Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 8.678
Filtrar
1.
Managua; s.n; s.n; ago. 2020. 74 p. ilus, tab, graf.
Tesis en Español | LILACS | ID: biblio-1119605

RESUMEN

Objetivo.Evaluar la calidad de atención recibida por las mujeres embarazadas en el Centro de Salud Monimbó, Municipio de Masaya, durante el período de Agosto-Septiembre del 2008.vDiseño. Se realizó una investigación cualitativa descriptiva de corte transversal. La muestra estuvo constituida por 107 usuarias externas y 5 usuarios internos que cumplieron los criterio de inclusión. Se usaron 4 instrumentos para recolectar la información. El procesamiento de los datos se hizo con el paquete estadístico EPIINFO 3.3.2. Resultados. La edad de las usuarias que predominó fue el grupo de 20-29 años con un 55 (51,4%).La Procedencia urbana fue de 84(78,5%),la unión libre fue 66 (61,7%), La ocupación más frecuente fue ama de casa 70( 65,4%). La escolaridad predomino algún año de secundaria sin completarla con un 68(63,6%). En relación al trato general recibido por el Centro de salud el 80(74,7%) manifestó como regular. En cuanto si las usuarias externas regresarían a chequeo el 77(72%) manifestó que no y un 72(67,3%) no desean ser atendidas por mismo usuario interno. Conclusiones. La accesibilidad organizacional estuvo limitada por no haber información sobre los horarios de atención. La disponibilidad de equipamiento, infraestructura e insuficientes recursos humanos estuvo presente. Hay servicios que presentaron tiempo de espera prolongado, siendo percibido por las usuarias como regular dicho comportamiento. En este estudio se manifestó un clima laboral de tipo regular, asociado a las malas relaciones interpersonales y la poca satisfacción de los usuarios internos en las funciones que realizan


Asunto(s)
Humanos , Femenino , Embarazo , Atención Prenatal , Calidad de la Atención de Salud , Accesibilidad a los Servicios de Salud , Salud Pública , Epidemiología Descriptiva , Estudios Transversales , Investigación Cualitativa
2.
Ocotal, Nueva Segovia; s.n; s.n; feb. 2020. 56 p. ilus, tab, graf.
Tesis en Español | LILACS | ID: biblio-1119345

RESUMEN

Objetivo. Determinar los riesgos de lumbalgia en los trabajadores de una empresa de manufactura, San Pedro Sula, Honduras, Enero ­ Julio 2019. Diseño Metodológico. Tipo de estudio descriptivo de corte transversal, con 67 pacientes diagnosticados con lumbalgia los cuales acudieron a la clínica médica de la empresa. Fue utilizado un instrumento que incluía variables socio laborales, factores de riesgo ergonómicos, posturas forzadas y vibraciones mecánicas, así como tipo de tratamiento recibido en relación a la lumbalgia además se evaluó hospitalizaciones y cambios de puesto de trabajo en relación a incapacidades ocupacionales. Resultados. Las variables socio laborales de la población estudiada en su mayoría, son hombres predominantemente jóvenes, se desempeñan como operarios dentro de la empresa, la antigüedad laboral se encuentra en un rango de entre 1-5 años y en su mayoría laboran 8 horas diarias. En los factores de riesgo ergonómicos relacionados al impacto lumbar se encontró que están expuestos a vibraciones mecánicas, posturas forzadas y movimientos forzados. En relación a las hospitalizaciones y cambios de trabajo por incapacidad ocupacional mostraron una baja incidencia. Conclusiones. De los 67 pacientes del estudio predominan jóvenes en edades 18 a 30 años, operarios con jornadas laborales de ocho horas que se exponen a factores riesgo lumbar, con una prevalencia de incapacidades laborales de una a dos días, estos demuestra que existe riesgo laboral en dicha área de la manufacturera por los cual se deben tomas acciones para disminuir el impacto de los factores de riesgo


Asunto(s)
Humanos , Riesgos Laborales , Dolor de la Región Lumbar , Enfermedades Profesionales , Servicios de Salud del Trabajador , Epidemiología Descriptiva , Estudios Transversales , Salud Laboral
3.
Managua; s.n; s.n; ene. 2020. 83 p. ilus, tab, graf.
Tesis en Español | LILACS | ID: biblio-1119465

RESUMEN

Objetivo: Evaluar el funcionamiento de la Unidad de Atención a Febriles del Hospital Escuela Oscar Danilo Rosales Arguello de León, Nicaragua, enero - febrero 2019. Diseño Metodológico: EL universo y muestra estuvo conformada por 93 pacientes febriles que fueron atendidos en la UAF. Se utilizó un instrumento que contenía las variables correspondientes para cada objetivo a desarrollar relacionado con los criterios de ingreso, valoración durante la observación, criterios de alta y consejería brindada, la recolección de datos, llenado y tabulación fueron realizados por el investigador en los meses de noviembre y diciembre. Resultados: De todos los casos atendidos se registró antecedente de fiebre en 93 (100%) personas atendidas y se sospechó dengue en igual número casos. En relación a manejo clínico se observó que 61 (65%) personas fueron atendidas en un período menor de 1 hora, 93 (100%) personas no cumplían con los elementos requeridos de manejo clínico, así como los criterios de alta y se observó en 45 (48%) personas recibieron orientación acerca de la importancia de acudir a la cita de control 24 horas. Conclusiones: De los 93 casos revisados únicamente se cumplió con el criterio de ingreso sin embargo no se cumplió de forma completa con los otros elementos establecidos para el funcionamiento de la unidad de atención a febriles que corresponden a manejo clínico, criterio de alta y la consejería brindada después del alta


Asunto(s)
Alta del Paciente , Enfermedad , Observación , Atención a la Salud , Fiebre , Unidades Hospitalarias , Salud Pública , Epidemiología Descriptiva , Estudios Transversales
4.
São Paulo; s.n; 2020. 232 p.
Tesis en Portugués | LILACS | ID: biblio-1052693

RESUMEN

Deficiência e incapacidade são intrínsecas a condição humana. Grande parte das pessoas, em algum momento das suas vidas, irão experimenta-las de forma definitiva, momentânea ou intermitente. A identificação desses indivíduos é complexa. Depende do conceito compreendido pela sociedade e pelo poder público. Uma das lacunas ainda existentes nos sistemas de saúde, são as ações voltadas para as pessoas com deficiência, desde o seu acompanhamento na atenção primária à saúde, atenção especializada, hospitalar e reabilitação. Visando organizar o sistema de saúde para responder as necessidades de saúde decorrentes destas questões, o Ministério da Saúde instituiu, em 2012, a Rede de Cuidado à Pessoa com Deficiência (RCPD). Objetivo: Analisar o processo de implementação de política de atenção à saúde da pessoa com deficiência física no contexto da constituição uma rede regional de atenção à saúde considerando diferentes concepções de deficiência. Método: Estudo de caso de abordagem quantitativa e qualitativa. Utilizada triangulação de dados para analise de documentos (atas de colegiados de gestão e normativas), dados primários e secundários (população, profissionais e estabelecimentos de saúde e, financiamento). Dados primários coletados por meio de questionários e entrevistas estruturadas com gestores, prestadores e sociedade dos níveis estadual, regional e municipal na região de saúde de São José do Rio Preto, estado de São Paulo. Dados quantitativos analisados por estatística descritiva e qualitativos por analise de conteúdo. Resultados: Foram entrevistados 37 informantes chave. Deficiência é compreendida substancialmente através do modelo médico, sendo o corpo o principal alvo de intervenção ou através de modelo de caridade, tratados como indivíduos que dependem da sociedade para sobrevir. Os implementadores da política na prática cotidiana apresentam poder de modular a política conforme suas próprias crenças. Serviços não estão articulados em rede. Não existem processos de regulação assistencial consistentes que visem ampliar o acesso e potencializar a equidade, sobretudo em instituições filantrópicas contratualizadas pelo Estado. Estas atuam de forma independente as diretrizes elaboradas pelos colegiados de gestão e pelos formuladores da política. O cuidado é centrado em serviços de atenção especializada, não existindo, por parte da atenção primária à saúde, efetiva participação no cuidado. Recursos humanos são escassos, com baixa capacidade técnica. Conclusão: Deficiência é ainda compreendida como problema do corpo. Serviços de saúde atuam de forma isolada. O Estado normatiza a política mas esta, não se concretiza na vida real, pelo não alinhamento técnico e organizacional e pelo seu baixo poder de regular a RCPD.


