Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 819
Filtrar
1.
Rev. enferm. UERJ ; 28: e45918, jan.-dez. 2020.
Artigo em Inglês, Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1117684

RESUMO

Objetivo: analisar a compreensão de estudantes de graduação em enfermagem sobre as Redes de Atenção à Saúde. Método: estudo descritivo e exploratório, qualitativo, realizado com 27 estudantes em Enfermagem de uma universidade federal do sul do Brasil, por meio de entrevistas semiestruturadas realizadas entre agosto e setembro de 2018. Resultados: foi evidenciado o conhecimento dos estudantes em relação ao conceito e objetivo das Redes de Atenção à Saúde, a identificação de fragilidades na comunicação e a falta de conhecimento do usuário como obstáculos na efetivação das mesmas, a dificuldade em ver a atuação do enfermeiro dentro dos variados serviços das redes e a percepção sobre a fragmentação do processo de formação. Conclusão: o estudo contribui para a discussão sobre a inclusão dos estudantes nas Redes de Atenção à Saúde, com intuito de superar as exigências educacionais que buscam favorecer a efetivação do Sistema Único de Saúde e das Redes de Atenção à Saúde.


Objective: to examine undergraduate nursing students' understanding of Health Care Networks (HCNs). Method: in this exploratory, qualitative descriptive study, semi-structured interviews were conducted with 27 Nursing students at a federal University in southern Brazil between August and September 2018. Results: the interviews revealed that the students' knowledge related to the HCNs' concept and purpose, beyond the communication weaknesses and users' lack knowledge as obstacles to effective HCNs, the difficulty in seeing nurses' roles in the various network services, and perceived fragmentation in the training process. Conclusion: the study contributed to discussion of inclusion of students in HCRs, with a view to meeting the educational requirements designed to favor implementation of the national health system (SUS) and the HCNs.


Objetivo: analizar la comprensión de los estudiantes de enfermería de pregrado sobre las redes de atención de la salud (HCN). Método: en este estudio exploratorio, cualitativo descriptivo, se realizaron entrevistas semiestructuradas a 27 estudiantes de Enfermería de una Universidad federal del sur de Brasil entre agosto y septiembre de 2018. Resultados: las entrevistas revelaron que los conocimientos de los estudiantes relacionados con el concepto y propósito, más allá de las debilidades de comunicación y la falta de conocimiento de los usuarios como obstáculos para una HCN eficaz, la dificultad para ver el rol de las enfermeras en los distintos servicios de la red y la fragmentación percibida en el proceso de formación. Conclusión: el estudio contribuyó a la discusión de la inclusión de los estudiantes en las HCR, con miras a cumplir con los requisitos educativos diseñados para favorecer la implementación del Sistema Nacional de Salud (SUS) y las HCN.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Atenção Primária à Saúde/organização & administração , Estudantes de Enfermagem , Sistema Único de Saúde/organização & administração , Assistência à Saúde/organização & administração , Compreensão , Brasil , Papel do Profissional de Enfermagem , Pesquisa Qualitativa , Educação de Pós-Graduação em Enfermagem
2.
Arq. ciências saúde UNIPAR ; 24(2): 117-123, maio-ago. 2020.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1116377

RESUMO

Este estudo trata-se de um relato de experiência sobre o processo de construção e desenvolvimento de um Seminário de Saúde do Trabalhador (SST), articulado pelos profissionais residentes do Programa de Pós-Graduação em Residência Multiprofissional em Atenção Básica/Saúde da Família da Universidade do Vale do Itajaí - UNIVALI, atuantes do Núcleo Ampliado a Saúde da Família (NASF) pertencente ao Sistema Único de Saúde (SUS) do município de Itapema-SC. O SST contou com o apoio e parceria dos setores de Vigilância Sanitária (VS) e Programa de Saúde do Trabalhador (PST) para a sua realização. Objetivou-se por meio deste estudo relatar a construção do SST e o fortalecimento da educação permanente de Itapema a partir da realização do seminário. Como resultado desta experiência, foi realizado o "2º Seminário de Saúde do trabalhador: uma visão ampliada", em comemoração à campanha "Abril Verde" do ano de 2018, contando com aproximadamente 200 participantes durante todo o evento, com direcionamento principal aos trabalhadores dos setores da educação (professores, orientadores educacionais, diretores) e saúde (profissionais da atenção básica, especializada e gestão) do município de Itapema. Com a realização do SST, foi possível diagnosticar as necessidades de saúde dos trabalhadores por meio de um levantamento do itinerário terapêutico, abrindo assim, a possibilidade de cuidado continuado para estes profissionais em seu âmbito de trabalho mediante do apoio institucional realizado pela equipe de residentes. Para alcançar esta produção de cuidado, é fundamental que ocorra o fortalecimento da educação permanente na saúde do trabalhador do município, sendo necessárias estratégias de apoio aos profissionais em seu cotidiano de trabalho, com objetivo de problematizar as necessidades relatadas e alcançar outras práticas de produção de saúde dos trabalhadores.


This study is a report on the experience regarding the process of construction and development of a Seminar on Occupational Health (SST) articulated by the residents of the Post-Graduation Program in Multi-professional Residency in Basic Care/Family Health of the University of the Itajaí Valley - UNIVALI, members of the Expanded Family Health Center (NASF) belonging to the Unified Health System (SUS) in the city of Itapema, in Santa Catarina. The SST had the support and partnership of the Health Surveillance (VS) and Occupational Health Program (PST) sectors for its implementation. The purpose of this study is to report on the construction of the SST and the strengthening of the permanent education of Itapema from the seminar. As a result of this experience, the "2nd Worker's Health Seminar: an expanded vision" was held in commemoration of the "Green April" campaign of 2018, with approximately 200 participants throughout the event, with the participation of teachers, educational counselors, directors and health professionals (basic care, specialized and management professionals) of the city of Itapema. With the SST, it was possible to diagnose the health needs of workers through a survey regarding the therapeutic itinerary and the opening of the possibility of support to those professionals in their work areas. In order to achieve this production of care, it is essential to strengthen the continuous education in the health of workers in Itapema; further strategies are needed to support professionals on their daily work in order to problematize the reported needs and reach other production practices for the health of workers.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Equipe de Assistência ao Paciente/classificação , Atenção Primária à Saúde/normas , Saúde do Trabalhador/educação , Congressos como Assunto/normas , Sistema Único de Saúde/organização & administração , Educação em Saúde/organização & administração , Pessoal de Saúde/normas , Necessidades e Demandas de Serviços de Saúde/normas , Corpo Clínico Hospitalar/educação
3.
s.l; s.n; jun. 2020.
Não convencional em Português | LILACS, Coleciona SUS | ID: biblio-1102259

RESUMO

Em face da pandemia de COVID-19 declarada pela OMS, em 11 de março de 2020, o Ministério da Saúde, vem através deste documento, oferecer orientações aos gestores e profissionais de saúde sobre o manejo dos pacientes com suspeita ou confirmação de COVID-19 nos diversos pontos da Rede de Atenção à Saúde, com foco em uma assistência qualificada e em tempo oportuno, desde as pessoas assintomáticas até aquelas com manifestações mais severas da doença. A COVID-19 destaca-se pela rapidez de disseminação, dificuldade para contenção e gravidade. A vigilância epidemiológica de infecção humana pelo SARS-CoV-2 está sendo construída à medida que a OMS consolida as informações recebidas dos países e novas evidências técnicas e científicas são publicadas. Assim, as melhores e mais recentes evidências foram utilizadas na elaboração desse documento, mas, pela dinâmica da doença e produção de conhecimento associada a ela, atualizações poderão ser necessárias. Consideramos prerrogativas estruturantes do SUS para o adequado enfrentamento a desta pandemia: O provimento de infraestrutura com recursos humanos, equipamentos e suprimentos adequados; A comunicação clara, unificada e efetiva com a população e entre todos os pontos da rede assistencial; Uma regulação estratégica para direcionar a demanda às vagas adequadas a cada caso; A organização apropriada da força de trabalho; O apoio técnico aos profissionais, por ferramentas de telessaúde e educacionais diversas. Este material, construído de forma integrada e multidisciplinar, pretende ser este apoio útil e prático, seja na mesa do gestor, à beira do leito ou nos consultórios e domicílios, àqueles que de fato estão à frente da batalha contra o coronavírus, que merecem todo nosso respeito e gratidão.


Assuntos
Humanos , Pneumonia Viral , Sistema Único de Saúde/organização & administração , Infecções por Coronavirus/diagnóstico , Infecções por Coronavirus/prevenção & controle , Infecções por Coronavirus/terapia , Gestão em Saúde , Vigilância em Saúde Pública/métodos , Brasil , Comunicação em Saúde/métodos
7.
Brasília; CONASS; fev. 2020. 161 p. (Linha Editorial Internacional de Apoio aos Sistemas de Saúde (LEIASS), 4).
Monografia em Português | LILACS, CONASS | ID: biblio-1116831

RESUMO

Por que recomendo a leitura deste livro? Tendo tido a oportunidade privilegiada de orientar os diversos capítulos, no âmbito do curso internacional de avaliação promovido pelo Conass, posso assegurar que as indicações nele contidas são aplicáveis para a avaliação de diferentes intervenções em saúde (políticas, programas, organizações, tratamentos e tecnologias), mas os modelos de avaliação propostos são suficientemente amplos e globais para serem utilizados em outros campos, tais como a educação, os serviços sociais ou a administração pública. O modelo geral de que trata o livro, desenvolvido há mais de duas décadas por um grupo de pesquisa interdisciplinar na Universidade de Montreal, foi testado com sucesso em pesquisas avaliativas realizadas não só no Canadá, mas também em países da Europa, da África e da América do Sul, especialmente no Brasil. De acordo com os autores, a avaliação é um procedimento interdisciplinar que pode e deve, muitas vezes, recorrer a métodos variados e complementares. Diferentes tipos de avaliação possíveis são discutidos nos capítulos do livro, cuja proposta é identificar consensos e fornecer um modelo integrador. Na confrontação entre os diversos tipos de modelo, o avaliador produz referenciais que tanto o auxiliarão na formulação de suas questões de avaliação quanto poderão ajudar o gestor a repensar a própria intervenção e seus pressupostos. A obra aborda, ainda, a avaliação normativa, atividade mediante a qual procura verificar se uma intervenção corresponde às expectativas, pois parte do processo de gestão é estreitamente associado ao controle dentro das organizações, e uma avaliação administrativa não recorre obrigatoriamente a um procedimento científico. Portanto, por seus métodos e finalidades, é uma atividade distinta da pesquisa avaliativa. Além disso, a coletânea de textos oferece uma reflexão sobre a institucionalização da avaliação e propõe marcos que possibilitem também avaliar e qualificar as avaliações. Dessa forma, o livro serve como fonte para a reflexão teórica, inspiração na formulação de projetos concretos de avaliação e no aperfeiçoamento dos programas e práticas de saúde.


Assuntos
Administração em Saúde Pública/legislação & jurisprudência , Administração em Saúde Pública/ética , Sistema Único de Saúde/organização & administração , Projeto de Lei/políticas , Planejamento/políticas , Formulação de Políticas , Brasil , Diagnóstico da Situação de Saúde , Resultado do Tratamento , Pesquisa Interdisciplinar/organização & administração
8.
Esc. Anna Nery Rev. Enferm ; 24(spe): e20200188, ago. 2020.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1123413

RESUMO

Objetivo: Refletir acerca da gestão em saúde do Sistema Único de Saúde (SUS), na perspectiva de desafios e possibilidades para superar lacunas de coordenação no enfrentamento da COVID-19. Método: Trata-se de estudo reflexivo, fundamentado na formulação discursiva sobre a gestão em saúde no SUS organizado nas seguintes seções: introdução com a contextualização da temática, macrodesafios no âmbito do SUS na coordenação da atenção à saúde no enfrentamento da COVID-19, aspectos para subsidiar ações de coordenação da gestão e considerações finais. Resultados: Constatam-se desafios na coordenação entre os entes federativos, de financiamento, de consolidação da vigilância em saúde, da regulação, da capacidade instalada e gestão de pessoas que remetem à importância de estabelecer estratégias para o fortalecimento do SUS, principalmente, na coordenação da gestão em saúde. Conclusões e implicações para a prática: Destaca-se a relevância da autoridade da gestão regulatória no SUS para a coordenação e sua potencialidade de organização em prover melhores condições de atenção, porém, entende-se que é necessário revistar a territorialidade, o planejamento e o processo de trabalho, como elementos constituintes da vigilância em saúde.


Objective: to reflect on the Unified Health System (SUS) health management, from the perspective of challenges and possibilities to overcome coordination gaps in facing COVID-19. Method: this is a reflective study, based on the discursive formulation on health management in SUS organized in the following sections: an introduction with the context of the theme, macro challenges in the scope of SUS in the coordination of health care in facing COVID-19, aspects of supporting management oordination actions and final considerations. Results: there are challenges in the coordination among federal entities, financing, consolidation of health surveillance, regulation, installed capacity, and in the management of people who refer to the importance of establishing strategies to strengthen SUS, mainly in the coordination of healthcare management. Conclusions and implications for practice: the relevance of the regulatory management authority in SUS for coordination and its organizational potential in providing better care conditions is highlighted, but it is understood that it is necessary to review the territoriality, planning, and work process, as constituent elements of health surveillance.


Objetivo: reflexionar sobre la gestión de la salud del Sistema Único de Salud (SUS), desde la perspectiva de los retos y posibilidades de superar las lagunas de coordinación en el enfrentamiento a la COVID-19. Método: Se trata de un estudio reflexivo, basado en la formulación discursiva sobre la gestión de la salud en el SUS organizada en las siguientes secciones: introducción con la contextualización del tema, macro retos en el ámbito del SUS en la coordinación de la atención de la salud para el enfrentamiento a la COVID-19, aspectos para apoyar las acciones de coordinación de la gestión y onsideraciones finales. Resultados: existen desafíos en la coordinación entre las entidades federales, el financiamiento, la consolidación de la vigilancia de la salud, la regulación, la capacidad instalada y la gestión de las personas que se refieren a la importancia de establecer estrategias para fortalecer el SUS principalmente en la coordinación de la gestión en salud. Conclusiones e implicaciones para la práctica: Se destaca la relevancia de la autoridad de gestión reguladora en el SUS para la coordinación y su potencial organizativo para proporcionar mejores condiciones de atención, aunque se entiende que es necesario revisar la territorialidad, la planificación y el proceso de trabajo, como elementos constitutivos de la vigilancia de la salud.


Assuntos
Humanos , Pneumonia Viral/epidemiologia , Sistema Único de Saúde/organização & administração , Infecções por Coronavirus/epidemiologia , Gestão em Saúde , Pandemias , Betacoronavirus , Administração de Recursos Humanos , Planejamento Estratégico , Brasil/epidemiologia , Orçamentos/organização & administração , Estratégias , Atenção à Saúde , Vigilância em Saúde Pública
9.
Brasília; CONASS; 2020. 145 p. (CONASS documenta, 34).
Monografia em Português | LILACS, Coleciona SUS, CONASS | ID: biblio-1119866

RESUMO

O Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), em sua missão de produção, difusão do conhecimento e incentivo à troca de experiências, apresenta esta publicação de forma didática, da teoria à prática, com intuito de promover o fortalecimento da segurança do paciente no Sistema Único de Saúde (SUS). Este caderno da Coleção Conass Documenta ­ Aprimoramento da Gestão da Segurança do Paciente no Plano Estadual de Saúde (PES) 2020-2023 ­ tem o objetivo de atualizar informações, incrementar o debate e potencializar a cooperação entre as Secretarias Estaduais de Saúde (SES), interessados e estudiosos do tema, dando ênfase à possibilidade de alcance de iniciativas sustentáveis dessa temática no SUS. Os debates que envolvem o assunto anunciam uma das preocupações globais na área da saúde pública ao revelar um dos mais importantes componentes da prestação de cuidados, capaz de potencializar o bem-estar e a qualidade de vida do paciente. Merece especial atenção o fato de que o Conass reconhece a importância da discussão do tema, dada a valiosa representação das SES, na Câmara Técnica de Qualidade no Cuidado e Segurança do Paciente (CTQCSP).A atuação da CTQCSP é o corpo e a inspiração para as narrativas que apresentam argumentos densos sobre o fortalecimento da segurança do paciente e a qualidade no cuidado na Rede de Atenção à Saúde (RAS) do SUS, em diferentes territórios estaduais. Sob tais premissas, esta publicação apresenta conceitos teóricos e ferramentas práticas para o desenvolvimento de diretrizes, objetivos e metas relativos à inserção no PES 2020-2023 e ações correspondentes à qualificação do cuidado e da segurança do paciente, promovendo resultados que fortalecem o SUS. Agradecemos a todos os colaboradores desta publicação que, além dos seus compromissos rotineiros, dedicaram seu tempo ao registro da Qualificação do Cuidado e da Segurança do Paciente nas SES, compartilhando-os generosamente.


Assuntos
Sistema Único de Saúde/organização & administração , Sistemas de Saúde/organização & administração , Assistência Integral à Saúde/organização & administração , Gestão em Saúde , Segurança do Paciente/normas
10.
Brasília; CONASS; 2020. 157 p. (CONASS documenta, 33).
Monografia em Português | LILACS, Coleciona SUS, CONASS | ID: biblio-1119867

RESUMO

Diante da necessidade de informações atualizadas e disponíveis para o planejamento e monitoramento das ações, bem como da troca de informações clínicas entre os diversos pontos de atenção com vistas à continuidade do cuidado, torna-se cada vez mais importante a informatização dos diversos serviços de saúde. Multiplicam-se assim as demandas não só para a contratação e aquisição de equipamentos, adequação da infraestrutura e conectividade, como também para o desenvolvimento de sistemas, aplicativos e outras soluções na área de tecnologia da informação para a gestão estadual. A estruturação da gestão da Tecnologia da Informação vem se mostrando um grande desafio nas Secretarias Estaduais de Saúde (SES), situação que vem sendo evidenciada nos debates realizados nas reuniões da Câmara Técnica de Informação e Informática em Saúde do Conass. O Conselho Nacional de Secretários de Saúde publica este "Guia de Contratação de Serviços e Aquisição de Soluções em Tecnologia da Informação para a Gestão Estadual do SUS", no sentido de apoiar as equipes das SES, disponibilizando informações, esclarecendo normas e processos e orientando quanto à organização necessária para a gestão da área nas SES. Buscou-se, na organização deste manual, apresentar os temas de forma prática, apresentando os problemas e pontos a serem observados com maior cuidado nos processos de aquisição e contratação de soluções na área de Tecnologia da Informação em uma secretaria de saúde. Nesse sentido, foi fundamental contar com a contribuição e consultoria de André Luís de Almeida em sua elaboração. A experiência e as lições apreendidas por André, que, por muitos, anos coordenou a área na Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo, estão presentes em todos os capítulos deste livro.


Assuntos
Sistema Único de Saúde/organização & administração , Sistemas de Saúde/organização & administração , Gestão em Saúde , Tecnologia Biomédica/normas , Administração das Tecnologias da Informação
11.
Porto Alegre; s.n; 2020. 37 p. ilus.
Tese em Português | Coleciona SUS, CONASS, SES-RS | ID: biblio-1120382

RESUMO

O Sistema Único de Saúde (SUS) é um sistema organizacional para reordenar os serviços e as ações de saúde no território brasileiro. Para tanto, é imperiosa a necessidade de que os trabalhadores em saúde conheçam o sistema no qual estão inseridos e para que o usuário se sinta acolhido em qualquer serviço ofertado pelo SUS. Assim, é fundamental o fortalecimento da Atenção Primária à Saúde (APS) como coordenadora do cuidado dos usuários e ordenadora das Redes de Atenção à Saúde. Esta pesquisa teve o objetivo de conhecer as práticas dos trabalhadores em saúde, de nível superior, da Estratégia Saúde da Família em relação à coordenação do cuidado dos usuários e ordenação das Redes de Atenção à Saúde. Foi realizado em um município de pequeno porte do Estado do Rio Grande do Sul (RS), com trabalhadores de nível superior das esquipes de Estratégia Saúde da Família. Tratou-se de um estudo quanti-qualitativo, no qual cinco profissionais de nível superior responderam ao instrumento PCATool-Brasil Versão Profissionais e posteriormente a uma entrevista qualitativa semiestruturada. Como elementos facilitadores, foi destacado: a livre demanda para consultas, as teleconsultorias, a resolutividade, o conhecimento pela gestão dos problemas da população, a equipe preparada e bem relacionada, a rede de acesso com grupos, materiais e equipamentos de qualidade. Já os elementos dificultadores, segundo os entrevistados, foram a descentralização e a alta demanda, a lista de espera para as especialidades, as dificuldades econômicas, a inadequada gestão dos usuários crônicos e a inexistência de exames radiográficos odontológicos e especialidades odontológicas referenciadas. A partir das respostas dos profissionais, via instrumento PCATool-Brasil Versão Profissionais, o atributo com maior escore foi a orientação familiar (3,60), seguido da integralidade (3,58). Já o atributo com menor escore, segundo os profissionais entrevistados, foi o acesso de primeiro contato - Acessibilidade (2,38), seguido da longitudinalidade (2,66). O Escore essencial obteve o valor de 3,02 e o escore geral (incluindo os atributos essenciais e os atributos derivados) 3,08. Por fim, traz-se que cabe à gestão e às equipes a reorganização e o fortalecimento do trabalho, no sentido de minimizar os problemas e solidificar as potencialidades, fazendo com que a APS e o SUS sejam realmente efetivos e eficazes.


The Sistema Único de Saúde (SUS) is an organizational system to reorder health services and actions in the Brazilian territory. Therefore, it is imperative the need for health workers to know the system in which they operate and for the user to feel welcomed in any service offered by SUS. Thus, it is essential to strengthen Primary Health Care (PHC) as a coordinator of users' care and the ordering of Health Care Networks. This research aimed to know about the practices of health workers, with a higher level, of the Estratégia Saúde da Família in relation to the coordination of user care and the ordering of Health Care Networks. It was carried out in a small city in state of Rio Grande do Sul (RS), with workers with a higher level of the times of Estratégia Saúde da Família. It was a quanti-qualitative study, in which five professionals with a higher education degree responded to the PCATool-Brasil Professional Version instrument and subsequently to a semi-structured qualitative interview. As facilitating elements, it was highlighted: the free demand for consultations, teleconsulting, resoluteness, knowledge of managers the population's problems, the team prepared and wellconnected, the access network with groups, materials and equipment with quality. The most difficult elements, according to the interviewees, were decentralization and high demand, the waiting list for the specialties, economic difficulties, inadequate management of chronic users and the lack of dental radiographic examinations and referenced dental specialties. Based on the professionals' responses, using the PCATool-Brasil Professional Version, the attribute with the highest score was family orientation (3.60), followed by integrality (3.58). The attribute with the lowest score, according to the interviewed professionals, was first contact access - Accessibility (2.38), followed by longitudinality (2.66). The essential score obtained a value of 3.02 and the general score (including essential attributes and derived attributes) 3.08. Finally, it is important that management and teams to reorganize and strengthen their work, in order to minimize problems and solidify the potentialities, making PHC and SUS really effective and efficient.


Assuntos
Sistema Único de Saúde/organização & administração , Pessoal de Saúde , Serviços Básicos de Saúde , Gestão em Saúde , Estratégia Saúde da Família
12.
Esc. Anna Nery Rev. Enferm ; 24(4): e20190331, 2020. graf
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1114748

RESUMO

RESUMO Objetivo compreender demanda, acesso e acessibilidade perante as necessidades de saúde, sob a ótica de profissionais e usuários da Estratégia Saúde da Família (ESF). Método utilizou-se a Teoria Fundamentada nos Dados, ancorada no Interacionismo Simbólico, com 34 participantes, usuários e profissionais da ESF de município de grande porte. Resultados as demandas cotidianas na ESF e as limitações do acesso evidenciam as dificuldades enfrentadas pelas equipes pela baixa cobertura populacional, elevado número de pessoas cadastradas, baixa resolutividade, falta de profissionais, ineficácia da gestão e escassez de ações programadas. As concepções de acesso, acessibilidade e resolutividade são contextualizadas no acolhimento e humanização, na precisão de ampliar a cobertura populacional e o acesso, além de os usuários e profissionais expressarem seus sentimentos de frustração, angústia e insatisfação perante a baixa resolutividade e insuficiência de recursos. Conclusões e implicações para prática a ESF ainda trabalha a lógica da atenção curativa, cujas atividades são realizadas dentro do consultório, com recursos insuficientes, elevada demanda reprimida e muitos desafios. Apresenta subsídios para que os profissionais de saúde, usuários e gestores busquem, de forma colaborativa, estratégias de enfrentamento da elevada demanda espontânea e dificuldades de acesso.


RESUMEN Objetivo comprender la demanda, el acceso y la accesibilidad frente a las necesidades de salud, desde la perspectiva de los profesionales y usuarios de la Estrategia de Salud Familiar (ESF). Método se utilizó la Teoría Fundamentada, anclada en el Interaccionismo Simbólico, con 34 participantes, usuarios y profesionales de ESF de una gran ciudad. Resultados las demandas diarias en la ESF y las limitaciones de acceso muestran las dificultades que enfrentan los equipos debido a la baja cobertura de la población, el alto número de personas registradas, la baja resolución, la falta de profesionales, la gestión ineficaz y la escasez de acciones programadas. Las concepciones de acceso, accesibilidad y resolubilidad se contextualizan en acoger y humanizar, en la precisión de ampliar la cobertura y el acceso de la población, además de que los usuarios y profesionales expresen sus sentimientos de frustración, angustia e insatisfacción ante la baja resolución y los recursos insuficientes. Conclusiones e implicaciones para la práctica la ESF todavía trabaja con la lógica de la atención curativa, cuyas actividades se llevan a cabo dentro de la oficina, con recursos insuficientes, alta demanda reprimida y muchos desafíos. Presenta subsidios para que los profesionales de la salud, los usuarios y los gerentes busquen en colaboración estrategias para hacer frente a la alta demanda espontánea y las dificultades de acceso.


ABSTRACT Objective to understand demand, access, and accessibility in the face of health needs, from the perspective of Family Health Strategy (FHS) professionals and users. Method this Grounded Theory was anchored in Symbolic Interactionism, with 34 FHS participants, users, and professionals from a large city. Results the daily demands at FHS and access limitations make the teams struggle due to low population coverage, high number of registered people, low resolution, lack of professionals, ineffective management and scarcity of scheduled actions. The conceptions of access, accessibility, and resolution are contextualized in embracing and humanizing, in the precision of expanding population coverage and access, in addition to users and professionals expressing their feelings of frustration, anguish and dissatisfaction due to low resolution and insufficient resources. Conclusions and implications for practice FHS still works on the logic of curative care, whose activities are carried out within the office, with insufficient resources, high repressed demand and many challenges. It presents subsidies for health professionals, users, and managers, to collaboratively seek strategies to face high spontaneous demand and difficulties in access.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Atenção Primária à Saúde , Estratégia Saúde da Família , Acesso aos Serviços de Saúde , Necessidades e Demandas de Serviços de Saúde , Sistema Único de Saúde/organização & administração , Brasil , Pessoal de Saúde/organização & administração
13.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1104427

RESUMO

Objetivo. Caracterizar os municípios brasileiros que compunham os perfis prioritários para implantação do Programa Mais Médicos (PMM) e avaliar o efeito do programa no provimento emergencial de médicos na atenção primária à saúde (APS) no Brasil segundo contexto de implantação. Métodos. Estudo de séries temporais interrompidas, que considerou como desfecho as taxas de médicos de APS/10 000 habitantes no Brasil e nos contextos de implantação do PMM. Para essa análise de série temporal, foram coletados dados mensais de janeiro de 2008 a dezembro de 2016. O início da intervenção foi estabelecido no mês de julho de 2013, data da assinatura da medida provisória que criou o PMM. Os municípios foram caracterizados segundo aspectos demográficos, socioeconômicos, serviços de saúde e distribuição de médicos. Resultados. A criação do PMM resultou em incremento na taxa de médicos de APS em todos os perfis prioritários para a implantação do programa, com destaque para municípios com mais de 20% dos habitantes vivendo em situação de pobreza. Além disso, o estudo demonstrou diferenças marcantes entre os municípios brasileiros em aspectos socioeconômicos, na organização de serviços de saúde e na disponibilidade de médicos na APS, inclusive dentro de um mesmo contexto de implantação do PMM. Conclusões. O PMM tem contribuído para reduzir a escassez e a má distribuição de médicos na APS no Brasil, reduzindo as inequidades de acesso. Desse modo, foi bem-sucedido em seu eixo de provimento emergencial, tornando-se uma importante estratégia de fortalecimento da APS e do Sistema Único de Saúde.(AU)


Objective. To characterize the Brazilian municipalities in each More Doctors Program (MDP) priority profile and to assess the effect of the program on the emergency supply of primary care physicians in Brazil according to implementation context. Method. An interrupted time-series analysis (ITSA) was performed, considering as outcome the rate of primary care physicians/10 000 inhabitants in Brazil and within each MDP implementation context. Monthly data were collected from January 2008 to December 2016. The intervention was considered to have started in July 2013, when the MDP was officially created. The municipalities were characterized according to demographic, socioeconomic, health care service, and physician distribution variables. Results. Establishment of the MDP was associated with increased rate of primary care physicians in all priority profiles, especially in municipalities in which at least 20% of the population lived in poverty. Furthermore, the study showed significant differences among Brazilian municipalities in socioeconomic aspects, health care service organization, and availability of primary care physicians, even within the same MDP implementation context. Conclusion. The MDP has contributed to reduce the shortage and improve the distribution of primary care physicians in Brazil, thus reducing inequalities in access to services. Consequently, the MDP was successful in its emergency supply of physicians, having become an important strategy to strengthen primary health care and the Brazilian Unified Health System.(AU)


Objetivo. Caracterizar los municipios brasileños representativos de los perfiles prioritarios para la implementación del programa Mais Médicos (PMM) y evaluar el efecto del programa en la dotación de médicos de atención primaria de salud (APS) en situaciones de emergencia en Brasil, según el contexto de implementación. Métodos. Se realizó un análisis de series cronológicas interrumpidas, en el cual se consideraron como resultado las tasas de dotación de médicos de APS por cada 10 000 habitantes en Brasil y en el contexto de implementación del PMM. Para dicho análisis, se recolectaron datos mensuales desde enero del 2008 hasta diciembre del 2016. Se determinó que la intervención comenzó en el mes de julio del 2013, fecha de la firma de la medida provisional en virtud de la cual se creó el PMM. Los municipios se caracterizaron según sus características demográficas y socioeconómicas, los servicios de salud y la distribución de los médicos en cada uno. Resultados. La creación del PMM redundó en un incremento de la tasa de dotación de médicos de APS en todos los perfiles prioritarios para la implementación del programa, con hincapié en los municipios donde más de 20% de los habitantes se encontraban en situación de pobreza. Además, el análisis demostró que había notables diferencias entre los municipios brasileños en cuanto al aspecto socioeconómico, a la organización de los servicios de salud y a la disponibilidad de médicos de APS, incluso dentro del mismo contexto de implementación del PMM. Conclusión. El PMM ha contribuido a reducir la escasez y la mala distribución de los médicos de APS en Brasil, con lo cual ha disminuido la inequidad del acceso a los servicios. En ese sentido, tuvo éxito en su eje de dotación de médicos en situaciones de emergencia, hecho que lo convirtió en una importante estrategia de fortalecimiento de la APS y del Sistema Único de Salud.(AU)


Assuntos
Humanos , Atenção Primária à Saúde/organização & administração , Sistema Único de Saúde/organização & administração , Distribuição de Médicos , Estratégia Saúde da Família , Programas Nacionais de Saúde/organização & administração , Brasil , Estudos de Séries Temporais
15.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1094935

RESUMO

O Sistema Único de Saúde (SUS) é a denominação do sistema público de saúde no Brasil, sendo nominada de único na Constituição por se referir a um conjunto de elementos, tais como a universalização, a equidade, a integralidade, a descentralização e da participação popular e que está em convergência com a Constituição da República Federativa do Brasil de 1988, em que nomina que a saúde é um direito de todos e dever do Estado. Assim, com a criação do SUS, toda a população brasileira passou a ter direito à saúde universal e gratuita, financiada com recursos provenientes dos orçamentos da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, conforme rege o artigo 195 da Constituição Brasileira. Destaca-se que o SUS é um dos mais pujantes e importantes do mundo e que atende cerca de 220 milhões de pessoas. É abrangente e se caracteriza por três pilares de sustentação: a universalidade, a integralidade e a equidade.(AU)


The National Health System, being named unique in the Constitution because it refers to a set of elements, such as universalization, equity, integrality, decentralization and popular participation and which is in convergence with the Constitution of 1988 of the Federative Republic of Brazil, which states that health is a right of all and a duty of the State.Thus, with the creation of SUS, the entire Brazilian population now has the right to universal and free health care, financed with resources from the budgets of the Union, the States, the Federal District and the Municipalities, as regulated by article 195 of the Brazilian Constitution. It is noteworthy that SUS is one of the most powerful and important in the world and it serves about 220 million people. It is characterized by a foundation of three pillars: universality, integrality and equity.(AU)


Assuntos
Humanos , Sistema Único de Saúde/organização & administração , Infecções por Coronavirus/epidemiologia , Equidade em Saúde , Pandemias/prevenção & controle , Universalização da Saúde
16.
Saúde debate ; 43(spe5): 126-136, Dez. 2019. graf
Artigo em Português | LILACS, Coleciona SUS, CONASS | ID: biblio-1101953

RESUMO

RESUMO O ensaio apresenta reflexões sobre o quanto a pesquisa e o desenvolvimento são capazes de promover um ciclo virtuoso nos sistemas universais de saúde, como o Sistema Único de Saúde (SUS), dotando-os de ciência para a tomada de decisão e de propostas inovadoras, quando consideradas as opiniões de seus usuários. A partir das demandas por 'pesquisa' expostas no relatório final da VIII Conferência Nacional de Saúde, apresenta o cenário atual da pesquisa no Brasil, com ênfase na insuficiência do financiamento e na lacuna entre a produção científica e as práticas em saúde. Conclui apresentando os desafios que devem ser transpostos pelos pesquisadores em saúde para inserir os brasileiros, suas realidades e capacidades na geração de mudança e inovação para o SUS, na redução de desigualdades sociais, a partir de debates sobre o futuro dos sistemas universais.


ABSTRACT The essay presents reflections on how much research and development are capable of promoting a virtuous cycle in universal health systems, such as the Brazilian Unified Health System (SUS), endowing them with science for decision making and innovative proposals, when considering the opinions of its users. Based on the demands for 'research' presented in the final report of the VIII National Health Conference, it presents the current scenario of research in Brazil, with emphasis on insufficient funding and the gap between scientific production and health practices. It concludes by presenting the challenges that health researchers must translate to include Brazilians, their realities and capacities in the promotion of change and innovation for the SUS in the reduction of social inequalities, departing from debates on the future of universal systems.


Assuntos
Pesquisa/economia , Sistema Único de Saúde/economia , Sistema Único de Saúde/organização & administração , Pesquisa em Sistemas de Saúde Pública/organização & administração , Pesquisa/organização & administração , Participação Social
17.
Saúde debate ; 43(spe5): 174-189, Dez. 2019. tab
Artigo em Português | LILACS, Coleciona SUS, CONASS | ID: biblio-1101959

RESUMO

RESUMO Diante da conjuntura de austeridade fiscal, da regressividade dos direitos sociais e da gestão pública de base democrática, o presente manuscrito teve por objetivo analisar as tendências da participação na saúde. Para tanto, realizou-se estudo de documentos emitidos pela OMS/Opas/Brasil, Banco Mundial e registros do seminário internacional sobre o futuro dos sistemas universais de saúde, promovido por entidade de gestores públicos (Conass). A pesquisa bibliográfica contemplou estudos publicados em periódicos da área da saúde vinculados a entidades acadêmico-cientificas que constituíram as bases político-organizativas do movimento de reforma sanitária brasileira, além de outros periódicos nacionais que dedicaram número especial aos 30 anos do Sistema Único de Saúde (SUS). O estudo encontrou nos documentos internacionais referências a uma participação instrumental, despolitizada e do tipo parceria Estado-sociedade-mercado, quando comparada com as bases democráticas de articulação política do movimento de reforma sanitária. A ênfase dos documentos é para uma gestão e uma participação com base na interface interestatal na qual o Estado é mais um sujeito na realização dos serviços de saúde. No entanto, há uma tímida valorização da institucionalidade participativa no evento do Conass e um silenciamento quanto ao tema nos periódicos da área, nas publicações comemorativas dos 30 anos do SUS.


ABSTRACT Given the conjuncture of fiscal austerity, regression of social rights and democratic public management, this manuscript aims to analyze the current trends of participation in the field of health. To this end, a study was carried out on documents issued by WHO/Paho/Brazil, the World Bank, and records from the international seminar on the future of universal health systems, promoted by public managers (Conass). Literature research included studies published in health journals linked to academic-scientific entities that constituted the political and organizational bases of the brazilian sanitary reform movement, as well as other national journals that dedicated special issue to the 30 years of the Unified Health System (SUS). The study found in the international documents references to an instrumental, depoliticized participation of the State-society-market partnership type, when compared with the democratic bases of political articulation of the sanitary reform movement. The emphasis of the documents lies on management and participation, based on interstate interface, in which the state is just another subject in the delivery of health services. However, there is a timid appreciation of the participatory institutionality in the Conass event, and a silence on the subject in the field's periodicals, in the commemorative publications of the 30 years of the SUS.


Assuntos
Sistema Único de Saúde/história , Sistema Único de Saúde/organização & administração , Conselhos de Saúde/organização & administração , Participação Social
18.
Saúde debate ; 43(spe5): 44-57, Dez. 2019.
Artigo em Português | LILACS, Coleciona SUS, CONASS | ID: biblio-1101961

RESUMO

RESUMO Na perspectiva da análise comparada de Sistemas de Saúde (SS), este artigo analisa o SS brasileiro visando identificar estratégias promissoras para seu desenvolvimento. Metodologicamente, baseados em estudos sobre a sua formação/situação e nos seus principais componentes assistenciais e de financiamento, discutem-se suas aproximações e distanciamentos dos três tipos principais de SS: 1- baseados nos serviços nacionais universais (beveridgeanos); 2- baseados em seguros sociais obrigatórios (bismarckianos); 3- baseados em seguros privados voluntários (smithianos). O SS brasileiro é misto/segmentado, com muitos aspectos beveridgeanos, especialmente na Atenção Primária à Saúde (APS) (municipalizada e heterogênea), e smithianos (setor privado, cuidado especializado e hospitalar - insuficientes no SUS); e pouco similar aos bismarckianos. Nos seus aspectos smithianos e bismarckianos, é muito intensa a vigência da lei dos cuidados inversos, com financiamento público do setor privado para o quartil mais rico da população. Para maior racionalidade, equidade e universalidade, há que se investir nos aspectos beveridgeanos do SS brasileiro, o que não vem ocorrendo: reduzir gastos tributários em saúde, expandir e qualificar a APS via Estratégia Saúde da Família (ESF) e o cuidado especializado e hospitalar, regionalizar sua gestão, reduzindo desigualdades, e aumentar o poder de coordenação da ESF, ampliando/modificando os Núcleos de Apoio à Saúde da Família.


ABSTRACT In light of comparative analysis of Health Systems (HS), this article aims to discuss the Brazilian HS in order to identify promising strategies for its development. Methodologically, based on studies about its formation/situation and on its main components of assistance and of funding, the approximation and distancing from the three main types of HS are discussed: 1- those based on universal national services (Beveridgeans); 2- those based on compulsory social insurance (Bismarckian); 3- those based on voluntary private insurance (Smithians). The Brazilian HS is mixed/segmented and includes both Beveridgean aspects, especially Primary Health Care (PHC) (municipalized and heterogeneous), and Smithians elements, such as private sector, specialized and hospital care. But it is little similar to the Bismarckian HS. In its Smithian and Bismarckian aspects, the law of reverse care is more evident, with public funding from the private sector to the wealthiest quartile of the population. For greater rationality, efficiency, equity, and universality, it is necessary to invest in the Beveridgean aspects of the Brazilian HS, which does not yet occur. This means reducing health tax expenditures, expanding and qualifying both PHC, through Family Health Strategy (FHS) and specialized and hospital care, as well as regionalizing its management, reducing inequalities and increasing the coordinating role of the FHS, by expanding or modifying the Family Health Support Center.


Assuntos
Sistema Único de Saúde/organização & administração , Sistemas de Saúde/economia , Estratégia Saúde da Família , Gastos Públicos com Saúde/políticas , Política de Saúde/legislação & jurisprudência , Seguro Saúde/organização & administração , Brasil
19.
Saúde debate ; 43(spe5): 15-28, Dez. 2019.
Artigo em Português | LILACS, Coleciona SUS, CONASS | ID: biblio-1101964

RESUMO

RESUMO Com o objetivo de discutir a situação atual, limites e possibilidades do Sistema Único de Saúde (SUS) nos próximos anos, tendo em conta as mudanças nos sistemas universais de saúde, este ensaio apresenta uma breve revisão da literatura sobre sistemas e reformas setoriais em saúde. Registra as tendências orientadas para o mercado, discutindo certas diferenças entre sistemas universais de saúde e a proposta político-ideológica de cobertura universal de saúde. Destaca diversos obstáculos no desenvolvimento histórico do SUS, especialmente o subfinanciamento crônico e a falta de prioridade pelos governos. Comenta as ameaças à consolidação e o risco de desmonte do SUS ante as políticas econômicas ultraliberais e as propostas que defendem sistemas de saúde orientados para o mercado. Conclui reiterando que o maior desafio do SUS continua sendo político, sublinhando a relevância das lutas em defesa da democracia e das conquistas civilizatórias que integram o projeto da Reforma Sanitária Brasileira.


ABSTRACT In order to discuss the current situation, limits and possibilities of the Brazilian Unified Health System (SUS) in the coming years, taking into account changes in universal health systems, this essay presents a brief review of the literature on health systems and sectoral reforms. It records market-oriented trends, discussing certain differences between universal health systems and the political-ideological proposal of universal health coverage. It highlights several obstacles in the historical development of the SUS, especially chronic underfunding and lack of government priorities. It comments on the threats to the consolidation and the risk of dismantling the SUS in the face of ultraliberal economic policies and proposals that defend market-oriented health systems. It concludes by reiterating that the biggest challenge of the SUS remains political, underlining the relevance of the struggles in defense of democracy and the civilizing achievements that are part of the Brazilian Health Reform project.


Assuntos
Sistema Único de Saúde/organização & administração , Sistemas de Saúde/organização & administração , Cobertura Universal de Saúde , Política de Saúde
20.
Cad. Ibero Am. Direito Sanit. (Impr.) ; 8(4): 8-26, out.-dez.2019.
Artigo em Português | LILACS, Coleciona SUS, CONASS | ID: biblio-1046785

RESUMO

Objetivo: analisar o Tema 793 do STF, que trata da responsabilidade solidária dos entes federados pelo dever de prestar assistência à saúde, e que exigiu do magistrado que direcione o cumprimento da obrigação conforme as regras de repartição de competências. Metodologia: o trabalho utilizou o método dedutivo para compreender os diversos aspectos insertos no voto do relator Ministro Edson Fachin sobre o tema da repartição de competência no SUS, que culminou com a Tese 793 do STF. Resultados: o artigo apresenta as regras básicas de financiamento da assistência farmacêutica; fornece parâmetros para identificar o ente responsável pela prestação da saúde; indica formas de diminuir os custos da judicialização e aponta a União Federal como a maior responsável pelo financiamento da assistência farmacêutica. Conclusão: o Tema 793 não conseguiu ainda trazer uma unicidade das decisões judiciais, e não é claro sobre qual ente federado deva compor o polo passivo e ser condenado nas prestações da saúde. A identificação do devedor da prestação deve ser uma preocupação dos litigantes e dos operadores do direito, inclusive para assunção das eventuais penalidades por descumprimento


Objective: To overview the Item 793 of the Federal Supreme Court, which deals with the joint liability of federated entities for the duty to provide health care, and which required the magistrate to direct the fulfillment of the obligation according to the rules for the division of competences. Methodology: the the deductive method was applied to understand the various aspects inserted in the vote of the rapporteur Minister Edson Fachin on the subject of the division of competences in the Brazilian public health care system, SUS, which culminated in the Item 793 of the Federal Supreme Court. Results: this paper presents the basic rules for financing pharmaceutical assistance; providing parameters for identifying the provider of health care; it also indicates ways to reduce the costs of judicialization and points to the Federal Union as the main responsible for financing pharmaceutical assistance Conclusion: Item 793 has not yet been able to bring a single court decision, and it is not clear about which federated entity should male part of the factual matter and be condemned in health benefits. The identification of the debtor of the benefit should be a concern of the litigants and the legal operators, including the assumption of possible penalties for noncompliance


Objetivo: analizar el Tema 793 de la Corte Suprema, que se ocupa de la responsabilidad conjunta y solidaria de las entidades federadas por el deber de brindar atención médica, y que requiere que el magistrado dirija el cumplimiento de la obligación de acuerdo con las reglas para la división de competencias. Metodología: el trabajo utilizó el método deductivo para comprender los diversos aspectos insertados en la votación del relator Ministro Edson Fachin sobre el tema de la división de competencias en el SUS, que culminó con el Tema 793 del STF. Resultados: el artículo presenta las reglas básicas para financiar la asistencia farmacéutica; proporciona parámetros para identificar al proveedor de atención médica; Indica formas de reducir los costos de la judicialización y señala a la Unión Federal como el principal responsable de financiar la asistencia farmacéutica. Conclusión: el Tema 793 aún no ha sido capaz de presentar una decisión judicial única, y no está claro qué entidad federada debería conformar el polo pasivo y ser condenado en beneficios para la salud. La identificación del deudor del beneficio debe ser una preocupación de los litigantes y los operadores legales, incluida la asunción de posibles sanciones por incumplimiento.


Assuntos
Assistência Farmacêutica/legislação & jurisprudência , Sistema Único de Saúde/organização & administração , Financiamento da Assistência à Saúde , Judicialização da Saúde/políticas
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA