Your browser doesn't support javascript.
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 45
Filtrar
1.
Artículo en Español | LILACS-Express | ID: biblio-1020675

RESUMEN

RESUMEN: Las revisiones sistemáticas corresponden al máximo nivel de evidencia y son la principal herramienta para resolver incertidumbres clínicas(1). Sin embargo, dado sus características, presentan desventajas para su aplicación rápida y sencilla(2). Dado lo anterior es que se han creado nuevos formatos dentro de los que se incluyen los resúmenes estructurados de revisiones sistemáticas, dentro de los que se incluyen los Friendly Summary Of The Body Of Evidence (FRISBEE) (4). El proceso de elaboración de un FRISBEE comienza, como toda búsqueda de evidencia, con el planteamiento de una pregunta clínica estructurada y específica con la cual se desarrollará una búsqueda en la base de datos Epistemonikos que arrojará todas las revisiones sistemáticas atingentes. De ellas, se deben seleccionar las que respondan la pregunta clínica planteada y, a partir de ellas, se analizarán los estudios primarios de manera tal que se pueda obtener un resultado global de la evidencia, el grado de certeza de la misma, una conclusión y mensajes claves al respecto. El resultado final es un resumen de la evidencia en relación a una pregunta determinada que contempla la información contenida en todas las revisiones sistemáticas publicadas. Su utilidad e importancia está determinada debido a que facilitan la aplicabilidad clínica de la evidencia disminuyendo la complejidad de lectura e incorporando aspectos prácticos tanto para el clínico como el paciente.


ABSTRACT: Systematic reviews are the highest level of evidence and the main tool for resolving clinical uncertainties(1). However, due to their characteristics, their quick and easy application(2) presents disadvantages. That is why new formats have been created, comprising the structured summaries of systematic reviews, including the Friendly Summary Of The Body Of Evidence (FRISBEE) (4). The process of elaboration of a FRISBEE begins, like any search of evidence, with the approach of a structured and specific clinical question and the development of a search in the Epistemonikos database that will yield all the pertinent systematic reviews. Of these, those that answer the clinical question should be selected and, based on them, the primary studies will be analyzed to get a global result of the evidence, its degree of certainty, conclusions and key messages in this regard. The final result is a summary of the evidence related to a specific question that includes the information contained in all published systematic reviews. Its usefulness and importance is determined because it facilitates the clinical applicability of the evidence, decreasing the reading complexity and incorporating practical aspects for both the clinician and the patient.

2.
Rev. bras. med. fam. comunidade ; 14(41): e1707, fev. 2019. tab
Artículo en Portugués | LILACS, Coleciona SUS | ID: biblio-981949

RESUMEN

Introdução: Embora existam internacionalmente diversos sumários online baseados em evidências, a maioria é de língua inglesa, pago ou com restrições de acesso internacional. Desta forma, estamos desenvolvendo um sumário de prática clínica baseado em evidências, em português, gratuito, transparente e livre de insumos da indústria farmacêutica. Métodos: Selecionamos 28 tópicos para a primeira fase do projeto. Estes tópicos compõem problemas que abrangem 50% da demanda em atenção primária, são desenvolvidos sob a metodologia de revisões rápidas e submetidos à revisão por pares. A busca por evidência é realizada de forma discricionária, dando preferência às revisões sistemáticas. O website é financiado pelos autores, os quais não possuem conflitos de interesse. O conteúdo do site está sob licença Creative Commons BY-NC-SA. Resultados: Criamos um manual para o desenvolvimento dos tópicos e o site www.condutas.com.br está disponível para acesso, com três tópicos desenvolvidos: resfriado comum, hipertensão arterial e pré-natal. Conclusão: O Condutas em Atenção Primária possui qualidade editorial e metodologia baseada em evidências adequada, se comparada a outros sumários online, o que é um avanço para a prática clínica nacional. Seu perfil inovador democratiza o acesso a informações atuais, consistentes e diversas, antes restritas ao leitor de língua inglesa, contudo, ao mesmo tempo enfrenta as limitações por seu pioneirismo e inerente amadorismo.


Introduction: While there are, internationally, several evidence-based online summaries most are English-language, paid or internationally restricted. Thus, we are developing an online evidence-based point-of-care summary, in Portuguese, free of charge, transparent and free of pharmaceutical industry inputs. Methods: We selected 28 topics for the first phase of the project. These topics comprise problems that cover 50% of the demand in primary care, are developed under the methodology of rapid reviews, and are peer reviewed. We conduct the search for evidence in a discretionary manner, giving preference to systematic reviews. The authors, who have no conflicts of interests, fund the website. The content of the site is under Creative Commons BY-NC-SA license. Results: We created a manual for the development of the topics and the website www.condutas.com.br is available for access with three topics developed: resfriado comum (common cold), hipertensão arterial (hypertension) and pré-natal (antenatal care). Conclusion: The Condutas em Atenção Primária has editorial quality and adequate evidence-based methodology, compared to other online summaries, which is an advance for the Brazilian clinical practice. Its innovative profile democratizes access to current, consistent and diverse information previously restricted to the English-language reader, yet, at the same time, it faces the limitations of its pioneering and inherent amateurism.


Introducción: Aunque existan internacionalmente diversos sumarios en línea basados en evidencias, la mayoría es de lengua inglesa, pago o con restricciones de acceso internacional. Así, estamos desarrollando un sumario de medicina basada en evidencias, accesible desde internet, en portugués, gratis, transparente y sin humus industriales. Métodos: Seleccionamos 28 temas para la primera fase del proyecto. Estos temas comprenden problemas que cubren el 50% de la demanda en atención primaria, se desarrollan bajo la metodología de revisiones rápidas y son sometidos a revisión por pares. Llevamos a cabo la búsqueda de pruebas de manera discrecional, dando preferencia a las revisiones sistemáticas. El sitio web es financiado por los autores, que no tienen conflictos de intereses. El contenido del sitio está bajo la licencia Creative Commons BY-NC-SA. Resultados: Creamos un manual para el desarrollo de los temas y el sitio www.condutas.com.br está disponible para el acceso con tres temas desarrollados: resfriado comum (resfriado común), hipertensão arterial (hipertensión arterial) y pré-natal (prenatal). Conclusión: El Condutas em Atenção Primária tiene calidad editorial y metodología basada en evidencias adecuada si se compara a otros sumarios en línea, lo que es un avance a la práctica clínica brasileña. Su perfil innovador democratiza el acceso a informaciones actuales, coherentes y diversas, antes restringidas al lector en idioma inglés, sin embargo, al mismo tiempo enfrenta las limitaciones por su pionerismo e inherente inexperiencia.


Asunto(s)
Atención Primaria de Salud , Guías de Práctica Clínica como Asunto , Medicina Basada en la Evidencia , Toma de Decisiones
3.
Rev. colomb. obstet. ginecol ; 68(3): 193-201, July-Sept. 2017. graf
Artículo en Inglés | LILACS | ID: biblio-900755

RESUMEN

ABSTRACT Curable and incurable sexually transmitted infections (STI) are acquired by hundreds of millions of people worldwide each year. Undiagnosed and untreated STIs cause a range of negative health outcomes including adverse birth outcomes, infertility and other long term sequelae such as cervical cancer. In 2016, the World Health Organization (WHO) launched the Global STI Strategy (20162021). The WHO Global STI Strategy's public health approach focuses on three causative organisms of STIs that need immediate action and for which cost-effective interventions exist: (a) Neisseria gonorrhoeae as a cause of infertility, a risk factor for coinfection with other STIs and because of increasing bacterial resistance to antibiotic treatment, (b) Treponema pallidum given the contribution of syphilis to adverse birth outcomes including stillbirth and neonatal death and (c) Human papillomavirus due to its link to cervical cancer. The range of actions recommended for countries includes: (a) strengthening surveillance, with program monitoring and progress evaluation, (b) STI prevention, (c) early diagnosis of STIs, (d) patient and partner management, and (e) approaches to reach the most vulnerable populations. This summary describes the WHO Global STI Strategy alongside findings from a STI surveillance workshop held in Colombia in May of 2017. Observations related to the Global STI Strategy and findings from the STI estimation workshop are described here for stakeholders in Colombia to consider as they identify opportunities to improve STI services and surveillance.


RESUMEN En el mundo, cientos de millones de personas adquieren anualmente infecciones de transmisión sexual (ITS), algunas de ellas curables y otras incurables. Las ITS que no se diagnostican y no se tratan producen una serie de desenlaces negativos para la salud, entre los cuales se cuentan malos resultados perinatales, infertilidad y otras secuelas crónicas, además del cáncer de cuello uterino. En 2016, la Organización Mundial de la Salud (OMS) lanzó la Estrategia Mundial contras las ITS (2016-2021). El enfoque de salud pública contemplado en la Estrategia Global de la OMS se centra en tres microorganismos causantes de las ITS que requieren acciones inmediatas y para los cuales existen intervenciones costo-efectivas: (a) Neisseria gonorrhoea como causa de infertilidad y factor de riesgo para coinfección con otras ITS, y por su mayor resistencia al tratamiento con antibióticos; (b) Treponema pallidum por la contribución de la sífilis a resultados adversos al nacimiento, entre ellos muerte fetal y muerte neonatal; y (c) virus del papiloma humano debido a su relación con el cáncer de cuello uterino. Entre las acciones recomendadas para los países están las siguientes: (a) fortalecer la vigilancia, el monitoreo y la evaluación de los programas y los avances logrados; (b) prevención de las ITS; (c) diagnóstico temprano de las ITS; (d) manejo del paciente y la pareja; (e) mecanismos para llegar a las poblaciones más vulnerables. Esta síntesis de la política resume la Estrategia Mundial de la OMS contra las ITS, además de los hallazgos de un taller de vigilancia llevado a cabo en Colombia en mayo de 2017. Aquí se describen las observaciones relacionadas con la Estrategia, y los hallazgos del taller a fin de que los distintos grupos de interés en Colombia, los tomen en consideración a la hora de identificar las oportunidades de mejorar los servicios y la vigilancia en lo que atañe a las ITS.


Asunto(s)
Femenino , Adulto , Enfermedades de Transmisión Sexual , Organización Mundial de la Salud
4.
Aquichan ; 17(3): 328-352, jul.-sep. 2017. tab
Artículo en Español | LILACS-Express | ID: biblio-887292

RESUMEN

RESUMEN El objetivo del presente estudio fue sintetizar en términos de evidencias cualitativas o evidencias Q hallazgos derivados de estudios cualitativos frente al tema de las terapias de sustitución de la función renal (TSFR). Método: metaestudio cualitativo desarrollado en cuatro momentos. Resultados: se integraron 75 estudios. De los cuales, 52 exploraban experiencias relacionadas con hemodiálisis (HD), 10 de diálisis peritoneal (DP), 6 trasplante, 6 DP y HD al mismo tiempo y 1 estudio exploró las 3 TSFR. Los estudios incluidos describen y representan el fenómeno de vivir en una condición de cronicidad y estar sometido a una TSFR de manera muy semejante, que se agruparon en patrones comunes del fenómeno, estos son descritos en tres grandes temáticas: la metamorfosis de la vida; dolores diversos y la terapia invade la vida. Conclusión: los resultados dan cuenta de la estrecha interrelación de las dimensiones humanas, por esto el fenómeno de vivir en una TSFR genera una transfiguración el "Ser", como totalidad, pues no es posible desligar una dimensión de otra, de allí la importancia de pensar la atención de las necesidades en perspectiva relacional y no jerarquizada.


ABSTRACT The objective of this study was to synthesize, in terms of qualitative or Q evidence, the findings derived from qualitative studies on the subject of renal function substitution therapies (RFST). Method: A qualitative meta-study was carried out in four instances. Results: Seventy-five (75) studies were included. Of these, 52 explored experiences related to hemodialysis (HD), 10 concerned peritoneal dialysis (PD), six were on transplants, six concerned PD and HD at the same time, and one looked at the three RFSTs. The studies that were included describe and represent the phenomenon of living with a chronic condition and being subjected to a RFST in a very similar way. The common patterns of the phenomenon were grouped and described in three main subject areas: metamorphosis of life; various aches and pains; and therapy invades life. Conclusion: The results show the human dimensions are closely interrelated. Accordingly, the phenomenon of living with a RFST generates a change in one's "being" as a whole, since it is not possible to separate one dimension from another. This underscores the importance of thinking about attending to needs from a relational and non-hierarchical perspective.