Disabilities are intrinsic to the human condition. Most people, at some point in their lives, will experience them permanently, momentarily or intermittently. The identification of these individuals is complex, it depends on the concept understood by society and the government. One of the gaps that still exist in health systems, are the actions aimed at people with disabilities, since their monitoring in primary health care, specialized care, hospital care and rehabilitation. In order to organize the health system to answer the needs arising from these issues, the Ministry of Health instituted, in 2012, the Care Network for People with Disabilities (CNPD). Objective: To analyze the process of implementing a health care policy for people with physical disabilities in the context of the constitution of a regional health care network considering different concepts of disability. Method: Case study with a quantitative and qualitative approach. Data triangulation was used through document analysis, primary and secondary data (population, health professionals and establishments, and financing). Primary data collected through questionnaires and structured interviews with managers, providers and society at the state, regional and municipal levels in the health region of São José do Rio Preto, state of São Paulo. Quantitative data analyzed by descriptive statistics and qualitative data by content analysis. Results: 37 key informants were interviewed. Disability is substantially understood through the medical model, with the body being the main target of intervention or through the charity model, treated as individuals who depend on society to survive. Policy implementers have the power to modulate policy according to their own beliefs. Services are not organized in networks. There are no consistent regulation processes that aim to expand access and enhance equity, especially in philanthropic institutions contracted by the State. These act independently of the guidelines developed by management collegiate bodies and policy makers. Care is centered on specialized care services, without effective participation of primary health care. Human resources are scarce, with low technical capacity. Conclusion: Disability is still understood as a problem of the body. Health services operate in isolation. The State regulates the policy, but it does not materialize in real life, due to the lack of technical and organizational alignment and its low power to regulate CNPD.


Asunto(s)
Política Pública , Rehabilitación , Personas con Discapacidad , Prestación de Atención de Salud , Sistemas Nacionales de Salud
5.
Rio de Janeiro; s.n; 2020. 100 p.
Tesis en Portugués | LILACS, BDENF - Enfermería | ID: biblio-1096705

RESUMEN

A Fibromialgia é uma doença crônica, de etiologia multifatorial complexa cujo principal sintoma é a dor física. No entanto, as repercussões são imensuráveis, causando transtornos psíquicos, emocionais, cognitivos e limitações no cotidiano das pessoas, que passam a viver em função da doença e do tratamento, se abstendo da vida funcional. Portanto é fundamental a compreensão de que é possível, não apenas ter o controle da situação, mas também gerenciar a própria dor, entendendo como e quando ela se desencadeia, prevenindo o aparecimento, investindo no autocuidado, prezando a conscientização corporal, mudanças nos hábitos de vida, levando em consideração a cultura, o contexto em que vivem e a visão de mundo. Objetivo geral: analisar a experiência de mulheres que vivenciam a Fibromialgia em relação ao estilo de vida e suas repercussões no autogerenciamento cotidiano da dor. Objetivos específicos: Identificar nas narrativas de vida de mulheres com Fibromialgia situações que expressem as experiências de dor; descrever as atividades relacionadas à cultura e transformações do estilo de vida; discutir recursos para o autogerenciamento da dor a partir da perspectiva transcultural. Utilizou-se como referencial teórico o Cuidado Transcultural de Madeleine Leininger. Trata-se de uma pesquisa de natureza qualitativa, guiada pelo método Narrativas de Vida, desenvolvida em 2019, com 14 mulheres que vivenciam a fibromialgia, integrantes do grupo interdisciplinar de tratamento e acompanhamento no Laboratório de Fisiologia Aplicada à Educação Física do Instituto de Educação Física e Desportos da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (LAFISAEF-IEFD/UERJ). A pesquisa foi aprovada pelo Comitê de Ética da UERJ sob o Protocolo n°04899018.1.0000.5282. Os dados foram produzidos por meio da entrevista aberta e observação participante seguido da análise temática orientada por Bertaux. A partir da organização dos dados emergiram três categorias: "Processo de adoecimento e as experiências de dor", "Os fenômenos culturais e mudanças de estilo de vida" e "Reaprendendo a (con)viver e autogerenciar a dor". A análise foi fundamentada na Teoria Transcultural em diálogo com outros autores da literatura pertinente, que possibilitou a análise a partir de uma perspectiva de valorização e compreensão dos aspectos culturais, crenças e significados deste grupo de mulheres. A cultura permite compreender a sua in­fluência nas questões ligadas à saúde, es­clarecendo fenômenos e fatos específicos de grupos, uma vez que cada família possui suas próprias formas de cuidar, herdadas cultural­mente. As participantes ressignificaram seus modos de viver, transformando padrões comportamentais em relação a alimentação, atividade física, relações familiares, sociais, aprenderam a lidar com suas emoções e na capacidade de resolução de problemas, no autogerenciamento da dor, com mais autonomia, domínio e autoconhecimento, melhorando a qualidade de vida. As questões que desencadeavam a dor foram identificadas e trabalhadas no grupo. Este estudo contribui para a saúde das pessoas que vivenciam a fibromialgia ressaltando os benefícios quando elas conseguem autogerenciar os sinais e sintomas que desencadeiam a dor e quando assumem o protagonismo do próprio processo.


Fibromyalgia is a chronic disease of complex multifactorial etiology whose main symptom is physical pain. However, the repercussions are immeasurable, causing psychic, emotional, cognitive disorders and limitations in the daily lives of people, who live due to the disease and treatment, abstaining from functional life. Therefore, it is essential to understand that it is possible not only to have control of the situation, but also to manage the pain itself, understanding how and when it triggers, preventing the onset, investing in self-care, valuing body awareness, changes in the habits of the patient, considering the culture, the context in which they live and worldview. The main purpose is to analyze the experience of women who experience fibromyalgia regarding to their lifestyle habits and its repercussions on daily pain management. Specific purposes: to identify, in life narratives of women with Fibromyalgia, situations that express the pain experiences; to describe the activities related to culture and lifestyle changes; to discuss resources for pain self-management from transcultural perspective. The theoretical framework used was Madeleine Leininger's Transcultural Care. This is a qualitative research, guided by the Narratives of Life method, developed in 2019, with 14 women who experience fibromyalgia, members of the interdisciplinary treatment and monitoring group at the Laboratory of Physiology Applied to Physical Education of the Institute of Physical Education. and Sports at the Rio de Janeiro State University (LAFISAEF-IEFD / UERJ). The research was approved by the UERJ Ethics Committee under Protocol No. 04899018.1.0000.5282. Data were produced through open interview and participant observation followed by thematic analysis guided by Bertaux. From the organization of the data emerged three categories: "Process of illness and pain experiences", "Cultural phenomena and lifestyle changes" and "Relearning to (live) and self-manage pain". The analysis was based on the Transcultural Theory in dialogue with other authors of the pertinent literature, which allowed the analysis from a perspective of valorization and understanding of the cultural aspects, beliefs and meanings of this group of women. Culture allows us to understand its influence on health issues, clarifying group-specific phenomena and facts, as each family has its own culturally inherited forms of care. The participants re-signified their ways of living, transforming behavioral patterns in relation to food, physical activity, family and social relationships, learned to deal with their emotions and problem solving skills, self-management of pain with more autonomy, mastery and self-knowledgement, improving the quality of life. The issues that triggered the pain were identified and worked on in the group. This study contributes to the health of people experiencing fibromyalgia by emphasizing the benefits when they can self-manage the signs and symptoms that trigger pain and when they take the lead in the process itself.


Asunto(s)
Humanos , Femenino , Persona de Mediana Edad , Anciano , Fibromialgia , Fibromialgia/enfermería , Salud de la Mujer , Enfermería , Dolor Crónico , Automanejo , Hábitos , Dolor , Investigación Metodológica en Enfermería , Fibromialgia/psicología
6.
São Paulo; s.n; 20200000. 279 p.
Tesis en Portugués | LILACS, BBO - Odontología | ID: biblio-1119575

RESUMEN

A compreensão do fenômeno -educar? na composição de uma vida saudável, integra cada vez mais a condição necessária da formação do indivíduo. As estratégias para viabilizar ações de promoção da saúde são reorganizadas nos serviços de saúde, especialmente na Atenção Primária em Saúde. O governo, instituições e grupos comunitários passam a ser determinantes para garantir a atenção à saúde. A visualização brasileira desse contexto carece de uma apropriação do lado teórico para o prático, e as políticas públicas devem direcionar programas, planos e projetos nesse sentido. O projeto -Professor Saúde?, em Ilhabela, foi executado no decorrer do ano de 2017 e desenvolvido pela equipe Salmão da Unidade Básica de Saúde da Água Branca e a escola José Benedito de Moraes, seguindo o Projeto Político-Pedagógico, onde a interação profissional de saúde, da educação, educandos e responsáveis foi conjugada em atividades educativas na unidade escolar conforme as demandas indicadas pelo Conselho Escolar e educadores. Durante as atividades de Educação Popular em Saúde (EPS) foi construído um Portfólio Reflexivo Coletivo com relatos e indicações dos sujeitos envolvidos direta ou indiretamente no projeto. Foram inseridos 14 profissionais da Secretaria de Saúde e um membro do Conselho Municipal Sobre Drogas em 14 atividades/temas no período letivo, com três tipos de público alvo: professores, responsáveis e educandos. A experiência adquirida nesse processo de trabalho fomentou no presente projeto de pesquisa. Objetivo: identificar processos de EPS em busca da integralidade da assistência na atenção à saúde, nas opções pedagógicas, ideias e inovações, nas atribuições dos profissionais de saúde, a parceria intersetorial da Educação e Saúde e a vinculação à construção do potencial emancipatório do conhecimento popular do processo saúde-doença. Metodologia: foi empregada uma pesquisa qualitativa através de uma Análise Institucional em métodos de entrevistas individuais com um roteiro de perguntas semiestruturadas, abertas. Com uma amostragem por conveniência de 27 sujeitos, sendo dezoito da Saúde e nove da Educação, o método Análise de Discurso foi empregado para as análises das entrevistas, enquanto a Análise Temática de Conteúdo interpretou as representações do Portfólio Reflexivo Coletivo. Resultados: foi evidenciada uma fragilidade na concepção de políticas públicas na prevenção de doenças e promoção à saúde no município de Ilhabela. Dentre as causas para esta fragilidade destaca-se: (i) a falta de interação das pastas da Educação e da Saúde; (ii) o fraco conhecimento da população sobre sua saúde e sua consequente vulnerabilidade; (iii) as poucas ideias e inovações sobre o tema educar em saúde; (iv) a pseudo-realização do cumprimento das atribuições profissionais em conhecimento das demandas de saúde da comunidade e; (v) diversos entraves da execução de processos educacionais, embora haja um início de apropriação da questão educacional. Conclusão: a observação da reprodução de um modelo fragmentado e difundido com a leitura biomédica começa a ser repensado em transformações, em exemplos e envolvimentos de atenção à saúde e formulação de políticas públicas de saúde institucionais. Esse caminho foi apresentado para viabilizar a mudança de antigos paradigmas. As várias ações e intervenções executadas durante esta pesquisa fomentou em uma Análise Institucional de um processo reflexivo de profissionais da saúde relacionado ao educar em saúde. Um produto na forma de uma lei municipal intitulada -Atenção à Saúde nas Escolas? foi elaborado e desenvolvido pelo pesquisador e aprovado pela Câmara Municipal de Ilhabela durante esse projeto.


Asunto(s)
Atención Primaria de Salud , Políticas Públicas de Salud
7.
São Paulo; s.n; 20200000. 92 p.
Tesis en Portugués | LILACS, BBO - Odontología | ID: biblio-1119700

RESUMEN

A desigualdade social na população brasileira traz inúmeros desafios à manutenção e à garantia de direitos, sobretudo no escopo da saúde. O programa Consultório na Rua se destaca como estratégia de atendimento integral à saúde para a População em Situação de Rua, atuando de forma descentralizada, multiprofissional, dentro das diretrizes da atenção primária à saúde. Realizou-se uma revisão integrativa da literatura com o objetivo de analisar a produção científica referente ao programa desde a sua implantação e a documentação oficial referente ao programa. Além disso foi realizada análise sobre o estágio de implementação do programa e um recorte da sua atuação na região metropolitana de São Paulo para análise da implementação e do papel da odontologia no programa. A busca reuniu 16 artigos, publicados entre 2013 e 2018, localizados nas bases de dados LILACS, SciELO, BVS e seis documentos oficiais envolvidos na elaboração e implantação do programa encontrados nas bases de dados oficiais do governo federal. Muitas foram as abordagens metodológicas adotadas nos estudos encontrados, com destaque para os estudos observacionais. Destacou-se na documentação a gestão interministerial e descentralizada no desenvolvimento das estratégias de ação. A evolução das práticas de atenção e o trabalho multiprofissional foram também destacados. O programa conta atualmente com 159 equipes em todo o Brasil, sendo que 27 estão na região metropolitana. A implementação do programa está em constante crescimento. A região metropolitana se destaca pelo número de equipes e pela implantação de estratégias inovadoras, como as UOM. O profissional de odontologia deve entender seu papel como potencial redutor de danos para produzir atenção e cuidado além do modelo técnico-clínico, visualizando o indivíduo no seu ambiente, em sua totalidade e subjetividade.


Asunto(s)
Atención Primaria de Salud , Políticas Públicas de Salud
9.
São Paulo; s.n; 2020. 154 p.
Tesis en Portugués | LILACS | ID: biblio-1121101

RESUMEN

Introdução - As políticas públicas e programas do Ministério da Saúde brasileiro tiveram como princípio ampliar o acesso aos serviços primários de saúde, tais como ao acompanhamento pré-natal, o qual deveria ser prioritariamente orientado por equipes de estratégia de saúde da família, atuando segundo modelos alternativos de atenção à saúde, entretanto, de acordo com os indicadores de saúde, sugere-se não ter ocorrido aincorporaçãode tais modelos alternativos de atenção ao seu processo de trabalho. É necessário ancorar a prática de serviços longitudinais de cuidado em saúde, como estímulo à superação efetiva do tão indesejado modelo hospitalocêntrico. Objetivo - Avaliar o acompanhamento pré-natal em serviços de Atenção Primária em Saúde.Metodologia - Estudo avaliativo, composto por três recortes orientado pelas premissas da Rede Cegonha. A primeira avaliação deu-se por meio do estudo ecológico de séries temporais, o qual objetivou identificar o comportamento de indicadores relacionados à atenção pré-natal no decorrer de uma década (2007 a 2017). Um rol de indicadores foi listado (matriz diagnóstica da Rede Cegonha) e os dados foram coletados nos sistemas de informação de saúde do Ministério da Saúde para todas as capitais brasileiras e no distrito federal. A análise dos dados permitiu analisar a magnitude e tendência temporais. O segundo recorte avaliativo foi substanciado pela coleta e análise de dados primários de gestantes em atendimento nos serviços de atenção especializada com o objetivo de compreender melhor como diferentes modelos de atenção primária podem influenciar na longitudinalidade do cuidado prestado.Testes de regressão logística foram executados para analisar as variáveis individuais e de serviços de atenção primária, associadas à longitudinalidade do acompanhamento pré-natal em diversos modelos de unidade básica de saúde, a saber: modelo tradicional, estratégia de saúde da família e modelos mistos. O terceiro recorte teve como meta identificar experiências exitosas que contribuíram para a qualificação da assistência pré-natal por meio de uma revisão integrativa de literatura. A revisão literária foi realizada nas bases de dados PubMed e LILACS, e buscou publicações indexadas a partir de 2006.Resultados - A ampliação do acesso a consultas pré-natais em 15 capitais brasileiras foi identificada durante o período de uma década; contudo, tal expansão não resultou na esperada melhoria de indicadores de morbidade por sífilis congênita e HIV (em menores de cinco anos) e de mortalidade materna e neonatal. Os aspectos que favoreceram a longitudinalidade do cuidado prestado a gestantes em diferentes tipos de unidades básicas de saúde foram: ser gestante negra ou parda em unidades de saúde da família e a escolaridade (menos de sete anos) nas unidades tradicionais. Os serviços que têm entre seu rol de práticas a visita domiciliar e a composição das equipes com agentes comunitários de saúde apresentaram maiores chances de atingir a manutenção da longitudinalidade do cuidado. Grupos de educação em saúde durante a gestação e a reestruturação dos aspectos organizacionais dos serviços prestados através da incorporação do uso de tecnologias de informação e da definição de fluxos assistenciais locais foram definidos como boas práticas e estratégias a serem adotadas pelas equipes e serviços de saúde. Conclusões - Equipes de estratégia de saúde da família, serviços de atenção primária e a Rede Cegonha possibilitaram avanços no acompanhamento pré-natal, com destaque para a ampliação do acesso a ele. A incorporação de práticas e modelos alternativos de atenção à saúde nos distintos serviços prestados ainda é incipiente.


Introduction -The Public policies and programs developed by the Brazilian Ministry of health, such as prenatal care, should be mostly guided by teams trained in family health strategies, guided by alternative healthcare models, however, according to health indicators, it is suggested primary care services may not have added the alternative healthcare models to their work procedures. It is necessary mooring the practices in longitudinality healthcare services, for encouragement to effectively overcome the unpleasant hospital-centered. Objective - evaluate prenatal care in Primary care services. Methodology - Evaluation study divided into three cuts, based by the premises by Rede Cegonha. The first evaluation was carried out by ecologically assessing temporal series, whose main aim was to identify the behavior of prenatal care-related indicators within a 10-yeartimeline (2007 to 2017). A group of indicators was listed (diagnosis matrix of Rede Cegonha); data collection was carried out in Ministry of Health databases, for all Brazilian state capitals and in the Federal District. Data analysis allowed analyze temporal magnitude and trend. The second evaluation cut was substantiated by the collection and analysis of primary data provided by pregnant women assisted in specialized attention services; it was done in order to better understand how different primary care models can longitudinality influence the provided. Logistic regression tests were run to analyze the individual and primary care service variables associated with longitudinality prenatal care follow-up based on different models adopted in basic healthcare units, namely: traditional model, family health strategy and mixed models. The aim of the third cut was to qualify prenatal care through a literature review, which was carried out in PubMed and LILACS databases to find publications indexed from 2006. Results - The access to prenatal care consultation in 15 Brazilian capitals within a 10-year timeline was broadened; however, such an expansion did not result in the expected improvement in mortality indices linked to congenital syphilis and HIV (in children younger than 5 years) and to maternal and newborn mortality. Aspects favoring the horizontality and quality of the care provided to pregnant women in different basic health unit types were: being a black or brown pregnant woman in family care units and schooling lower than seven years, in traditional units. Services that have among their list of practices home visits and community health agents in the team composition have presented greater chances to maintain horizontal care. Teams of health education during pregnancy and the restructuring of organizational aspects linked to care provided through the addition of information technologies and the definition of local assistant flows were defined as good practices and strategies to be adopted by health teams and services. Conclusions - Family health strategy teams, primary care services and Rede Cegonha have allowed advancements in prenatal care follow-up, with emphasis on the broader access to it. The addition of alternative healthcare practices and models in different provided services remains incipient.


Asunto(s)
Atención Prenatal , Atención Primaria de Salud , Calidad de la Atención de Salud , Evaluación en Salud , Estrategia de Salud Familiar
10.
São Paulo; s.n; 2020. 131 p.
Tesis en Portugués | LILACS | ID: biblio-1121167

RESUMEN

Introdução - A desnutrição crônica infantil é considerada um problema de saúde pública nos primeiros anos de vida por sua magnitude e consequência nas taxas de morbidade e mortalidade infantil. Objetivos - Mapear e sistematizar a produção científica sobre desnutrição crônica infantil nos estados da Região Norte e analisar a tendência temporal da cobertura do Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional Web e da desnutrição crônica infantil em menores de cinco anos, no contexto da atenção primária em saúde da Região Norte brasileira, no período de 2008 a 2017. Metodologia - Realizaram-se duas estratégias metodológicas: revisão sistemática de escopo sobre o déficit de crescimento infantil na Região Norte e fatores associados e dois estudos ecológicos com análise de série temporal da cobertura do índice altura por idade e da prevalência da desnutrição infantil (altura por idade), segundo o Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional Web (SISVAN) do Sistema Único de Saúde, no período de 2008 a 2017. A variação percentual anual (VPA) da cobertura do SISVAN e da prevalência de desnutrição entre menores de cinco anos foram estimadas pelo modelo de regressão de Prais-Winsten, segundo Região Norte, estados e regionais de saúde. Resultados - No estudo de revisão, identificou-se 1.509 documentos, sendo selecionados 34 artigos e documentos técnicos ao final. Dos estudos analisados, a maioria foi realizada no estado do Acre e seis eram de âmbito nacional, mas tinham dados desagregados para a Região Norte. A prevalência descrita pelos autores apontou altas taxas de desnutrição infantil por déficit de crescimento, principalmente em crianças indígenas, nascidas de mães com baixa escolaridade, do sexo masculino e maiores de dois anos de idade, bem como residir na Região Norte. No estudo ecológico de série temporal, observou-se que as coberturas do SISVAN, entre 2008 e 2017, tiveram uma tendência de crescimento na Região Norte, em todos os estados e regionais de saúde, exceto a Regional de Café no estado de Rondônia que apresentou tendência estável. O estado do Acre foi o que apresentou maior variação percentual anual positiva na cobertura do SISVAN. Em relação à tendência temporal da prevalência de desnutrição crônica infantil, observou-se que a Região Norte e os Estados Acre, Pará e Tocantins, apresentaram tendência de redução da prevalência de déficit de altura-para-idade (DAI), enquanto os demais apresentaram estabilidade durante o período. Foi encontrada forte correlação negativa entre a cobertura do SISVAN Web e a prevalência de DAI nos Estados do Amazonas, Pará, Tocantins e Acre, indicando que o aumento da cobertura do sistema está associado à redução da prevalência de DAI. Conclusão: a Revisão de Escopo retrata que a desnutrição crônica infantil ainda é um problema de saúde pública na Região Norte, principalmente em crianças indígenas. Houve aumento da cobertura do SISVAN Web na Região Norte. Ademais, houve tendência de redução da prevalência de DAI em apenas três Estados da Região Norte entre 2008 e 2017. A cobertura do sistema se associou à redução da prevalência de desnutrição infantil em quatro Estados.


Introduction: chronic child malnutrition is considered a public health problem in the early years of life because of its magnitude and consequence in infant morbidity and mortality rates. Objectives: to map and to systematize the scientific production on chronic child malnutrition in the states of the Northern Region and to analyze the temporal trend of the coverage of the Web Food and Nutrition Surveillance System and chronic child malnutrition in children under five years old, in the context of primary care. in the North of Brazil, from 2008 to 2017. Methodology: Two methodological strategies were carried out: systematic scope review on child growth deficit in the Northern Region and associated factors, and two ecological studies with time series analysis of height-by-age coverage and prevalence of child malnutrition. (height by age), according to the Unified Health System's Web Food and Nutritional Surveillance System (SISVAN), from 2008 to 2017. The annual percentage variation (APV) in SISVAN coverage and the prevalence of malnutrition among children under five-year-old were estimated by the Prais-Winsten regression model, according to Northern Region, states and regional health. Results: In the review study, 1,509 documents were identified, and 34 articles and technical documents were selected at the end. Of the studies analyzed, most were conducted in the state of Acre and six were conducted nationwide, but they had disaggregated data for the Northern Region. The prevalence described by the authors pointed to high rates of childhood malnutrition due to growth deficit, especially in indigenous children born to mothers with low education, male and over two years old, as well as living in the Northern Region. In the time series ecological study, it was observed that the coverage of SISVAN, between 2008 and 2017, had a growing trend in the Northern Region, in all states and regional health, except the Coffee Regional in the state of Rondônia which presented stable trend. The state of Acre had the highest positive annual percentage variation in SISVAN coverage. Regarding the temporal trend of the prevalence of chronic childhood malnutrition, it was observed that the Northern Region and the States Acre, Pará and Tocantins showed a tendency to reduce the prevalence of height-for-age deficit (HAD), while the others showed stability during the period. A strong negative correlation was found between SISVAN Web coverage and HAD prevalence in the states of Amazonas, Pará, Tocantins, and Acre, indicating that increased system coverage is associated with reduced prevalence of HAD. Conclusion: The Scope of Review depicts that chronic childhood malnutrition is still a public health problem in the Northern Region, especially in indigenous children. Regarding the coverage of SISVAN Web, it was observed that there was a temporal increase in the analyzed period. In addition, in the case of case of chronic childhood malnutrition, there was a trend of reduction in prevalence in only three. The increased SISVAN Web coverage was negatively associated with the reduced of the prevalence of child malnutrition in four states.


Asunto(s)
Atención Primaria de Salud , Vigilancia Nutricional , Trastornos de la Nutrición del Niño , Estudios de Series Temporales , Monitoreo Epidemiológico , Sistemas de Información en Salud
11.
São Paulo; s.n; 2020. 175 p.
Tesis en Portugués | LILACS | ID: biblio-1121364

RESUMEN

Introdução: A implementação do Guia Alimentar para a população brasileira (GAB) é uma estratégia para qualificação do trabalho em saúde pública para ampliação do escopo de ações de promoção da alimentação adequada e saudável. Objetivo: Avaliar o impacto de uma intervenção educativa baseada no GAB no conhecimento, auto-eficácia (AE), eficáciacoletiva (EC) e orientação alimentar de equipes multiprofissionais atuantes na Atenção Primária em Saúde (APS). Métodos: Ensaio comunitário controlado, envolvendo 24 profissionais de saúde de diferentes áreas, divididos em grupo controle (GC) e intervenção (GI). O GI recebeu uma oficina educativa de 16 horas sobre o GAB, guiada por protocolo validado. Foram produzidos três manuscritos sobre a avaliação do impacto da intervenção educativa. Artigo 1: Conhecimento, AE e EC para utilização do GAB foram avaliados via escala autoadministrada, variando de 0 a 16 pontos, previamente validada, preenchida antes e após dois meses da intervenção educativa. Teste t pareado foi utilizado para comparação intragrupo no T0 versus T1, e os efeitos da intervenção intergrupos foram estimados por análises de regressão linear. Artigo 2: A orientação alimentar desempenhada pelos participantes baseada no GAB foi aferida mediante observação direta das práticas dos profissionais, durante dois meses antes e depois da intervenção, coletada por instrumento previamente validado. Utilizou-se teste de Kruskal-Wallis para comparação intragrupo no T0 versus T1, e os efeitos da intervenção intergrupos foram estimados por análises de regressão linear generalizada, com 95% de IC. Artigo 3: Recorte transversal do momento pós intervenção para avaliação da correlação entre conhecimento, AE e utilização das recomendações do GAB na prática dos profissionais de saúde. Resultados: Artigo 1: os participantes do GI obtiveram 59 e 52,8% pontos a mais no conhecimento e na AE, respectivamente, em relação ao GC, no entanto, esse aumento não foi significativo para garantir o impacto da intervenção na análise de regressão linear intergrupos no conhecimento, AE e EC (ß= 1,18; IC -1.80 a 4.17; ß=3,57; IC= -4.15 a 11.29 e ß= -2.11, IC= -5.92 to 10.12, respectivamente). Artigo 2: A regressão com interação tempo e grupo, mostrou efeito positivo da intervenção educativa no escore de orientação alimentar baseadas no GAB no GI no modelo bruto (ß = 1,36 e p = 0,017) e ajustado por categoria profissional (ß = 1,36 e p = 0,020). A abordagem sobre o GAB aumentou significativamente nos profissionais não nutricionistas (p= 0,007) e em atividades não relacionadas diretamente à temática da alimentação/nutrição (p=0,028), no GI na variação de tempo (T1-T0). Não foram encontradas diferenças significativas no GC. Artigo 3: Correlação positiva e moderada entre AE orientação alimentar baseadas no GAB dos profissionais (r=0,45; p=0,03) foi encontrada. Conhecimento obteve fraca correlação com orientações alimentares baseadas no GAB (r= 0,34; p=0,11). Diferença significativa foi obtida entre as médias do escore de orientação alimentar no grupo de baixa AE (AE<63,36) comparada ao de alta AE (p=0,02). Conclusões: Embora a intervenção educativa não tenha demonstrado impacto significativo no conhecimento, AE e EC dos profissionais de saúde, ela foi capaz de impactar as práticas e o desenvolvimento da autonomia dos profissionais de saúde, que pareceram reconhecer a interdisciplinaridade da nutrição e passaram a disseminar recomendações baseadas no GAB em vários cenários e situações da APS.


Introduction: The implementation of the Dietary Guidelines for the Brazilian population (GAB) is a strategy for qualifying public health work to expand the scope of actions to promote adequate and healthy food. Objective: To evaluate the impact of an educational intervention based on GAB on knowledge, self-efficacy (EC), collective efficacy (EC) and dietary counseling of multiprofessional teams working in Primary Health Care. Methods: Controlled community trial, involving 24 health professionals from different areas, divided into a control group (CG) and intervention (IG). The GI received a 16-hour educational workshop on the GAB, guided by a validated protocol. Three manuscripts were produced on the evaluation of the impact of educational intervention. Article 1: Knowledge, AE and EC for using the GAB were assessed via a self-administered scale, ranging from 0 to 16 points, previously validated, completed before and after two months of the educational intervention. Paired t-test was used for intragroup comparison at T0 versus T1, and the effects of intergroup intervention were estimated by linear regression analysis. Article 2: The dietary counseling performed by the participants based on the GAB was assessed through direct observation of the professionals' practices, for two months before and after the intervention, collected by a previously validated instrument. Kruskal-Wallis test was used for intragroup comparison at T0 versus T1, and the effects of intergroup intervention were estimated by generalized linear regression analysis, with 95% CI. Article 3: Cross-section of the postintervention moment to assess the correlation between knowledge, AE and use of GAB recommendations in the practice of health professionals. Results: Article 1: IG participants obtained 59 and 52.8% more points in knowledge and in AE, respectively, in relation to CG, however, this increase was not significant to guarantee the impact of the intervention in the linear regression analysis intergroups in knowledge, AE and EC (ß = 1.18; CI -1.80 to 4.17; ß = 3.57; CI = -4.15 to 11.29 and ß = -2.11, CI = -5.92 to 10.12, respectively). Article 2: The regression with time and group interaction, showed a positive effect of the educational intervention on the GAB food-based GI score in the crude model (ß = 1.36 and p = 0.017) and adjusted by professional category (ß = 1, 36 and p = 0.020). The GAB approach increased significantly in non-nutritionist professionals (p = 0.007) and in activities not directly related to the theme of food / nutrition (p = 0.028), in the GI in time variation (T1-T0). No significant differences were found in the CG. Article 3: Positive and moderate correlation between AE dietary guidance based on the professionals' GAB (r = 0.45; p = 0.03) was found. Knowledge obtained a weak correlation with dietary guidelines based on GAB (r = 0.34; p = 0.11). Significant difference was obtained between the means of the food orientation score in the low LA group (LA <63.36) compared to the high LA group (p = 0.02). Conclusions: Although the educational intervention demonstrated no significant impact on the knowledge, AE and EC of health professionals, it was able to impact the practice and autonomy development of health professionals, who seemed to recognize the interdisciplinarity of nutrition and began to disseminate recommendations based on the Guidelines in various scenarios and situations of primary care.


Asunto(s)
Atención Primaria de Salud , Práctica Profesional , Programas y Políticas de Nutrición y Alimentación , Guías Alimentarias
12.
Ocotal, Nueva Segovia; s.n; s.n; 2020. 76 p. ilus, tab, graf.
Tesis en Español | LILACS | ID: biblio-1119532

RESUMEN

Objetivo: Determinar los conocimientos, actitudes y prácticas de uso de equipo de seguridad de los corteros en las fincas de una empresa productora de palma africana, en el mes de Enero 2020. Diseño metodológico: Es un estudio CAP, se realizó en 35 corteros de las fincas de una empresa productora de palma africana, Sabá, Colón, Honduras, se utilizó como técnica de recolección de datos una encuesta con preguntas cerradas y guía de observación a cada uno de los corteros. Resultados: Se obtuvo que la mayoría de la población en estudio se encuentra entre los 18 a 29 años de edad (49%), predomina el sexo Hombre (66%), el nivel académico predominante es primaria incompleta (37%), con 7 años a más (40%) de experiencia laboral, todos conocen la importancia de los equipos de protección personal por seguridad (100%), los traumas en cabeza (66%) como consecuencia más conocida por no usar EPP, guantes de cuero y botas de hule (91% cada uno respectivamente) como EPP más conocido, limpieza (86%) como mantenimiento más frecuente y área despejada (100%) como protección para su área de trabajo. La actitud que tiene la mayoría hacia los EPP es adecuada pues consideran muy importante (97%) usar camisa manga larga, pantalón jean y botas de hule. La práctica de los corteros según encuesta afirma hacer todas las actividades, sin embargo según observación no cumple con 3 de ellas Conclusiones: basado en esta investigación, la población en estudio tiene mucha experiencia laboral y años de trabajar en finca, predomina el sexo Hombre, tiene un muy buen conocimiento sobre equipo de protección personal, importancia, consecuencias de no utilizarlo, mantenimiento a darle al EPP, una adecuada actitud hacia su uso, sin embargo, su aplicación en la práctica es limitada pues no cuentan con el EPP completo y necesario para corteros


Asunto(s)
Humanos , Equipos de Seguridad , Conocimientos, Actitudes y Práctica en Salud , Servicios de Salud del Trabajador , Epidemiología Descriptiva , Estudios Transversales , Salud Laboral
13.
Rio de Janeiro; s.n; 2020. 254 p.
Tesis en Portugués | LILACS, Inca | ID: biblio-1119172

RESUMEN

O presente estudo trata do dimensionamento de recursos humanos para cuidados paliativos oncológicos. As justificativas estão assentadas em argumentos como a transição epidemiológica do câncer associada ao envelhecimento da população e as estimativas mundiais de escassez de profissionais para a saúde. O principal objetivo deste trabalho foi contribuir para o dimensionamento dos recursos humanos de saúde no âmbito dos cuidados paliativos em oncologia. Os objetivos específicos foram revisar metodologias de dimensionamento de recursos humanos utilizadas para cuidados paliativos; analisar a carga de trabalho dos recursos humanos de saúde em uma unidade complexa de cuidados paliativos oncológicos e elaborar recomendações de dimensionamento e padrões de atividades no processo de trabalho de cuidados paliativos em oncologia. Foi realizada uma investigação quanti-qualitativa, descritiva e exploratória ancorada na perspectiva funcionalista, com base na pesquisa bibliográfica com uso de revisão integrativa e estudo documental. Acresceu-se ao processo investigativo estudo de caso com utilização de entrevista semiestruturada se utilizando de análise temática de conteúdo e aplicação da ferramenta WISN com utilização de software. Os resultados evidenciaram que há carência de literatura específica para dimensionamento de pessoal em cuidados paliativos oncológicos; que os papéis e atribuições definidos para profissionais desta área são genéricos e não traduzem a complexidade do cotidiano; que não há um padrão de atividades estipulado por categoria; e que a mensuração da carga de trabalho pode auxiliar o planejamento dos serviços. O produto da pesquisa foi uma definição de atividades-padrão para cada grupo profissional, análise e comparação das atividades por categorias, por setores, por turnos de trabalho e recomendações para incluir os recursos humanos como parte fundamental de uma política nacional de cuidados paliativos. Concluiu-se que a ferramenta WISN é aplicável para o planejamento de recursos humanos em instituições oncológicas de cuidados paliativos e permite vários desdobramentos para análise que podem ser utilizados com outros métodos consagrados na literatura.


