyo son formados predominantemente por indígenas que viven en la región de Chiapas, México. El movimiento construye una experiencia profunda de autonomía, que atraviesa diferentes dimensiones de la vida colectiva. En este artículo, nos proponemos, a partir de un trabajo de campo realizado en la región, enfocar la salud autónoma. La concepción de salud guarda una estrecha relación con la noción de tierra, ya que para tener salud es necesario pertenecer a un cosmos, impregnado por el respeto mutuo entre los seres más diferentes, en una lucha constante para engrandecer el ch'ulel (espíritu) y, de este modo, caminar hasta el lekil kuxlejal (Buen Vivir, también llamado Vivir Bien). Para poner en práctica estos principios, la asistencia en salud se lleva a cabo por los promotores autónomos de salud y por las asambleas comunitarias.


Assuntos
Humanos , Colonialismo , Capitalismo , População Indígena , Antropologia Médica , Antropologia Cultural , Organização Comunitária , Racismo , Direitos dos Povos Indígenas , Cultura Indígena , Promoção da Saúde , México
4.
Rev. Esc. Enferm. USP ; 53: e03464, Jan.-Dez. 2019.
Artigo em Espanhol | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1020376

RESUMO

RESUMEN Objetivo Explorar la construcción social que sobre violencia obstétrica han elaborado mujeres Tének y Náhuatl de México. Método Estudio cualitativo-sociocrítico, mediante gupos focales se profundizó en las experiencias de parto de quienes vivieron un parto en el periodo 2015-2016. Resultados Participaron 57 mujeres. Mediante análisis de discurso se identificó que las participantes no poseen suficiente información sobre violencia obstétrica y/o derechos sexuales y reproductivos, lo que las imposibilita para asociar sus experiencias negativas al término legal "violencia obstétrica". Sus discursos corresponden en su mayoría a lo que desde el marco legal se ha denominado "violencia obstétrica", sin embargo, experiencias como el ayuno prolongado o el uso de tecnologías para la invasión de su intimidad fueron narradas como algo que conciben violento y que no se ha incorporado dentro del término legal. Conclusión Múltiples acciones que atentan contra los derechos humanos de las mujeres tienen lugar dentro de las salas de parto, la mayor parte no son identificadas por las usuarias, puesto que no han construido socialmente la imagen de la violencia obstétrica, ello no las hace menos susceptibles sin embargo, a sentirse agredidas y denigradas en sus partos.


RESUMO Objetivo Explorar a construção social que as mulheres Tének e Náhuatl do México elaboraram sobre a violência obstétrica. Método Estudo qualitativo-sociocrítico; por meio de grupos focais, houve um aprofundamento nas experiências de parto daquelas que passaram por um parto no período de 2015 a 2016. Resultados Participaram 57 mulheres. Mediante análise do discurso, foi identificado que as participantes não possuem informação suficiente sobre violência obstétrica e/ou direitos sexuais e reprodutivos, o que as impossibilita de associar suas experiências negativas ao termo legal "violência obstétrica". Seus discursos correspondem na sua maioria ao que, a partir do marco legal, foi denominado "violência obstétrica"; entretanto, experiências como jejum prolongado ou uso de tecnologias para a invasão da sua intimidade foram narradas como algo que concebem ser violento e que não foi incorporado ao termo legal. Conclusão Múltiplas ações que atentam contra os direitos humanos das mulheres têm lugar dentro das salas de parto, a maior parte não é identificada pelas usuárias, visto que não construíram socialmente a imagem da violência obstétrica, mas isso não as faz menos suscetíveis de sentir-se agredidas e denegridas nos seus partos.


ABSTRACT Objective To explore the social construction of obstetric violence developed by Tenek and Nahuatl women in Mexico. Method Qualitative, socio-critical study conducted through focal groups in which were deepened the childbirth experiences lived in the period 2015-2016. Results Participation of 57 women. Through discourse analysis, it was identified that participants do not have enough information about obstetric violence and/or sexual and reproductive rights. This makes the association of their negative experiences with the legal term "obstetric violence" impossible. Most of their speeches correspond to the legal denomination of "obstetric violence". Experiences like prolonged fasting or the use of technologies for invading their privacy were narrated like situations they perceive as violent, but have not been incorporated within the legal term. Conclusion Multiple actions against women's human rights take place within delivery rooms. Most remain unidentified by users, since they have not socially constructed the image of obstetric violence. However, that fact does not make them less susceptible to feel attacked and denigrated during their childbirth experiences.