RESUMO Objetivo: sintetizar em termos de evidências qualitativas ou evidências Q achados derivados de estudos qualitativos sobre o tema das Terapias de Substituição da Função Renal (TSFR). Método: metaestudo qualitativo desenvolvido em quatro momentos. Resultados: foram integrados 75 estudos, dos quais 52 exploraram experiências relacionadas com hemodiálise (HD), 10 com diálise peritoneal (DP), 6 com transplante, 6 com DP e HD ao mesmo tempo e 1 estudo explorou as três TSFR. Os estudos incluídos descrevem e representam o fenômeno de viver numa condição de cronicidade e estar submetido a uma TSFR de maneira muito semelhante, que foram agrupados em padrões comuns do fenômeno, estes são descritos em três grandes temáticas: a metamorfose da vida, dores diversas e a terapia invade a vida. Conclusões: os resultados evidenciam a estreita inter-relação das dimensões humanas, por isso o fenômeno de viver numa TSFR gera uma transfiguração do Ser, como totalidade, pois não é possível desligar uma dimensão da outra; em consequência, destaca-se a importância de pensar o atendimento das necessidades em perspectiva relacional, e não hierarquizada.

5.
Brasília; Ministério da Saúde; dez. 2016. 42 p. ilus, tab.
Monografía en Portugués | LILACS | ID: biblio-971877

RESUMEN

A doença falciforme é uma das doenças hereditárias mais comuns no mundo. No estado de São Paulo, a incidência de doença falciforme é de um para quatro mil (1:4.000) nascidos vivos. Uma mutação no gene que produz a hemoglobina A origina, por meio de herança recessiva, a hemoglobina S (HbS). Em situações de ausência ou diminuição da tensão de oxigênio, a HbS altera drasticamente a morfologia do eritrócito (forma de foice ou meia lua), causando vaso-oclusão e, consequentemente, isquemia, dor, necrose, disfunções, danos permanentes aos tecidos e órgãos, além de hemólise crônica. Devido às possíveis manifestações logo no primeiro ano de vida, é de suma importância o diagnóstico precoce na triagem neonatal.


Asunto(s)
Humanos , Adolescente , Anemia de Células Falciformes/prevención & control , Anemia de Células Falciformes/terapia , Rasgo Drepanocítico/terapia , Salud del Adolescente , Servicios de Salud del Adolescente , Medicina del Adolescente , Antidrepanocíticos/uso terapéutico , Atención Integral de Salud , Medicina Basada en la Evidencia , Cumplimiento de la Medicación , Aceptación de la Atención de Salud , Atención al Paciente , Planificación de Atención al Paciente
8.
Online braz. j. nurs. (Online) ; 15(3): 336-340, 20161111.
Artículo en Inglés, Español, Portugués | LILACS, BDENF - Enfermería | ID: biblio-967851

RESUMEN

A stage considered essential to the implementation of the practice informed by evidence is called the synthesis of evidence. However, its design and implementation is still far from researchers, educational institutions and research professionals, etc. In order to facilitate the understanding of readers on the subject, concatenating concepts and practice, are detailed below as the spring and summer OBJN editorials. One of the most accepted ways to develop the synthesis of science is the systematic review of the literature (SLR). The explicit, systematic and reproducible methods used in the SLR aim to minimize different types of bias, including critical evaluation of the quality of the studies that meet the inclusion criteria of the review in question. When the evidence produced generates recommendations for practice and policy, the inclusion of low-quality evidence at high risk of bias is problematic.