Asunto(s)
Cuidados Paliativos/organización & administración , Planificación en Salud/organización & administración , Carga de Trabajo , Servicio de Oncología en Hospital , Fuerza Laboral en Salud
14.
São Paulo; s.n; 2020. 79 p.
Tesis en Portugués | LILACS | ID: biblio-1120514

RESUMEN

Introdução - Para a garantia do cuidado integral em saúde, faz-se essencial o trabalho em rede, principalmente entre Unidades Básicas de Saúde e Centros de Atenção Psicossocial. A partir da instituição da Rede de Atenção Psicossocial, o trabalho desses serviços foi reafirmado. Entretanto, a articulação entre ambos é um desafio presente. Nessa lógica, o apoio matricial se apresenta como uma ferramenta capaz de contribuir para a superação desses desafios. Objetivo - A finalidade da presente pesquisa é avaliar a correlação entre indicadores de estrutura, recursos físicos e trabalhadores, e de processo, produção do psicólogo e do psiquiatra e a magnitude do matriciamento realizado. Métodos - Trata-se de um estudo ecológico, descritivo-analítico, baseado em dados secundários disponíveis no Sistema de Informações Ambulatoriais e no Sistema de Cadastro Nacional de Estabelecimentos, das Coordenadorias Regionais de Saúde do município de São Paulo, no período de 2014 a 2018. Resultados - À medida que a produção do psicólogo na atenção básica aumenta, a frequência do matriciamento aumenta. Ao mesmo tempo que à medida que a produção do psiquiatra da atenção básica aumenta, a frequência do matriciamento diminui. Conclusão - A presença do psicólogo na atenção básica pode facilitar a articulação entre serviços. No entanto, a atuação do psiquiatra pode não ter superado o modelo médico hegemônico. As coordenadorias possuem grandes e importantes diferenças entre si, o que torna a pesquisa um desafio. O município tem uma realidade complexa e heterogênea, diferente de todo o Brasil. No entanto, o matriciamento e as ações compartilhadas entre as unidades são metas importantes para a gestão municipal, o que destaca a necessidade da realização de pesquisas no campo.


Introduction - To ensure integral health care, the system integration is fundamental, especially between Primary Health and Psychosocial Care Centers. With the creation of Psychosocial Care Network, the responsibilities of these two services were redefined, however the network between them remains a challenge, therefore the matrix support can play an important role as a tool to overcome the cooperation barriers. Objective - The purpose of the study is to assess the correlation between structural (physical resources and workers), process indicators (psychologist and psychiatrist procedures) and the magnitude of matrix support executed. Methods - This is an ecological, descriptive-analytical study, based on secondary data on the Assistance Information System and the National Establishment Registration System, from the Regional Health Coordinators of São Paulo, from 2014 to 2018. Results - The outcomes show the bigger is the amount of procedures conducted by psychologists in primary care, the higher is the matrix support executed. On the other hand, the opposite happens between psychiatrist procedures and matrix support. Conclusion - The presence of the psychologist in primary care can facilitate the articulation between services. However, the psychiatrist's performance may not have surpassed the hegemonic medical model. São Paulo presents a very diverse and complex reality, which is different from other regions of the country and also results in important differences across health coordinators, making this research very challenging. Nevertheless, matrix support and shared actions among health units must be encouraged given its importance for the city management. Hence, more researches are needed in this field.


Asunto(s)
Atención Primaria de Salud , Salud Mental , Integración de Sistemas , Servicios de Salud Mental
15.
Rio de Janeiro; s.n; 2020. 87 p.
Tesis en Portugués | LILACS, BDENF - Enfermería | ID: biblio-1087773

RESUMEN

Trata-se de um estudo cujo objeto é o acolhimento da população masculina na estratégia de saúde da família. Tendo como objetivo geral compreender a percepção dos profissionais de enfermagem sobre o acolhimento da população masculina na estratégia de saúde da família e, como objetivos específicos, descrever a percepção dos profissionais de enfermagem sobre o acolhimento à população masculina na Estratégia de Saúde da Família; identificar as estratégias de acolhimento à população masculina adotadas na Estratégia de Saúde da Família e discutir o impacto do acolhimento da população masculina, com enfoque na saúde, na Estratégia de Saúde da Família. Estudo descritivo e abordagem qualitativa, com 17 profissionais de enfermagem (entre eles nove enfermeiros e oito técnicos de enfermagem), que desenvolvem atividades em uma unidade de saúde tipo b, ou seja, Centro Municipal de Saúde (CMS) e Clínica da Família (CF) ­ Estratégia de Saúde da Família (ESF) no município do Rio de Janeiro. Utilizou-se como instrumento de coleta de dados a entrevista semiestruturada e, para análise dos dados, foi aplicada a técnica de análise de conteúdo. Através da análise dos dados, emergiram três categorias: Percepção dúbia dos profissionais de enfermagem sobre o acolhimento à população masculina na ESF; A invisibilidade de acolhimento à população masculina na estratégia de Saúde da Família e Fatores limitadores ao acolhimento da população masculina sob o olhar dos profissionais. Os resultados evidenciam a (não) compreensão sobre o acolhimento ao homem pelos profissionais de enfermagem, demonstrando fragilidade em lidar com a população masculina. O vínculo é um dos princípios norteadores do trabalho na atenção básica, com a construção de relações de afetividade e confiança entre o usuário e o profissional. A análise apontou que essa dificuldade está relacionada à ausência do homem na unidade básica e à dificuldade do profissional em lidar com a perspectiva relacional de gênero masculino. Tal situação traduz-se na invisibilidade dessa população na unidade básica de saúde, que também pode estar associada ao déficit na capacitação dos profissionais em saúde do homem e de conhecimento sobre a política nacional de atenção integral à saúde do homem. Conclui-se que os profissionais de enfermagem, na estratégia de saúde da família, permanecem com olhar indiferente para a população masculina, sendo necessária a compreensão de integralidade em saúde e dos homens sob a perspectiva relacional do gênero, da vulnerabilidade masculina, entre outras questões, para que o acolhimento atenda às necessidades dessa população.


This is a study whose object is the reception of the male population in the family health strategy. It has a general objective: to understand the perception of nursing professionals about the reception of the male population in the family health strategy. And specific objectives: to describe the perception of nursing professionals about the reception of the male population in the Family Health Strategy; identify the strategies for welcoming the male population adopted in the Family Health Strategy and discuss the impact of welcoming the male population, focusing on health, in the Family Health Strategy. Descriptive study and qualitative approach, with 17 nursing professionals (including nine nurses and eight nursing technicians), who were developing their activities in a Tybe B health unit, ie, Municipal Health Center (CMS) and Family Clinic ( CF) - Family Health Strategy (FHS) in the city of Rio de Janeiro. A semi-structured interview was used as a data collection instrument and for data analysis the content analysis technique was applied. Through the analysis of the data, two categories emerged: Dubious Perception of nursing professionals about the reception the male population and the strategies of welcoming the male population in the family health strategy. The results show an understanding of the reception of men by nursing professionals, demonstrating difficulty in dealing with the male population. The analysis pointed out that this difficulty is related to the absence of men in the basic unit and the professional's difficulty in dealing with the male relational perspective.This situation translates into the invisibility of this population in the basic heath unit that may also be associated with the lack of training in men's health and knowledge about the national policy of integral attention to men's health. It is concluded that nursing professionals remain indifferent to the male population and do not receive a holistic view of this population. It is necessary to understand the comprehension in health and men from a relational gender perspective, male vulnerability, among other issues, so that the reception meets the needs of this population.


Asunto(s)
Humanos , Masculino , Femenino , Adulto , Persona de Mediana Edad , Enfermería , Estrategia de Salud Familiar , Acogimiento , Salud del Hombre , Brasil , Investigación Metodológica en Enfermería , Hombres
16.
Managua; s.n; out. 2019. 78 p. ilus, tab, graf.
Tesis en Español | LILACS | ID: biblio-1048318

RESUMEN

Estudio descriptivo de corte transversal, el cual estuvo conformado por un universo y una muestra de 147 pacientes escogidos a conveniencia de acuerdo a los criterios de inclusión. Se realizaron 147 encuesta de los cuales la edad que más acudieron a la unidad fueron los de 31 a 40 años, 73.42% fueron mujeres, la población rural fue la que más acudió a la unidad con 57.82%, el 42.18% con un nivel académico de educación primaria, los servicios que más demanda la población es la consulta médica 88.44%, 76.19% esperó más de una hora para ser atendido el 65.99% está muy satisfecho con ese tiempo de espera, 39.46% dijo que la consulta duró más de 10 minutos, 82.31% dijo sentirse muy satisfecho, en su mayoría los usuarios dijeron que si recibió información, 68.71% le dieron seguimiento, 82.31% le entregaron completo el medicamento. La percepción con la limpieza es positiva, 59.99% de los usuarios no hizo uso de los servicios higiénicos, 82.99% dijo que el trato del médico es excelente, al igual que de la enfermera el 71.43% opinó lo mismo, 83.27% se siente muy satisfecho en general con la atención recibida.La población se siente muy satisfecha con los servicios que se brindan en consulta externa, una mínima cantidad menciona que no está satisfecho con el tiempo de espera para la consulta


Asunto(s)
Humanos , Femenino , Satisfacción del Paciente , Atención a la Salud , Resumen del Alta del Paciente , Salud Pública , Epidemiología Descriptiva , Estudios Transversales
17.
Managua; s.n; sept. 2019. 72 p. ilus, tab, graf.
Tesis en Español | LILACS | ID: biblio-1048316

RESUMEN

Estudio descriptivo de corte transversal. Universo de 550 usuarios, muestra 227 usuarios, técnica través de encuesta, instrumento cuestionario de SERVQUAL, adaptado a servicios de salud, 22 preguntas de expectativas y 22 de percepciones, cinco dimensiones: bienes tangibles, confiabilidad, capacidad de respuesta, seguridad y empatía. Los datos recolectados se digitaron en una base de datos, procesándose en Microsoft Excel. El 54,6% fueron mujeres, grupo etario 50-59 años con 34,3%, el mayor porcentaje de satisfacción en expectativas, para Empatía 95,0% y en percepción fue Confiabilidad con 89,49%. Capacidad de respuesta, con menor porcentaje en expectativa 89,3% y percepción 74,24%. La brecha más alejada de 0 fue Capacidad de respuesta -0,75 puntos, con un índice de calidad de servicio de -0,46. El sexo de predominio fue mujeres, edad de más porcentaje 50-59 años, para expectativas, el mayor porcentaje fue Bienes tangibles, y menor, Capacidad de respuesta. Para percepción, el mayor porcentaje fue Empatía, y menor, Capacidad de respuesta. Índice de calidad menor a uno, considerando satisfactorio el servicio recibido.


Asunto(s)
Humanos , Calidad de la Atención de Salud , Satisfacción del Paciente , Atención al Paciente , Epidemiología Descriptiva , Estudios Transversales , Administración en Salud
18.
Managua; s.n; sept. 2019. 69 p. ilus, tab, graf.
Tesis en Español | LILACS | ID: biblio-1048294

RESUMEN

Estudio descriptivo de corte transversal. Universo de 550 usuarias, muestra 227 usuarias, técnica través de encuesta, instrumento, cuestionario de SERVQUAL adaptado a servicios de salud, conteniendo 22 preguntas de expectativas y 22 de percepciones, con cinco dimensiones: bienes tangibles, confiabilidad, capacidad de respuesta, seguridad y empatía. Los datos recolectados se digitaron en una base de datos, procesándose en Microsoft Excel. El mayor porcentaje para expectativas, se obtuvo en la dimensión Bienes tangibles 98,6% y para percepción fue Empatía con 97,2%. La brecha más alejada de cero fue Capacidad de respuesta -0,48 puntos, con un índice de calidad de servicio de -0,20. La edad de predominio 20-29 años, y cursaban el segundo trimestre de gestación. De expectativas, el mayor porcentaje fue Bienes tangibles, y menos porcentaje Confiabilidad. De percepción, el mayor porcentaje fue Empatía, y menor porcentaje, Capacidad de respuesta. Un índice de calidad levemente alejado de cero, considerando satisfactorio el servicio recibido


Asunto(s)
Humanos , Femenino , Calidad de la Atención de Salud , Satisfacción del Paciente , Salud Pública , Epidemiología Descriptiva , Estudios Transversales
19.
Managua; s.n; sept. 2019. 53 p. ilus, tab, graf.
Tesis en Español | LILACS | ID: biblio-1048261

RESUMEN

OBJETIVO: Evaluar la calidad percibida de los servicios de salud con la encuesta SERVQUAL en investigaciones académicas de programas de maestría en el Centro de Investigaciones y Estudios de la Salud CIES UNAN Managua. DISEÑO: metaanálisis. Se seleccionaron todos los estudios que utilizaron la encuesta SERVQUAL, este instrumento incluye 22 preguntas para evaluar Expectativa y Percepción, distribuidos en 5 criterios de evaluación de la Calidad, se contabilizaron un total de 8 investigaciones académicas programas de maestrías del Centro de Investigaciones y Estudios de la Salud en el período de 2015 a 2017. RESULTADOS: El número total de participantes fue 1962, de las cuales 62.94% eran mujeres, 38.12% cursaron estudios de secundaria; y sus edades estaban comprendidas en un 30.53% entre los 20-29 años. Acorde al metaanálisis la estimación combinada de la diferencia de medias estandarizadas (DMS) para el ICS fue de -0.65 (-0.72, -0.58), indicando que la expectativa de la calidad en los servicios de salud fue significativamente más alta que la percepción (z= 3.0877, p= 0.002). La DMS estimada para responsabilidad y seguridad fue -0.75 (IC 95% -0.81, -0.60) y -0.75 (IC 95% -0.82, -0.68) respectivamente. Las brechas más bajas se encontraron en los bienes tangibles -0.50 (IC 95% -0.67, -0.33). CONCLUSIONES: Los usuarios participantes en los estudios que aplicaron la encuesta Servqual para medir calidad, son mayormente mujeres, predomina la educación secundaria y el grupo etáreo más representativo está comprendido entre 20 a 29 años. El ICS fue negativo en los 8 estudios. Las puntuaciones medias para las expectativas y percepciones fueron negativas para las cinco dimensiones de la encuesta SERVQUAL, lo que implica que la calidad de los servicios de salud no es plenamente satisfactoria


Asunto(s)
Percepción , Calidad de la Atención de Salud , Servicios de Salud , Metaanálisis , Administración en Salud
20.
Managua; s.n; ago. 2019. 61 p. ilus, tab, graf.
Tesis en Español | LILACS | ID: biblio-1048324

RESUMEN

Estudio descriptivo de corte transversal. La muestra estuvo constituida por 220 usuarios, las variables objetivos características sociodemográficas y las 5 dimensiones de la encuesta SERVQUAL. Fuente de información primaria. La información se recolectó por 2 asistentes informáticos. El procesamiento de la información se realizó en Open Data Kit (ODK). Se realizaron 220 encuestas, de las cuales, se observó que hubo un equilibrio en las cuatro categorías de edades una población activa laboralmente y llegando a la adultez, el 51 % fueron varones, el 48.5% son universitarias, y el 86% procedentes del área urbana. Las brechas por dimensión fueron las siguientes: Bienes Tangibles: -0.14, Confiabilidad:-0.01, Responsabilidad: 0.04. Seguridad: 0.08, Empatía: 0.09. El índice de calidad del servicio fue de 0.01. Al clasificar la calidad del servicio, la dimensión con la brecha más alejada de cero fue la confiabilidad y las más cercana de cero fueron los bienes tangibles; el resultado del índice de calidad del servicio (ICS) se interpreta que, según las percepciones y expectativas el área de Rayos x, cumplesatisfactoriamente con el estándar de calidad


Asunto(s)
Humanos , Rayos X , Servicios Hospitalarios , Satisfacción del Paciente , Resumen del Alta del Paciente , Atención al Paciente , Epidemiología Descriptiva , Estudios Transversales , Administración en Salud
SELECCIÓN DE REFERENCIAS
DETALLE DE LA BÚSQUEDA