Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 388
Filtrar
1.
Psicol. ciênc. prof ; 39(3,n.esp): 236-241, dez. 2019-maio 2020.
Artigo em Português | LILACS, Index Psicologia - Periódicos | ID: biblio-1097147

RESUMO

Neste escrito analisamos a atualidade das discussões sociais e políticas em torno das práticas de conversão de orientação sexual e de gênero. Propomos pensar os riscos que teorias e técnicas estruturantes do campo psi ­ Psicanálise, Psicologia e Psiquiatria ­ têm de serem capturadas por grupos sociais, políticos e religiosos que podem utilizá-las para legitimar e ampliar o poder e o alcance de suas proposições no tocante ao exercício da sexualidade e à identidade de gênero. Construímos a hipótese de que certos fósseis morais, religiosos e conceituais, que pertencem aos registros lógicos e históricos das teorias e discursividades constituintes do campo psi, acabam sendo registros privilegiados para tal captura de práticas e de sentido conceitual. Dentre estes fósseis, citamos as discussões sobre a natureza psicopatológica da homossexualidade e mesmo sobre a formação de psicanalistas homossexuais, o que provocou debates intensos até tempos bastante recentes...(AU)


In this paper we analyze the current social and political discussions around the practices of conversion of sexual orientation and gender. We propose to think about the risks that the theories and structuring techniques of the field of psychoanalysis, psychology and psychiatry involve if captured by social, political and religious groups that can use them to legitimize and broaden the power and scope of their propositions regarding exercise of sexuality and gender identity. We construct the hypothesis that certain moral, religious, and conceptual fossils, which belong to the logical and historical records of the constituent theories and discursivities of the psy field, end up being privileged records for such capture of practices and conceptual sense. Among these fossils, we cite the discussions about the psychopathological nature of homosexuality and even about the formation of homosexual psychoanalysts, which provoked intense debates until quite recent times.


En este artículo analizamos las discusiones sociales y políticas actuales sobre las prácticas de conversión de orientación sexual y de género. Proponemos pensar en los riesgos que tienen que capturar las teorías y técnicas de estructuración en el campo psi - psicoanálisis, psicología y psiquiatría por parte de grupos sociales, políticos y religiosos que pueden usarlas para legitimar y extender el poder y el alcance de sus proposiciones con respecto al ejercicio de sexualidad e identidad de género. Presumimos que ciertos fósiles morales, religiosos y conceptuales, que pertenecen a los registros lógicos e históricos de las teorías y discursividades que constituyen el campo psi, terminan siendo registros privilegiados para tal captura de prácticas y de significado conceptual. Entre estos fósiles, citamos discusiones sobre la naturaleza psicopatológica de la homosexualidad e incluso sobre la formación de psicoanalistas homosexuales, lo que ha provocado un intenso debate hasta tiempos muy recientes.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Adulto Jovem , Psicanálise , Psicologia , Religião , Homossexualidade , Cura em Homeopatia , Minorias Sexuais e de Gênero , Identidade de Gênero , Psiquiatria , Comportamento Sexual , Poder Psicológico , Sexualidade , Políticas
2.
Recurso educacional aberto em Espanhol | CVSP - Regional | ID: oer-3808

RESUMO

Criterios para calificación de las evidencias y recomendaciones de tratamiento específico de LV, Aspectos importantes a ser considerados antes del inicio del tratamiento de la leishmaniasis visceral, Indicaciones de tratamientos específicos, Principales medicamentos utilizados, dosis, tiempo de tratamiento y eventos adversos, Tratamiento de soporte Definiciones de cura, abandono, tratamiento irregular, Criterios de cura


Assuntos
Resultado do Tratamento , Cura em Homeopatia , Leishmaniose Visceral , Efeitos Colaterais e Reações Adversas Relacionados a Medicamentos
3.
Evid. actual. práct. ambul ; 21(3): 70-72, oct. 2018.
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: biblio-1016174

RESUMO

En este artículo, el autor reflexiona sobre sobre el presente y el futuro de la educación médica en el contexto de las tecnologías de la información y de la convivencia de nuestro trabajo con los dispositivos de inteligencia artificial, de los nuevos contenidos de genética y neurociencias, del trabajo en equipo y de la necesaria resignifificación de los términos "cura" y "cuidado". Se pregunta además si estamos en condiciones de encarar dicho desafío y de estar a la altura de las necesidades educativas de las próximas (y la actual) generación/es de médicos. (AU)


In this article, the author reflects on the present and the future of medical education in the context of information technologies and the coexistence of our work with artificial intelligence devices, the new contents of genetics and neurosciences, about team work and the necessary resignification of the terms "cure" and "care". He also wonders if we are able to face this challenge and to deal with the educational needs of the next (and the current) generation/s of doctors. (AU)


Assuntos
Humanos , Inteligência Artificial/tendências , Educação/tendências , Educação Médica/tendências , Tecnologia da Informação/tendências , Docentes de Medicina/tendências , Médicos/psicologia , Médicos/tendências , Neurociências/educação , Cura em Homeopatia/tendências , Educação Médica/estatística & dados numéricos , Avaliação Educacional , Empatia , Docentes de Medicina/educação , Genética/educação
4.
In. Teixeira, Luiz Antonio; Pimenta, Tânia Salgado; Hochman, Gilberto. História da saúde no Brasil. São Paulo, Hucitec, 2018. p.67-100. (Saúde em Debate, 269).
Monografia em Português | HISA - História da Saúde | ID: his-40749

RESUMO

Considerando as mudanças na historiografia a escravidão brasileira, apresenta um panorama das principais temáticas desenvolvidas pelas pesquisas sobre escravidão e saúde no Brasil, destacando o pensamento médico, as doenças propriamente ditas com suas classificações/nomenclaturas e as artes de curar. Estes temas se entrecruzam, mas aparecem aqui de forma separada apenas para facilitar a apresentação. Aborda o pensamento médico e agenciamentos entre as artes de curar.


Assuntos
Doença , Cura em Homeopatia
5.
In. Silva, Maria Elisa Lemos Nunes da; Batista, Ricardo dos Santos. História e saúde: políticas, assistência, doenças e instituições na Bahia. Salvador, EdUNEB, 2018. p.105-140.
Monografia em Português | HISA - História da Saúde | ID: his-41298

RESUMO

Analisa as atividades de Francisco Antônio de Sampaio, um representante das artes de curar no Brasil, especialmente a partir de sua inserção no campo da história natural e da cirurgia na vila de Nossa Senhora do Rosário da Cachoeira, na segunda metade do século XVIII. Ele estudou plantas e animais, possuía conhecimento sobre anatomia e sobre remédios utilizados para a cura das doenças de enfermos no referido contexto.(AU)


Assuntos
Cura em Homeopatia , Médicos , História do Século XVIII
6.
Homeopatia Méx ; 86(711): 24-29, 2017.
Artigo em Espanhol | LILACS, HomeoIndex - Homeopatia, MOSAICO - Saúde integrativa | ID: biblio-880087

RESUMO

La Homeopatía se fundamenta en la ley de semejanza, la cual nos dice que el empleo de medicamentos que producen síntomas similares a los de las enfermedades estimula la reacción del organismo para aliviar sus propias dolencias. El tratamiento homeopático puede emplear toda clase de sustancias (naturales o sintéticas, en dosis ponderales o infinitesimales) siempre que se respete dicho principio. Con base en lo anterior, desde 2003 hemos propuesto el uso de fármacos modernos según el principio homeopático de curación tanto a través de investigaciones y publicaciones en revistas científicas, como de la elaboración de una Materia Médica Homeopática de Fármacos Modernos, que incluye los efectos primarios de 1,250 fármacos alopáticos, y un Repertorio Homeopático de Fármacos Modernos. Estos esfuerzos forman parte del proyecto Nuevos Medicamentos Homeopáticos: Uso de Fármacos Modernos según el Principio de Semejanza, que puede consultarse de manera gratuita, en portugués e inglés, en el sitio web www.nuevosmedicamentoshomeopaticos. com. Ahora, la validez clínica y científica de esta propuesta ha comenzado con la realización de un ensayo clínico para evaluar la eficacia y la seguridad del estrógeno dinamizado en el tratamiento homeopático del dolor pélvico asociado a la endometriosis. El resultado ha sido positivo, pero se requiere que médicos, farmacéuticos e investigadores se sumen a esta iniciativa para robustecerla e impulsar su crecimiento.


Assuntos
Humanos , Preparações Farmacêuticas , Cura em Homeopatia , Medicamento Homeopático , Repertório Homeopático
7.
Homeopatia Méx ; 86(709): 11-18, 2017. tab, ilus
Artigo em Espanhol | LILACS, HomeoIndex - Homeopatia, MOSAICO - Saúde integrativa | ID: biblio-880096

RESUMO

El acné es una de las dermatosis más frecuentes en todo el mundo y una de las patologías más comunes en adolescentes y adultos jóvenes. Se trata de una enfermedad inflamatoria crónica de las unidades pilosebáceas que, clínicamente, puede presentarse como seborrea, comedones, pápulas eritematosas, pústulas y nódulos. Las formas graves de acné pueden afectar muchos aspectos de la vida de una persona, y provocar que haya mucha vergüenza y estrés. El acné conglobata, específicamente, es una forma muy severa de acné noduloquístico en el que las lesiones inflamatorias predominan y funcionan juntas y a menudo forman exudados o sangran. Esta tipología del acné puede causar cicatrices extensas. Se presenta el reporte de un caso clínico de un paciente con acné conglobata que acudió a cuatro consultas médicas, cuyo resultado permitió conocer la efectividad de la medicina homeopática.


Assuntos
Humanos , Masculino , Cura em Homeopatia , Repertorização , Acne Conglobata/terapia , Dermatopatias
8.
São Paulo; Alameda; 2017. 419 p. ilus.
Monografia em Português | HISA - História da Saúde | ID: his-43138

RESUMO

Este livro apresenta um conjunto de temas e abordagens, diferentes recortes espaciais e temporais em torno do problema da história da saúde e das doenças, situando as doenças numa perspectiva histórica, biológica e humana. Oferece observações e interpretações de trajetórias de pessoas e de doenças que, no geral, revelam lutas e sofrimentos, mas também, dignidade e superação. Ao percorrerem as sendas das doenças, em meio à obscuridade do tempo e das fontes trouxeram a baila o desespero,as dores, as crenças, as esperanças e as instituições que lhes foram e são inerentes ou derivadas, revelando-nos as raízes biológicas e sociais de várias moléstias, bem como, suas formas de expansão e as ações empreendidas para combatê-las.(AU)


Assuntos
Doença , Cura em Homeopatia , Atenção à Saúde
9.
Archiv. med. fam. gen. (En línea) ; 13(1): 18-26, nov. 2016. tab
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: biblio-907411

RESUMO

Desde la medicina oficial se desconoce y subestima el uso de otras formas de atención, por lo que este trabajo tiene como objetivos caracterizar el conocimiento sobre uso de hierbas medicinales en la zona sudeste de la ciudad de Salta; identificar cuáles se utilizan para tratar problemas de salud; y valorar su frecuencia de uso. Se realizó una investigación cuali-cuantitativa, entrevistando a informantes claves y grupos focales. Se confeccionaron listas de hierbas medicinales, y sus usos se categorizaron por problemas de salud. Se realizó una encuesta sobre frecuencia de usos medicinales. Se mencionaron 59 hierbas medicinales con una media de 2,3 usos por planta. Con un "Nivel de importancia Significativo" se encuentran quimpe, tusca, paico, coca, molle, ruda y hediondilla. El "coqueo" se encontró en 54% de las familias. El 52% utiliza alguna hierba para afecciones gastrointestinales, el 45% para problemas de la piel, el 40 % para afecciones respiratorias, el 33% para "empacho" y 17% para problemas renales, sin diferencias significativas en los usos por grupo etáreo. La población tiene amplio conocimiento sobre hierbas medicinales. La medicina formal debe legitimar estos conocimientos e incluirlos en su práctica.


Traditional health professionals underestimate and fail to recognize the use of other forms of health care, therefore this research has the objective of characterizing knowledge about the use of medicinal herbs in the southeastern area of Salta city; to identify which herbs are used to treat health problems; and to assess its frequency of use. Qualitative and quantitative research was conducted by interviewing key informants and focus groups. Lists of medicinal herbs and uses were created and categorized by health problems. Finally, a closed survey on frequency of use was carried out. Fifty-nine herbs were mentioned with an average of 2.3 uses per plant. quimpe, tusca , paico, coca, molle, ruda and hediondillawere herbs marked as “with a Significant Level of Impotanse”. The use of coca was found in 54% of the families interviewed. Fifty-two percent used some herb for gastrointestinal disorders, 45% for skin problems, 40% for respiratory conditions, 33% for indigestion and 17% for kidney problems, with no significant differences in uses according toage groups. Population has a good knowledge of medicinal herbs. Formal medicine should legitimize this knowledge and include it in its practice.


Assuntos
Humanos , Gravidez , Recém-Nascido , Lactente , Criança , Cura em Homeopatia , Preparações de Plantas , Plantas Medicinais , Aloe , Anthemis , Borago , Cedron , Cestrum , Camomila , Chenopodium ambrosioides , Coca , Eriobotrya , Plantago , Prunus , Ruta , Schinus molle , Tabaco , Verbena
11.
Homeopatia Méx ; 85(700): 20-27, ene.-feb.2016.
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: lil-786722

RESUMO

Desde la creación de la doctrina homeopática los conceptos de curación, paliación y supresión han causado inquietud, ya que en muchos círculos médico homeopáticos se tiene la percepción de que la supresión y la paliación son dos acciones que no se deben realizar, o peor aún, se tiene la idea equivocada de que la supresión homeopática no existe. Por eso, muchos médicos pasan buena parte de su vida profesional tratando de conseguir la “curación” de sus pacientes, por imposible o riesgosa que parezca. Pero, ¿por qué se le teme tanto a la supresión? ¿Por qué se piensa que la paliación es jugar con los pacientes? Quizás a lo largo de los años del desarrollo doctrinario se han malinterpretado las definiciones que Samuel Hahnemann otorgó a estos conceptos. Así, en el presente artículo se describen estos términos de manera general y se profundiza en la forma en que se aplican en el ámbito homeopático, con la finalidad de generar un contexto más amplio al respecto...


Since the creation of homeopathic doctrine, the healing concepts palliation and suppression have caused concern because in many homeopathic medical circles there is a perception that the suppression and palliation are two actions that cannot be performed, or even worse, it has the misconception that homeopathic suppression doesn´t exist. Therefore, many doctors spend much time in their professional lives trying to get the “cure” for their patients, as risky and impossible as it may be. But, why worry about suppression? Why think that palliation is playing with patients? Perhaps over the years of doctrinal development, the definitions that Samuel Hahnemann gave about these concepts have been misinterpreted. So, in this article these terms are described in general and explore in a deep way on how they are applied in the homeopathic field in order to generate a broader context about it...


Assuntos
Humanos , Cura em Homeopatia , Clínica Homeopática , Filosofia Homeopática , Supressão
12.
Homeopatia Méx ; 85(700): 20-27, ene.-feb. 2016.
Artigo em Espanhol | HomeoIndex - Homeopatia | ID: hom-11168

RESUMO

Desde la creación de la doctrina homeopática los conceptos de curación, paliación y supresión han causado inquietud, ya que en muchos círculos médico homeopáticos se tiene la percepción de que la supresión y la paliación son dos acciones que no se deben realizar, o peor aún, se tiene la idea equivocada de que la supresión homeopática no existe. Por eso, muchos médicos pasan buena parte de su vida profesional tratando de conseguir la “curación” de sus pacientes, por imposible o riesgosa que parezca. Pero, ¿por qué se le teme tanto a la supresión? ¿Por qué se piensa que la paliación es jugar con los pacientes? Quizás a lo largo de los años del desarrollo doctrinario se han malinterpretado las definiciones que Samuel Hahnemann otorgó a estos conceptos. Así, en el presente artículo se describen estos términos de manera general y se profundiza en la forma en que se aplican en el ámbito homeopático, con la finalidad de generar un contexto más amplio al respecto. (AU)


Since the creation of homeopathic doctrine, the healing concepts palliation and suppression have caused concern because in many homeopathic medical circles there is a perception that the suppression and palliation are two actions that cannot be performed, or even worse, it has the misconception that homeopathic suppression doesn´t exist. Therefore, many doctors spend much time in their professional lives trying to get the “cure” for their patients, as risky and impossible as it may be. But, why worry about suppression? Why think that palliation is playing with patients? Perhaps over the years of doctrinal development, the definitions that Samuel Hahnemann gave about these concepts have been misinterpreted. So, in this article these terms are described in general and explore in a deep way on how they are applied in the homeopathic field in order to generate a broader context about it. (AU)


Assuntos
Supressão , Filosofia Homeopática , Cura em Homeopatia , Clínica Homeopática
13.
São Paulo; s.n; 2016. 41 p.
Tese em Português | HomeoIndex - Homeopatia | ID: hom-11274

RESUMO

A Homeopatia nasceu do descontentamento de Hahnemann, médico alemão, com os métodos e medicamentos utilizados pela medicina empregada em sua época e pela busca de uma medicina menos invasiva e eficiente. Seu desejo de uma medicação que promovesse a cura do paciente, não apenas na parte física, embasou-se nos conceitos de Hipócrates e no vitalismo. Dessa maneira, para se obter a cura do paciente é preciso entender sua doença do ponto de vista físico e psicomental. De acordo com a filosofia vitalista, todo ser humano é dotado de uma Força ou Energia Vital capaz de atuar na manutenção e recuperação do equilíbrio, apontado como o responsável pela saúde do paciente. Desta forma, utilizando princípios como o da semelhança, Hahnemann estudou substâncias que seriam capazes de despertar no organismo a doença em proporções mínimas, de modo a favorecer a reação e o trabalho da cura. Suas idéias foram organizadas após extensas pesquisas e vem comprovando, até os dias atuais, a possibilidade do paciente ser tratado em um caminho que culmina em sua saúde novamente. Acolher o ser humano como um todo, dentro da consulta homeopática, faz parte do tratamento, onde a doença não deve ser vista como um evento isolado e restrito ao corpo físico. O trabalho foi realizado a partir de uma revisão bibliográfica em livros tradicionais e meio eletrônico. Ao final, conclui-se que a Homeopatia e sua maneira de entender paciente e processo de doença e saúde podem oferecer ao ser humano uma maneira menos agressiva e um caminho direcionado para o bem estar e a cura. (AU)


Homeopathy is born of discontent Hahnemann, a German physician, with the methods and drugs used in medicine employed in his time and the search for a less invasive and effective medicine. His desire for a medication that promotes the healing of the patient, not just the physical part, he underwrote the concepts of Hippocrates and vitalism. Thus, to obtain the patient's healing is necessary to understand their physical and disease psychomental view. According to the vitalist philosophy, every human being is endowed with a force or vital energy capable of acting in maintaining and restoring balance, appointed as responsible for the health of the patient. Thus, using the similar principles as Hahnemann studied substances which would be capable of awakening the body disease in minor proportions, in order to promote the reaction and the work of healing. His ideas were organized after extensive research and is proving, to the present day, the patient's possibility to be treated in a way that culminates in his health again. To accept the human being as a whole, within the homeopathic consultation is part of the treatment where the disease should not be seen as an isolated and restricted to the physical body event. The study was conducted from a literature review on traditional books and electronic media. Finally, it is concluded that homeopathy and his way to understand patient and disease and health process can offer to man a less aggressive way and a path directed to the well-being and healing. (AU)


Assuntos
Humanos , Homeopatia , Diagnóstico Constitucional , Humanismo , Cura em Homeopatia
14.
Rio de Janeiro; s.n; 2016. 233 p.
Tese em Português | HISA - História da Saúde | ID: his-36691

RESUMO

Ao analisar a conjuntura ambígua entre as artes de curar de finais do século XVIII e princípios do século XIX, percebeu-se no espaço geográfico da América portuguesa e em Angola uma conexão entre magia e ciências para o trato das doenças. Porém,com a renovação ilustrada ocorrida na Universidade de Coimbra, ao final do século XVIII, que atingiu a prática médica evidenciou-se uma rede de informações, que incrementou o controle do Estado nos territórios do ultramar. A referida rede está inserida em uma intrincada rede de alianças esociabilidades, que na conjuntura estudada destaca-se o auge do tráfico de escravos. Foi nesse lucrativo negócio em que vários agentes sociais como funcionários do ultramar, físicos, boticários, sangradores, barbeiros e viajantes atuaram nas fissuras da administração portuguesa nas costas do Atlântico Sul, acumulando mercês, desenvolvendo atividades comerciais, fazendo circular informações de todo tipo, inclusive médicas, úteis ao império ultramarino português. Tal busca de informações evidenciou uma preocupação para com a saúde das possessões do ultramar, inclusive com a dos escravos. Nesse contexto evidenciou-se a valorização dosconhecimentos nativos americanos e africanos de cura, que circularam entre a América portuguesa e Angola. Como as informações, os medicamentos e práticas médicas também constavam nessa rede, viajando nos vários territórios do ultramar, evidenciando semelhanças entre remédios e tratamentos na América portuguesa e em Angola. (AU)


Assuntos
História da Medicina , Medicina Tradicional , Cura em Homeopatia
15.
Pers. bioet ; 19(2): 198-226, jul.-dic. 2015.
Artigo em Espanhol | LILACS, BDENF - Enfermagem, COLNAL | ID: lil-772392

RESUMO

El consentimiento informado en investigación se inscribe en la relación médico-paciente, que ha sufrido, y sigue sufriendo, importantes cambios: desde el planteamiento clásico, como relación de amistad, al planteamiento contemporáneo, como relación entre extraños (enemigos potenciales, siguiendo tesis ilustradas sobre la sociedad), que es regulada por normas éticas y legales. El principal objetivo de estas últimas es conseguir, mediante requisitos formales, que dicha relación no perjudique al paciente. Bajo esta luz, se examina y compara el consentimiento informado en las principales normativas internacionales y en la ley española. Especialmente, nos centramos en la hoja de información al paciente, la comprensión, la voluntariedad, la certificación y la comunicación de los resultados de la investigación. Se concluye con la observación de la seria limitación intrínseca de la que adolecen estas normativas, que impiden, más que favorecen, el trato adecuado al paciente.


Informed consent for research is part of the doctor-patient relationship, which has suffered and continues to suffer important changes. These range from the classic approach, such as friendship, to the contemporary approach, namely, a relationship between strangers (potential enemies, according to illustrated notions of society) regulated by ethical and legal standards. The primary objective of these standards is to ensure, through formal requirements, that the relationship does not harm the patient. With this perspective in mind, the study examines and compares informed consent in light of the most important international standards and under Spanish law. There is a particular focus on the patient information sheet, understanding, willingness, certification and communication of research results. The study concludes there are serious inherent constraints in these regulations that prevent rather than promote treating the patient properly.


O consentimento informado em pesquisa está apoiado na relação médico-paciente, que sofreu, e continua sofrendo, importantes mudanças: da proposta clássica, como relação de amizade, à proposta contemporânea, como relação entre estranhos (inimigos potenciais, seguindo teses ilustradas sobre a sociedade), que é regulada por normas éticas e legais. O principal objetivo destas últimas é conseguir, mediante requisitos formais, que essa relação não prejudique o paciente. Sob esse prisma, examina e compara-se o consentimento informado nas principais normativas internacionais e na lei espanhola. Especialmente, centra-se no prontuário do paciente, na compreensão, na voluntariedade, na certificação e na comunicação dos resultados da pesquisa. Conclui-se com a observação da séria limitação intrínseca da qual sofrem essas normativas, que impedem, mais do que favorecem, o tratamento adequado do paciente.


Assuntos
Humanos , Pacientes , Bioética , Cura em Homeopatia , Consentimento Livre e Esclarecido , Ilustração Médica
17.
São Paulo; Marcus Zulian Teixeira; 2 ed; 2015. 296 p. tab.
Monografia em Português | HomeoIndex - Homeopatia | ID: hom-11712

RESUMO

Apesar da bissecular eficácia terapêutica da Homeopatia, fator imprescindível à permanência deste método de tratamento até os dias atuais, o meio acadêmico e científico exige comprovações segundo os parâmetros da pesquisa moderna. Esta sempre foi a tônica das discussões entre homeopatas e alopatas (enantiopatas), pois estes dois métodos de tratamento estão fundamentados em paradigmas opostos, possuindo metodologias distintas e divergindo sobre inúmeros fatores, tais como: verificação dos poderes curativos das drogas utilizando a experimentação em indivíduos humanos sadios ou doentes (animais); valorização dos aspectos psíquicos, emocionais e gerais nestas experimentações e na atuação terapêutica; escolha do medicamento segundo os princípios da semelhança ou dos contrários; utilização de doses infinitesimais ou ponderais; administração de medicamentos únicos ou combinados, etc. Esta obra foi idealizada na tentativa de aproximar o modelo homeopático da racionalidade médica contemporânea, buscando nas publicações e pesquisas científicas modernas o substrato para fundamentar os principais conceitos da Homeopatia, em especial, o princípio da similitude terapêutica. Em diversas áreas do conhecimento humano, da Física à Fisiologia, assim como em centenas de medicamentos empregados pela Farmacologia clássica, encontramos a confirmação dos pressupostos homeopáticos, de forma análoga ao citado por Hahnemann há mais de duzentos anos. Buscando a aproximação da medicina homeopática com a medicina convencional, esperamos num futuro próximo poder participar conjuntamente na formação de uma única Medicina, na qual o benefício ao paciente esteja acima de qualquer sentimento individualista ou sectário.


Assuntos
Cura em Homeopatia , Homeopatia , Fundamentos da Homeopatia/história , Clínica Homeopática , Conhecimento
18.
São Paulo; Marcus Zulian Teixeira; 3 ed; 2015. 375 p. tab.
Monografia em Português | HomeoIndex - Homeopatia | ID: hom-11715

RESUMO

Apesar da bissecular eficácia terapêutica da Homeopatia, fator imprescindível à permanência deste método de tratamento até os dias atuais, o meio acadêmico e científico exige comprovações segundo os parâmetros da pesquisa moderna. Esta sempre foi a tônica das discussões entre homeopatas e alopatas (enantiopatas), pois estes dois métodos de tratamento estão fundamentados em paradigmas opostos, possuindo metodologias distintas e divergindo sobre inúmeros fatores, tais como: verificação dos poderes curativos das drogas utilizando a experimentação em indivíduos humanos sadios ou doentes (animais); valorização dos aspectos psíquicos, emocionais e gerais nestas experimentações e na atuação terapêutica; escolha do medicamento segundo os princípios da semelhança ou dos contrários; utilização de doses infinitesimais ou ponderais; administração de medicamentos únicos ou combinados, etc. Esta obra foi idealizada na tentativa de aproximar o modelo homeopático da racionalidade médica contemporânea, buscando nas publicações e pesquisas científicas modernas o substrato para fundamentar os principais conceitos da Homeopatia, em especial, o princípio da similitude terapêutica. Em diversas áreas do conhecimento humano, da Física à Fisiologia, assim como em centenas de medicamentos empregados pela Farmacologia clássica, encontramos a confirmação dos pressupostos homeopáticos, de forma análoga ao citado por Hahnemann há mais de duzentos anos. Buscando a aproximação da medicina homeopática com a medicina convencional, esperamos num futuro próximo poder participar conjuntamente na formação de uma única Medicina, na qual o benefício ao paciente esteja acima de qualquer sentimento individualista ou sectário.


Assuntos
Cura em Homeopatia , Homeopatia , Fundamentos da Homeopatia/história , Clínica Homeopática , Conhecimento
19.
Rio de Janeiro; s.n; 2015. 117 p.
Tese em Português | HISA - História da Saúde | ID: his-36555

RESUMO

A presente dissertação se insere no campo da história da saúde e tem como objetivos principais compreender como ocorreu o processo de expansão e desenvolvimento da homeopatia na Bahia e analisar as diversas polêmicas e embates sociais que se deram em torno da consolidação desta arte de curar no estado, no período de 1913 a 1936, através da trajetória de Alfredo Soares da Cunha, um homeopata que enfrentou diversas problemáticas para que pudesse atuar como praticante da arte de curar hahnemanniana. A singularidade desta trajetória permitiu analisar diversas facetas do contexto na qual ela se inseriu. Assim, foi possível estabelecer os caminhos que a homeopatia tomou na Bahia até o aparecimento do personagem central desta pesquisa; levantar as discussões acerca da prática homeopática; investigar a conjuntura político-sanitarista do estado e as ações públicas frente à medicina popular e às práticas de cura não autorizadas; averiguar as incoerências do conjunto normativo, em que coadunavam legislações que pareciam se contradizer entre si e que podiam ser interpretadas de formas conflitantes. Através, portanto, das polêmicas travadas em torno deste indivíduo, que figuram em diversas fontes, é possível estabelecer mudanças na escala de análise que permitem compreender as transformações e processos históricos ocorridos dentro desse recorte de prática homeopática de Alfredo Soares da Cunha. (AU)


Assuntos
História da Homeopatia , Medicina Tradicional , Cura em Homeopatia
20.
In. Nascimento, Dilene Raimundo do; Franco, Sebastião Nascimento; Silveira, Anny Jackeline Torres. Uma história brasileira das doenças. Belo Horizonte, Fino Traço, 2015. p.309-331. (História, 54).
Monografia em Português | HISA - História da Saúde | ID: his-36596

RESUMO

Observando as práticas de saúde, doença e cura como um espaço para a compreensão da sociedade brasileira do século XIX, partimos da proposição de que a aceitação do "feitiço" como um elemento "causador de doenças" colocava em ação práticas de cura específicas, bem como curadores especializados. Essa relação entre as causas das doenças e práticas de cura que lhe eram típicas podem ser observadas em diversos processos-crimes movidos contra curandeiros. Tal, permite adentrar no universo de crenças da sociedade brasileira bem como das formas como esta manifestava as concepções que tinha a respeito do corpo e da ação das doenças em suas formas visíveis e invisíveis. Nesse sentido, a violência as formas de curar aparece como um padrão recorrente na documentação (embora ainda pouco referido na historiografia) sugerindo importantes perguntas e ilações com nossas modernas ideias sobre o sofrimento e aceitação do velho ditado de que "o que arde, cura". Ao mesmo tempo, sendo o feitiço, muitas vezes, associados aos homens e mulheres negros, fica claro que a experiência da enfermidade e as relações que a partir daí eram estabelecidas podem revelar outros aspectos da cotidianidade do contexto hierárquico da sociedade escravista dos oitocentos. (AU)


Assuntos
Cura em Homeopatia , Dor , Violência , Bruxaria , Conhecimentos, Atitudes e Prática em Saúde
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA
...