Your browser doesn't support javascript.
loading
Show: 20 | 50 | 100
Results 1 - 20 de 9.053
Filter
1.
Fortaleza; s.n; Mar. 2021.
Thesis in Portuguese | LILACS, BDENF - Nursing | ID: biblio-1223309

ABSTRACT

A asma é uma doença inflamatória crônica não transmissível do trato respiratório inferior, que, embora tratável, traz consequências para a saúde das crianças. Intervenções de educação em saúde utilizando materiais educativos que promovam o desenvolvimento da autoeficácia de pais e/ou cuidadores podem influenciar na qualidade do cuidado ofertado à criança asmática e em sua qualidade de vida. Diante do exposto, objetivou-se a construção e validação de conteúdo e aparência de um álbum seriado para promoção da autoeficácia de pais e/ou cuidadores no manejo e controle da asma infantil. Tratou-se de estudo metodológico de construção do álbum seriado intitulado "Asma infantil: você é capaz de controlar!", Com base nos itens da escala Autoeficácia e nível de controle da asma de seu filho, na cartilha educativa "Você é capaz de controlar a asma da sua criança - Vamos aprender juntos? " e na Teoria da Autoeficácia de Albert Bandura. O álbum seriado consta de 27 páginas divididas em quatro partes: I - Capa e informações introdutórias (sumário, apresentação, como utilizar o álbum e boas técnicas de comunicação); II - Introdução à asma; III - Informações sobre controle e manejo da asma; IV - Asma e covid-19. Após construção do material educativo, este passou por processo de validação de conteúdo e aparência por 25 juízes de conteúdo (16 docentes na área de enfermagem e 9 enfermeiros assistenciais) e três juízes técnicos (área de comunicação e design). A validação foi feita avaliando clareza de linguagem, pertinência prática e relevância teórica, com cálculo de Coeficiente de Validade de Conteúdo (CVC). Como resultados, foram avaliadas como validadas as páginas do álbum que atingiram CVC ≥ 0,80 para juízes de conteúdo e CVC ≥ 0,70 para juízes técnicos. O CVC total do álbum seriado foi de 0,96 de acordo com a avaliação dos juízes de conteúdo e 0,83 de acordo com juízes técnicos. O instrumento Avaliação de Adequação de Materiais (SAM) foi utilizado para avaliação da adequabilidade do álbum seriado para utilização com público-alvo. O material educativo foi avaliado como "superior", com escore total de 92,67% para juízes de conteúdo e 73,81% para juízes técnicos. Alterações foram feitas no álbum seriado após processo de validação, de acordo com as sugestões dos juízes e uma segunda versão do material foi finalizada. Pode-se concluir que o álbum seriado construído é valido e possui alto grau de recomendação para utilização com pais e / ou cuidadores no controle e manejo da asma infantil. )AU)


Subject(s)
Asthma , Nursing , Educational Technology , Self Efficacy , Validation Study
2.
São Paulo; s.n; 2021. 53 p. ilust, tabelas.
Thesis in Portuguese | LILACS, Inca | ID: biblio-1178974

ABSTRACT

INTRODUÇÃO: cuidado paliativo é uma abordagem multidisciplinar que propõe uma melhoria na forma de cuidar do paciente e de seus familiares, que enfrentam doenças que ameacem a manutenção da vida. Os profissionais precisam estar aptos a prestar uma assistência holística. OBJETIVO: analisar as ações de intervenção sobre cuidados paliativos oncológicos na capacitação de profissionais de saúde da atenção básica, de um município do Nordeste. MÉTODO: estudo quantitativo realizado com enfermeiros e médicos, com aplicação de formulário semiestruturado. Na análise dos dados foi utilizado o teste de McNemar-Bowker, para avaliação das proporções pré e pós-curso. Estudo qualitativo realizado com cuidadores de pacientes em cuidados paliativos da atenção básica do município de Juazeiro-BA, através de entrevistas com roteiro norteador e análise de conteúdo temático. RESULTADOS: incluíram-se 69 profissionais (56% da população estimada), sendo 29 (42%) médicos e 40 (58%) enfermeiros. A maioria dos participantes (71%) era do sexo feminino, tinha idade entre 31 e 40 anos (62%), era casada/união estável (64%) e se declarou católica (65%). Destes, 71% possuíam algum tipo de pós-graduação, apenas 3% tinham capacitação em cuidados paliativos, sendo todos enfermeiros. E 10 cuidadoras familiares, todas do sexo feminino, idade entre 20 e 70 anos, 60% eram casadas e 40 % cursaram o ensino fundamental. Destas, 50% eram esposas, 30% filhas e 10% irmãs e mães. Quanto à compreensão dos profissionais sobre cuidados paliativos, antes da capacitação, 80% dos profissionais responderam correto; após, esse número subiu para 99%, o que representa um aumento de 19% depois do curso. Em habilidades, a maior parte dos profissionais optou pela alternativa 'ter a visão integral do paciente'. O percentual de respostas afirmativas variou de 82%, antes da capacitação para 95% depois, representando um aumento de 13% nas respostas. Os profissionais consideraram que devem ser disponibilizados os cuidados paliativos oncológicos, 100% dos profissionais responderam que seria por meio do plano de cuidados orientado pelo médico, antes da capacitação e após 99%. Quanto aos aspectos prioritários para disponibilizar os cuidados paliativos oncológicos, antes da capacitação, 47% responderam físicos, espirituais e emocionais e após 58% responderam o mesmo item, havendo um aumento de 11% no item correto. Com relação à percepção das cuidadoras familiares, apresentada por meio da parte qualitativa do estudo, demonstrou-se que as equipes prestam, mesmo com escassez de recursos humanos e materiais, uma assistência humana com disponibilização do acesso ao serviço e satisfação no atendimento. CONCLUSÃO: os resultados evidenciam que a capacitação foi efetiva em relação aos conhecimentos sobre cuidados paliativos, o que pode ser corroborado através da percepção das cuidadoras familiares sobre a modificação de condutas da equipe


INTRODUCTION: Palliative care is a multidisciplinary approach that proposes an improvement in the way of caring for patients and their relatives, who face diseases that threaten the maintenance of life. Professionals need to be able to provide holistic care. OBJECTIVE: To analyze the intervention actions about palliative oncologic care in the training of primary care health professionals, in a town in the Brazilian Northeast. METHOD: Quantitative study performed with nurses and physicians, using a semi-structured form. For data analysis, the McNemar-Bowker test was used in order to assess the pre- and post-course proportions. Qualitative study conducted with caregivers of pacients in palliative care in primary care patients from the town of Juazeiro-BA, through interviews with guiding script and thematic content analysis. RESULTS: A total of 69 professionals (56% of the estimated population) were included, 29 (42%) physicians and 40 (58%) nurses. Most participants (71%) were female, aged between 31 and 40 years old (62%), were married/in a stable relationship (64%) and declared themselves Catholic (65%). Of these, 71% had some kind of graduate degree, only 3% had training in palliative care, being all nurses. Moreover, 10 family caregivers, all female, aged between 20 and 70 years, where 60% were married and 40% attended elementary school. Of these, 50% were wives, 30% daughters and 10% sisters and mothers. As for the professionals' understanding of palliative care, before training, 80% of the professionals answered appropriately; after that, that number rose to 99%, which represents an increase of 19% after the course. In terms of skills, most professionals opted for the alternative 'having a comprehensive view of the patient'. The percentage of affirmative answers ranged from 82% before training to 95% afterwards, representing a 13% increase in answers. The professionals considered that palliative oncologic care should be made available, Where 100% of the professionals answered that it would be through the care plan guided by the physicians, before training and 99% after. Regarding the priority aspects to provide palliative oncologic care, before training, 47% answered physical, spiritual and emotional and after 58% answered the same item, with an increase of 11% in the correct item. Regarding the perception of family caregivers, introduced through the qualitative part of the study, it was proved that the teams provide, even with a shortage of human and material resources, a human care, thus providing access to the service and satisfaction in the service. CONCLUSION: The results show that the training was effective in relation to knowledge about palliative care, which can be corroborated through the perception of family members about the modification of the team's conduct


Subject(s)
Humans , Male , Female , Adult , Middle Aged , Palliative Care , Primary Health Care , Inservice Training , Neoplasms
3.
Fortaleza; s.n; dez. 2020. 133 p.
Thesis in Portuguese | LILACS, BDENF - Nursing | ID: biblio-1148350