Etapa esencial para la implementación de la práctica informada por evidencias es la denominada síntesis de la evidencia. Sin embargo, su concepción y aplicación está todavía distante de los investigadores, instituciones de enseñanza y pesquisas, profesionales etc. Con el objetivo de facilitar la comprensión del tema por los lectores, concatenando conceptos y práctica, seguirán los editoriales de primavera y verano del OBJN. Una de las formas más aceptadas para desarrollar la síntesis de la ciencia es la revisión sistemática de la literatura (RSL). Los métodos explícitos, sistemáticos y reproductibles utilizados en la RSL tienen como objetivo minimizar diferentes tipos de sesgos, incluyendo la evaluación crítica de la calidad de los estudios que atienden a los criterios de inclusión de la revisión en causa. Cuando la evidencia producida genera recomendaciones para la práctica o política, la inclusión de evidencias de baja calidad y con elevado riesgo de sesgo es una problemática


Etapa essencial à implementação da prática informada por evidências é a chamada síntese da evidência. Entretanto, sua concepção e aplicação é ainda distante dos pesquisadores, intituições de ensino e pesquisa, profissionais etc. Com o objetivo de facilitar a compreensão dos leitores acerca do tema, concatenando conceitos e prática, seguirão os editoriais de primavera e verão do OBJN. Uma das formas mais aceitas para desenvolver síntese da ciência é a revisão sistemática da literatura (RSL). Os métodos explícitos, sistemáticos e reprodutíveis utilizados na RSL têm por objetivo minimizar diferentes tipos de viés, incluindo a avaliação crítica da qualidade dos estudos que atendam aos critérios de inclusão da revisão em causa. Quando a evidência produzida gera recomendações para a prática ou política, a inclusão de evidências de baixa qualidade e com elevado risco de viés é problemática.


Asunto(s)
Acceso a la Información , Formatos de Publicación , Enfermería Basada en la Evidencia
10.
Rev. eletrônica enferm ; 18: 1-16, 20160331. ilus
Artículo en Inglés, Portugués | LILACS, BDENF - Enfermería | ID: biblio-832735

RESUMEN

Objetivou-se identificar as melhores evidências sobre estratégias de educação em saúde utilizadas para ensino-aprendizagem de pessoas com diabetes mellitus e pé em risco neuropático. Revisão integrativa realizada nas bases de dados PubMed, LILACS, CINAHL e SCOPUS em janeiro de 2015, com uma amostra de 14 artigos analisados na íntegra. Nos resultados, as evidências foram apresentadas em quadro-síntese e discutidas em categorias, abrangendo as diferentes estratégias de educação em saúde para prevenção/manejo do pé em risco neuropático (grupal; individual nas consultas ou por telefone; e utilizando tecnologias interativas) e a síntese das melhores evidências da efetividade destas intervenções na redução de complicações do pé diabético. Concluiu-se que todas as estratégias educativas são efetivas na promoção do autocuidado do pé diabético. Porém, as estratégias grupais mostraram maior eficácia, possibilitando melhora significativa nos conhecimentos, atitudes e práticas do cuidado com os pés e com a saúde, em geral, de pacientes diabéticos.


The aim of the present study was to identify the best evidence concerning health education strategies used in teaching-learning for people with diabetes mellitus who are at risk for foot neuropathy. An integrative review was conducted in the databases PubMed, LILACS, CINAHL and SCOPUS in January 2015; a total of 14 papers was analyzed in detail. The results are shown in a summary table and categories are discussed, covering various health education strategies for prevention and management with patients at risk of foot neuropathy (group; individual in face-to-face visits or via telephone; and using interactive technologies), and a synthesis of the best evidence for the effectiveness of these interventions in reducing diabetic foot complications. It was concluded that all the educational strategies are effective in promoting diabetic foot self-care. However, the group strategies showed greater effectiveness, enabling significant improvements in the knowledge, attitude, and practices of care for feet and general health of diabetic patients.