Assuntos
Humanos , Feminino , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Salas de Parto , Parto , População Indígena , Violência contra a Mulher , México , Grupos Focais , Pesquisa Qualitativa , Enfermagem Obstétrica
5.
Recurso na Internet em Português | LIS - Localizador de Informação em Saúde, LIS-fiocruz-SI | ID: lis-LISBR1.1-46821

RESUMO

A Universidade Federal do Rio Grande do Sul, no âmbito do Programa de Ações Afirmativas, anualmente promove, a partir de encontro com lideranças locais do Rio Grande do Sul, a escolha de cursos que serão oferecidas vagas suplementares àquelas ofertadas no Concurso Vestibular para o Processo Seletivo Específico a Estudantes Indígenas.


Assuntos
Ação Afirmativa , População Indígena
6.
Recurso na Internet em Português | LIS - Localizador de Informação em Saúde, LIS-fiocruz-SI | ID: lis-LISBR1.1-46798

RESUMO

Politica de Atenção Básica do Rio Grande do Sul.


Assuntos
Atenção Primária à Saúde , População Indígena
7.
Recurso na Internet em Português | LIS - Localizador de Informação em Saúde, LIS-fiocruz-SI | ID: lis-LISBR1.1-46799

RESUMO

Legislação da Atenção Básica do Rio Grande do Sul. Estabelece incentivo financeiro aos municípios para qualificação da Atenção Básica prestada aos povos indígenas no Estado do Rio Grande do Sul, com vista a corresponsabilização dos três entes federativos.


Assuntos
Legislação , População Indígena , Atenção Primária à Saúde
8.
Recurso na Internet em Português | LIS - Localizador de Informação em Saúde, LIS-fiocruz-SI | ID: lis-LISBR1.1-46789

RESUMO

Aprovação da PEC 187/2016 pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara dos deputados.


Assuntos
Legislação como Assunto , População Indígena
9.
Recurso na Internet em Português | LIS - Localizador de Informação em Saúde, LIS-fiocruz-SI | ID: lis-LISBR1.1-46790

RESUMO

Aprovação da Proposta de Emenda Constitucional (PEC).


Assuntos
Cultivos Agrícolas , População Indígena
10.
Recurso na Internet em Português | LIS - Localizador de Informação em Saúde, LIS-fiocruz-SI | ID: lis-LISBR1.1-46791

RESUMO

Debate sobre relatório de repasse a saúde indígena.


Assuntos
Alocação de Recursos para a Atenção à Saúde , População Indígena
11.
Recurso na Internet em Português | LIS - Localizador de Informação em Saúde, LIS-bvsms | ID: lis-LISBR1.1-46737

RESUMO

Tungíase é uma parasitose causada por fêmeas grávidas de uma espécie de pulga, Tunga penetrans, que habita o solo de zonas arenosas.


Assuntos
Tungíase , Tunga , Sifonápteros , Parasitos , Saneamento de Residências , População Indígena , Áreas de Pobreza , Zonas Remotas , Pobreza
12.
Recurso na Internet em Português | LIS - Localizador de Informação em Saúde, LIS-fiocruz-SI | ID: lis-LISBR1.1-46672

RESUMO

Site institucional da Unesco para comemoração do Ano Internacional das Línguas Indígenas.


Assuntos
Estudos de Linguagem , População Indígena , Direitos dos Povos Indígenas
13.
Recurso na Internet em Português | LIS - Localizador de Informação em Saúde | ID: lis-LISBR1.1-46673

RESUMO

Desaparecimento de idiomas nativos.


Assuntos
Barreiras de Comunicação , População Indígena , Memória
14.
Recurso na Internet em Português | LIS - Localizador de Informação em Saúde, LIS-fiocruz-SI | ID: lis-LISBR1.1-46674

RESUMO

ETNOLOGIA- BRASIL INDÍGENA Os artefatos da exposição de Etnologia Indígena do Museu Nacional contam um pouco da ocupação do interior do país, em especial na Amazônia e no Brasil Central.


Assuntos
Exposição , Cultura Indígena , População Indígena , Antropologia Cultural
15.
Recurso na Internet em Português | LIS - Localizador de Informação em Saúde, LIS-bvsms | ID: lis-LISBR1.1-46635

RESUMO

A Coordenação Geral de Saúde dos Adolescentes e Jovens – CGSAJ/DAPES/SAS, com o apoio de coletivos jovens de todo o país e do Fundo de População das Nações Unidas - Unfpa, apresenta o DiverSUS - Educomunicação, Juventudes e Saúde.