ABSTRACT

O estudo objetivou avaliar a qualidade do planejamento reprodutivo com Implanon®, com base nos seis elementos da qualidade propostos por Judith Bruce. Pesquisa avaliativa, com 110 usuárias do método, realizada de março a dezembro/2019, com roteiro semiestruturado de entrevista, em quatro instituições da Secretaria da Saúde do Estado do Ceará. Realizou-se análise pelos testes χ2 , Fisher-Freeman Halton e razão de verossimilhança, considerando p<0,05. As médias e anos de estudo foram 26,5 e 10,8 anos, respectivamente; 61,8% declararam união estável e 64,4% com renda familiar média de 1,5 salário mínimo. Os elementos da qualidade adequados foram: competência profissional (88,2%), rede apropriada de serviços (84,6%) e relação interpessoal (82,7%). Houve fragilidade no conhecimento geral acerca dos benefícios não contraceptivos. A maioria das mulheres estavam satisfeitas com o Implanon® (83,6%), tinham intenção de nova aquisição (78%) e recomendariam (87,3%). A percepção da qualidade da assistência apresentou quatro categorias: ambiente, serviço, método e profissional (51,8%). Os resultados evidenciaram que a prática dos profissionais atuantes no planejamento reprodutivo relacionado ao Implanon® contemplaram os seis elementos de qualidade propostos por Judith Bruce para avaliação do processo. (AU)


Subject(s)
Health Evaluation , Nursing , Vulnerable Populations , Family Planning (Public Health) , Family Planning Services
4.
Fortaleza; s.n; nov. 2020. 115 p.
Thesis in Portuguese | LILACS, BDENF - Nursing | ID: biblio-1148351

ABSTRACT

Uma condição para desenvolvimento do câncer de colo uterino é a infecção pelo papilomavírus humano. Apesar da disponibilidade da vacina contra o vírus, observa-se que muitos adolescentes não aderem essa estratégia de cuidado. Nesse contexto, torna-se imprescindível o desenvolvimento de processos educativos acerca da vacinação. Assim, objetivou-se analisar a eficácia da intervenção educativa em saúde "Sai fora, HPV!" para o aumento do conhecimento, da atitude e da adesão de adolescentes à vacinação contra o papilomavírus humano por meio de estudo experimental, do tipo ensaio clínico randomizado controlado. O estudo dividiu-se em três fases: Construção e validação da tecnologia educativa; Análise da adesão das adolescentes à vacina contra o papilomavírus humano; Avaliação dos efeitos da intervenção educativa à adolescentes para adesão à vacina contra papilomavírus humano. Realizou-se em seis escolas municipais do Nordeste brasileiro de agosto de 2018 a janeiro de 2020. A amostra total foi de 238 adolescentes no pré-teste e 210 no pós-teste. Aplicou-se o inquérito conhecimento, atitude e prática pré e pós-intervenção. Para tratamento dos dados, realizou-se análise descritiva, teste de Qui-Quadrado, teste de McNemar e modelo de regressão logística. O nível descritivo utilizado foi de 5%. Esse estudo foi aprovado sob o parecer nº 2.645.679, registrado na Plataforma Internacional de Registros de Ensaios Clínicos e submetido no portal do Registro Brasileiro de Ensaios Clínicos. O desenvolvimento da tecnologia educativa teve como base princípios para adequabilidade da comunicação escrita, utilizando-se referenciais teórico-metodológicos e embasamento na literatura científica. O projeto foi nomeado: "Sai fora, HPV!" e constituído por 21 textos educativos curtos relacionados à prevenção da infecção pelo papilomavírus humano, em especial à vacinação. No processo de validação com sete juízes, o índice de validação de conteúdo global equivaleu a 0,94, verificando-se concordância entre eles e considerando a etapa de validação adequada. A partir desse processo, totalizou-se 18 cartões-mensagem impressos. Quanto às características sociodemográficas, sexuais e reprodutivas das adolescentes, os grupos foram homogêneos em quase todas as variáveis. Antes da intervenção, pode-se observar que o conhecimento era inadequado e a atitude adequada em ambos os grupos. Após a aplicação da tecnologia, o conhecimento adequado foi maior no grupo intervenção. A atitude foi semelhante ao resultado anterior à intervenção, apesar de algumas variáveis sobre pensamentos acerca das vacinas em geral e se tomaria a vacina contra o papilomavírus humano apresentarem significância no grupo intervenção. Verificou-se também que o grupo intervenção teve uma frequência de prática avaliada em adequada maior que o grupo controle, e que a idade maior que 12 anos e o conhecimento e a atitude adequados explicam aproximadamente 70% da prática. Nesse contexto, conclui-se que a realização da intervenção com os cartões-mensagem do projeto "Sai fora HPV!" aumenta a adesão de adolescentes do sexo feminino à vacina contra o papilomavírus humano. Além disso, por ser uma tecnologia de baixo custo e simples de ser aplicada, pode ser incorporada no processo de cuidado em diversos ambientes, como escolas e instituições de saúde, sendo uma ferramenta importante para construção de saberes não só de adolescentes, mas também da família. (AU)


Subject(s)
Adolescent , Nursing , Clinical Trial , Educational Technology , Papillomavirus Vaccines
5.
Managua; s.n; s.n; ago. 2020. 74 p. ilus, tab, graf.
Thesis in Spanish | LILACS | ID: biblio-1119605

ABSTRACT

Objetivo.Evaluar la calidad de atención recibida por las mujeres embarazadas en el Centro de Salud Monimbó, Municipio de Masaya, durante el período de Agosto-Septiembre del 2008.vDiseño. Se realizó una investigación cualitativa descriptiva de corte transversal. La muestra estuvo constituida por 107 usuarias externas y 5 usuarios internos que cumplieron los criterio de inclusión. Se usaron 4 instrumentos para recolectar la información. El procesamiento de los datos se hizo con el paquete estadístico EPIINFO 3.3.2. Resultados. La edad de las usuarias que predominó fue el grupo de 20-29 años con un 55 (51,4%).La Procedencia urbana fue de 84(78,5%),la unión libre fue 66 (61,7%), La ocupación más frecuente fue ama de casa 70( 65,4%). La escolaridad predomino algún año de secundaria sin completarla con un 68(63,6%). En relación al trato general recibido por el Centro de salud el 80(74,7%) manifestó como regular. En cuanto si las usuarias externas regresarían a chequeo el 77(72%) manifestó que no y un 72(67,3%) no desean ser atendidas por mismo usuario interno. Conclusiones. La accesibilidad organizacional estuvo limitada por no haber información sobre los horarios de atención. La disponibilidad de equipamiento, infraestructura e insuficientes recursos humanos estuvo presente. Hay servicios que presentaron tiempo de espera prolongado, siendo percibido por las usuarias como regular dicho comportamiento. En este estudio se manifestó un clima laboral de tipo regular, asociado a las malas relaciones interpersonales y la poca satisfacción de los usuarios internos en las funciones que realizan


Subject(s)
Humans , Female , Pregnancy , Prenatal Care , Quality of Health Care , Health Services Accessibility , Public Health , Epidemiology, Descriptive , Cross-Sectional Studies , Qualitative Research
6.
Fortaleza; s.n; jun. 2020. 133 p.
Thesis in Portuguese | LILACS, BDENF - Nursing | ID: biblio-1148346