Asunto(s)
Humanos , Pie Diabético/enfermería , Pie Diabético/prevención & control , Tecnología Educacional , Educación en Salud
11.
Brasília; Ministério da Saúde; 2016. 44 p.
Monografía en Portugués | LILACS, Coleciona SUS | ID: biblio-942954

RESUMEN

O uso de evidências científicas nas políticas de saúde é apontado como fator de qualificação do processo de tomada de decisão, cuja dinâmica política articula elementos sociais, tais como valores e interesses, mas também aspectos ligados aos recursos e necessidades de saúde. Estratégias e ferramentas para levar aos gestores de saúde, bem como a outros setores sociais, os resultados das pesquisas científicas, conectando pesquisadores, sistemas de saúde e cidadãos, constituem uma necessidade em todos os contextos, especialmente onde há pouca disponibilidade de recursos. Piripiri é um município de 62 mil habitantes (Censo 2010), localizado no meio-norte do Piauí, Nordeste do Brasil, que à época do lançamento do Núcleo de Evidências em Saúde (NEv) registrava, produto interno bruto (PIB) per capita de US$1.872 e US$160 de gasto público em saúde. Apesar da carência de recursos, possuía um sistema de saúde abrangente e centrado na atenção primária. Neste contexto, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), sob a influência da EVIPNet Brasil, implementou, em 2010, o NEv, uma unidade integrante da estrutura organizativa voltada para a promoção do uso de evidências científicas no enfretamento de problemas de saúde, mediante estratégias de tradução e disseminação do conhecimento junto à gestão, profissionais de saúde e sociedade em geral.


Asunto(s)
Humanos , Masculino , Femenino , Dengue/prevención & control , Hipertensión/prevención & control , Actividad Motora , Atención Primaria de Salud
13.
Brasília, DF; Ministério da Saúde; 2 ed; 2016. 34 p.
Monografía en Portugués | LILACS, Coleciona SUS | ID: biblio-942979

RESUMEN

Um dos principais desafios das políticas de saúde é promover o uso sistemático de evidências científicas na sua formulação e implementação. Esse desafio é ainda mais significativo em países como o Brasil, onde os resultados das políticas de saúde são condicionados também por fatores socioeconômicos e os recursos disponíveis são limitados. Nesse cenário, o uso das melhores evidências científicas disponíveis deve ser empregado com o objetivo de melhorar a aplicação de recursos, buscando mais efetividade na promoção, prevenção e atenção à saúde. A pouca utilização das evidências científicas se deve a diferentes fatores, desde dificuldades que tomadores de decisão têm para interpretar, adaptar e aplicar o conhecimento científico ao baixo nível de interação entre política e pesquisa. Melhorar o uso das evidências científicas na formulação e implementação de políticas de saúde inclui processos de tradução e disseminação do conhecimento, considerando sempre os contextos institucionais e sociais relacionados, além de aspectos de equidade.


Asunto(s)
Humanos , Masculino , Femenino , Salud Pública , Política Pública
14.
Brasília; Ministério da Saúde; 2016. 63 p.
Monografía en Portugués | LILACS, Coleciona SUS | ID: biblio-942980

RESUMEN

A primeira infância é uma etapa fundamental para o desenvolvimento, em termos cognitivos, socioemocionais e físicos. A importância do investimento no desenvolvimento infantil (DI) ou políticas de primeira infância fundamenta-se em vários argumentos. O principal é o direito de todas as crianças ao desenvolvimento pleno de seus potenciais, estabelecido pela Convenção dos Direitos da Criança e pelo Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). Além disso, os avanços da neurociência apontam que nos primeiros anos de vida o cérebro se desenvolve muito rapidamente e é muito sensível aos cuidados e estímulos. Outro argumento está relacionado ao fato de que as crianças estão sobrerrepresentadas na pobreza em relação a outras faixas etárias, ou em outras palavras, há uma situação de infantilização da pobreza. Acredita-se também, nessa fase de transição demográfica do país, que é importante investir na primeira infância para poder contar, no futuro, com uma população mais saudável. Da mesma forma, o investimento na primeira infância pode gerar efeitos positivos em matéria de gênero, ao promover a inserção ou reinserção laboral das mulheres, que continuam a ser as principais provedoras do cuidado. Por fim, do ponto de vista econômico, evidências mostram que o investimento feito em programas de qualidade para a primeira infância tem uma alta taxa de retorno para a sociedade (a cada US$1 investido o retorno é de até US$17) (AULICINO; LANGOU, 2015). Porém existem evidências de que, em países em desenvolvimento, crianças menores de cinco anos estão se desenvolvendo aquém do seu potencial, com graves consequências em relação à escolaridade e, no longo prazo, menor poder aquisitivo e cuidados inadequados com as crianças, contribuindo para transmissão intergeracional da pobreza (ENGLE et al., 2007).


Asunto(s)
Humanos , Masculino , Femenino , Desarrollo Infantil , Política Pública
15.
Brasília; Ministério da Saúde; 3.ed; 2016. 43 p.
Monografía en Portugués | LILACS, Coleciona SUS | ID: biblio-942981

RESUMEN

O Brasil alcançará o Objetivo do Milênio número quatro, reduzir a mortalidade infantil, mas as taxas nacionais não revelam as persistentes desigualdades ainda existentes entre as regiões geográficas e grupos populacionais. As regiões e as populações com menores rendas sofrem maiores riscos de morte infantil. Além das disparidades decorrentes de fatores socioeconômicos e geográficos, as mortes infantis na primeira semana de vida (óbito neonatal precoce) não reduziram satisfatoriamente e agora representam o maior desafio ao avanço do enfrentamento da mortalidade infantil no país. Por outro lado, as mortes ocorridas a partir de 22 semanas de gestação até o nascimento (óbito fetal), são um componente da mortalidade infantil pouco conhecido e abordado, mas que apresenta um considerável potencial de redução em todo o país. O óbito neonatal precoce e o óbito fetal compõem a mortalidade perinatal, a qual poderia ser reduzida em até 70% pela atenção adequada à gestante, ao parto e neonato. Nesse contexto, a prematuridade tem se apresentado como a causa mais importante do óbito neonatal precoce, mas as intercorrências e afecções perinatais ainda são causas relevantes, em especial nas regiões Norte e Nordeste do Brasil. O enfrentamento da mortalidade infantil no Brasil deve enfocar os óbitos perinatais, identificando opções informadas pelas melhores evidências científicas disponíveis para obter a redução contínua e sustentável, considerando aspectos de equidade e o contexto de implementação.


Asunto(s)
Humanos , Masculino , Femenino , Mortalidad Infantil , Partería , Mortalidad Perinatal
16.
Brasília; Ministério da Saúde; 2; 2016. 38 p.
Monografía en Portugués | LILACS, Coleciona SUS | ID: biblio-942982

RESUMEN

A taxa de mortalidade infantil no Brasil reduziu 61,7% entre 1990 e 2010, mas o Brasil amarga o 90º lugar entre 187 países no ranking da Organização das Nações Unidas (ONU), atrás de Cuba (5,25), Chile (6,48), Argentina (12,8), China (15,4) e México (16,5), com inaceitáveis 19,88 mortes por mil nascimentos vivos. Estratégias de combate a mortalidade materno-infantil falharam em reduzir significantemente a mortalidade neonatal, cujo componente neonatal precoce (de zero a seis dias) sofreu menor redução. Ademais, o óbito fetal compartilha causas com o óbito neonatal precoce, e apesar de pouco conhecido no Brasil, também se insere no contexto das ações para a redução da mortalidade materno-infantil. A mortalidade perinatal está vinculada a causas preveníveis como o desigual acesso e uso dos serviços de saúde, deficiente qualidade da assistência pré-natal, ao parto e ao recém-nascido. Estima-se que 62% dos óbitos de nascidos vivos com peso superior a 1.500g ao nascer são evitáveis, sendo as afecções perinatais o principal grupo de causas básicas, correspondendo a cerca de 60% das mortes infantis e 80% das mortes neonatais, com destaque para a prematuridade e suas consequências, como desconforto respiratório do recém-nascido, doença da membrana hialina, enterocolite necrosante, infecções específicas do período perinatal e asfixia (LASNKY et al., 2009).


Asunto(s)
Humanos , Masculino , Femenino , Protocolos Clínicos , Mortalidad Infantil , Mortalidad Perinatal , Política Pública
SELECCIÓN DE REFERENCIAS
DETALLE DE LA BÚSQUEDA