Your browser doesn't support javascript.
loading
Show: 20 | 50 | 100
Results 1 - 20 de 54.164
Filter
1.
São Paulo; s.n; 20220606. 91 p.
Thesis in Portuguese | LILACS, BBO - Dentistry | ID: biblio-1371385

ABSTRACT

Esta tese foi dividida em três partes, sendo que cada uma consistiu estudo independente, com objetivos próprios. Na parte 1, o objetivo foi avaliar a influência do modo de representar a interface osso-OMI (osseointegrada ou não osseointegrada) sobre a previsão do risco de reabsorção óssea peri-implantar. Foram construídos quatro modelos tridimensionais que representaram o OMI inserido em quatro cilindros de osso de densidades crescentes, diferenciados pela espessura do osso cortical (Ct = 0,5; 1,2; 2,0 e 3,0 mm) e pelo módulo de elasticidade do osso trabecular (TE = 0,2; 1,4; 3,0 e 5,5 GPa). Para cada modelo, foram simuladas duas condições de interface osso-OMI: uma que considerava união perfeita entre osso e OMI (osseointegrado) e outra que considerava a possibilidade de movimentos relativos entre eles (não osseointegrado). Uma força horizontal de 2 N foi aplicada na cabeça do OMI, para simular a retração de dentes anteriores. A avaliação do risco de reabsorção óssea peri-implantar foi baseada no critério de falha da deformação principal maior, assumindo um valor crítico de 3.000 strain, tanto para tração quanto para compressão. Os resultados mostraram que, ao simular a interface osso-OMI como perfeitamente unida, o risco de perda de estabilidade do OMI por reabsorção óssea peri-implantar no osso menos denso fica subestimado. Na parte 2, foram novamente representadas as quatro condições de qualidade óssea, mas com modelos que representavam o contorno anatômico dos ossos correspondentes: maxila pouco densa, maxila controle, mandíbula controle e mandíbula muito densa. A AEF foi conduzida para tentar explicar por que os OMIs colocados na maxila apresentam maior taxa de sucesso em relação aos OMI colocados na mandíbula, apesar da melhor qualidade do osso mandibular. Além da força horizontal de 2 N (cenário clínico), foi simulada uma força horizontal de 10 N (condição de sobrecarga) e a interface osso OMI foi simulada como não-osseointegrada em todos os modelos. A avaliação do risco de reabsorção óssea peri-implantar seguiu o mesmo critério da parte 1 e foi também avaliado o risco de falta de estabilidade imediata, baseado no deslocamento intra-ósseo do OMI. Em todos os casos, o pico de deslocamento do OMI ficou muito abaixo do limiar de 50-100 m, o que sugere que a estabilidade primária seria suficiente mesmo no cenário de maxila de baixa densidade sobrecarregada. De acordo com os dados da deformação principal maior, a maxila está mais sujeita a perder sua estabilidade inicial devido à sobrecarga ortodôntica, especialmente na condição de baixa densidade, em que tanto a deformação de tração quanto a de compressão ultrapassaram o limiar de reabsorção óssea patológica. É provável que essa AEF não conseguiu prever o maior risco de falha de OMI em mandíbula de alta densidade porque não simulou as tensões residuais geradas pela inserção do OMI. Portanto, a simulação da inserção do OMI parece essencial para explicar a contradição que motivou esse estudo. Na parte 3, o objetivo foi comparar, através da AEF, o risco de reabsorção radicular inflamatória induzida ortodonticamente (RRIIO) entre duas mecânicas ortodônticas de intrusão (convencional e com mini-implantes), em situações de diferentes níveis de suporte periodontal. Foram construídos quatro modelos de um pré-molar superior inserido na maxila: controle (CTL) e 2, 4 ou 6 mm de perda óssea horizontal (R2, R4 e R6, respectivamente). Uma força de intrusão de 25 cN foi utilizada para as duas mecânicas em estudo. Nos modelos com mini-implante ortodôntico, a força foi dividida entre as faces vestibular e palatina. Nos modelos sem mini-implantes, a força foi aplicada apenas na vestibular. O índice de risco de reabsorção radicular (iRRR) foi calculado dividindo o pico de tensão hidrostática compressiva no ligamento periodontal pela tensão hidrostática dos capilares (4,7 kPa). A mecânica com mini-implante, além de apresentar iRRR sempre menores (CTL 1,2 e 1,4; R2: 1,4 e 1,7; R4: 1,7 e 2,2; R6: 2,4 e 3,2 - para mecânicas com e sem OMI, respectivamente), gerou apenas uma região com tensão hidrostática acima do valor crítico, próxima ao ápice do dente, para todos os modelos. Na mecânica convencional, houve também uma região com tensão hidrostática compressiva acima de 4,7 kPa na região cervical vestibular do modelo com 6 mm de perda óssea horizontal. O uso de mini-implante na intrusão ortodôntica diminuiu o risco de RRIIO em todos os casos simulados e o risco de reabsorção óssea adicional no modelo em que o dente apresentava uma perda óssea horizontal prévia de 6 mm.


Subject(s)
Finite Element Analysis
2.
São Paulo; s.n; 20220606. 81 p.
Thesis in Portuguese | LILACS, BBO - Dentistry | ID: biblio-1371391

ABSTRACT

A reconstrução facial forense tem sido empregada como um importante recurso nos casos em que um corpo se encontra em estágio avançado de decomposição, mutilado ou esqueletizado. Sob essas circunstâncias, definir a identidade por métodos primários torna-se inviável. Simular uma face sobre uma estrutura óssea, de forma que essa reconstrução possibilite o reconhecimento por familiares e amigos, e, por fim, determinar a identidade positiva de alguém que se encontra desaparecido constitui uma técnica que as ciências forenses são capazes de proporcionar. As etapas que permitem que uma reconstrução facial forense ocorra de forma precisa dependem de dados como os de espessura de tecidos moles faciais, que são obtidos por diversas técnicas e são específicos para cada população, de modo que são necessários dados referentes à população brasileira. Neste trabalho, foram analisados 88 exames de tomografias computadorizadas de feixe cônico, obtidos junto ao banco de dados de uma instituição brasileira. Para a realização das medidas, foi utilizado o método proposto por Beaini em 2013. Os resultados apontaram espessuras de tecidos moles compatíveis com as encontradas por Beaini, fornecendo uma tabela atualizada de dados de espessuras de tecidos moles faciais de indivíduos brasileiros, para uso em reconstrução facial forense.


Subject(s)
Forensic Anthropology
3.
São Paulo; s.n; 20220601. 119 p.
Thesis in Portuguese | LILACS, BBO - Dentistry | ID: biblio-1370708

ABSTRACT

Objetivos: O estudo avaliou, para quatro diferentes zircônias monolíticas translúcidas, o efeito da microestrutura e do estado da superfície (glazeada versus polida após simulação de ajuste oclusal) nas seguintes respostas: (1) propriedades mecânicas (resistência a flexão biaxial, tenacidade à fratura e dureza Vickers; (2) molhamento de superfície a partir da verificação do ângulo de contato; (3) perda de volume e rugosidade superficial após ensaio de desgaste e (4) parâmetros de translucidez. Materiais e métodos: quatro diferentes blocos de zircônias translúcidas foram utilizadas nesse estudo; Prettau anterior, Lava Plus, Cercon hT e Cercon xT. Foram confeccionados 112 espécimes em formato de disco para cada material, tendo sido todos eles glazeados e parte dos espécimes foram ajustados superficialmente com o uso de pontas diamantadas (simulação de ajuste oclusal) e posteriormente polidos com o uso de ponta de borrachas (simulação de polimento clínico). Os espécimes utilizados nos ensaios de dureza Vickers e tenacidade à fratura foram polidos com o uso de lixas e soluções diamantadas em politriz semiautomática. Parte dos espécimes confeccionados sofreram o ensaio de desgaste. Anteriormente, foram levados a um perfilômetro óptico para determinação de seu perfil topográfico para a determinação da rugosidade e posterior avaliação da perda de volume. Em seguida, os discos foram submetidos ao ensaio de desgaste em uma simuladora da mastigação por meio milhão de ciclos com carga de 30 N e frequência de 2 Hz. Após o ensaio de desgaste, os espécimes foram submetidos novamente à análise topográfica através de perfilometria óptica para determinação da perda de volume e rugosidade superficial. Foram avaliadas também as propriedades mecânicas por meio dos ensaios de resistência a flexão biaxial, tenacidade a fratura e dureza Vickers, e a análise de molhamento de superfície por meio da mensuração do ângulo de contato e caracterização das propriedades de ópticas sobre os parâmetros de translucidez. Resultados: na resistência á flexão foi verificado o efeito do estado da superfície, na condição ajuste Cercon hT apresentou o maior valor e o Lava Plus o menor, para a condição glaze não foi encontrada diferença entre os valores de resistência os materiais testados; os valores médios de dureza foram semelhantes para os materiais testados; as médias de tenacidade à fratura foram significativamente diferentes Lava Plus apresentou o maior valor e o Cercon hT e Prettau o menor que foram semelhantes entre si; para os valores de ângulo de contato foram estatisticamente superiores na condição ajuste para todos os materiais; para os valores médios de rugosidade média foi verificado o efeito do ajuste e posterior polimento para o Cercon hT, após ensaio de desgaste foi verificado o aumento da rugosidade para todos os materiais independente da condição, os valores de Ra para a condição ajuste foi numericamente maior se comparada a condição glaze para todos os materiais, os valores médios de perda de volume após ensaio de desgaste foi significativamente maior para o Lava Plus na condição ajuste, para os demais materiais o estado as superfície não afetou significativamente a perda de volume, para os valores do parâmetro de translucidez os materiais Lava Plus e Prettau tiveram valores menores semelhantes e significativos aos valores de Cercon hT e xT que foram superiores e semelhante entre si, na condição ajuste os materiais Cercon hT e Cercon xT continuaram apresentando valores semelhantes e superiores a Prettau, o Lava Plus após ajuste apresentou valores semelhantes estatisticamente aos valores de PT dos materiais Cercon xT e hT o material Cercon hT apresentou maior valor de resistência após ajuste Conclusão: Houve efeito da microestrutura e do estado de superfície para a resistência à flexão, rugosidade média e para o parâmetro de translucidez; o efeito da microestrutura na tenacidade à fratura, e foi observado o efeito do estado de superfície para os valores do ângulo de contato e na perda de volume.


Subject(s)
Dental Polishing , Tooth Wear
4.
São Paulo; s.n; 20220601. 117 p.
Thesis in Portuguese | LILACS, BBO - Dentistry | ID: biblio-1370713

ABSTRACT

Com a perda de um dente após uma exodontia, tem-se início o processo de remodelação óssea de uma cicatrização espontânea que levará a perdas dimensionais desse alvéolo, principalmente em volume, comprometendo o formato original do rebordo. Técnicas de preservação do rebordo alveolar têm sido descritas há muito tempo, porém, sem um consenso sobre qual procedimento escolher e tampouco qual substituto usar. O objetivo desse estudo foi comparar algumas técnicas já citadas na literatura, utilizando substitutos ósseos e membranas para avaliar as alterações dimensionais horizontais. Foram tratados 25 pacientes (n=5) com necessidade de exodontia de dentes da maxila, com exceção dos molares. Os pacientes foram dispostos aleatoriamente em 5 grupos: GI membrana de politetrafluoretileno denso (Cytoplast®); GII enxerto ósseo xenógeno com uma membrana de colágeno (Bio Oss Collagen® associado a Bio Gide®); GIII membrana de polipropileno (Bone Heal®) 7 dias; GIV membrana de polipropileno (Bone Heal® 21 dias e GV Controle (cicatrização espontânea). O desfecho primário foi a alteração dimensional horizontal do rebordo alveolar encontrada entre as imagens tomográficas de início (T0) antes da exodontia e final (T1) após 6 meses da intervenção, na espessura abaixo da crista óssea em 1 mm (H1), 3 mm (H3) e 5 mm (H5), além da redução em volume do tecido mole avaliadas por meio de modelos de gesso escaneados e sobrepostos com um software de precisão (GOM Inspect®), medidos em 6 pontos em mimímetros a partir da margem gengival (0, 1, 2, 3, 4 e 5). As médias em mm das reduções em espessura óssea foram: em H1 (GI = 1,30, GII = 1,89, GIII = 1,30, GIV = 1,20, GV = 1,97); em H3 (GI = 1,71, GII = 1,98, GIII = 1,16, GIV = 0,34, GV = 1,75) e em H5 (GI = 1,11, GII = 0,74, GIII = 0,86, GIV = 0,26, GV = 1,36) chegando a uma conclusão estatisticamente significante entre os grupos de que GIV apresenta menores desvios que GII. Já as médias em mm das reduções horizontais dos tecidos ósseos foram: Ponto 0 (3,21; 2,26; 1,71; 1,49; 2,57 mm), ponto 1 (2,24; 2,39; 1,58; 1,59; 2,42 mm). Ponto 2 (1,77; 2,20; 1,21; 1,37;2,26 mm), ponto 3 (1,61; 1,90; 1,13; 1,13; 2,03 mm), ponto 4 (1,49; 1,68; 1,21; 0,94; 1,86 mm) e ponto 5 (1,28; 1,69; 1,06; 1,27; 1,70mm) respectivamente para os grupos GI, GII, GII, GIV e GV. Concluindo que houve diferenças entre os grupos estatisticamente significantes entre GIII com menores reduções que GII e GV, GIV com menores reduções que GV. Demonstrando que a técnica de preservação do rebordo alveolar pode ser utilizada como uma alternativa na limitação das perdas horizontais em tecido mole e ósseos.


Subject(s)
Biocompatible Materials
6.
São Paulo; s.n; 20220601. 80 p.
Thesis in Portuguese | LILACS, BBO - Dentistry | ID: biblio-1370736

ABSTRACT

Introdução e objetivo: A tecnologia digital tem desempenhado um papel cada vez mais importante na Odontologia há vários anos. Nos últimos anos, com a introdução da tomografia computadorizada (TC), da impressão tridimensional (3D), dos desenhos auxiliados por computador (CAD) e dos modelos feitas através destes desenhos (CAM), trouxeram uma grande evolução para os conceitos de tratamento na área da implantodontia. O objetivo deste estudo foi avaliar a acurácia de guias do tipo fresado e impresso a partir de um único planejamento virtual. Materiais e métodos: Foram selecionadas como amostras, dez manequins pré-fabricados com dentes ausentes com a finalidade de colocação de implantes. Estes manequins foram submetidos a tomografias computadorizadas de feixe cônico e a escaneamentos digitais através de um escâner intra oral, estas imagens foram sobrepostas em um software especifico de planejamentos digitais e assim gerados dois tipos de guias através de um mesmo planejamento digital. Guias impressos (grupo1) e guias fresados (grupo 2) foram confeccionados através de uma impressora tridimensional e uma fresadora respectivamente. Em cada manequim foram colocados dois implantes em regiões de dente 24 e dente 25, cada região com um guia diferente. Após a colocação dos implantes estes manequins foram submetidos a novas tomografias computadorizadas de feixe cônico onde foram adquiridas nova imagens, que foram sobrepostas com as imagens do planejamento inicial a fim de mensurar a fidelidade pós cirúrgica. Resultados: Foram avaliados desvios angulares e lineares, para os desvios angulares medianos, foi observada uma diferença significativa entre os grupos (p=0,033), com valores medianos de 3,78° (min-max: 1,32-8,75) para o guia impresso e 5,66° (3,06- 6,64) para o guia fresado, para desvios lineares do ápice, o resultado não demonstrou diferença significativa entre os grupos (p=0.423), com valores medianos de 0,73 (minmax: 0,53-1,82) para o guia impresso e 1,10 (0,26-2,47) para guia fresado. Conclusão: Houve diferenças significativas na acurácia da posição do implante apenas em relação ao desvio angular mediano, um dos fatores que pode ter contribuído é a extensão da extremidade livre que havia no guia cirúrgico fresado. Guias fresados utilizados em extremidade livre de dois dentes mostraram resultados semelhantes a extremidade menor (um dente), possibilitando a sua utilização dentro dos parâmetros clínicos aceitáveis e indicando futuros estudos de analises de tamanhos de extensão de extremidades.


Subject(s)
Surgery, Computer-Assisted
7.
São Paulo; s.n; 20220601. 110 p.
Thesis in Portuguese | LILACS, BBO - Dentistry | ID: biblio-1370741

ABSTRACT

Introdução: As políticas em saúde pública são importantes para o bem-estar da população em geral, e a saúde bucal está inserida no contexto de saúde integral, desta forma os responsáveis por criarem as políticas e programas de saúde bucal são elementos chaves para a criação de políticas que visam melhorar a saúde da população de um país. Objetivos: Identificar como foi o processo de implementação das políticas de saúde bucal, no contexto do uso da evidência, agenda política e barreiras de implementação nos países envolvidos: Brasil, Colômbia e Chile. Métodos: Trata-se de um estudo qualitativo com entrevistas presenciais com atores-chaves no processo de implementação em cada país, foi realizada análise de conteúdo e os dados foram categorizados com uso do Maxqda®. Resultados: Apesar dos países apresentarem sistemas de saúde diferentes, observou-se que durante o processo de implementação das políticas de saúde, o uso da evidência científica ainda é restrito e a participação da academia mostrou-se necessária para a elaboração das políticas de saúde. Em relação ao processo de inclusão na agenda, os resultados de estudos epidemiológicos tiveram um papel indutor, além da necessidade de atores chaves que advoguem a favor do tema. A principal barreiras citada pelos países é a formação do dentista, que ainda é voltada para o atendimento clínico individual e privado. Conclusão: Os formuladores de políticas devem compreender a importância da odontologia no sistema de saúde, a academia deve se aproximar da gestão de modo a informar as políticas para ser elaborada com uso da evidência cientifica e estimular a sensibilização dos futuros profissionais para este tema.


Subject(s)
Public Policy , Oral Health , Qualitative Research
8.
São Paulo; s.n; 20220601. 126 p.
Thesis in Portuguese | LILACS, BBO - Dentistry | ID: biblio-1370746

ABSTRACT

O uso do diamino fluoreto de prata (DFP) em lesões não fracamente cavitadas raramente é investigado. Esta dissertação apresenta resultados de um ensaio clínico controlado randomizado (ECR) delineado para avaliar se o DFP seria uma opção eficaz ao verniz fluoretado no tratamento dessas lesões na superfície oclusal de molares decíduos (NCT02789202). Além disso, trouxemos os resultados de uma revisão sistemática com meta-análise (CRD42020186245) sobre a percepção de responsáveis em relação ao uso do DFP e os resultado do ensaio sobre a aceitação deles ao tratamento de lesões de cárie não francamente cavitadas com DFP em crianças. No Capítulo 1, 109 crianças de 1 a 4 anos com pelo menos uma lesão de cárie ativa (ICDAS 1 a 3) em molares decíduos foram randomizadas em DFP e verniz fluoretado e acompanhadas por 24 meses. Análises por intenção de tratar adotando regressão logística multinível e regressão de Cox com fragilidade compartilhada foram realizadas. 309 molares foram incluídos e 239 reavaliados. DFP preveniu mais progressão (91%) do que o verniz (81%). As lesões tratadas com DFP apresentaram, em media, 69% menos chance de progressão quando o modelo foi ajustado pela severidade (lesões iniciais vs microcavitadas). A progressão demorou mais para ocorrer no grupo do DFP. Para o Capítulo 2, foi realizada uma busca nas bases de dados MEDLINE, Scopus, Web of Science, Embase e Open Grey até maio de 2020. Foram incluídos ECR, estudos clínicos não randomizados e estudos observacionais que avaliaram a percepção de responsáveis sobre compostos de prata no tratamento de lesões de cárie. O risco de viés foi avaliado utilizando uma ferramenta específica para estudos de atitutes e práticas. Para a meta-análise, os estudos foram separados considerando se os entrevistados receberam o DFP como tratamento de seus filhos ou não e se foram obtidos quanto a satisfação geral ou quanto, especificamente, a descoloração. Análises de subgrupo e meta-regressão foram realizadas para avaliar a influência de variáveis associadas ao instrumento na percepção e explorar possíveis fontes de heterogeneidade. 19 estudos foram incluídos na revisão sistemática e 12 na metaanálise. A aceitação geral do tratamento foi de moderada a bem aceita (26.9% a 100%) e variou de acordo com a metodologia utilizada. Em geral, responsáveis responderam mais positivamente quando a criança recebeu o tratamento (90%) do que quando a aplicação foi mostrada com uma foto (59%). Por fim, avaliou-se a percepção dos responsáveis sobre a saúde e estética em crianças que tiveram lesões em esmalte tratadas com DFP (Capítulo 3). Crianças incluídas em três ECR que tiveram as lesões em esmalte tratadas com DFP ou não foram consideradas. Um questionário padrão foi utilizado. Primeiramente, avaliamos a percepção geral e, em seguida, focada nos dentes tratados. Análise multiníveis foram realizadas para comparar a percepção de responsáveis de crianças tratadas vs não tratadas com DFP. Os níveis foram definidos conforme o dente e a criança/responsável. O tratamento com DFP não afetou a percepção geral dos responsáveis sobre as condições estética e de saúde bucal relacionadas a criança (85%). No entanto, quando a avaliação foi focada no dente tratado, a percepção naquelas crianças que receberam tratamento com DFP foi pior do que naquelas que não receberam. Concluindo, o DFP é uma opção eficaz no controle de lesões de cárie não francamente cavitadas. Além disso, geralmente, parece ser aceito de maneira adequada pelos cuidadores. No entanto, um padrão diferente de aceitação é observada quando destacamos o dente tratado, mostrando que a educação/informação é uma questão importante na indicação desse tratamento em crianças.


Subject(s)
Cariostatic Agents , Efficacy , Pediatric Dentistry , Dental Caries
9.
São Paulo; s.n; 20220601. 73 p.
Thesis in Portuguese | LILACS, BBO - Dentistry | ID: biblio-1370752

ABSTRACT

O carcinoma secretório em glândula salivar é uma neoplasia recentemente descrita que tem os mesmos aspectos morfológicos, imuno-histoquímicos e genéticos do carcinoma secretório de origem mamária. O carcinoma secretório tem características celulares reminiscentes de uma célula secretora lactacional, isto é, um citoplasma vacuolado repleto de gotas lipídicas e um material secretado, por vezes de forma apócrina, que pode lembrar o leite. Mais recentemente, algum nível de diferenciação lactacional foi sugerida no carcinoma secretório de origem salivar. O objetivo do estudo foi verificar se existe uma diferenciação do tipo lactacional em carcinomas secretórios de origem salivar, comparando a outros tipos de carcinomas salivares mais comuns. Foram realizadas reações imuno-histoquímicas para as seguintes proteínas: receptores hormonais (receptor de prolactina e receptor do hormônio do crescimento), proteínas associadas ao produto de secreção da glândula mamária lactacional (mucina-1 (MUC-1), MUC4, globulina de gordura 1 do leite humano, lactoferrina) e proteínas associadas à via Akt-mTOR (PTEN, p-Akt, p-mTOR, p4EBP1, eIF4E, pS6). A maioria dos casos de carcinoma secretório foi negativa para receptor de prolactina e de hormônio do crescimento. Lactoferrina foi positiva em todos os grupos tumorais, porém somente em carcinoma secretório observou-se um padrão de marcação intensa, difuso tanto em célula como em secreção. Todos os casos de carcinoma secretório foram positivos para globulina de gordura do tipo 1, porém o mesmo padrão de marcação foi observado em outros tumores. A maioria dos casos de carcinoma secretório foram positivos para MUC1 e MUC4. Nenhum caso de carcinoma secretório foi positivo para Akt, mas PTEN foi difusamente expresso em 57,1% dos casos. mTOR foi expresso em mais da metade dos casos de carcinoma secretório e dos outros tumores salivares. Entre as proteínas à jusante de mTOR, somente eIF4E demonstrou alta expressão no grupo de estudo. A expressão de marcadores lactacionais não é exclusiva do carcinoma secretório, porém a expressão de lactoferrina é distinta neste grupo de tumores quando comparado aos demais tumores salivares estudados.


Subject(s)
Salivary Proteins and Peptides , Lactation , Salivary Gland Neoplasms , Signal Transduction
10.
São Paulo; s.n; 20220601. 73 p.
Thesis in Portuguese | LILACS, BBO - Dentistry | ID: biblio-1370757

ABSTRACT

O carcinoma secretório em glândula salivar é uma neoplasia recentemente descrita que tem os mesmos aspectos morfológicos, imuno-histoquímicos e genéticos do carcinoma secretório de origem mamária. O carcinoma secretório tem características celulares reminiscentes de uma célula secretora lactacional, isto é, um citoplasma vacuolado repleto de gotas lipídicas e um material secretado, por vezes de forma apócrina, que pode lembrar o leite. Mais recentemente, algum nível de diferenciação lactacional foi sugerida no carcinoma secretório de origem salivar. O objetivo do estudo foi verificar se existe uma diferenciação do tipo lactacional em carcinomas secretórios de origem salivar, comparando a outros tipos de carcinomas salivares mais comuns. Foram realizadas reações imuno-histoquímicas para as seguintes proteínas: receptores hormonais (receptor de prolactina e receptor do hormônio do crescimento), proteínas associadas ao produto de secreção da glândula mamária lactacional (mucina-1 (MUC-1), MUC4, globulina de gordura 1 do leite humano, lactoferrina) e proteínas associadas à via Akt-mTOR (PTEN, p-Akt, p-mTOR, p4EBP1, eIF4E, pS6). A maioria dos casos de carcinoma secretório foi negativa para receptor de prolactina e de hormônio do crescimento. Lactoferrina foi positiva em todos os grupos tumorais, porém somente em carcinoma secretório observou-se um padrão de marcação intensa, difuso tanto em célula como em secreção. Todos os casos de carcinoma secretório foram positivos para globulina de gordura do tipo 1, porém o mesmo padrão de marcação foi observado em outros tumores. A maioria dos casos de carcinoma secretório foram positivos para MUC1 e MUC4. Nenhum caso de carcinoma secretório foi positivo para Akt, mas PTEN foi difusamente expresso em 57,1% dos casos. mTOR foi expresso em mais da metade dos casos de carcinoma secretório e dos outros tumores salivares. Entre as proteínas à jusante de mTOR, somente eIF4E demonstrou alta expressão no grupo de estudo. A expressão de marcadores lactacionais não é exclusiva do carcinoma secretório, porém a expressão de lactoferrina é distinta neste grupo de tumores quando comparado aos demais tumores salivares estudados.


Subject(s)
Salivary Proteins and Peptides , Lactation , Signal Transduction
11.
São Paulo; s.n; 20220601. 109 p.
Thesis in Portuguese | LILACS, BBO - Dentistry | ID: biblio-1370762

ABSTRACT

O carcinoma secretório em glândula salivar é uma neoplasia recentemente descrita que tem os mesmos aspectos morfológicos, imuno-histoquímicos e genéticos do carcinoma secretório de origem mamária. O carcinoma secretório tem características celulares reminiscentes de uma célula secretora lactacional, isto é, um citoplasma vacuolado repleto de gotas lipídicas e um material secretado, por vezes de forma apócrina, que pode lembrar o leite. Mais recentemente, algum nível de diferenciação lactacional foi sugerida no carcinoma secretório de origem salivar. O objetivo do estudo foi verificar se existe uma diferenciação do tipo lactacional em carcinomas secretórios de origem salivar, comparando a outros tipos de carcinomas salivares mais comuns. Foram realizadas reações imuno-histoquímicas para as seguintes proteínas: receptores hormonais (receptor de prolactina e receptor do hormônio do crescimento), proteínas associadas ao produto de secreção da glândula mamária lactacional (mucina-1 (MUC-1), MUC4, globulina de gordura 1 do leite humano, lactoferrina) e proteínas associadas à via Akt-mTOR (PTEN, p-Akt, p-mTOR, p4EBP1, eIF4E, pS6). A maioria dos casos de carcinoma secretório foi negativa para receptor de prolactina e de hormônio do crescimento. Lactoferrina foi positiva em todos os grupos tumorais, porém somente em carcinoma secretório observou-se um padrão de marcação intensa, difuso tanto em célula como em secreção. Todos os casos de carcinoma secretório foram positivos para globulina de gordura do tipo 1, porém o mesmo padrão de marcação foi observado em outros tumores. A maioria dos casos de carcinoma secretório foram positivos para MUC1 e MUC4. Nenhum caso de carcinoma secretório foi positivo para Akt, mas PTEN foi difusamente expresso em 57,1% dos casos. mTOR foi expresso em mais da metade dos casos de carcinoma secretório e dos outros tumores salivares. Entre as proteínas à jusante de mTOR, somente eIF4E demonstrou alta expressão no grupo de estudo. A expressão de marcadores lactacionais não é exclusiva do carcinoma secretório, porém a expressão de lactoferrina é distinta neste grupo de tumores quando comparado aos demais tumores salivares estudados.


Subject(s)
Cell Culture Techniques , Diphosphonates , Glucocorticoids
12.
São Paulo; s.n; 20220601. 77 p.
Thesis in Portuguese | LILACS, BBO - Dentistry | ID: biblio-1370995

ABSTRACT

Reabsorções internas das paredes dentinárias levantam dúvidas sobre a origem de células clásticas na polpa dentária em casos idiopáticos. Estudos recentes sugeriram que as células MDPC-23 (odontoblast-like) podem se diferenciar em células clásticas, contrariando estudos anteriores. O presente estudo teve como objetivo observar a influência do calcitriol (1,25-dihidroxivitamina D3) e do lipopolissacarídeo (LPS) na indução da diferenciação de células MDPC-23 (semelhantes a odontoblastos) em células semelhantes a clastos. Como as células MDPC-23 têm origem ectomesenquimal e células clásticas possuem origem hematopoiética, o estudo foi proposto para comparar, in vitro, o potencial clastogênico de dois modelos de origem embrionárias distintas frente a diferentes estímulos. Dois grupos, MDPC-23 e células da medula óssea de camundongos, foram cultivados e tratados com LPS ou 1,25-dihidroxivitamina D3 (calcitriol). No sexto dia, o ensaio de metiltiazolil-tetrazólio (MTT) foi realizado para observar a viabilidade celular diante dos tratamentos. Em seguida, o ensaio citoquímico foi executado para identificar células positivas para TRAP. Adicionalmente foi feito estudo da expressão gênica dos marcadores da clastogênese, OPG, RANK, RANKL, Csf1r, M-Csf1 e catepsina K, através da PCRq. No ensaio de MTT, a viabilidade celular não foi alterada com os tratamentos em comparação com os subgrupos controle. Células TRAP positivas estavam presentes apenas nos subgrupos medula óssea, induzidos com LPS ou calcitriol. O grupo medula óssea apresentou amplificação para todos os genes alvos mencionados. Já para os subgrupos do grupo MDPC-23 apresentaram expressão gênica significativa, diante dos tratamentos, apenas para os genes Csf1r e catepsina K. Concluiu-se, portanto, que embora apresente expressão relativa para os genes Csf1r e catepsina K, sob tratamento, as células MDPC-23 não foram capazes de se diferenciar em células clásticas.


Subject(s)
Bone Marrow , Calcitriol
13.
São Paulo; s.n; 20220601. 98 p.
Thesis in Portuguese | LILACS, BBO - Dentistry | ID: biblio-1371014

ABSTRACT

Objetivo: determinar a rugosidade superficial de coroas de quatro materiais processados por tecnologia CAD-CAM antes e após ensaio de desgaste realizado em um simulador da mastigação. E, ainda, mensurar a perda de volume e a perda de peso desses materiais após o ensaio de desgaste. Materiais e métodos: sessenta e quatro coroas foram confeccionadas e distribuídas em grupos. Grupos de coroas simulando o dente 16: B (IPS e.max CAD), C (Suprinity), D (Enamic) e E (Lava Ultimate); grupos de coroas antagonistas simulando o dente 46: AB, AC, AD e AE (todas compostas do material IPS e.max CAD). As coroas foram levadas à uma simuladora da mastigação para a realização do ensaio de desgaste. Antes do ensaio, as coroas foram submetidas à pesagem e à análise em um perfilômetro para determinação da rugosidade superficial e, também, para obtenção de imagens da topografia para determinação do volume. Após o ensaio de desgaste, as mesmas análises foram repetidas e os dados coletados e analisados. Resultados: os valores de rugosidade encontrados antes e após o ensaio de desgaste para os grupos de coroas testadas foram E > D = C = B, e para os grupos de coroas antagonistas foram AB = AC = AD = AE. Não houve diferença estatística dos valores de Ra antes e após o ensaio de desgaste de nenhum grupo quando comparados entre si. Os valores de perda de volume encontrados foram: grupo B = 29,18 mm3, grupo C = 21,59 mm3, grupo D = 20,73 mm3, grupo E = 14,17 mm3, grupo AB = 23,28 mm3, grupo AC = 26,07 mm3, grupo AD = 26,57 mm3 e grupo AE = 14,30 mm3. Os valores de perda de peso encontrados foram: grupo B = 0,026 g, grupo C = 0,017 g, grupo D = 0,007 g, grupo E = 0,007 g, grupo AB = 0,012 g, grupo AC = 0,011 g, grupo AD = 0,045 g e grupo AE = 0,003 g. Conclusões: as coroas IPS e.max CAD, Suprinity e Enamic apresentaram melhor desempenho no parâmetro rugosidade superficial, mantendo os valores de rugosidade pelo período de um ano de simulação da mastigação. As coroas de IPS e.max CAD apresentaram ótimo desempenho como coroa antagonista dos materiais vitrocerâmicos, híbrido e resinoso, no quesito rugosidade superficial, não alterando os valores de rugosidade apresentados após um ano de simulação da mastigação. As coroas Lava Ultimate apresentaram o melhor desempenho no quesito desgaste, com os menores valores de perda de volume e de peso. Apresentaram também a menor taxa de desgaste do antagonista. Não foi encontrada relação entre o comportamento de desgaste e o parâmetro rugosidade superficial. IPS e.max CAD, Suprinity e Enamic exibiram um potencial de desgaste maior, mas apresentaram menor rugosidade do que o Lava Ultimate.


Subject(s)
Tooth Wear
14.
São Paulo; s.n; 20220601. 114 p.
Thesis in Portuguese | LILACS, BBO - Dentistry | ID: biblio-1371021

ABSTRACT

A Organização Mundial da Saúde aponta o câncer como a segunda principal causa de morte, sendo responsável por cerca de 9,6 milhões de mortes no mundo em 2018, com aproximadamente 70% delas ocorrendo em países de baixa e média renda. No Brasil, estimativas do Instituto Nacional do Câncer para todos os tipos de câncer, no ano de 2019, foi de 634.880 casos novos. Apenas para o câncer de boca, as mesmas estimativas apontavam cerca de 14.700 casos novos da doença. O diagnóstico precoce e monitoramento deste agravo é uma preocupação dos governos em todas as esferas federativas. Por sua importância no controle da doença e na mortalidade, torna-se um grande desafio implementar medidas que possam ser efetivadas no Sistema Único de Saúde. Dada a magnitude do problema, a complexidade do agravo, toda a tecnologia necessária envolvida para o seu enfrentamento, os benefícios do diagnóstico precoce para o prognóstico e o impacto negativo do diagnóstico tardio na saúde do portador, na sociedade e no orçamento da saúde, entre outros, justifica-se a identificação de informações que facilitem o rastreamento do potencial portador de câncer de boca, desde o primeiro contato com o sistema de saúde até o seu desfecho. Objetivo: Identificar o tempo decorrido e o caminho percorrido pelos usuários portadores de câncer de boca, com diagnóstico confirmado no Centro de Especialidades Odontológicas Cidade Tiradentes, zona leste do município de São Paulo, na rede de atendimento do Sistema Único de Saúde, desde a suspeita até o diagnóstico final e tratamento, no período de 2007 a 2018. Método: Realizado a partir de dados primários obtidos através de entrevistas com os participantes ou familiares e dados secundários obtidos dos prontuários nos serviços de saúde de referência da Atenção primária, secundária e terciária, na zona leste do município de São Paulo. Resultados: Foram coletadas informações de 50 participantes. No mesmo local e período foram diagnosticados 70 casos, sendo excluídos os que não tinham informações essenciais ou autorização através do Termo de Consentimento Livre e Esclarecido. O tempo decorrido foi de 155,2 dias, em média, desde a suspeita na Atenção primária ao início de tratamento na Atenção terciária, sendo o tempo médio de 49,95 dias entre a suspeita e o diagnóstico final. O caminho percorrido pelos usuários teve como início de percurso as suas unidades básicas de saúde de origem, todas localizadas em território da região leste do município de São Paulo, que foram as responsáveis por levantaram as suspeitas (Atenção primária). Em seguida, foram encaminhados para o Centro de Especialidades Odontológicas Cidade Tiradentes, responsável pela biópsia e confirmação de neoplasia através de exame laboratorial (Atenção secundária). Após a confirmação, 70% dos casos tiveram como final de percurso o Centro de Alta Complexidade em Oncologia - Hospital Santa Marcelina de Itaquera, responsável pelo tratamento, também localizado na região leste do município de São Paulo (Atenção terciária). Conclusões: Os dados permitem concluir, tomando como parâmetro a lei federal que estabelece até 60 dias para início do tratamento ou cuidados paliativos a partir do diagnóstico, que o sistema de saúde da região não está dando respostas aos casos de portadores de câncer de boca em tempo adequado.


Subject(s)
Unified Health System , Mouth Neoplasms , Oral Health , Public Health , Dental Care , Health Policy
15.
São Paulo; s.n; 20220606. 73 p.
Thesis in Portuguese | LILACS, BBO - Dentistry | ID: biblio-1371265

ABSTRACT

O objetivo deste ensaio clínico randomizado foi comparar a taxa de sobrevida das restaurações oclusais e oclusoproximais em molares decíduos usando duas versões de cimentos de ionômero de vidro: pó-líquido, manipulado manualmente (MAN) e encapsulado (ENC) após 24 meses. Crianças entre 3 e 10 anos de idade que apresentaram lesões de cárie em dentina nas superfícies oclusais e/ou oclusoproximais de molares decíduos foram selecionadas na Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo, Brasil. Elas foram alocadas aleatoriamente em dois grupos: M/M (Fuji IX®, GC Europa) ou ENC (Equia Fill®, GC Europa). A ocorrência de falha das restaurações foi avaliada por duas examinadoras calibradas e cegas e em relação aos grupos. As análises estatísticas foram realizadas no software Stata 13 (StataCorp, EUA). A análise de Kaplan-Meier foi utilizada para ilustrar a sobrevida e o comportamento das restaurações ao longo dos 24 meses de acompanhamento enquanto a Regressão de Cox com fragilidade compartilhada foi realizada para avaliar a associação entre falha de restauração e variáveis independentes (=5%). Realizamos ainda a análise por intenção de tratar (ITT) considerando os 24 meses de acompanhamento. Um total de 323 restaurações foram realizadas em 145 crianças. A sobrevida para o grupo MAN foi de 58,2% e 60,1% para o grupo ENC, sem diferença estatisticamente significativa (p=0,738). As restaurações oclusoproximais tiveram menor taxa de sobrevida quando comparadas às oclusais (HR=3,83; p<0,001). A taxa de sobrevida nos molares decíduos não é influenciada pelas diferentes formas de apresentação do CIV Registro do ECR: Este ensaio clínico randomizado foi registrado no ClinicalTrials.Gov em 15/10/2014 sob protocolo (NCT 02274142).


Subject(s)
Tooth, Deciduous , Pediatric Dentistry , Glass Ionomer Cements
17.
São Paulo; s.n; 20220609. 84 p.
Thesis in Portuguese | LILACS, BBO - Dentistry | ID: biblio-1371692

ABSTRACT

O panorama atual da atenção às oclusopatias no Brasil se caracteriza por elevada incidência e insuficiente capacidade de cobertura. As oclusopatias ocupam ainda o terceiro lugar dentre os agravos bucais mais prevalentes no mundo em que mais da metade da população brasileira nas idades de 5 a 12 anos é acometida. A capacidade de cobertura da rede instalada mostra-se aquém das necessidades da população e a atenção prestada é ofertada principalmente pelo setor privado. Diante do exposto se faz necessário identificar as evidências disponíveis e experiências relevantes ao cuidado das oclusopatias, de modo a guiar a tomada de decisão em políticas públicas de saúde. O objetivo desta pesquisa é analisar e sintetizar as evidências voltadas às oclusopatias a fim de informar a tomada de decisão com consequente planejamento de uma proposta de intervenção na APS para o enfrentamento do problema e das grandes filas vivenciadas no serviço público de Suzano/SP. A metodologia é abordada neste trabalho, de forma segmentada, em três fases: 1 - EVIDÊNCIA PARA TOMADA DE DECISÃO, em que foi realizada uma revisão de escopo para a identificação das evidências disponíveis para uma possível solução ao problema; 2 - PROPOSTA DE INTERVENÇÃO NA APS, em que se estruturou um curso de capacitação via ambiente virtual de aprendizado Moodle para o enfrentamento das oclusopatias na APS e avaliação das percepções da ESB em relação às competências desenvolvidas no curso e contribuição para a prática no serviço; 3 MELHORAMENTO CONTÍNUO, em que se realizou um Diálogo Deliberativo como estratégia de identificar a perspectiva dos stakeholders e aprimoramento necessário para a sustentabilidade da intervenção proposta e implementação como política pública de saúde. De 1.393 artigos identificados na base de dados consideradas na revisão de escopo, foram incluídos no estudo apenas 6 artigos para sua análise e extração dos dados de caracterização, constatando-se que apesar de abrangente as evidências disponíveis na literatura referente às oclusopatias, estudos sobre o enfrentamento ao problema no âmbito do serviço público de saúde é escasso. Após a realização do curso de capacitação, a maioria dos profissionais se sentiu apto para atuação no cuidado às oclusopatias dentro da APS, somado a alta taxa de aceitação da intervenção (97%). O Diálogo Deliberativo identificou a proposta como uma política pública viável ao enfrentamento do problema, em que se evidenciou um grande avanço na atenção prestada às oclusopatias na APS, assim como redução do número de encaminhamentos desnecessários para o CEO. Conclui-se, portanto que se deve explorar ao máximo a potencialidade das RAS e posicionar a APS como o local em que a atenção às oclusopatias deve ser iniciada, de modo a viabilizar sua identificação precoce e cuidado, evitando tratamentos mais complexos e onerosos para o sistema público de saúde e contribuindo para a integralidade no cuidado. O curso de capacitação foi o produto educacional desenvolvido neste trabalho para atuação no cuidado às oclusopatias na Atenção Primária à Saúde.


Subject(s)
Orthodontics , Primary Health Care , Unified Health System , Oral Health , Health Policy
18.
São Paulo; s.n; 20220609. 100 p.
Thesis in Portuguese | LILACS, BBO - Dentistry | ID: biblio-1372957

ABSTRACT

Introdução: O Ministério da Saúde do governo Jair Bolsonaro instituiu por meio da Portaria nº. 2.979/2019 o programa "Previne Brasil, criando um novo modelo de financiamento de custeio para a Atenção Básica à Saúde (ABS) no Sistema Único de Saúde (SUS). Além de estimular a captação de pessoas que utilizam o serviço por meio de uma oferta focalizada e seletiva de procedimentos, o programa Previne Brasil encerra o repasse federal destinado à contratação de profissionais para compor as equipes multiprofissionais dos Núcleos Ampliados de Saúde da Familia e Atenção Básica, os Nasf-AB. Objetivo: neste cenário mais recente de desmonte da saúde pública, esta dissertação tem como principal objetivo discutir os efeitos do Previne Brasil nos processos de trabalho das equipes Multiprofissionais Nasf-AB que atuam no Brasil. Metodologia: para atingir os objetivos desta pesquisa, utilizou-se três momentos metodológicos distintos. Primeiro, realizou-se uma revisão de literatura sobre seletividade e neoseletividade no âmbito das políticas públicas de saúde. Em um segundo momento, foi realizada uma revisão sistemática do tipo metassíntese qualitativa sobre os processos de trabalho dos Núcleos Ampliados de Saúde da Família e Atenção Básica. Por último, elaboramos uma análise dos resultados da metassíntese à luz da neoseletividade das políticas públicas de saúde. Resultados: A partir da identificação dos artigos inseridos na metassíntese, foi possível organizar os resultados em 2 grandes grupos a saber: 1) considerações sobre os processos de trabalho; 2) potencialidades e desafios. Os grupos potencialidades e desafios foram subdivididos ainda em: a) acesso; b) organização dos processos de trabalho; c) qualidade do trabalho e d) saúde do trabalhador. 1) Considerações sobre os processos de trabalho: diferentes arranjos de apoio e organização dos processos de trabalho, assim como a coexistência de diferentes tipos de apoio dentro dos serviços; Perfil e identificação com o trabalho nas equipes Nasf-AB, predomínio de trabalhadoras mulheres e aumento dos encaminhamentos. 2) potencialidades e desafio: a) Acesso: melhora no acesso, porém, ainda insuficiente e restrito; b) Organização dos processos de trabalho: Arranjo matricial é visto como potente pelos trabalhadores. Estes não são formados para a atuação matricial e interdisciplinar. Reuniões, discussões de casos, articulações com a rede de saúde são potencialidades e servem como espaços de formação em serviço e educação permanente; c) Qualidade do trabalho: maior resolutividade da ABS com as atividades desenvolvidas pelas equipes Nasf-AB junto às equipes de saúde, maior articulação da ABS com a RAS, qualificação dos encaminhamentos, maior articulação intersetorial, maior planejamento e integralidade das ações, maior vínculo e responsabilização por usuários, famílias, comunidades e trabalhadores de saúde, além de melhoras estruturais. Apesar de todas as melhoras descritas acima, observase ainda limitações em todos os aspectos a cima citados. d) Saúde do Trabalhador: respeito, interação, valorização, tolerância, comprometimento, atitude de mudança, humildade, ética, liderança, empatia, disponibilidade, colaboração, autonomia, liberdade criativa, amadurecimento, formação profissional, adaptação e flexibilidade nas equipes NASF, boa compreensão, valorização e organização do apoio matricial, satisfação e prazer com as trocas profissionais, resiliência, aceitação e efetivação da proposta NASF, além do predomínio de vínculo estatutário e baixa rotatividade profissional são potencialidades identificadas. Contratações sem concurso e sem critérios, insegurança trabalhista e inexperiência profissional, vulnerabilidade e violência territorial, isolamento e sensação de não pertencimento, presença de muitos fatores disparadores de estresse, conflitos e sofrimento, além de falta de solidariedade e baixo reconhecimento profissional são desafios identificados.


Subject(s)
Patient Care Team , Primary Health Care , Unified Health System , Health Management
19.
São Paulo; s.n; 20220622. 69 p.
Thesis in Portuguese | LILACS, BBO - Dentistry | ID: biblio-1373123

ABSTRACT

Este estudo teve o objetivo de desenvolver um gel experimental contendo flúor e estanho, como uma opção de tratamento profissional, para ser utilizado na prevenção da erosão dental. Foram utilizados 50 fragmentos (4mm × 4mm × 2mm) de esmalte e 50 de dentina, obtidos de incisivos bovinos. Os fragmentos foram incluídos em resina acrílica, planificados e polidos. Em seguida, uma fita adesiva foi posicionada sobre a superfície polida desses espécimes, deixando uma janela de 4mm × 1mm exposta aos testes subsequentes. Os espécimes foram previamente erodidos (10min em solução de ácido cítrico a 1%, pH~2,4) e distribuídos aleatoriamente em cinco grupos experimentais (n=10 para cada substrato), de acordo com os seguintes tratamentos: 1. F+Sn+HPMC: Gel de fluoreto de sódio e cloreto de estanho experimental (7500 ppm F- e 15000 ppm Sn2+, pH=4,5); 2. F+HPMC: Gel de fluoreto de sódio experimental (7500 ppm F-, pH=4,5); 3. Comercial: Gel de flúor fosfato acidulado comercial - APF (12300 ppm F-, pH=3,2); 4. Placebo: Gel placebo (Hidroxipropil MetilceluloseHPMC, sem componentes ativos); 5. Controle negativo: sem tratamento; aplicados por 60 s. Na sequência, os espécimes foram submetidos a uma ciclagem de erosão-re-deposição mineral, que consistia em 5 min de imersão em solução de ácido cítrico a 0,3% (pH~2,6), seguido de imersão em saliva artificial por 60min, 4x/dia, durante 5 dias. A perda de superfície dos espécimes (PS em m) foi determinada com um perfilômetro óptico após 5, 10 e 20 dias de ciclagem. Os dados obtidos foram analisados com ANOVA de dois fatores de medidas repetidas, considerando um nível de significância de 5%. Para o esmalte, o placebo não diferiu do controle em nenhum tempo experimental, e ambos apresentaram significativamente a maior PS. Após 5 e 10 dias: (F+Sn+HPMC)=(comercial)<(F+HPMC)<(placebo)=(controle). Após 20 dias: (F+Sn+HPMC)=(F+HPMC)=(comercial)<(controle)=(placebo). Para dentina, no 5º dia: (comercial)=(F+Sn+HPMC)=(F+HPMC)<(controle)=(placebo). No 10º dia, os grupos F+Sn+HMC, comercial e F+HPMC continuaram apresentando menor PS do que o controle e o placebo, porém, F+HPMC não diferiu significativamente desses dois últimos grupos. No 20º dia, somente o comercial apresentou menor PS que controle e placebo. Considerando as limitações desse estudo in vitro, pode-se concluir que o gel de F+Sn+HPMC foi capaz de controlar a progressão da erosão dental de maneira semelhante ao gel comercial, que possui 4800 ppm a mais de fluoreto em sua composição, exceto após 20 dias de desafio erosivo na dentina. Esse gel é uma alternativa clínica viável, podendo ser potencialmente utilizado em conjunto com produtos de uso diário, visando o aumento da proteção contra erosão em indivíduos com alto risco para erosão dental.


Subject(s)
Tin , Tin Fluorides , Tooth Erosion
20.
São Paulo; s.n; 20220622. 87 p.
Thesis in Portuguese | LILACS, BBO - Dentistry | ID: biblio-1373132

ABSTRACT

Os seios frontais são comumente usados na estimativa sexual por serem únicos para cada indivíduo, devido à variação considerável em tamanho, forma e número. Estudos anteriores apresentaram média acurácia mensurando área, altura e profundidade do seio frontal, porém, autores têm associado tais medidas com o índice do seio frontal, obtendo melhores resultados. Sendo assim, o objetivo do presente estudo foi avaliar dimorfismo sexual do seio frontal em adultos brasileiros. A amostra foi composta por 255 telerradiografias laterais, de indivíduos entre 20 e 40 anos, sendo 132 do sexo feminino e 123 do sexo masculino. Pautado na metodologia de Luo et al., 2018, foram mensuradas a área (S), a altura e a profundidade máximas do seio frontal (AB e EF, respectivamente) por meio de programa de desenho assistido por computador; e a razão entre AB e EF foi tida como índice do seio frontal (R). Aplicou-se, então, a função discriminante desenvolvida pelos autores para avaliar o dimorfismo sexual na população brasileira. Foram realizados os testes de Shapiro-Wilk para avaliar a normalidade das variáveis e os testes t de Student e Mann-Whitney para verificar se houve diferença entre os sexos. A confiabilidade do método foi calculada através do coeficiente de correlação intraclasse (ICC) e o coeficiente de variação (CV), além do diagrama de Bland-Altman. Uma nova fórmula discriminante foi calculada com os dados do estudo e técnicas de machine learning foram utilizadas para melhorar a predição do sexo. O ICC foi acima de 0,90 para todas as variáveis e o CV abaixo de 5%. Na análise de Bland-Altman as medidas estavam dentro dos valores de confiança. Adesão à curva de normalidade para o sexo masculino foi observado apenas na variável EF. As variáveis apresentaram diferenças significantes em relação ao sexo e, com exceção de R, onde a média masculina foi 2,00 e a feminina, 2,40, todas as médias foram maiores para os homens. A fórmula original do estudo teve baixa acurácia, com nível de acerto de apenas 8,33% para o sexo feminino. No entanto, a fórmula calculada para brasileiros apresentou uma acurácia de 70,20%; das técnicas de machine learning, apenas a rede neural apresentou valor superior ao já obtido, de 73,30%. Concluindo, a nova fórmula apresentou uma acurácia de 70,20%, podendo ser aplicada como método auxiliar na avaliação do dimorfismo sexual do seio frontal em adultos brasileiros.


Subject(s)
Forensic Anthropology , Frontal Sinus , Forensic Dentistry
SELECTION OF CITATIONS
SEARCH DETAIL
...