ABSTRACT

Introdução: A pré-eclâmpsia (PE) representa uma doença de grande relevância clínica e social, e estudar a sua predição é um desafio para a obstetrícia atual. Construir um aplicativo assistencial que contém um algoritmo para a predição de PE facilitará o processo de avaliação de risco individualizado, a decisão clínica em tempo adequado e servirá como um recurso investigativo, favorecendo a implementação de medidas interventivas em tempo oportuno. Objetivos: Desenvolver e validar um aplicativo assistencial para a predição de pré-eclâmpsia no 1° trimestre gestacional (11+0 a 13+6 semanas). Métodos: Estudo desenvolvido em duas fases: 1) Desenvolvimento tecnológico (desenvolvimento do PREApp®) a partir dos seguintes passos: definição do escopo, planejamento, produção e implementação. Essa fase transcorreu de junho de 2018 a janeiro de 2020; e 2) Validação do PREApp®, que aconteceu entre fevereiro e março de 2020, envolvendo 19 pesquisadores/docentes e profissionais das áreas de obstetrícia, gravidez de risco, pré-eclâmpsia, cardiologia e de tecnologia da informação/ comunicação/computação. Para tanto, utilizou-se um questionário relacionado ao perfil do especialista e sua trajetória profissional, um instrumento para a avaliação do PREApp® para especialistas clínicos e outro para os especialistas técnicos, e a System Usability Scale (escala SUS). Foi realizado o Teste Exato de Distribuição Binomial, sendo considerado nível de significância p>0,05 e proporção de 0,80 de concordância para estimar a confiabilidade estatística dos IVC. O estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa, sob o parecer n° 3.835.900/2020. Resultados: O PREApp® foi desenvolvido em Wordpress, baseado em PHP, com banco de dados MySQL, e demandou quatro meses para se obter uma primeira versão, contabilizando um ano e oito meses até a versão final. O aplicativo foi validado por 19 especialistas, 11 clínicos e oito técnicos, e apontou IVC global de 1,00 e 0,99, respectivamente, e p>0,05, garantindo a validade da tecnologia criada e a concordância entre os juízes. Quanto à usabilidade, esta foi classificada como excelente, com escore total de 91,1. Conclusão: O PREApp® pode ser utilizado na prática clínica para o rastreio do risco de desenvolvimento de PE por mulheres no primeiro trimestre gestacional (11+0 a 13+6), visto que a combinação de CM+PAM em um sistema de predição é válido, possui boa usabilidade e atinge os objetivos para os quais se propõe. O rastreamento seguro favorece o diagnóstico precoce, a implementação de condutas terapêuticas oportunas e redução da morbimortalidade materna e fetal. Destarte, o estudo contribuirá para melhorar os indicadores de mortalidade materna do Brasil para o alcance dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável. (AU)


Subject(s)
Pre-Eclampsia , Nursing , Mobile Applications , Forecasting
7.
Ocotal, Nueva Segovia; s.n; s.n; feb. 2020. 56 p. ilus, tab, graf.
Thesis in Spanish | LILACS | ID: biblio-1119345

ABSTRACT

Objetivo. Determinar los riesgos de lumbalgia en los trabajadores de una empresa de manufactura, San Pedro Sula, Honduras, Enero ­ Julio 2019. Diseño Metodológico. Tipo de estudio descriptivo de corte transversal, con 67 pacientes diagnosticados con lumbalgia los cuales acudieron a la clínica médica de la empresa. Fue utilizado un instrumento que incluía variables socio laborales, factores de riesgo ergonómicos, posturas forzadas y vibraciones mecánicas, así como tipo de tratamiento recibido en relación a la lumbalgia además se evaluó hospitalizaciones y cambios de puesto de trabajo en relación a incapacidades ocupacionales. Resultados. Las variables socio laborales de la población estudiada en su mayoría, son hombres predominantemente jóvenes, se desempeñan como operarios dentro de la empresa, la antigüedad laboral se encuentra en un rango de entre 1-5 años y en su mayoría laboran 8 horas diarias. En los factores de riesgo ergonómicos relacionados al impacto lumbar se encontró que están expuestos a vibraciones mecánicas, posturas forzadas y movimientos forzados. En relación a las hospitalizaciones y cambios de trabajo por incapacidad ocupacional mostraron una baja incidencia. Conclusiones. De los 67 pacientes del estudio predominan jóvenes en edades 18 a 30 años, operarios con jornadas laborales de ocho horas que se exponen a factores riesgo lumbar, con una prevalencia de incapacidades laborales de una a dos días, estos demuestra que existe riesgo laboral en dicha área de la manufacturera por los cual se deben tomas acciones para disminuir el impacto de los factores de riesgo


Subject(s)
Humans , Occupational Risks , Low Back Pain , Occupational Diseases , Occupational Health Services , Epidemiology, Descriptive , Cross-Sectional Studies , Occupational Health
8.
Managua; s.n; s.n; ene. 2020. 83 p. ilus, tab, graf.
Thesis in Spanish | LILACS | ID: biblio-1119465

ABSTRACT

Objetivo: Evaluar el funcionamiento de la Unidad de Atención a Febriles del Hospital Escuela Oscar Danilo Rosales Arguello de León, Nicaragua, enero - febrero 2019. Diseño Metodológico: EL universo y muestra estuvo conformada por 93 pacientes febriles que fueron atendidos en la UAF. Se utilizó un instrumento que contenía las variables correspondientes para cada objetivo a desarrollar relacionado con los criterios de ingreso, valoración durante la observación, criterios de alta y consejería brindada, la recolección de datos, llenado y tabulación fueron realizados por el investigador en los meses de noviembre y diciembre. Resultados: De todos los casos atendidos se registró antecedente de fiebre en 93 (100%) personas atendidas y se sospechó dengue en igual número casos. En relación a manejo clínico se observó que 61 (65%) personas fueron atendidas en un período menor de 1 hora, 93 (100%) personas no cumplían con los elementos requeridos de manejo clínico, así como los criterios de alta y se observó en 45 (48%) personas recibieron orientación acerca de la importancia de acudir a la cita de control 24 horas. Conclusiones: De los 93 casos revisados únicamente se cumplió con el criterio de ingreso sin embargo no se cumplió de forma completa con los otros elementos establecidos para el funcionamiento de la unidad de atención a febriles que corresponden a manejo clínico, criterio de alta y la consejería brindada después del alta


Subject(s)
Patient Discharge , Disease , Observation , Health Care (Public Health) , Fever , Hospital Units , Public Health , Epidemiology, Descriptive , Cross-Sectional Studies
9.
Serra Talhada; s.n; 2020. 29 p.
Thesis in Portuguese | LILACS, Coleciona SUS, CONASS, SES-PE | ID: biblio-1129461

ABSTRACT

Objetivo: Analisar o papel da educação permanente em saúde enquanto estratégia de gestão no espaço colegiado da atenção básica no âmbito regional. Métodos: Estudo descritivo com abordagem qualitativa, apoiado nos conceitos de Educação Permanente em Saúde e na Política Nacional de Educação Permanente em Saúde. A coleta de dados foi realizada por meio de entrevista semiestruturada, seguida por identificação das categorias a serem discutidas através da análise de conteúdo. Resultados: A partir da análise, as seguintes categorias de análise forem definidas: Concepções sobre Educação Permanente em Saúde; Ações de Educação Permanente em Saúde realizadas; Processo de trabalho e Educação Permanente e Dificuldades e Potencialidades da Educação Permanente em Saúde. Uma imprecisão entre conceitos de educação permanente e educação continuada permeia os resultados encontrados, a inserção do profissional em capacitações e atualizações distantes do cotidiano do serviço são colocadas como a oferta de educação permanente pela gestão, além de uma centralização na determinação de temas a serem trabalhados na atenção básica. Conclusão: A forma como os gestores entendem a educação permanente tem forte influência na condução desta no município, havendo ainda pouca atuação concreta sob a orientação dessa metodologia. O processo de implementação da Política de Educação Permanente em Saúde nos municípios auxiliaria na resolução de entraves encontrados pela gestão da atenção básica, favorecendo a qualificação adequada dos profissionais de saúde e do serviço.(AU)


Objective: To analyze the role of permanent health education as a management strategy in the collegiate space of primary care at the regional level. Methods: Descriptive study with a qualitative approach, supported by the concepts of Permanent Education in Halth and the National Policy of Permanent Education in Health. Data collection was performed through semi-structured interviews, followed by identification of the categories to be discussed through the analysis of content. Results: From the analysis, the following categories of analysis are defined: Conceptions about Permanent Education in Health; Permanent Health Education actions carried out; Work process and Permanent Education and Difficulties and Potentialities of Permanent Education in Health. An inaccuracy between concepts of permanent education and continuing education permeates the results found, the insertion of professionals in training and updates that are distant from the daily service are placed as the offer of services. permanent education by management, in addition to centralizing the determination of topics to be worked on in primary care. Conclusion: The way managers understand permanent education has a strong influence on how to conduct it in the city, with little concrete action under the guidance of this methodology. The process of implementing the Permanent Health Education Policy in the municipalities would assist in solving obstacles encountered by the management of primary care, favoring the adequate qualification of health professionals and the service. (AU)


Subject(s)
Education, Continuing , Primary Health Care , Health Policy, Planning and Management , Health Education , Health Management , Education, Public Health Professional
10.
Arcoverde; s.n; 2020. 38 p.
Thesis in Portuguese | LILACS, Coleciona SUS, CONASS, SES-PE | ID: biblio-1129454

ABSTRACT

A Rede de Atenção Psicossocial ­ RAPS é um instrumento essencial para a garantia do cuidado integral à Saúde Mental da população. Desse modo, o objetivo desta pesquisa é produzir uma discussão sobre como a RAPS tem sido compreendida em publicações encontradas no banco de dados do Scielo no ano de 2019. A estratégia metodológica adotada foi a revisão integrativa entendida como forma de esquematizar as discussões que atualmente vem sendo vivenciadas e articuladas a respeito do cotidiano dos serviços. Facilita a identificação dos principais desafios postos frente ao cenário político e aponta possíveis soluções para garantia da implementação, ampliação e avanço do cuidado em saúde mental. O estudo está dividido em três partes, no primeiro momento foi realizada uma introdução sobre o processo de organização da RAPS, em seguida discute-se as conquistas e desafios no processo histórico de constituição da RAPS e por fim a análise dos artigos que responderam aos critérios de inclusão da pesquisa. Conclui-se que no ano de 2019 o processo de trabalho em saúde mental, matriciamento e intersetorialidade foram os aspectos mais discutidos na busca pela promoção de uma construção coletiva do SUS. (AU)


Subject(s)
Psychosocial Support Systems , Mental Health Services , Strategies , Intersectoral Collaboration , Public Health Policy , Mental Health Assistance
11.
Goiana; s.n; 2020. 16 p.
Thesis in Portuguese | LILACS, Coleciona SUS, CONASS, SES-PE | ID: biblio-1129422

ABSTRACT

O consumo de substâncias psicoativas por pessoas com idades entre 15 e 64 anos atingiu o número de 271 milhões no mundo, e a fragilidade da Rede de Atenção Psicossocial faz com que essas pessoas careçam de acompanhamento e cuidado. Objetivo: Descrever o perfil dos atendimentos prestados a crianças e adolescentes com transtornos mentais e comportamentais por uso de substâncias psicoativas (SPA) realizados pelos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) da I Macrorregião de Saúde de Pernambuco, no período de 2014 à 2018. Materiais e Métodos: Estudo descritivo, quantitativo, com dados secundários. Resultados e discussão: Foram observados 1.761 atendimentos, 73,88% do sexo masculino, na faixa etária entre 14 e 18 anos; As principais causas de atendimento foram o uso de múltiplas substâncias psicoativas (62,01%), seguida por uso de canabinoides (25,56%) e uso de álcool (9,48%). Os CAPS Álcool e outras Drogas foram responsáveis por 67,18% dos atendimentos, seguido pelo CAPSi com 16,52%. Apesar dos atendimentos terem sido prestados dentro do território de residência do paciente, observou-se uma centralização nos atendimentos nos CAPSad, de forma que reitera-se a necessidade de qualificar a atenção prestada nos demais tipos de CAPS, propiciando o fortalecimento dos serviços nos municípios de pequeno porte populacional.(AU)


The consumption of psychoactive substances by people between the ages of 15 and 64 reached 271 million in the world, and the fragility of the Psychosocial Care Network makes these people need monitoring and care. Objective: To describe the profile of care provided to children and adolescents with mental and behavioral disorders due to the use of psychoactive substances (SPA) carried out by the Psychosocial Care Centers (CAPS) of the I Macroregion of Pernambuco, from 2014 to 2018. Materials and Methods: Descriptive and quantitative study, with secondary data. Results and discussion: 1,761 visits were observed, 73.88% male, aged between 14 and 18 years; The main causes of care were the use of multiple psychoactive substances (62.01%), followed by the use of cannabinoids (25.56%) and use of 3 alcohol (9.48%). CAPS Alcohol and other Drugs were responsible for 67.18% of the visits, followed by CAPSi with 16.52%. Although the services were provided within the patient's home territory, there was a centralization of care in the CAPSad, so the need to qualify the care provided in other types of CAPS is reiterated, enabling the strengthening of services in the municipalities with a small population. (AU)


Subject(s)
Humans , Male , Female , Adolescent , Substance-Related Disorders , Mental Health Services/statistics & numerical data , Alcohol-Related Disorders , Adolescent Health , Mental Health Assistance , Drug-Seeking Behavior
12.
São Paulo; s.n; 2020. 232 p.
Thesis in Portuguese | LILACS | ID: biblio-1052693

ABSTRACT

Deficiência e incapacidade são intrínsecas a condição humana. Grande parte das pessoas, em algum momento das suas vidas, irão experimenta-las de forma definitiva, momentânea ou intermitente. A identificação desses indivíduos é complexa. Depende do conceito compreendido pela sociedade e pelo poder público. Uma das lacunas ainda existentes nos sistemas de saúde, são as ações voltadas para as pessoas com deficiência, desde o seu acompanhamento na atenção primária à saúde, atenção especializada, hospitalar e reabilitação. Visando organizar o sistema de saúde para responder as necessidades de saúde decorrentes destas questões, o Ministério da Saúde instituiu, em 2012, a Rede de Cuidado à Pessoa com Deficiência (RCPD). Objetivo: Analisar o processo de implementação de política de atenção à saúde da pessoa com deficiência física no contexto da constituição uma rede regional de atenção à saúde considerando diferentes concepções de deficiência. Método: Estudo de caso de abordagem quantitativa e qualitativa. Utilizada triangulação de dados para analise de documentos (atas de colegiados de gestão e normativas), dados primários e secundários (população, profissionais e estabelecimentos de saúde e, financiamento). Dados primários coletados por meio de questionários e entrevistas estruturadas com gestores, prestadores e sociedade dos níveis estadual, regional e municipal na região de saúde de São José do Rio Preto, estado de São Paulo. Dados quantitativos analisados por estatística descritiva e qualitativos por analise de conteúdo. Resultados: Foram entrevistados 37 informantes chave. Deficiência é compreendida substancialmente através do modelo médico, sendo o corpo o principal alvo de intervenção ou através de modelo de caridade, tratados como indivíduos que dependem da sociedade para sobrevir. Os implementadores da política na prática cotidiana apresentam poder de modular a política conforme suas próprias crenças. Serviços não estão articulados em rede. Não existem processos de regulação assistencial consistentes que visem ampliar o acesso e potencializar a equidade, sobretudo em instituições filantrópicas contratualizadas pelo Estado. Estas atuam de forma independente as diretrizes elaboradas pelos colegiados de gestão e pelos formuladores da política. O cuidado é centrado em serviços de atenção especializada, não existindo, por parte da atenção primária à saúde, efetiva participação no cuidado. Recursos humanos são escassos, com baixa capacidade técnica. Conclusão: Deficiência é ainda compreendida como problema do corpo. Serviços de saúde atuam de forma isolada. O Estado normatiza a política mas esta, não se concretiza na vida real, pelo não alinhamento técnico e organizacional e pelo seu baixo poder de regular a RCPD.


Disabilities are intrinsic to the human condition. Most people, at some point in their lives, will experience them permanently, momentarily or intermittently. The identification of these individuals is complex, it depends on the concept understood by society and the government. One of the gaps that still exist in health systems, are the actions aimed at people with disabilities, since their monitoring in primary health care, specialized care, hospital care and rehabilitation. In order to organize the health system to answer the needs arising from these issues, the Ministry of Health instituted, in 2012, the Care Network for People with Disabilities (CNPD). Objective: To analyze the process of implementing a health care policy for people with physical disabilities in the context of the constitution of a regional health care network considering different concepts of disability. Method: Case study with a quantitative and qualitative approach. Data triangulation was used through document analysis, primary and secondary data (population, health professionals and establishments, and financing). Primary data collected through questionnaires and structured interviews with managers, providers and society at the state, regional and municipal levels in the health region of São José do Rio Preto, state of São Paulo. Quantitative data analyzed by descriptive statistics and qualitative data by content analysis. Results: 37 key informants were interviewed. Disability is substantially understood through the medical model, with the body being the main target of intervention or through the charity model, treated as individuals who depend on society to survive. Policy implementers have the power to modulate policy according to their own beliefs. Services are not organized in networks. There are no consistent regulation processes that aim to expand access and enhance equity, especially in philanthropic institutions contracted by the State. These act independently of the guidelines developed by management collegiate bodies and policy makers. Care is centered on specialized care services, without effective participation of primary health care. Human resources are scarce, with low technical capacity. Conclusion: Disability is still understood as a problem of the body. Health services operate in isolation. The State regulates the policy, but it does not materialize in real life, due to the lack of technical and organizational alignment and its low power to regulate CNPD.


Subject(s)
Public Policy , Rehabilitation , Disabled Persons , Delivery of Health Care , National Health Systems
13.
Rio de Janeiro; s.n; 2020. 87 p.
Thesis in Portuguese | LILACS, BDENF - Nursing | ID: biblio-1087773

ABSTRACT

Trata-se de um estudo cujo objeto é o acolhimento da população masculina na estratégia de saúde da família. Tendo como objetivo geral compreender a percepção dos profissionais de enfermagem sobre o acolhimento da população masculina na estratégia de saúde da família e, como objetivos específicos, descrever a percepção dos profissionais de enfermagem sobre o acolhimento à população masculina na Estratégia de Saúde da Família; identificar as estratégias de acolhimento à população masculina adotadas na Estratégia de Saúde da Família e discutir o impacto do acolhimento da população masculina, com enfoque na saúde, na Estratégia de Saúde da Família. Estudo descritivo e abordagem qualitativa, com 17 profissionais de enfermagem (entre eles nove enfermeiros e oito técnicos de enfermagem), que desenvolvem atividades em uma unidade de saúde tipo b, ou seja, Centro Municipal de Saúde (CMS) e Clínica da Família (CF) ­ Estratégia de Saúde da Família (ESF) no município do Rio de Janeiro. Utilizou-se como instrumento de coleta de dados a entrevista semiestruturada e, para análise dos dados, foi aplicada a técnica de análise de conteúdo. Através da análise dos dados, emergiram três categorias: Percepção dúbia dos profissionais de enfermagem sobre o acolhimento à população masculina na ESF; A invisibilidade de acolhimento à população masculina na estratégia de Saúde da Família e Fatores limitadores ao acolhimento da população masculina sob o olhar dos profissionais. Os resultados evidenciam a (não) compreensão sobre o acolhimento ao homem pelos profissionais de enfermagem, demonstrando fragilidade em lidar com a população masculina. O vínculo é um dos princípios norteadores do trabalho na atenção básica, com a construção de relações de afetividade e confiança entre o usuário e o profissional. A análise apontou que essa dificuldade está relacionada à ausência do homem na unidade básica e à dificuldade do profissional em lidar com a perspectiva relacional de gênero masculino. Tal situação traduz-se na invisibilidade dessa população na unidade básica de saúde, que também pode estar associada ao déficit na capacitação dos profissionais em saúde do homem e de conhecimento sobre a política nacional de atenção integral à saúde do homem. Conclui-se que os profissionais de enfermagem, na estratégia de saúde da família, permanecem com olhar indiferente para a população masculina, sendo necessária a compreensão de integralidade em saúde e dos homens sob a perspectiva relacional do gênero, da vulnerabilidade masculina, entre outras questões, para que o acolhimento atenda às necessidades dessa população.


This is a study whose object is the reception of the male population in the family health strategy. It has a general objective: to understand the perception of nursing professionals about the reception of the male population in the family health strategy. And specific objectives: to describe the perception of nursing professionals about the reception of the male population in the Family Health Strategy; identify the strategies for welcoming the male population adopted in the Family Health Strategy and discuss the impact of welcoming the male population, focusing on health, in the Family Health Strategy. Descriptive study and qualitative approach, with 17 nursing professionals (including nine nurses and eight nursing technicians), who were developing their activities in a Tybe B health unit, ie, Municipal Health Center (CMS) and Family Clinic ( CF) - Family Health Strategy (FHS) in the city of Rio de Janeiro. A semi-structured interview was used as a data collection instrument and for data analysis the content analysis technique was applied. Through the analysis of the data, two categories emerged: Dubious Perception of nursing professionals about the reception the male population and the strategies of welcoming the male population in the family health strategy. The results show an understanding of the reception of men by nursing professionals, demonstrating difficulty in dealing with the male population. The analysis pointed out that this difficulty is related to the absence of men in the basic unit and the professional's difficulty in dealing with the male relational perspective.This situation translates into the invisibility of this population in the basic heath unit that may also be associated with the lack of training in men's health and knowledge about the national policy of integral attention to men's health. It is concluded that nursing professionals remain indifferent to the male population and do not receive a holistic view of this population. It is necessary to understand the comprehension in health and men from a relational gender perspective, male vulnerability, among other issues, so that the reception meets the needs of this population.


Subject(s)
Humans , Male , Female , Adult , Middle Aged , Nursing , Family Health Strategy , User Embracement , Men's Health , Brazil , Nursing Methodology Research , Men
14.
Ocotal, Nueva Segovia; s.n; s.n; 2020. 76 p. ilus, tab, graf.
Thesis in Spanish | LILACS | ID: biblio-1119532

ABSTRACT

Objetivo: Determinar los conocimientos, actitudes y prácticas de uso de equipo de seguridad de los corteros en las fincas de una empresa productora de palma africana, en el mes de Enero 2020. Diseño metodológico: Es un estudio CAP, se realizó en 35 corteros de las fincas de una empresa productora de palma africana, Sabá, Colón, Honduras, se utilizó como técnica de recolección de datos una encuesta con preguntas cerradas y guía de observación a cada uno de los corteros. Resultados: Se obtuvo que la mayoría de la población en estudio se encuentra entre los 18 a 29 años de edad (49%), predomina el sexo Hombre (66%), el nivel académico predominante es primaria incompleta (37%), con 7 años a más (40%) de experiencia laboral, todos conocen la importancia de los equipos de protección personal por seguridad (100%), los traumas en cabeza (66%) como consecuencia más conocida por no usar EPP, guantes de cuero y botas de hule (91% cada uno respectivamente) como EPP más conocido, limpieza (86%) como mantenimiento más frecuente y área despejada (100%) como protección para su área de trabajo. La actitud que tiene la mayoría hacia los EPP es adecuada pues consideran muy importante (97%) usar camisa manga larga, pantalón jean y botas de hule. La práctica de los corteros según encuesta afirma hacer todas las actividades, sin embargo según observación no cumple con 3 de ellas Conclusiones: basado en esta investigación, la población en estudio tiene mucha experiencia laboral y años de trabajar en finca, predomina el sexo Hombre, tiene un muy buen conocimiento sobre equipo de protección personal, importancia, consecuencias de no utilizarlo, mantenimiento a darle al EPP, una adecuada actitud hacia su uso, sin embargo, su aplicación en la práctica es limitada pues no cuentan con el EPP completo y necesario para corteros


Subject(s)
Humans , Protective Devices , Health Knowledge, Attitudes, Practice , Occupational Health Services , Epidemiology, Descriptive , Cross-Sectional Studies , Occupational Health
15.
Rio de Janeiro; s.n; 2020. 254 p.
Thesis in Portuguese | LILACS, Inca | ID: biblio-1119172

ABSTRACT

O presente estudo trata do dimensionamento de recursos humanos para cuidados paliativos oncológicos. As justificativas estão assentadas em argumentos como a transição epidemiológica do câncer associada ao envelhecimento da população e as estimativas mundiais de escassez de profissionais para a saúde. O principal objetivo deste trabalho foi contribuir para o dimensionamento dos recursos humanos de saúde no âmbito dos cuidados paliativos em oncologia. Os objetivos específicos foram revisar metodologias de dimensionamento de recursos humanos utilizadas para cuidados paliativos; analisar a carga de trabalho dos recursos humanos de saúde em uma unidade complexa de cuidados paliativos oncológicos e elaborar recomendações de dimensionamento e padrões de atividades no processo de trabalho de cuidados paliativos em oncologia. Foi realizada uma investigação quanti-qualitativa, descritiva e exploratória ancorada na perspectiva funcionalista, com base na pesquisa bibliográfica com uso de revisão integrativa e estudo documental. Acresceu-se ao processo investigativo estudo de caso com utilização de entrevista semiestruturada se utilizando de análise temática de conteúdo e aplicação da ferramenta WISN com utilização de software. Os resultados evidenciaram que há carência de literatura específica para dimensionamento de pessoal em cuidados paliativos oncológicos; que os papéis e atribuições definidos para profissionais desta área são genéricos e não traduzem a complexidade do cotidiano; que não há um padrão de atividades estipulado por categoria; e que a mensuração da carga de trabalho pode auxiliar o planejamento dos serviços. O produto da pesquisa foi uma definição de atividades-padrão para cada grupo profissional, análise e comparação das atividades por categorias, por setores, por turnos de trabalho e recomendações para incluir os recursos humanos como parte fundamental de uma política nacional de cuidados paliativos. Concluiu-se que a ferramenta WISN é aplicável para o planejamento de recursos humanos em instituições oncológicas de cuidados paliativos e permite vários desdobramentos para análise que podem ser utilizados com outros métodos consagrados na literatura.


Subject(s)
Palliative Care/organization & administration , Health Planning/organization & administration , Workload , Oncology Service, Hospital , Health Workforce
16.
São Paulo; s.n; 2020. 79 p.
Thesis in Portuguese | LILACS | ID: biblio-1120514

ABSTRACT

Introdução - Para a garantia do cuidado integral em saúde, faz-se essencial o trabalho em rede, principalmente entre Unidades Básicas de Saúde e Centros de Atenção Psicossocial. A partir da instituição da Rede de Atenção Psicossocial, o trabalho desses serviços foi reafirmado. Entretanto, a articulação entre ambos é um desafio presente. Nessa lógica, o apoio matricial se apresenta como uma ferramenta capaz de contribuir para a superação desses desafios. Objetivo - A finalidade da presente pesquisa é avaliar a correlação entre indicadores de estrutura, recursos físicos e trabalhadores, e de processo, produção do psicólogo e do psiquiatra e a magnitude do matriciamento realizado. Métodos - Trata-se de um estudo ecológico, descritivo-analítico, baseado em dados secundários disponíveis no Sistema de Informações Ambulatoriais e no Sistema de Cadastro Nacional de Estabelecimentos, das Coordenadorias Regionais de Saúde do município de São Paulo, no período de 2014 a 2018. Resultados - À medida que a produção do psicólogo na atenção básica aumenta, a frequência do matriciamento aumenta. Ao mesmo tempo que à medida que a produção do psiquiatra da atenção básica aumenta, a frequência do matriciamento diminui. Conclusão - A presença do psicólogo na atenção básica pode facilitar a articulação entre serviços. No entanto, a atuação do psiquiatra pode não ter superado o modelo médico hegemônico. As coordenadorias possuem grandes e importantes diferenças entre si, o que torna a pesquisa um desafio. O município tem uma realidade complexa e heterogênea, diferente de todo o Brasil. No entanto, o matriciamento e as ações compartilhadas entre as unidades são metas importantes para a gestão municipal, o que destaca a necessidade da realização de pesquisas no campo.


Introduction - To ensure integral health care, the system integration is fundamental, especially between Primary Health and Psychosocial Care Centers. With the creation of Psychosocial Care Network, the responsibilities of these two services were redefined, however the network between them remains a challenge, therefore the matrix support can play an important role as a tool to overcome the cooperation barriers. Objective - The purpose of the study is to assess the correlation between structural (physical resources and workers), process indicators (psychologist and psychiatrist procedures) and the magnitude of matrix support executed. Methods - This is an ecological, descriptive-analytical study, based on secondary data on the Assistance Information System and the National Establishment Registration System, from the Regional Health Coordinators of São Paulo, from 2014 to 2018. Results - The outcomes show the bigger is the amount of procedures conducted by psychologists in primary care, the higher is the matrix support executed. On the other hand, the opposite happens between psychiatrist procedures and matrix support. Conclusion - The presence of the psychologist in primary care can facilitate the articulation between services. However, the psychiatrist's performance may not have surpassed the hegemonic medical model. São Paulo presents a very diverse and complex reality, which is different from other regions of the country and also results in important differences across health coordinators, making this research very challenging. Nevertheless, matrix support and shared actions among health units must be encouraged given its importance for the city management. Hence, more researches are needed in this field.


Subject(s)
Primary Health Care , Mental Health , Systems Integration , Mental Health Services
17.
Medellín; s.n; 2020.
Thesis in Spanish | LILACS, BDENF - Nursing, COLNAL | ID: biblio-1128269

ABSTRACT

En esta investigación se preguntó por la vida cotidiana de las personas con Enfermedad de Huntington (EH), una enfermedad genética, neurodegenerativa que se desarrolla en la vida adulta joven y que se caracteriza por la triada de alteraciones de la conducta, motoras y cognitivas, lleva a la muerte en un proceso crónico de 10 a 20 años y aún no existe para ella tratamiento curativo, es considerada enfermedad huérfana debido a que se presenta en menos de 1 en 5000 personas en Colombia. El objetivo fue comprender cómo viven la vida cotidiana las personas con dicha enfermedad. Se utilizó como referente metodológico el paradigma comprensivo, siguiente los postulados de la teoría fundamentada de Strauss y Corbin. Los datos se construyeron a partir de entrevistas semiestructuradas y en conversación informal, en visita familiar a personas afectadas o a riesgo, es decir, hijos de las afectadas. Fueron 33 participantes de diferentes regiones del país, como Bogotá, Medellín, Santa Marta y Chocó y principalmente Juan de Acostas en el Atlántico paradigmático por ser la segunda región del mundo con mayor número de afectados después de Venezuela; se complementó la información con entrevistas a familiares, cuidadores, líderes de asociaciones y personas expertas en el tema; se realizó revisión documental, observación participante y se elaboró diario de campo. El análisis y la recolección fueron concurrentes, se hicieron preguntas y comparaciones a los datos, de donde surgió la categoría central perderse de sí mismo hasta la muerte, para explicar la vida cotidiana de las personas con EH a partir de un esquema explicativo que se compone de cuatro categorías, el contexto que involucra las subcategorías el micro-contexto de las regiones, el sistema de salud, la situación económica y las intervenciones del estado y las asociaciones y fundaciones; la otra categoría tiene que ver con perderse de sí mismo, se compone de las subcategorías: lo que sabíamos de la enfermedad, reconocerse a riesgo, no darse cuenta, tener consciencia de la enfermedad, los cambios y las pérdidas; la dependencia y la pérdida del yo hasta la muerte y las consecuencias para los que cuidan. La otra categoría fue nombrada las relaciones de amores y amarguras apoyos y desafíos que se compone de los arreglos familiares, las relaciones difíciles distantes y dolorosas y las relaciones con los amigos y vecinos y la cuarta categoría, la vida cotidiana que se compone de organizar el tiempo, las mismas rutinas, el cuidado y la muerte. Las personas desarrollan la vida en un contexto de pobreza y precariedad, la cual se incrementa con la enfermedad que los empobrece más, al perder el empleo los pocos que lo tenían de manera formal, no logran la pensión de invalidez y la enfermedad incrementa los gastos con nuevas necesidades. La relación con el sistema de salud es difícil y no se compadece con la legislación que existe en nuestro Estado social de derecho; frente a estas condiciones en algunas regiones existen recursos del Estado para atender a aquellos que llegan a la vulnerabilidad psicosocial y desafiliación como la condición de calle. Las asociaciones y fundaciones emprenden acciones que no logran ser suficientes en medio de tanta precariedad. En esta complejidad de pobreza y enfermedad, las relaciones familiares aunque en muchos casos se des-configuran hasta el abandono, en otras se reconfiguran en arreglos familiares y apoyos solidarios en los que se comparte la pobreza. Las alteraciones de la salud mental de los afectados son un desafío para la convivencia. Cuando inician los síntomas muchos de los afectados no se dan cuenta de ello, lo que dificulta la atención y los pone en riesgo, al igual que a otros por su quehacer en la vida cotidiana. La enfermedad pasa por un proceso de cambios, pérdidas y deterioro tanto del cuerpo como de la mente, que además de llevar a la pérdida del yo, estigmatiza, sobre todo por los movimientos y las alteraciones de la conducta. Las personas van perdiendo lo que eran hasta llegar a requerir de un cuidador del cual llegan a ser dependientes al perder entre tantas otras cosas, el lenguaje, la deglución y la movilidad. En esta condición de cautiverio en su propio ser sin salida, se estructuró de los datos la teoría sustantiva sobre la vida cotidiana de las personas con enfermedad de Huntington: La inversión del mito de la caverna, de la alegoría de Platón que expresa que los habitantes de la caverna nacieron prisioneros y solo podían ver las sombras reflejadas por la hoguera en la pared; las personas afectadas por la EH, nacieron libres, al iniciar la enfermedad ingresan a la caverna, la cual los limita, los encoge, los reduce, los deja prisioneros en su propio cuerpo y del exterior solo tienen las sombras, los recuerdos. No hay salida de la caverna, la salida es la muerte. Conclusión: La vida de las personas con EH es de gran adversidad y precariedad, presentan necesidades especiales con relación a la población general por lo que su intervención, por la complejidad, requiere atención interdisciplinaria e intersectorial en la cual el cuidado de enfermería tiene importancia para ofrecer educación y liderar programas en todos los niveles de prevención. Las acciones de cuidado requieren enfermeros competentes con estructura en los patrones de conocimiento de Carper: empírico, personal, ético, estético y los de Chinn y Kramer sociopolítico y emancipatorio.


This research examined about people with Huntington's Disease daily life (HD), is a genetic, neurodegenerative disease that develops in young adult life and is characterized by triad alteration from behavioral, motor and cognitive disorders, It leads to death in a chronic process from 10 to 20 years and there is not curative treatment for it yet, it is considered an orphan disease because it occurs in less than 1 in 5000 people in Colombia. Its objective was to understand daily life from those people with this disease. A comprehensive paradigm was used as a methodological reference, following Strauss and Corbin's e postulates from grounded theory Data were constructed from semi-structured interviews and in informal conversation, in family visits to affected or at-risk people, that is, children of those affected. There were 33 participants from different regions of our country, such as Bogotá, Medellin, Santa Marta and Chocó and mainly Juan de Acosta in the Atlantic, paradigmatic for the reason that it is the second region in the world with the highest number of affected people after Venezuela; the information was complemented with interviews with family members, caregivers, association leaders and experts in this subject; Documentary review, participant observation and field diary was prepared. The analysis and collection were concurrent, questions and comparisons were made to the data, from which the central category arose from losing itself to death, to explain the daily life of people with HD from an explanatory scheme that is composed of four categories, the context involves the subcategories micro-context from regions, health system, the economic situation and the state's interventions and the associations and foundations; the other category has to do with losing oneself, it is made up by subcategories: what we knew about the disease, recognizing oneself at risk, not realizing it, being aware of the disease, changes and losses; dependence and loss of self until death and them consequences for those who care. The other category about family relationship was named the relationships of love and bitterness, supports and challenges that is made up, difficult distant and painful relationships and relationships with friends and neighbors and the fourth category, the daily life that is made up of organizing the time, the same routines, care and death. Due to poverty and precariousness's context in which people develop their life, it increases with this disease that impoverishes them, moreover, when they lost their employment: the few who had it formally lose their jobs, they do not obtain a disability benefits and the disease increases expenses with new essentials. Their relationship with the health system is difficult and does not concordance with our legislation that exists in our law at social state level; In the face of these conditions in some regions there are some resources from our state to meet those who reach psychosocial vulnerability and disaffiliation as the street condition. The associations and foundations undertake actions that cannot be enough in the midst of such precariousness. In this complexity of poverty and disease, family relationships, although in many cases they are family breakdown until abandonment, in others they are reconfigured into family arrangements and solidarity support in which poverty is shared. Mental health alterations from those suffered are challenge for a peaceable living. When those symptoms begin many of those affected do not realize it, which makes attention difficult and puts them at risk, as well as others for their daily life's work the disease goes through a process of changes, losses and deterioration of both the body and the mind, which in addition to leading to the loss of the self, stigmatizes, especially the movements and alterations of behavior. People lose what they were until they came to require a caregiver that they become dependent upon losing, among many other things, language, swallowing and mobility. In this captivity condition in his/her own dead-end being, the substantive theory about the daily life of people with Huntington's disease was structured from data: Cave myth, inversion is a Plato's allegory that expresses that the inhabitants Prisoners were born from the cave and could only see the shadows reflected by the fire on the wall; people affected by HD, were born free, at the beginning of the disease they enter into a cave, which limits them, shrinks them, reduces them, leaves them prisoners in their own bodies and from the outside they only have shadows, memories. There is no exit from this cave, his/her exit is death. Conclusion: Daily life from people with HD is of great adversity and precariousness, they have special essentials in relation to general population, so their intervention, due to the complexity, requires interdisciplinary and intersectoral assistance in which nursing care is important for offer education and lead programs at all levels of prevention and include palliative care at the end of life. Care actions require competent nurses with structure in Carper's knowledge patterns: empirical, personal, ethical, aesthetic and those of socio-political and emancipatory Chinn and Kramer.


Subject(s)
Humans , Male , Female , Activities of Daily Living , Huntington Disease , Life Change Events , Nursing Care , Neurodegenerative Diseases , Comprehension , Family Relations , Health Resources
18.
Medellín; s.n; 2020.
Thesis in Spanish | LILACS, BDENF - Nursing, COLNAL | ID: biblio-1147343

ABSTRACT

A partir de una situación específica de enfermedad, como lo es el cáncer infantil y su carga sociocultural, el profesional de Enfermería puede convertirse en un gestor del cambio, de innovación potencial, ya que dispone de instrumentos que le otorgan fuerza y poder, los cuales pueden utilizarse pensando en la colectividad e interferir políticamente las necesidades de los pacientes, así como movilizar a aquellas personas con las cuales interactúa, para que también entren en acción. Lograr que Enfermería trascienda del modelo biomédico y genere cambios sociales tangibles en una población tan vulnerable como lo son los menores con cáncer y sus familias son la motivación de este estudio. Objetivo: Conocer el significado de los patrones de conocimiento sociopolítico y emancipatorio en los profesionales de enfermería durante el cuidado de los niños con cáncer y sus familias. Método: Estudio cualitativo etnográfico; se realizaron entrevistas semiestructuradas a 10 enfermeros con experiencia mínima de 6 meses con población oncológica pediátrica, y observaciones en 2 instituciones de salud. Los datos se estudiaron bajo el proceso el proceso de análisis de Michael Angrosino: gestión de datos, lectura general y clasificación de categorías. Resultados: Como producto del análisis de la información, los temas se agruparon en tres grandes grupos: Contexto [Contexto físico: descripción de las IPS, Perfil de la población: "lo que más tenemos son leucemias", Contexto familiar: "más que todo de estrato socioeconómico bajo", Contexto administrativo: "me mandan de un lado para otro", Ley Integral de Cáncer Infantil: "esa ley está solo en el papel", Casos de pacientes con dificultades administrativas: "una de estas entidades pues, no le aseguró su tratamiento"]. Cuidado de Enfermería [Actividades de enfermería: "¿cómo es? Caótico", Educación: "vos te quedás sentada explicándole a una mamá, dándole educación, o te atrasás", Interacción con pacientes: "esa mamá está tan triste", Interacción con el equipo laboral: "o vos estás pendiente del paciente o le estás solucionando acá todas las cosas al médico" Expresiones de los patrones sociopolítico y emancipatorio [Expresiones del patrón sociopolítico: "una lucha diaria con las necesidades de los niños", Expresiones del patrón emancipatorio: "eso redunda finalmente a que no nos abandonen, no nos abandonen el tratamiento"]. Conclusiones: A partir de la interacción de los enfermeros con los pacientes y sus familias, se logró identificar que estrategias como la educación, el seguimiento, la gestión de casos y de trámites administrativos son formas de fortalecer la gobernanza compartida y la equidad social, los cuales son los índices de credibilidad de los patrones sociopolítico y emancipatorio.


Subject(s)
Humans , Child , Oncology Nursing , Pediatric Nursing , Child Health , Anthropology, Cultural , Neoplasms , Nursing Care
19.
Belo Horizonte; s.n; 2020. 102 p. ilus, tab.
Thesis in Portuguese | LILACS, BBO - Dentistry | ID: biblio-1151429

ABSTRACT

As doenças genéticas raras são consideradas eventos patológicos de origem genética de baixa ocorrência e com ampla diversidade de sinais e sintomas. Geralmente, indivíduos acometidos com doenças raras apresentam alterações musculares, esqueléticas e do sistema nervoso central. Muitas manifestações orofaciais são comuns nessa parcela da população, que, na grande maioria das vezes, apresenta dificuldade de acesso ao tratamento odontológico adequado. O conceito de integralidade do cuidado é amplamente discutido tanto nas práticas na área da saúde, quanto nas discussões relacionadas à compreensão do ser humano, de sua condição integral e não parcial. Este estudo objetivou identificar fatores associados ao acesso ao serviço de saúde bucal para indivíduos com doença genética rara e sem doença genética rara. Foi realizado um estudo transversal, pareado por sexo e idade, com 140 indivíduos [70 com doença genética rara - Mucopolissacaridoses (n=29) / Osteogênese Imperfeita (n=41) - e 70 sem doença genética rara] e os pais/responsáveis. A amostra foi selecionada em dois hospitais referência para pacientes com doenças raras em Minas Gerais, sudeste do Brasil. Os pais/responsáveis responderam um questionário sobre aspectos individuais (sexo, idade, cor da pele e escolaridade dos pais/responsáveis) e história médica e odontológica do filho (infecções respiratórias, uso rotineiro de medicamentos, acesso ao serviço de saúde bucal). O tipo de doença rara (MPS ou OI) foi confirmado pelo prontuário médico do paciente. O acesso ao serviço de saúde bucal foi analisado por meio da questão "Seu filho já foi ao dentista?" Os participantes com doença rara e sem doença rara foram examinados quanto à cárie dentária, má oclusão, anomalias dentárias e higiene bucal. Foi construído um modelo teórico por meio de Directed Acyclic Graph (DAG) para identificar possíveis variáveis de confusão na associação entre doenças raras e acesso ao serviço de saúde bucal. O estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Federal de Minas Gerais. Foram realizadas análises de regressão logística condicional não-ajustada e ajustada (p<0,05). A faixa etária dos indivíduos examinados foi de três a 27 anos, com média de idade de 10,3 anos (±6,5). A chance de o indivíduo sem doença genética rara ter acesso ao serviço de saúde bucal foi 5,32 vezes maior (IC95%: 2,35-12,01). Indivíduos sem episódios de infecções das vias aéreas superiores (menos de seis meses) apresentaram 3,16 vezes maior chance de terem acesso ao serviço de saúde bucal (IC95%: 1,45-6,90). Concluiu-se que indivíduos sem doença rara e sem história de infecções das vias aéreas superiores (menos de seis meses) apresentaram maior chance de pertencerem ao grupo de indivíduos com acesso ao serviço de saúde bucal


Rare genetic diseases are considered pathological events of low-occurrence genetic origin and with wide diversity of signs and symptoms. Generally, individuals affected with rare diseases present muscle, skeletal and central nervous system alterations. Many orofacial manifestations are common in this part of the population, that in the vast majority of time it has difficulty accessing adequate dental treatment. The concept of comprehensive care is widely discussed both in health practices, then discussions related to the understanding of the human being, of his integral and non-partial condition. This study aimed to identify factors associated with access to oral health service for individuals with rare genetic disease and without rare genetic disease. A cross-sectional study was conducted, matched by sex and age, with 140 individuals [70 with rare genetic disease - Mucopolysaccharidosis (n=29) / Osteogenesis Imperfect (n=41) - and 70 without rare genetic disease] and parents/guardians. The sample was selected in two reference hospitals for patients with rare diseases in Minas Gerais, southeastern Brazil. Parents/guardians answered a questionnaire about individual aspects and medical and dental history of the child. Participants with rare disease and without rare disease were examined for dental caries, malocclusion, dental anomalies and oral hygiene. The theoretical model of the Directed Acyclic Graphs (DAG) was used to identify possible confounding variables in the association between rare diseases and access to oral health service. The study was approved by the Research Ethics Committee of Federal University of Minas Gerais. Unadjusted and adjusted conditional logistic regression analyzes were performed (p<0.05). The age group of the individuals examined was three to 27 years, with a mean age of 10.3 years (±6.5). The chance of the individual without rare genetic disease belonging to the group with access to oral health service was 5.32 times higher (IC95%: 2.35-12.01). Individuals without episodes of upper airway infections (less than six months) were 3.16 times more likely to be in the group with access to oral health service (IC95%: 1.45-6.90). It was concluded that individuals without rare disease and without history of upper airway infections (< 6 months) were more likely to belong to the group of individuals with access to oral health services.


Subject(s)
Osteogenesis Imperfecta , Dental Care , Mucopolysaccharidoses , Dental Care for Disabled , Rare Diseases , Health Services , Health Services Accessibility , Cross-Sectional Studies
20.
São Paulo; s.n; 2020. 163 p.
Thesis in Portuguese | LILACS | ID: biblio-1145889

ABSTRACT

Com base no referencial teórico da saúde coletiva sobre processo de trabalho em saúde e necessidades de saúde, este estudo teve o objetivo de analisar o trabalho em saúde na Estratégia Saúde da Família (ESF) a partir do cuidado oferecido a usuários em insegurança alimentar e nutricional (ISAN), com recorte para pessoas com obesidade. Foi realizado um estudo de caso de abordagem qualitativa em uma Unidade Básica de Saúde (UBS) localizada na zona leste do município de São Paulo. Foram feitas 11 entrevistas semiestruturadas com trabalhadores da ESF como enfermeiros, profissionais do Núcleo de Apoio a Saúde da Família e médicos. Além disso, a observação participante, entre os meses de julho e agosto de 2019, e a elaboração de um diário de campo deram suporte para a discussão dos achados. Por meio da análise temática, os resultados e a discussão foram apresentados em três seções. Foi possível compreender que a organização dos processos de trabalho na ESF impõe limites ao enfrentamento à obesidade crescente no Brasil. Os profissionais de saúde estão submetidos a um modelo assistencial ainda fortemente pautado pela lógica biomédica, com um vínculo empregatício frágil e pressionados pela lógica de desempenho. Consequentemente, demonstraram ter pouca autonomia e tempo para a definição do seu processo de trabalho. A organização do trabalho na ESF e a falta de domínio do processo de trabalho conduzem os profissionais a uma reprodução de atividades assistenciais produzindo um cuidado fragmentado, protocolar e voltado para o cumprimento das metas de produção pré estabelecidas. No caso do processo de trabalho voltado para pessoas com obesidade, a lógica individualizante fortemente presente nos pilares da promoção da saúde reforça responsabilização, estigmatização e culpabilização dos usuários com obesidade. Assim, a finalidade das atividades desenvolvidas na UBS acaba se voltando para a perda de peso e para a mudança do comportamento de risco, mesmo que os profissionais compreendam que a determinação da obesidade tem raízes na organização social. Como desafios para o campo da saúde coletiva, destaca-se a necessidade do fortalecimento de uma concepção de ISAN que extrapole a noção de risco à saúde e que se aproxime das raízes causadoras da obesidade. Ademais, a necessidade de fortalecimento de modelos assistenciais que busquem a coletivização das questões de saúde e alimentação, para assim possibilitar a construção de processos de trabalho que se aproximem das necessidades de saúde dos usuários e também dos trabalhadores de saúde. Esta pesquisa lança um olhar sobre as contradições inerentes ao processo de trabalho em saúde no capitalismo e suas implicações sobre as práticas de cuidado destinadas às pessoas com obesidade.


Based on the theoretical framework of collective health about health work process and health needs, this study aimed to analyze health work in the Family Health Strategy (ESF) starting from the care offered to users with food and nutritional insecurity, particularly people with obesity. A case study of qualitative approach was carried out in a Basic Health Unit (UBS) located on the East Side of São Paulo city. Eleven semi-structured calls to ESF workers such as nurses, professionals from the Family Health Support Center and doctors have been made. In addition, participant observation between July and August 2019, and the preparation of a field diary provided support for discussing the findings. Through thematic analysis, results and discussion were presented in three sections. It was possible to understand that the organization of work processes in ESF imposes limits on coping with growing obesity in Brazil. Health professionals are subjected to a care model that is still strongly guided by biomedical logic, with a fragile employment relationship and pressured by the logic of performance. Consequently, they demonstrated to have little autonomy and time to define their work process. The organization of work in ESF and the lack of mastery of the work process lead professionals to a reproduction of care activities, producing fragmented, protocol-based care aimed at meeting pre-established production goals. In the case of work processes aimed at people with obesity, the individualizing logic that is strongly present in the pillars of health promotion reinforces accountability, stigmatization and blaming of users with obesity. Thus, the purpose of the activities developed in UBS ends up focusing on weight loss and change in risky behavior, even though professionals understand that the determination of obesity has its roots in social organization. As challenges for the field of collective health, the need to strengthen a concept of food and nutritional insecurity that goes beyond the notion of risk to health and that approaches the root causes of obesity stands out. Besides that, the need to strengthen health care models that seek to collectivize health and food issues, in order to enable the construction of work processes that are closer to the health needs of users and health workers. This research casts a glance at the contradictions inherent in the health work process under capitalism and its implications on care practices for people with obesity.


Subject(s)
Primary Health Care , Work , Capitalism , Family Health Strategy , Food and Nutrition Security , Obesity
SELECTION OF CITATIONS
SEARCH DETAIL
...