Assuntos
Diversidade Cultural , Saúde do Adolescente , Pessoas Transgênero , Direitos Sexuais e Reprodutivos , Minorias Sexuais e de Gênero , População Indígena
16.
Licere (Online) ; 22(02): 500-523, junho.2019. ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1022283

RESUMO

O estudo analisa a primeira edição dos Jogos Mundiais dos Povos Indígenas (JMPI), realizados em 2015, no Brasil, a partir de como procederam as discussões e as formulações das políticas voltadas a esse evento esportivo. De cunho qualitativo, o estudo utilizou do modelo de análise dos Múltiplos Fluxos que verifica os fatores que influenciam na formulação da agenda política, por meio da análise documental das leis e decretos nacionais que dispõem sobre o esporte voltado aos povos indígenas, bem como relatórios emitidos pelo Ministério do Esporte do Brasil, em parceria com a UNESCO. Os resultados apontam para a incorporação dos JMPI à agenda política a partir da convergência entre o fluxo de problemas, desenhado a partir da ausência de políticas públicas voltadas às demandas indígenas, da falta de valorização e de divulgação da cultura indigenista e do feedback dos Jogos dos Povos Indígenas Brasileiros; o fluxo das políticas, instaurado por meio de documentos internacionais publicados em defesa da cultura indígena e dos jogos tradicionais de diferentes povos; e, o fluxo da política, por meio das representações do Ministério do Esporte Brasileiro, do Comitê Intertribal e as lideranças estrangeiras, culminando na abertura da janela de oportunidade para a organização do evento esportivo.


The study examines the first edition of the World Indigenous Games, held in Brazil in 2015, based on how the discussions and formulations of the policies related to this sporting event proceeded. In a qualitative way, the study used the Multiple Streams framework, which verifies the factors that influence the formulation of the political agenda, through a documental analysis of national laws and decrees that regulate the sport focused on indigenous peoples, as well as reports issued by the Ministry of Sports (Brazil), in partnership with UNESCO. The results point to the incorporation of the World Indigenous Games into the political agenda based on the convergence between the problem stream, drawn from the absence of public policies focused on indigenous demands, lack of appreciation and dissemination of indigenous culture and feedback from the Brazilian Indigenous Games; the policy stream, established through international documents published in defense of indigenous culture and traditional games of different peoples; and the political stream, through the representations of the Brazilian Ministry of Sports, the Intertribal Committee and the foreign leadership, culminating in the opening of the "launch window" for the organization of the sporting event.


Assuntos
Humanos , Formulação de Políticas , Política Pública , Esportes , População Indígena , Direitos dos Povos Indígenas , Cultura Indígena , Transculturação
17.
Licere (Online) ; 22(02): 452-475, junho.2019. ilus, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1021175

RESUMO

O objetivo do estudo foi analisar as brincadeiras de raízes indígenas do povo Tembé do Alto Rio Guamá, considerando a existência de uma relação ambivalente entre tradição e modernidade. Para tanto, delimita o olhar sobre as brincadeiras tradicionais direcionadas pela abordagem qualitativa. Num primeiro momento, foi realizado um levantamento bibliográfico e, posteriormente, trabalho em campo para coleta de dados que aconteceu por meio de entrevistas guiadas com participação indígenas. Analisou-se a influência social e cultural do uso das tecnologias no cotidiano das crianças indígenas, onde as mesmas têm se apropriado da identidade de sua comunidade, substituindo silenciosamente os hábitos tradicionais que geravam interação com a comunidade e o meio ambiente. Relacionando as brincadeiras que fazem parte da cultura indígena com as brincadeiras atuantes de culturas externas buscou-se respostas para os seguintes questionamentos: As brincadeiras de raiz do povo Tembé do Alto Rio Guamá tem se modificado com a influência tecnológica dos povos externos? De que forma é possível manter a tradição das brincadeiras tradicionais frente aos avanços da tecnologia no mundo moderno?


The objective of the study was to analyze the indigenous roots of the Tembé people of the high Rio Guamá, considering the existence of an ambivalent relationship between tradition and modernity. To do so, it delimits the look on the jokes directed by the qualitative approach. At first, a bibliographical survey was carried out and, later, fieldwork for data collection that happened through guided interviews with indigenous participation. It was analyzed the social and cultural influence of the use of technologies in the daily life of indigenous children, where they have appropriated the identity of their community, silently replacing the traditional habits that generated interaction with the community and the environment. Relating the jokes that are part of the indigenous culture to the playful acts of external cultures, we sought answers to the following questions: Have the root games of the Tembé people of the high Rio Guamá been modified by the technological influence of the external peoples? In what way is it possible to maintain the tradition of traditional games against the advances of technology in the modern world?


Assuntos
Qualidade de Vida , População Indígena , Rede Social , Estilo de Vida Saudável , Cultura Indígena , Transculturação , Atividades de Lazer
18.
Licere (Online) ; 22(02): 132-159, junho.2019. graf
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1008299

RESUMO

Verifica, descreve e traça um perfil, através do método etnográfico, das práticas de lazer do povo indígena Tremembé de Almofala, no município de Itarema, estado do Ceará. Para a coleta dos dados utilizaram-se entrevistas estruturadas, relatos, fotos e vídeos, abrangendo 78 pessoas de 04 a 87 anos, indígenas residentes na praia de Almofala. Através da análise dos dados foi apontado como principais resultados o perfil, a singularidade e a descrição do lazer, bem como traços da cultura inseridos nesse processo; verificando que ainda há uma grande diversidade dessas práticas, com o sentimento de grupo envolvido em várias das atividades.


It verifies, describes and traces a profile, through the ethnographic method, of the leisure practices of the Tremembé indigenous people of Almofala, in the municipality of Itarema, state of Ceará. For the data collection, structured interviews, reports, photos and videos were used, covering 78 people from 04 to 87 years old, indigenous residents in the beach of Almofala. Through the analysis of the data, the profile, singularity and description of the leisure as well as traces of the culture inserted in this process were pointed out as main results; verifying that there is still a great diversity of these practices, with the group feeling involved in several of the activities.


Assuntos
População Indígena , Fatores Sociológicos , Cultura Indígena , Atividades de Lazer
19.
Bol. latinoam. Caribe plantas med. aromát ; 18(3): 265-276, mayo 2019. tab, ilus, mapas
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: biblio-1007975

RESUMO

Medicinal plants are very useful for man and is the result of the experience that has accumulated for generations. The aim of the study was to obtain information on the use of medicinal plants used in indigenous communities of the Sierra Negra de Puebla, Mexico. A semi-structured interview was applied to 635 people; 79.5% women and 20.5% men. The use of 43 species divided into 21 families was reported. The most used families were Asteraceae (8 spp.), Lamiaceae (4 spp.) And Rutaceae (4 spp.), The species with higher frequency and use value were Matricaria recutita and Mentha piperita, the main affections treated were; stomach pain, cough and flu. The leaves were the most used (55%) the main form of preparation (30.2%) was maceration, most (65%) grow the plants in orchards. In indigenous communities, women have a preponderant role in the use of medicinal plants.


Las plantas medicinales son de gran utilidad para el hombre y es resultado de la experiencia que ha acumulado por generaciones. El objetivo del estudio fue obtener información sobre el uso de las plantas medicinales utilizadas en comunidades indígenas de la Sierra Negra de Puebla, México. Se aplicó una entrevista semiestructurada a 635 personas; 79.5% mujeres y 20.5% hombres. Se reportó el uso de 43 especies divididas en 21 familias. Las familias más utilizadas fueron Asteraceae (8 spp.), Lamiaceae (4 spp.) y Rutaceae (4 spp.), las especies con mayor frecuencia y valor de uso fueron Matricaria recutita y Mentha piperita, las principales afecciones tratadas fueron; dolor estomacal, tos y gripa. Las hojas fueron la parte más utilizada (55%) la principal forma de preparación (30.2%) fue maceración, la mayoría (65%) cultiva las plantas en huertos. En comunidades indígenas la mujer tiene un papel preponderante en el uso de las plantas medicinales.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Idoso de 80 Anos ou mais , Plantas Medicinais , Etnobotânica , População Indígena , Inquéritos e Questionários , México
20.
Recurso educacional aberto em Português | CVSP - Regional | ID: oer-3831

RESUMO

Parte da dissertação: Santos, Evelin Placido dos. O programa de imunização em uma área isolada de difícil acesso. Um olhar sobre o Parque Indígena do Xingu [dissertação]. São Paulo: Universidade de São Paulo, Escola de Enfermagem; 2016 [citado 2019-04-02]. doi:10.11606/D.7.2017.tde-23052017-160923.


Assuntos
Enfermagem , Imunização , População Indígena , Refrigeração , Saúde de Populações Indígenas
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA