Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 564
Filtrar
1.
RECIIS (Online) ; 13(3): 540-556, jul.-set. 2019.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1016432

RESUMO

Prevalece na comunicação de massa a abordagem da doença com ênfase nos fatores de risco da contemporaneidade. O trabalho que fundamenta este artigo objetivou analisar a divulgação do estresse na mídia impressa a partir das perspectivas teóricas do risco, dos níveis de prevenção de doença, da vulnerabilidade e promoção de saúde. Trata-se de uma pesquisa qualitativa conduzida por meio de análise de conteúdo. Um percurso histórico-teórico, analisando notícias de jornais e estudos científicos, foi realizado a partir das categorias analíticas previamente definidas: estresse e risco em saúde; estresse e prevenção de doenças; estresse e vulnerabilidade; estresse e promoção de saúde. Constatou-se que a prevenção de doença ligada ao risco tem maior visibilidade na mídia impressa que a promoção de saúde relacionada à vulnerabilidade. Propõem-se ações que impulsionem as políticas públicas e mudanças estruturais para garantir direitos à saúde e combate ao estresse, fomentadas por meio da divulgação midiática com perspectiva crítica relativa ao entendimento das vulnerabilidades sociais e das potencialidades da promoção da saúde.


The approach of the disease with emphasis on contemporary risk factors prevails in the mass media. This article bases on a study to analyze the dissemination of stress in print media from the theoretical perspectives of risk, levels of disease prevention, vulnerability and health promotion. The study is a qualitative research using the content analysis. A historical and theoretical trajectory, analyzing printing news and scientific studies was carried out from these previously defined analytical categories: stress and health risk; stress and disease prevention; stress and vulnerability; stress and health promotion. It was found that risk-related disease prevention has greater visibility in the print media than health promotion related to vulnerability. We propose that actions promoting public policies and structural changes to ensure health rights and a fight against stress, fomented by means of media coverage, adopting a critical perspective on the understanding of social vulnerabilities and the potentialities of health promotion.


Prevalece en los medios de comunicación de masas el abordaje de la enfermedad con énfasis en los factores de riesgo de la contemporaneidad. Este artículo es basado en trabajo que ha tenido el objetivo de analizar la divulgación del estrés en los diarios impresos a partir de las perspectivas teóricas del riesgo, de los niveles de prevención de la enfermedad, de la vulnerabilidad y de la promoción de salud. Se trata de una investigación cualitativa utilizando el análisis de contenido. Una trayectoria histórico-teórica, analizando noticias de periódicos y estudios científicos, fue realizado a partir de las categorías analíticas previamente definidas: estrés y riesgo en salud; estrés y prevención de enfermedades; estrés y vulnerabilidad; estrés y la promoción de la salud. Se constató que la prevención de enfermedad relacionada con el riesgo tiene mayor visibilidad en los medios de comunicación impresos que la promoción de la salud relacionada con la vulnerabilidad. Proponemos acciones que permitam avanzar las políticas públicas y los cambios estructurales para asegurar los derechos a la salud y el combate al estrés, fomentados por medio de la divulgación mediática, con perspectiva crítica para el entendimiento de las vulnerabilidades sociales y de las potencialidades de la promoción de la salud.


Assuntos
Humanos , Fatores de Risco , Meios de Comunicação , Prevenção de Doenças , Vulnerabilidade em Saúde , Promoção da Saúde , Política Pública , Saúde Pública , Artigo de Jornal , Pesquisa Qualitativa
2.
Rev. enferm. UFSM ; 9: [17], jul. 15, 2019.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1024694

RESUMO

Objetivo: identificar o perfil e as demandas de saúde de adolescentes escolares no Município de Divinópolis, Minas Gerais. Método: estudo transversal, exploratório-descritivo, realizado com 389 adolescentes do 8º e 9º anos do ensino fundamental. Resultados: entre os participantes do estudo, 34,4% já fizeram uso de álcool, 17,7% experimentaram fumar e 7,4% fizeram uso de maconha. A maioria dos adolescentes considerou seu estado de saúde como ótimo ou bom (84,4%). Dos que iniciaram atividade sexual, 28,9% relataram não utilizar nenhum tipo de método. Percentual elevado de adolescentes mencionou solidão em algum momento da vida (77,9%) e 5,3% dos meninos envolveram-se em brigas. Conclusão: as demandas dos adolescentes relacionadas ao sexo inseguro, saúde mental fragilizada, uso de álcool e outras drogas foram identificadas como prioritárias, necessitando da atuação conjunta entre saúde e educação na construção de estratégias comuns para o atendimento das necessidades inerentes ao adolescente.


Objective: to identify the profile and health demands of school-age adolescents in Divinopolis, Minas Gerais, Brazil. Method: cross-sectional, exploratory-descriptive study, developed with 389 adolescents from the 8th and 9th grades of elementary school. Results: Among the study participants, 34.4% had already consumed alcohol, 17.7% had tried smoking and 7.4% marijuana. Most of the adolescents considered their health status as excellent or good (84.4%). Among the students who were sexually active, 28.9% reported not using any type of contraceptive method. Many adolescents (77.9%) mentioned loneliness at some point in their lives and 5.3% of the boys had engaged in fights. Conclusion: the adolescents' priority demands were related to unsafe sex, impaired mental health, alcohol and drug use, demanding the joint action of health and education in the construction of shared strategies for meeting the adolescents' inherent needs.


Objetivo: identificar el perfil y las demandas de salud de adolescentes escolares en el município de Divinopolis, Minas Gerais, Brasil. Método: Estudio transversal, desarrollado con 389 adolescentes del 8º y 9º año de la enseñanza fundamental. Resultados: Entre los participantes, 34,4% consumió alcohol al menos una vez, 17,7% experimentó fumar y 7,4% usó marihuana. La mayoría de los adolescentes consideró su estado de salud como óptimo o bueno (84,4%). De los que iniciaron actividad sexual, el 28,9% relató no utilizar ningún tipo de método anticonceptivo. Muchos adolescentes (77,9%) mencionaron soledad en algún momento de la vida y el 5,3% de los niños se involucró en peleas. Conclusión: Los asuntos relacionados con la sexualidad, salud mental, uso de alcohol y otras drogas se identificaron como prioridades, que requieren la acción conjunta entre la salud y la educación en la construcción de estratégias comunes para satisfacer las necessidades inherentes de los adolescente.


Assuntos
Humanos , Estudos Transversais , Adolescente , Sexualidade , Vulnerabilidade em Saúde , Necessidades e Demandas de Serviços de Saúde
3.
Rev. enferm. UFSM ; 9: 7, jul. 15, 2019.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1009341

RESUMO

"\"\\\"[{\\\\\\\"text\\\\\\\": \\\\\\\"Objetivo: identificar as práticas sexuais e os cuidados com a saúde sexual de graduandos de enfermagem frente às infecções sexualmente transmissíveis. Método: estudo transversal descritivo quantitativo, realizado em duas instituições de ensino superior do Rio de Janeiro, com 250 estudantes. Para a análise das variáveis empregou-se a estatística descritiva. Resultados: a maioria, 132 (52,8%) tem idades entre 18 ­ 21 anos; sendo 217 (86,8%) do sexo feminino. Entre os participantes 185 (74.0%) possuem vida sexual ativa. Desses, 113 (61,1%) utilizaram o preservativo na sexarca e 107 (57,8%) informaram fazer uso em todos os intercursos sexuais. Em relação ao cuidado com a saúde, 110 (44,0%) já fizeram teste para detectar o HIV. Entre as mulheres, 125(57,6%) fizeram o exame Papanicolau. Conclusão: pode-se inferir que os graduandos de enfermagem, são vulneráveis às infecções sexualmente transmissíveis e adotam comportamentos de risco em suas práticas sexuais.\\\\\\\", \\\\\\\"_i\\\\\\\": \\\\\\\"pt\\\\\\\"}, {\\\\\\\"text\\\\\\\": \\\\\\\"Aim: to identify the sexual practices and the sexual health care of nursing undergraduates against\\\\\\\\r\\\\\\\\nsexually transmitted infections. Method: a quantitative descriptive cross - sectional study, carried out in two higher education institutions of Rio de Janeiro, with 250 students. Descriptive statistics were used to analyze the variables. Results: a majority of 132 (52.8%) were between 18 and 21 years of age; of which 217(86.8%) were female. Among the participants, 185 (74.0%) had active sex life, 113 (61.1%) used the condom in the sexarca and 107 (57.8%) reported using it in all sexual intercourse. Regarding health care, 110 (44.0%) have already been tested for HIV. Among women, 125 (57.6%) had a Pap smear. Conclusion: it can be inferred that nursing undergraduates are vulnerable to sexually transmitted infections and adopt risky behaviors in their sexual practices.\\\\\\\", \\\\\\\"_i\\\\\\\": \\\\\\\"en\\\\\\\"}, {\\\\\\\"text\\\\\\\": \\\\\\\"Objetivo: identificar las prácticas sexuales y cuidados con la salud sexual de estudiantes de enfermería\\\\\\\\r\\\\\\\\nfrente a las infecciones sexualmente transmisibles. Método: estudio transversal, descriptivo, cuantitativo, realizado en dos instituciones de enseñanza superior de Río de Janeiro, con 250 estudiantes. Para el análisis de las variables se empleó la estadística descriptiva. Resultados: la mayoría de los estudiantes 132 (52,8%) tienen edades entre 18 - 21 años; 217 (86,8%) son del sexo femenino. Entre los participantes, 185 (74.0%) poseen vida sexual activa, de esos 113 (61,1%) utilizaron preservativo en la sexarca y 107 (57,8%) informaron hacer uso en todas las relaciones sexuales. Con relación al cuidado con la salud, 110 (44,0%) ya hicieron prueba para detectar el VIH. Entre las mujeres, 125 (57,6%) hicieron el examen Papanicolau. Conclusión: se puede inferir que los estudiantes de enfermería son vulnerables a las infecciones sexualmente transmisibles y adoptan comportamientos de riesgo en sus prácticas sexuales.\\\\\\\", \\\\\\\"_i\\\\\\\": \\\\\\\"es\\\\\\\"}]\\\"\""


Assuntos
Humanos , Doenças Sexualmente Transmissíveis , Enfermagem , Vulnerabilidade em Saúde , Adulto Jovem
4.
J. nurs. health ; 9(3): 199308, maio 2019.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1047300

RESUMO

Objetivo: analisar o perfil sociodemográfico e clínico de idosos quanto ao risco de quedas em um município no Sul do Brasil. Métodos: estudo transversal realizado por meio de Vulnerable Elders Survey-13 e o Falls Risk Awareness Questionnaire, com 66 idosos recrutados por bola de neve, de janeiro a outubro de 2018. A análise estatística foi descritiva e inferencial. Resultados: houve 55 depoimentos de queda (83,3%), tendo mais risco mulheres (69,70%), com idade média de 75 anos (45,5%). Hipertensão Arterial Sistêmica (67,2%), problemas na coluna (56,9%) e ansiedade (53,4%) foram as morbidades mais frequentes e 51,5% fazem uso de duas ou mais medicações contínuas diariamente. Conclusão: risco de queda predominou em mulheres, com idade avançada, associada às condições de vulnerabilidade, histórico de quedas anteriores, uso de medicamentos contínuos e com pelo menos uma morbidade que afeta sua vida diária.(AU)


Objective: to analyze the sociodemographic and clinical profile of the elderly regarding the risk of falls in a municipality in southern Brazil. Methods: cross-sectional study conducted using Vulnerable Elders Survey-13 and the Falls Risk Awareness Questionnaire with 66 snowball-recruited elderly from January to October 2018. Statistical analysis was descriptive and inferential. Results: there were 55 testimonials of falls (83.3%), with more risk women (69.7%), with an average age of 75 years (45.5%). Systemic Arterial Hypertension (67.2%), back problems (56.9%) and anxiety (53.4%) were the most frequent morbidities and 51.5% used two or more continuous medications daily. Conclusion: risk of falling predominated in women, with advanced age, associated with vulnerability conditions, history of previous falls, use of continuous medications and at least one morbidity that affects their daily life.(AU)


Assuntos
Acidentes por Quedas , Idoso , Vulnerabilidade em Saúde
5.
RECIIS (Online) ; 13(1): 39-47, jan.-mar. 2019.
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-987746

RESUMO

This commentary analyses the implications of social media misinformation for global health risk communication. We define misinformation, describe the pathways through which it can adversely affect responses to risk communication efforts, highlight vulnerabilities in existing interventions and present an agenda for further research to understand and address this problem.


Este artigo analisa as implicações da desinformação nas mídias sociais para a comunicação global de riscos à saúde. Definimos desinformação, descrevemos os caminhos pelos quais ela pode afetar negativamente as respostas aos esforços de comunicação de risco, destacamos as vulnerabilidades nas intervenções existentes e apresentamos uma agenda para futuras pesquisas para entender e abordar esse problema.


Este artículo analiza las implicaciones de la desinformación en las redes sociales para la comunicación de riesgos de salud global. Definimos información errónea, describimos los caminos por los cuales puede afectar de manera adversa las respuestas a los esfuerzos de comunicación de riesgos, resaltamos las vulnerabilidades en las intervenciones existentes y presentamos una agenda para futuras investigaciones para comprender y abordar este problema.


Assuntos
Humanos , Acesso à Informação , Vulnerabilidade em Saúde , Pandemias , Mídias Sociais , Saúde Global , Risco , Surtos de Doenças , Comunicação
6.
Rev. enferm. UFPE on line ; 13(3): 560-568, mar. 2019. ilus, tab
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1015478

RESUMO

Objetivo: analisar os aspectos sociodemográficos e laborais associados à qualidade de vida das profissionais do sexo. Método: trata-se de estudo quantitativo, descritivo, exploratório, censitário, de corte transversal. Utilizou-se formulário semi estruturado e se analisou os dados pelo software SPSS versão 21.0. Apresentou-se as variáveis por meio de frequências relativas e absolutas, diferenças foram comparadas pelo teste exato de Fisher, adotando-se nível de significância de 5% (p<0,05) para todas as análises. Resultados: verificou-se associação entre a qualidade de vida e as variáveis de condição afetiva (p=0,027) e religião (p=0,013). O domínio do meio ambiente destacou-se entre os demais por apresentar a menor média 43,3125. Conclusão: identificou-se que os aspectos sociodemográficos e laborais interferem diretamente na qualidade de vida das profissionais, pois, estão em situações de grande vulnerabilidade, além do estigma da sociedade e poder público. Observa-se a necessidade de ampliação das discursões referentes à qualidade de vida, para que façam valer seus direitos conforme regido pela Consolidação das Leis do Trabalho.(AU)


Objective: to analyze the sociodemographic and labor aspects related to the quality of life of sex workers. Method: this is a quantitative, descriptive, exploratory, census study, with cross-sectional cut. A semistructured form was used and the data was analyzed by SPSS software version 21.0. The variables were presented by means of relative and absolute frequencies, differences were compared by Fisher's exact test, adopting a significance level of 5% (p<0.05) for all analyses. Results: there was a significant association between quality of life and the variables of affective condition (p=0.027) and religion (p=0.013). The environment domain stood out among the others by presenting the lowest average 43.3125. Conclusion: sociodemographic and labor aspects directly affect the professionals' quality of life, because they are in situations of great vulnerability, in addition to the stigma of society and public powers. There is a need for expanding discussions relating to quality of life, to assert their rights as governed by the Consolidation of Labor Laws.(AU)


Objetivo: analizar los aspectos sociodemográficos y laborales asociados con la calidad de vida de las trabajadoras del sexo. Método: se trata de un estudio cuantitativo, descriptivo, exploratorio, censitário, de corte transversal. Se usó un formulario semi-estructurado y los datos fueron analizados mediante el software SPSS versión 21.0. Las variables fueron presentadas por medio de frecuencias relativas y absolutas, se compararon las diferencias mediante la Prueba Exacta de Fisher, adoptando un nivel de significancia del 5% (p<0,05) para todos los análisis. Resultados: existe una asociación significativa entre la calidad de vida y las variables de estado afectivo (p=0,027) y religión (p=0,013). El campo del medio ambiente se destacó entre los demás por presentar el menor promedio de 43.3125. Conclusión: se detectó que los aspectos sociodemográficos y laborales interfieren directamente en la calidad de vida de las profesionales, porque se encuentran en situaciones de gran vulnerabilidad, así como el estigma de la sociedad y los poderes públicos. Hay una necesidad de expansión de discusiones referentes a la calidad de vida, para hacer valer sus derechos como regido por la Consolidación de las Leyes Laborales.


Assuntos
Humanos , Feminino , Adulto , Trabalho Sexual , Qualidade de Vida , Condições Sociais , Condições de Trabalho , Saúde da Mulher , Vulnerabilidade em Saúde , Estigma Social , Profissionais do Sexo , Saúde Pública , Epidemiologia Descritiva , Estudos Transversais
7.
Rev. enferm. UFPE on line ; 13(2): 338-345, fev. 2019. ilus, tab, graf
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1009983

RESUMO

Objetivo: descrever os determinantes sociais dos pacientes diagnosticados com câncer de pênis atendidos em um hospital universitário. Método: trata-se de um estudo quantitativo, descritivo e retrospectivo, em que se procedeu à busca pelas características dos adoecidos atendidos entre os anos de 1982 e 2013. Analisaram-se e se tabularam os dados pela estatística descritiva, após a apresentação em tabelas e figuras. Resultados: compôs-se o estudo por 107 pacientes, entre estes, prevaleceu a idade média de 63,7 anos, casados, com cor da pele branca e ensino fundamental completo e aposentados. Conclusão: conclui-se que os determinantes sociais podem servir de base para que o enfermeiro oncológico identifique grupos vulneráveis e, assim, estabelecer medidas preventivas e educação em saúde para aqueles que estão em risco da doença.(AU)


Objective: to describe the social determinants of patients diagnosed with penile cancer treated in a university hospital. Method: this is a quantitative, descriptive and retrospective study, in which the characteristics of the patients treated between 1982 and 2013 were searched. The data was analyzed and tabulated by descriptive statistics, after the presentation in tables and figures. Results: the study was composed by 107 patients, among these, the average age of 63.7 years prevailed, married, with white skin color and complete primary education and retirees. Conclusion: it can be concluded that social determinants can serve as a basis for the oncology nurse to identify vulnerable groups and, thus, establish preventive measures and health education for those who are at risk of the disease.(AU)


Objetivo: describir los determinantes sociales de los pacientes diagnosticados con cáncer de pene atendidos en un hospital universitario. Método: se trata de un estudio cuantitativo, descriptivo y retrospectivo, en que se procedió a la búsqueda por las características de los enfermos atendidos entre los años 1982 y 2013. Se analizaron y se tabularon los datos por la estadística descriptiva, después de la presentación en tablas y figuras. Resultados: se compuso el estudio por 107 pacientes, entre éstos, prevaleció la edad media de 63,7 años, casados, con color de la piel blanca y enseñanza básica completa y jubilados. Conclusión: se concluye que los determinantes sociales pueden servir de base para que el enfermero oncológico identifique a grupos vulnerables y, así, establecer medidas preventivas y educación en salud para aquellos que están en riesgo de la enfermedad.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Idoso de 80 Anos ou mais , Enfermagem Oncológica , Neoplasias Penianas , Impacto Psicossocial , Vulnerabilidade em Saúde , Saúde do Homem , Determinantes Sociais da Saúde , Epidemiologia Descritiva , Estudos Retrospectivos
8.
Rev. enferm. UFPE on line ; 13(2): 431-437, fev. 2019. tab
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1010212

RESUMO

Objetivo: compreender as vulnerabilidades de adultos em situação de rua ao comportamento suicida. Método: trata-se de um estudo qualitativo, descritivo, realizado com oito pessoas em situação de rua com história de tentativa de suicídio. Fez-se a coleta de dados por meio de entrevista, e os resultados a partir da técnica de Análise de Conteúdo na modalidade Análise Categorial. Resultados: entende-se que as categorias geradas a partir da análise temática dos dados foram os contextos de vulnerabilidade à ideação suicida, tentativa de suicídio e suicídio para pessoas em situação de rua. Observou-se que os entrevistados acreditam que o comportamento suicida ocorre na população em situação de rua em função da tristeza, sofrimento, desesperança, uso problemático de álcool e/ou outras drogas, doenças e falta de fé. Conclusão: expõem-se os adultos em situação de rua a constantes e diversas situações de vulnerabilidades ao comportamento suicida.(AU)


Objective: to understand the vulnerabilities of street adults to suicidal behavior. Method: this is a qualitative, descriptive study carried out with eight street persons with a history of attempted suicide. Data was collected through an interview, and the results were obtained from the Content Analysis technique in the Categorical Analysis modality. Results: it is understood that the categories generated from the thematic analysis of the data were contexts of vulnerability to suicidal ideation, suicide attempt and suicide for street people. It was observed that the interviewees believe that suicidal behavior occurs in the street population due to sadness, suffering, and hopelessness, problematic use of alcohol and / or other drugs, illness and lack of faith. Conclusion: the adults in the street situation are exposed to constant and diverse situations of vulnerability to suicidal behavior.(AU)


Objetivo: comprender las vulnerabilidades de los adultos en situación de calle al comportamiento suicida. Método: se trata de un estudio cualitativo, descriptivo, realizado con ocho personas en situación de calle con historia de intento de suicidio. Se hizo la recolección de datos por medio de entrevista, y los resultados a partir de la técnica de Análisis de Contenido en la modalidad Análisis Categorial. Resultados: se entiende que las categorías generadas a partir del análisis temático de los datos fueron los contextos de vulnerabilidad a la ideación suicida, intento de suicidio y suicidio para personas en situación de calle. Se observó que los entrevistados creen que el comportamiento suicida ocurre en la población en situación de calle en función de la tristeza, sufrimiento, desesperanza, uso problemático de alcohol y / u otras drogas, enfermedades y falta de fe. Conclusión: se exponen los adultos en situación de calle a constantes y diversas situaciones de vulnerabilidades al comportamiento suicida.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Suicídio , Tentativa de Suicídio , Pessoas em Situação de Rua , Saúde Mental , Fatores de Risco , Vulnerabilidade em Saúde , Ideação Suicida , Epidemiologia Descritiva , Pesquisa Qualitativa
9.
CuidArte, Enferm ; 13(1): 63-68, jan.2019.
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1015427

RESUMO

Introdução: A Atenção Básica em saúde constitui porta de entrada ao Sistema Único de Saúde. Considerando situações clínicas e de vulnerabilidade social, acadêmicos do curso de Medicina de uma instituição de ensino superior do interior paulista constituíram em parceria com uma Unidade Básica de Saúde da Família um Projeto Terapêutico Singular para maior efetividade de resolução dos casos clínicos, especialmente quando há vulnerabilidade social...(AU)


Introduction: Primary Health Care is a gateway to the Unified Health System. Considering clinical situations and social vulnerability, medical students from a higher education institution in the interior of São Paulo formed a partnership with a Basic Family Health Unit. a Singular Therapeutic Project for greater resolution of clinical cases, especially when there is social vulnerability ... (AU)


Introducción: La Atención Primaria de Salud constituye una puerta de entrada al Sistema Único de Salud. Considerando las situaciones de vulnerabilidad clínica y social, los estudiantes de medicina de una institución de educación superior en el interior de São Paulo formaron una asociación con una Unidad Básica de Salud Familiar. Un proyecto terapéutico singular para una mayor resolución de casos clínicos, especialmente cuando hay vulnerabilidad social ... (AU)


Assuntos
Humanos , Idoso , Estudantes de Medicina , Saúde do Idoso , Vulnerabilidade em Saúde , Serviços de Saúde para Idosos
10.
Enferm. glob ; 18(53): 646-660, ene. 2019. tab, graf
Artigo em Espanhol | IBECS | ID: ibc-183429

RESUMO

El concepto de esperanza ha sido identificado como central para la enfermería, ganando visibilidad en el ámbito de la atención al niño con necesidades especiales de salud y sus familias. Surgiendo nuevos desafíos en la enfermería pediátrica y constatando las necesidades de los padres ante las adversidades que enfrentan, las intervenciones promotoras de esperanza deberán ser vistas en destaque.Objetivo: Mapear las intervenciones que se han implementado y evaluado para promover la esperanza en los padres de los niños con necesidades especiales de salud.Método: Se llevó a cabo una revisión scoping, siguiendo la metodología propuesta por el Joanna Briggs Institute, en las bases de datos PubMed, CINHAL completa y SciELO, en portugués, inglés y español y en el marco de tiempo 2008-2018.Resultados: Fueron incluidos en esta revisión 7 estudios. La investigación encontrada es mayoritariamente cualitativa, dispersa en términos temporales y diferenciados en el marco conceptual. En la mayoría de los casos, los estudios engloban intervenciones de carácter grupal e individual, con variabilidad de contextos y características de intervención.Conclusión: Se mantiene la discusión sobre intervenciones promotoras de esperanza en los cuidados de enfermería pediátrica, existiendo necesidad de más investigación para la validación de intervenciones que promuevan la esperanza en los padres de niños con necesidades especiales de salud


O conceito de esperança tem sido identificado como central para a enfermagem, ganhando visibilidade no âmbito da prestação de cuidados à criança com necessidades especiais de saúde e suas famílias. Surgindo novos desafios na enfermagem pediátrica e constatando as necessidades dos pais diante as adversidades que enfrentam, as intervenções promotoras de esperança deverão ser vistas em destaque. Objetivo: Mapear as intervenções que foram implementadas e avaliadas para promover a esperança em pais de crianças com necessidades especiais de saúde. Método: realizou-se uma revisão scoping, seguindo a metodologia proposta pelo Joanna Briggs Institute, nas bases de dados Pubmed, CINHAL complete e SciELO, nos idiomas português, inglês e espanhol e na janela temporal de 2008 a 2018. Resultados: Foram incluídos nesta revisão 7 estudos. A investigação encontrada é maioritariamente qualitativa, dispersa em termos temporais e diferenciada no quadro conceptual. Maioritariamente avaliada em indivíduos, os estudos englobam intervenções de carater grupal e individual, com variabilidade de contextos e características de intervenção. Conclusão: mantém-se a discussão sobre intervenções promotoras de esperança nos cuidados de enfermagem pediátrica, existindo necessidade de mais investigação para a validação de intervenções que promovam a esperança em pais de crianças com necessidades especiais de saúde


The concept of hope has been identified as central to nursing and have gained visibility in the caring of children with special health needs and their families. With the emergence of new challenges in pediatric nursing and knowing the needs and adversities parents are facing in their daily life, interventions that promote hope should be highlighted.Objective: to map the interventions that have been implemented and evaluated to promote hope in parents of children with special health needs.Method: a scoping review was held, following Joanna Briggs Institute methodology, in the databases Pubmed, CINHAL complete and SciELO, in portuguese, english and spanish and in the time window from 2008 to 2018.Results: Seven studies were included in this review. The research that was found is mostly qualitative, dispersed in time and differentiated in terms of conceptual framework. Mostly evaluated in individuals, the studies encompass either group and individual interventions, with a large variability of contexts and intervention characteristics. Conclusion: discussions about hope promoting interventions in pediatric nursing care are currently occurring, the need for more research persists for the validation of hope promotion interventions in parents of children with special health needs


Assuntos
Humanos , Criança , Enfermagem Pediátrica/tendências , Esperança , Vulnerabilidade em Saúde , Cuidados de Enfermagem/métodos , Avaliação de Eficácia-Efetividade de Intervenções , Necessidades e Demandas de Serviços de Saúde/tendências
11.
Rev Rene (Online) ; 20(1): e40274, jan.-dez. 2019.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-997295

RESUMO

Objetivo: analisar fatores de vulnerabilidade feminina associados à infecção pelo Vírus da Imunodeficiência Humana entre mulheres em idade fértil. Métodos: estudo epidemiológico do tipo caso-controle com mulheres em idade fértil realizado em um serviço de referência. Foram coletados dados sobre vulnerabilidade socioeconômicos, individuais, dos parceiros e dos serviços de saúde. Estes foram analisados de forma uni, bi e multivariada. Resultados: fizeram parte da pesquisa 174 mulheres, na qual se evidenciou que as chances para infecção aumentavam quatro vezes para as que tinham renda familiar até 1.000,00, 5,5 vezes mais para aquelas que não conheciam camisinha feminina, 16,7 vezes mais para as que fizeram uso de bebida alcoólica e 4,8 vezes maior para aquelas que não recebiam orientações nos serviços de saúde. Conclusão: a análise permitiu identificar os principais marcadores de vulnerabilidade para a infecção do vírus em mulheres em idade fértil, principalmente os de cunho individual, socioeconômico e programático. (AU)


Assuntos
Humanos , Feminino , Doenças Sexualmente Transmissíveis , Saúde da Mulher , Síndrome de Imunodeficiência Adquirida , HIV , Vulnerabilidade em Saúde
12.
Rev Rene (Online) ; 20(1): e40207, jan.-dez. 2019.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-997317

RESUMO

Objetivo: descrever a percepção de gestantes e familiares sobre a condição de vulnerabilidade de uma gravidez de alto risco. Métodos: pesquisa qualitativa realizada com oito gestantes e dez familiares. Os dados foram coletados por meio de entrevistas semiestruturadas, audiogravadas, que após transcritas, foram submetidas à análise de conteúdo, modalidade temática proposta por Bardin. Resultados: emergiram três categorias: Vivências do familiar e da gestante frente ao diagnóstico de uma gravidez de risco; A família como eixo estruturante do cuidado em uma gestação de alto risco; e a Invisibilidade do familiar no acompanhamento prénatal. Conclusão: tanto familiares como gestantes vivenciam preocupação, ansiedade, medo e estresse frente à condição de vulnerabilidade, porém, as gestantes se percebem mais amparadas e seguras com o apoio da família, que embora não se perceba valorizada/considerada pelos profissionais de saúde durante as consultas de pré-natal, tem papel importante no incentivo e fiscalização dos cuidados durante a gestação. (AU)


Assuntos
Humanos , Feminino , Gravidez , Cuidado Pré-Natal , Família , Gravidez de Alto Risco , Gestantes , Vulnerabilidade em Saúde
13.
Rev Rene (Online) ; 20(1): e33841, jan.-dez. 2019.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-995785

RESUMO

Objetivo: compreender o cotidiano de trabalho e o acesso aos serviços de saúde de mulheres profissionais do sexo. Métodos: pesquisa qualitativa que utilizou o método etnográfico. Para a coleta de dados, foram utilizadas observação participante com registro em diário de campo, entrevista semiestruturada e formulário com dados sociodemográficos. Para a análise dos dados, associou-se à análise temática dos dados à etnografia. Resultados: emergiram quatro categorias temáticas: inserção na prostituição; relações familiares; sofrimento e adoecimento; e acesso aos serviços de saúde. Conclusão: o cotidiano das mulheres é marcado por condições precárias de trabalho e pela busca por serviços de saúde para resolução de problemas específicos, por iniciativa da mulher. A rotina de trabalho nesse contexto coloca as mulheres em situações de fragilidade clínica e social, expondo-as a vulnerabilidades em saúde. (AU)


Assuntos
Humanos , Feminino , Saúde da Mulher , Vulnerabilidade em Saúde , Profissionais do Sexo , Promoção da Saúde , Acesso aos Serviços de Saúde
14.
Rev. Esc. Enferm. USP ; 53: e03429, 2019. tab, graf
Artigo em Inglês, Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-985078

RESUMO

ABSTRACT Objective: To verify the occurrence and factors associated to social, individual and programmatic vulnerability among older adults. Method: A household and cross-sectional survey conducted with 701 community-dwelling older adults. For evaluation of the individual component, we used the frailty phenotype; for the social component, the social vulnerability index was implemented; and for the programmatic component, the Index of access and use of health services. Descriptive and bivariate statistical analyzes and multinomial logistic regression were also carried out (p≤ 0.05). Results: It was verified that 15.7% of the older adults lived in areas of high social vulnerability, 31.8% were physically frail and had a moderate programmatic vulnerability score. Older people of a lower age, having lower education and income levels were more likely to live in areas of high or very high social vulnerability. The female gender and the high age groups increased the chances of the frailty condition. It was also observed that the older adults in the 70├ 80-year age group and having lower education were more likely to have medium programmatic vulnerability. Conclusion: The importance of primary care professionals to consider the multidimensional aspect of vulnerability in identifying older adults who need to be prioritized in health care is evidenced.


RESUMEN Objetivo: Verificar la ocurrencia y los factores asociados con la vulnerabilidad social, individual y programática entre personas mayores. Método: Encuesta domiciliaria y transversal conducida con 701 personas mayores comunitarias. Para la evaluación del componente individual, se recurrió al fenotipo de la fragilidad; del social al Índice de Vulnerabilidad Social; y del programático al Índice de acceso y utilización del servicio sanitario. Se realizaron análisis estadísticos descriptivo y bivariado y regresión logística multinomial (p≤ 0,05). Resultados: Se constató que el 15,7% de los ancianos residían en áreas de elevada vulnerabilidad social, el 31,8% eran frágiles físicamente y con puntaje moderado de vulnerabilidad programática. Los ancianos con menores rangos de edad, escolaridad e ingresos presentaron mayores probabilidades de residir en áreas de elevada o muy elevada vulnerabilidad social. El sexo femenino y los elevados rangos de edad aumentaron las probabilidades de la condición fragilidad. También se notó que los ancianos de 70├ 80 años y menor escolaridad presentaron mayores probabilidades de tener una vulnerabilidad programática media. Conclusión: Se evidencia la importancia de que los profesionales de la atención primaria consideren el aspecto multidimensional de la vulnerabilidad en la identificación de las personas mayores que necesitan priorizarse en los cuidados sanitarios.


RESUMO Objetivo: Verificar a ocorrência e os fatores associados à vulnerabilidade social, individual e programática entre idosos. Método: Inquérito domiciliar e transversal conduzido com 701 idosos comunitários. Para a avaliação do componente individual, recorreu-se ao fenótipo de fragilidade; do social, ao Índice de Vulnerabilidade Social; e do programático, ao Índice de acesso e utilização do serviço de saúde. Realizaram-se análises estatísticas descritiva e bivariada e regressão logística multinomial (p≤ 0,05). Resultados: Constatou-se que 15,7% dos idosos residiam em áreas de elevada vulnerabilidade social, 31,8% eram frágeis fisicamente e escore moderado de vulnerabilidade programática. Os idosos com menores faixas etárias, escolaridade e renda apresentaram maiores chances de residir em áreas de elevada ou muito elevada vulnerabilidade social. O sexo feminino e as elevadas faixas etárias aumentaram as chances da condição fragilidade. Também se observou que idosos com 70├ 80 anos e menor escolaridade tiveram maiores chances de possuir média vulnerabilidade programática. Conclusão: Evidencia-se a importância de os profissionais da atenção primária considerar o aspecto multidimensional da vulnerabilidade na identificação de idosos que precisam ser priorizados nos cuidados à saúde.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Idoso de 80 Anos ou mais , Idoso , Vulnerabilidade Social , Vulnerabilidade em Saúde , Enfermagem de Atenção Primária , Enfermagem Geriátrica
15.
Rev. bras. geriatr. gerontol. (Online) ; 22(2): e180159, 2019. tab
Artigo em Inglês, Português | LILACS | ID: biblio-1013589

RESUMO

Abstract Objective: Describe health conditions and life habits using Vulnerable Elders Survey-13 scores, with the aim of understanding the factors associated with the vulnerability of the elderly. Method: A quantitative, cross-sectional study was conducted in the Distrito Federal, Brazil. Data were collected by a questionnaire containing the Vulnerable Elders Survey-13 and other variables. Descriptive statistics, correlation and regression analyses were carried out. Results: 956 people aged 60 years and older living in the Distrito Federal were interviewed. Of these, 32.4% had scores equal to or greater than three, and were therefore classified as vulnerable. Some variables exhibited a positive relation with VES-13 score, with intensity ranging from very weak, in the case of systemic arterial hypertension (p=0.035) and diabetes mellitus (p=0.027), to moderate, as was the case with depression (p<0.001), urinary loss (p<0.001) and falls (p<0.001). It was also observed that a 1% increase in the income of the elderly resulted in a reduction of 0.27 points (p<0,001) in Vulnerable Elders Survey score, reducing vulnerability. Conclusion: Depression most influenced vulnerability score, followed by urinary and hearing loss. Public policies aimed at the promotion of the physical and mental health of the elderly and the creation of a propitious environment to increase income, through reinsertion into the labor market or welfare policies, can help to reduce vulnerability.


Resumo Objetivo: Relacionar algumas condições de saúde e de hábitos de vida com a pontuação no Vulnerable Elders Survey-13 buscando compreender os fatores que estão associados na vulnerabilidade do idoso. Método: Estudo quantitativo, transversal realizado no Distrito Federal, Brasil. Os dados foram coletados por um questionário contendo o Vulnerable Elders Survey-13 e variáveis socioeconômicas, de saúde e hábitos de vida. Foi realizada estatística descritiva, análise de correlação e regressão múltipla utilizando o método de mínimos quadrados ordinários. Resultados: Foram entrevistadas 956 pessoas com 60 anos ou mais residentes no Distrito Federal, dos quais 32,4% tinham pontuação igual ou maior que três, e por isso foram classificadas como vulneráveis. Algumas variáveis apresentaram uma relação positiva com a pontuação do VES-13, porém com intensidade muito fraca, como foi o caso da hipertensão arterial sistêmica (p=0,035) e da diabetes mellitus (p=0,027), a moderada, no caso da depressão (p<0,001), perda urinária (p<0,001) e quedas (p<0,001). Também foi observado que o incremento de 1% sobre a renda do idoso resultou em uma redução de 0,27 pontos (p<0,001) no Vulnerable Elders Survey, diminuindo sua vulnerabilidade. Conclusão: A depressão foi o fator que mais influenciou na pontuação de vulnerabilidade seguida da perda de urina e da perda auditiva. Políticas públicas voltadas para a promoção da saúde física e mental dos idosos e a criação de um ambiente favorável para o incremento da renda, através da reinserção no mercado de trabalho ou políticas assistenciais, podem trazer benefícios na redução da vulnerabilidade.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Saúde do Idoso , Vulnerabilidade em Saúde
16.
Belo Horizonte; s.n; 2019. 129 p. ilus, tab, mapa, graf.
Tese em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1016207

RESUMO

A hanseníase é uma doença curável, mas que continua sendo um problema de saúde pública em vários países. É uma doença negligenciada, que tem forte relação com as características do indivíduo, do contexto social e dos serviços de saúde. A incapacidade física e o abandono são indicadores importantes para manter a transmissão da doença. O objetivo do estudo é de analisar o comportamento epidemiológico da hanseníase no Nordeste e estimar. a associação da vulnerabilidade programática, social e individual com a incapacidade física grau 2 no diagnóstico e ao abandono do tratamento dos doentes de hanseníase residentes no Nordeste. Dois tipos de estudo foram utilizados: o ecológico misto de múltiplos grupos e de séries temporais, cuja unidade de análise são os nove estados nordestinos, de corte transversal, mas com variáveis de nível ecológico e individual, para analisar a associação das dimensões da vulnerabilidade individual, social e programática ao diagnóstico de hanseníase com grau 2 de incapacidade e o abandono de tratamento, com a amostra primária de 238.164 indivíduos e no nível secundário 1.794 municípios. Utilizaram-se dados de hanseníase do Sistema de Informação de Agravos de Notificação. Foi realizada análise de tendência por regressão linear generalizada por meio do método de Prais-Winsten dos indicadores epidemiológicos da hanseníase para a população geral e menores de 15 anos. Para selecionar os indicadores socioeconômicos que se associavam à hanseníase e, posteriormente, criar um indicador de vulnerabilidade social, procedeu-se a uma revisão integrativa. Esses indicadores foram selecionados pelo coeficiente de correlação de Spearman, seguida de análise fatorial. Para analisar a estrutura multinível, foram utilizadas regressões logísticas com efeitos mistos, que contemplam modelos com variáveis de nível individual, social e programáticas. O nível 1 foi o indivíduo, e o 2, o município. Verificou-se que o Nordeste apresenta tendência anual decrescente para detecção geral mas estacionária para menores de 15 anos. Apenas Maranhão, Piauí, Paraíba e Pernambuco apresentam tendência decrescente para os dois indicadores. Quanto à proporção de grau 2 de incapacidade no diagnóstico, Piauí (p=0,011), Alagoas (p=0,049), Bahia (p=0,004) e Maranhão (p=0,038) apresentam tendência crescente. Verificou-se tendência crescente da proporção de grau 2 entre indivíduos com menos de 15 anos de idade no Maranhão (p=0,031) e Sergipe (p=0,44). O grau 2 de incapacidade no diagnóstico de hanseníase e o abandono de tratamento se relacionam à vulnerabilidade individual e programática. As variáveis individuais e programáticas se associaram aos desfechos na regressão logística com efeitos mistos, mas no modelo final, a vulnerabilidade social não demonstrou associação estatística com as variáveis dependentes estudadas. Teoricamente, considera-se que as variáveis individuais e relacionadas aos serviços de saúde representam o contexto social, uma vez que são um retrato dele. Evidenciou-se, ainda, a transmissão ativa do bacilo, diagnóstico tardio e subnotificação na região. A atenção básica com bons indicadores de qualidade da atenção à hanseníase reduz iniquidades no acesso aos serviços de saúde e diminui o abandono, ainda que, para o diagnóstico precoce, demonstre fragilidades, o que aumenta o número de diagnósticos de hanseníase com grau 2 de incapacidade nos serviços de referência. Sugerem-se a integração das ações dos serviços de saúde e a ampliação de programas sociais, já que a melhoria das condições de vida da população é fundamental para interromper a transmissão continuada da hanseníase e controlar a endemia.(AU)


Leprosy is a curable disease but remains a public health problem in many countries. It is a neglected disease, which has a strong relation with the characteristics of the individual, the social context and health services. Physical incapacity and cessation of treatment are important indicators for maintaining the disease transmission chain. The objective of the study is to analyze the epidemiological behavior of leprosy in the Northeast and estimate. the association of programmatic, social and individual vulnerability with physical disability grade 2 in relation to diagnosis and treatment abandonment of leprosy patients residing in the Northeast. Two types of studies were used: the mixed ecological of multiple groups and time series, whose unit of analysis are the nine Northeastern states, and the mixed epidemiological, cross-sectional, but with ecological and individual level variables, to analyze the association of the dimensions of individual, social and programmatic vulnerability to the diagnosis of leprosy with grade 2 disability and abandonment of treatment, with the primary sample of 238,164 individuals and at the secondary level 1,794 municipalities. Leprosy data from the Notification Disease Information System were used. A generalized linear regression trend analysis was performed using the Prais-Winsten method of epidemiological indicators of leprosy for the general population and younger than 15 years. In order to select the socioeconomic indicators that were associated with leprosy and later to create an indicator of social vulnerability, an integrative review was carried out. These indicators were selected by the Spearman correlation coefficient, followed by factorial analysis. To analyze the multilevel structure, logistic regressions with mixed effects were used, which include models with individual, social and programmatic variables. Level 1 was the individual, and the 2, the municipality. It was verified that the Northeast shows a decreasing annual trend for general detection but stationary for children under 15 years. Only Maranhão, Piauí, Paraíba and Pernambuco show a downward trend for both indicators. As for the proportion of grade 2 disability in diagnosis, Piauí (p = 0.011), Alagoas (p = 0.049), Bahia (p = 0.004) and Maranhão (p = 0.038) presented an increasing trend. Regarding the proportion of grade 2 among individuals with less than 15 years of age, Maranhão (p = 0.031) and Sergipe (p = 0.44) have an increasing tendency. Grade 2 disability in the diagnosis of leprosy and abandonment of treatment are related to individual and programmatic vulnerability. The individual and programmatic variables were associated to logistic regression outcomes with mixed effects, but in the final model, social vulnerability did not demonstrate a statistical association with the dependent variables studied. Theoretically, it is considered that the individual variables and related to the health services represent the social context, since they are a picture of him. The active transmission of the bacillus, late diagnosis and underreporting in the region were also evidenced. Family health coverage with good indicators of quality of care for leprosy reduces inequities in access to health services and reduces abandonment, although for early diagnosis it shows weaknesses, which increases the number of leprosy diagnoses with degree 2 of disability in referral services. The integration of health services and the expansion of social programs is suggested, since improving the population's living conditions is essential to stop the continued transmission of leprosy and control the endemic disease.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Atenção Primária à Saúde , Vulnerabilidade Social , Vulnerabilidade em Saúde , Hanseníase/epidemiologia , Fatores Socioeconômicos , Brasil , Estudos Retrospectivos , Pessoas com Deficiência , Dissertação Acadêmica , Notificação , Diagnóstico Tardio , Hanseníase/diagnóstico
17.
Belo Horizonte; s.n; 2019. 104 p. ilus, tab, mapa.
Tese em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1024356

RESUMO

Com a descentralização do Sistema Único de Saúde (SUS), os municípios assumiram o protagonismo na gestão de seus territórios, responsabilizando-se pela Atenção Primária à Saúde. Nesse contexto, o gerente passou a desempenhar papel de destaque, imprimindo direção e sentido às ações dos trabalhadores em contextos específicos. O desempenho da função gerencial a fim de alcançar os objetivos institucionais requer do gerente o entendimento do processo de trabalho e a atribuição de sentido às ações colocadas em prática. Um trabalho adquire sentido quando é considerado importante, útil e verdadeiro. Este estudo teve como objetivo compreender os sentidos do trabalho para os gerentes das Unidades Básicas de Saúde localizadas em uma Regional com alto índice de vulnerabilidade. Trata-se de estudo qualitativo, interpretativo e analítico, cujos cenários foram as Unidades Básicas de Saúde da Regional Norte do Município de Belo Horizonte, Minas Gerais, do qual dezenove gerentes participaram da pesquisa. Foram utilizados como instrumentos de coleta de dados duas fontes de evidência: a entrevista individual com roteiro semiestruturado e a observação. A coleta aconteceu entre os meses de setembro de 2018 a março de 2019 e, durante a permanência do entrevistador na unidade básica para a realização da entrevista, ocorreu concomitantemente a observação. As impressões da pesquisadora foram registradas em um diário de campo. Para análise dos dados, utilizou-se a metodologia de Análise de Conteúdo proposta por Bardin (2016). Os resultados foram categorizados em dois temas: sentidos do trabalho do gerente na atenção primária e, a interface da vulnerabilidade no contexto do trabalho do gerente. Os sentidos do trabalho foram analisados à luz das dimensões individual, organizacional e social, perpassadas pelo trabalho cotidiano. A identidade dos gerentes foi construída com base no trabalho realizado e também nas relações estabelecidas com trabalhadores, usuários e comunidade. Quanto à segunda categoria temática, referente às singularidades do local de trabalho do gerente, caracterizado por alto índice de vulnerabilidade, foi identificada a necessidade de mobilização de competências e perfis diferenciados. A atuação do gerente junto às populações em situação de vulnerabilidade influenciou a configuração da sua identidade e a atribuição de sentidos ao trabalho realizado. Considerou-se o gerente como um ator de extrema relevância na organização dos serviços de saúde, haja vista seu papel como articulador e na efetivação das políticas propostas pelo SUS. Sua atuação demanda uma formação que propicie, sobretudo, o estabelecimento de relações interpessoais e o reconhecimento das necessidades específicas da população que atende. O excesso de atividades realizadas interfere negativamente na gestão do cuidado. Iniciativas direcionadas para a redefinição dos processos de trabalho podem ser necessárias para que o gerente assuma efetivamente as suas reais atribuições. Portanto, no que se refere às dimensões do sentido do trabalho percebe-se que os elementos elencados na dimensão individual e, principalmente, na social se sobrepõem aos da organizacional. Há que se chamar a atenção para o fato de os aspectos dificultadores terem se destacado na dimensão organizacional. A atuação do gerente, junto a populações em situação de vulnerabilidade, influencia de forma significativa nessa construção.(AU)


With the decentralization of the Unified Health System (SUS, in Portuguese acronym), the municipalities assumed the leading role in the management of their territories, being responsible for Primary Health Care. In this context, the manager began to play a prominent role, giving direction and meaning to the workers' actions in specific contexts. The performance of the managerial function in order to achieve the institutional objectives requires the manager to understand the work process and to assign meaning to the actions put into practice. A job makes sense when it is considered important, useful and true. This study aimed to understand the meanings of work for managers of Basic Health Units located in a local branch office with high index of vulnerability. This is a qualitative, interpretative and analytical study, whose scenarios were the Basic Health Units of the Northern Region of Belo Horizonte, state of Minas Gerais, in which nineteen managers participated in the research. Two sources of evidence were used as data collection instruments: the face-to-face interviews with semi-structured script and observation. The data collection took place between September 2018 and March 2019 and, during the interviewer's stay in the Basic Unit for the interview, it happened simultaneously to the observation of the facts. The researcher's impressions were recorded in a field journal. Regarding the data analysis, the content analysis methodology proposed by Bardin (2016) was used. The results were categorized into two themes: directions of the manager's work in primary care and the interface of vulnerability in the manager's work context. The meanings of work were analyzed in the light of individual, organizational and social dimensions, permeated by daily work. Managers' identities were built on the work done and also on the relationships established with workers, users and the community. As for the second thematic category, referring to the singularities of the manager's workplace, characterized by high vulnerability index, the need for mobilization of competences and differentiated profiles was identified. The role of the manager in vulnerable populations influenced the configuration of their identity and the attribution of meanings to the work performed. The manager was considered as an extremely relevant player in the organization of health services, given his role as an articulator and in the implementation of policies proposed by SUS. His performance demands a formation that promotes, above all, the establishment of interpersonal relationships and the recognition of the specific needs of the population he serves. The excess of activities performed negatively interferes in the management of care. Initiatives aimed at redefining work processes may be necessary for the manager to effectively assume his or her actual duties. Therefore, regarding the dimensions of the meaning of work, it is clear that the elements listed in the individual dimension and especially in the social one overlap those of the organizational one. Attention should be drawn to the fact that the hindering aspects have stood out in the organizational dimension. The role of the manager in vulnerable populations significantly influences this construction.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Organização e Administração , Atenção Primária à Saúde , Trabalho/psicologia , Vulnerabilidade em Saúde , Fatores Socioeconômicos , Centros de Saúde , Inquéritos e Questionários , Estudos Retrospectivos , Dissertação Acadêmica
18.
Rev. enferm. UFPE on line ; 13: [1-11], 2019. ilus, tab
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1046237

RESUMO

Objetivo: descrever as representações sociais de gestantes sobre HIV e teste rápido para HIV. Método: trata-se de um estudo qualitativo, descritivo, embasado na Teoria das Representações Sociais, com 81 gestantes numa Unidade Básica de Saúde, utilizando-se um formulário e a Técnica de Evocações Livres de Palavras. Analisaram-se os dados por meio da estatística descritiva e do software EVOC 2003, apresentados em forma de figura e tabela. Resultados: compõe-se o núcleo central das representações sociais das gestantes sobre HIV pelos termos doença, morte, contaminação e medo e sobre o teste rápido para HIV é composto pelos termos medo, desconhecimento, praticidade-rapidez, saber-resultado. Conclusão: conclui-se que, para o termo indutor HIV, a representação é negativa, carregada de "pré-conceitos" e angústias; e, para o indutor teste rápido para HIV, aparecem aspectos negativos relacionados ao medo do resultado da testagem. Permeiam-se, pelo termo desconhecimento, todas as categorias e ele se faz presente nos dois quadros de quatro casas.(AU)


Objective: to describe the social representations of pregnants about HIV and the quick test for HIV. Method: this is a qualitative, descriptive study based on the Theory of Social Representations, with 81 pregnant women, occurred in the Basic Health Unit, using a form and the Technique of Free Evocations of Words. We analyzed the data profile through descriptive statistics and through the software EVOC 2003, presented in the form of figure and table. Results: it comprises the central core of social representations of pregnants about HIV by the terms illness, death, contamination and fear and about the quick test for HIV is composed by the terms fear, unknowledge, practicity and speed, knowledge-result. Conclusion: it is concluded that, for the term HIV inductor, the representation is negative, loaded with "pre-concepts" and anguish; and for the inductor quick test for HIV, appear negative aspects related to fear of the outcome of the testing. Permeate, by the term unknowledge, all categories and it makes itself present in the two tables of four houses.(AU)


Objetivo: describir las representaciones sociales de las mujeres embarazadas acerca del VIH y la prueba rápida del VIH. Método: este es un estudio cualitativo-descriptivo basado en la teoría de las representaciones sociales, con 81 mujeres embarazadas, en la Unidad Básica de Salud. Se utilizó un formulario y la Técnica de las Evocaciones Libres de Palabras. Se analizaron los datos a través de la estadística descriptiva y a través del software EVOC 2003, presentadas en el formulario de la figura y tabla. Resultados: comprende el núcleo central de las representaciones sociales de las mujeres embarazadas acerca del VIH por la enfermedad, la muerte, la contaminación y el temor en la prueba rápida del VIH, estando compuesto por el miedo, el desconocimiento, la practicidad y la velocidad, conocimiento-resultado. Conclusión: se concluye que, para el término VIH inductor, la representación es negativa, cargada con "pre-conceptos" y angustia; y para el inductor prueba rápida para VIH, aparecen aspectos negativos relacionados con el miedo de los resultados de la prueba. Completan, al final del desconocimiento, todas las categorías y en él se hace presente en los dos cuadros de cuatro casas.(AU)


Assuntos
Humanos , Feminino , Gravidez , Adolescente , Adulto , Cuidado Pré-Natal , Infecções por HIV/diagnóstico , Síndrome de Imunodeficiência Adquirida , HIV , Transmissão Vertical de Doença Infecciosa , Gestantes , Vulnerabilidade em Saúde , Estigma Social , Epidemiologia Descritiva , Pesquisa Qualitativa
19.
Rev. bras. med. trab ; 16(4): 503-508, dez-2018.
Artigo em Inglês, Português | LILACS | ID: biblio-980480

RESUMO

Introdução: O Brasil rural é conhecido historicamente pelas condições de trabalho e de vida precárias; em algumas regiões, essa população torna-se vulnerável às condições de saúde e trabalho. Objetivo: Descrever a associação entre a vulnerabilidade à saúde e os fatores ambientais em trabalhadores rurais. Método: Estudo de caráter descritivo caracterizado como revisão narrativa de literatura, no período de 2012 a 2017. Foram utilizadas as bases de dados Scientific Electronic Library Online (SciELO) e Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências de Saúde (LILACS) e os Descritores em Ciências da Saúde (DECs) "saúde", "vulnerabilidade", "população rural" e "saúde do trabalhador rural". Resultados: A pesquisa resultou em seis artigos que evidenciaram, principalmente, a vulnerabilidade à saúde relacionada com a utilização inadequada dos equipamentos de proteção individual específicos ao trabalho, ou a sua não utilização; além de apontar ações essenciais para a saúde, como manter uma alimentação adequada, ter momentos de lazer, praticar atividade física, ter condições dignas de trabalho e contato com grupos sociais. Conclusão: Conclui-se que os fatores ambientais no trabalho rural estão diretamente interligados com a vulnerabilidade à saúde, em que práticas de prevenção na exposição ao risco de doenças e de promoção à saúde são essenciais para minimizar os agravos à saúde, principalmente quanto à exposição de agrotóxicos em trabalhadores rurais.


Background: Rural Brazil is known for its history of poor working and living conditions; in some regions the population becomes vulnerable to health and work problems. Objective: To investigate the association between health vulnerability and environmental factors among rural workers. Method: Descriptive study which consisted in a narrative review of literature published from 2012 to 2017. The literature search was conducted in databases Scientific Electronic Library Online (SciELO) and Latin American and Caribbean Health Sciences Literature (LILACS) using Health Sciences Descriptors (DeCS) "health," "vulnerability," "rural population" and "rural worker health." Results: Six studies were retrieved which mainly associated health vulnerability to inadequate or no use of specifically required personal protective equipment, in addition to pointing out actions essential for health promotion, such as adequate diet and leisure time, physical activity, dignified working conditions, and social contacts. Conclusion: Rural work environmental factors are directly related with health vulnerability. Prevention of exposure to risk of disease and health promotion actions are essential to minimize health problems, especially the ones associated with exposure to agrochemicals.


Assuntos
Humanos , Trabalhadores Rurais , Ambiente de Trabalho , Vulnerabilidade em Saúde , Assunção de Riscos , Epidemiologia Descritiva
20.
Rev. enferm. UFPE on line ; 12(12): 3513-3520, dez. 2018.
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1005383

RESUMO

Objetivo: apresentar as experiências vividas por uma enfermeira no exercício de suas funções numa equipe de Consultório na Rua. Método: trata-se de um estudo qualitativo, descritivo, tipo relato de experiência, acerca das vivências de uma enfermeira ao atuar em uma equipe de Consultório na Rua. Resultados: vivenciaram-se situações de discriminação da população em situação de rua pela sociedade, incluindo profissionais de saúde, dificuldades de acesso à Rede de Atenção à Saúde por pessoas em situações de rua, injustiças sociais e lacunas entre as políticas públicas existentes e a sua aplicação na prática. Conclusão: evidenciou-se que a atuação da enfermeira no Consultório na Rua submerge a reflexão sobre os determinantes sociais da saúde presentes na população em situação de rua. Necessita-se, face às fragilidades referidas, de investimentos em educação permanente dos profissionais, da efetivação das políticas públicas existentes, do empoderamento do usuário para o exercício da cidadania e de investimentos em estudos nesta área do cuidado.(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Atenção Primária à Saúde , Enfermagem em Saúde Pública , Pessoas em Situação de Rua , Equidade em Saúde , Equidade no Acesso aos Serviços de Saúde , Vulnerabilidade em Saúde , Determinantes Sociais da Saúde , Enfermeiras e Enfermeiros , Epidemiologia Descritiva , Pesquisa Qualitativa
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA