Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 17 de 17
Filtrar
1.
Washington, D.C.; OPAS; 2021-07-15.
em Português | PAHO-IRIS | ID: phr-54510

RESUMO

Os efeitos da mudança climática na saúde humana são inequívocos e já podem ser percebidos no mundo todo. Fenômenos como ondas de calor, ondas de frio, inundações, secas, furacões, tempestades e outros eventos climáticos extremos podem impactar a saúde direta e indiretamente, bem como desencadear ou agravar certas afecções e, consequentemente, exercer pressão sobre os serviços de saúde e sua infraestrutura. Essas afecções incluem doenças transmitidas por vetores, água e alimentos — devido a mudanças no comportamento e distribuição de vetores e patógenos — e transtornos de saúde mental induzidos pela crescente agitação social e pelos deslocamentos forçados. Mudança climática para profissionais da saúde: Guia de bolso é um manual baseado em dados empíricos que oferece informações essenciais para médicos e outros profissionais de saúde perceberem os impactos da mudança climática em sua prática diária. Com este guia de referência rápida, os prestadores podem reconhecer facilmente as doenças e os efeitos colaterais relacionados à mudança climática, implementar as condutas adequadas e fornecer orientações às populações expostas, fornecer informações atualizadas sobre a relação entre os efeitos adversos de certos medicamentos e o agravamento de condições de saúde sensíveis ao clima, e determinar as possíveis consequências da mudança climática para os serviços de saúde. Este livro aborda os principais riscos meteorológicos, bem como as condições de saúde que eles podem influenciar, agrupados por áreas clínicas específicas. Com esta publicação, a Organização Pan-Americana da Saúde pretende contribuir para a construção de conhecimento sobre o assunto e fortalecer a capacidade dos sistemas de saúde de prever, prevenir e se preparar a fim de oferecer serviços de saúde contínuos em um mundo no qual o clima está mudando rapidamente.


Assuntos
Mudança Climática , Meio Ambiente e Saúde Pública , Fatores de Risco , Doenças da Pele e do Tecido Conjuntivo , Doenças Cardiovasculares , Saúde Mental , Análise de Situação
2.
Washington, D.C.; OPAS; 2021-05-27.
em Português | PAHO-IRIS | ID: phr-54129

RESUMO

O Atlas interativo de leishmaniose nas Américas: aspectos clínicos e diagnósticos diferenciais e uma publicação inovadora na qual se abordam os principais conceitos, conhecimentos e diferenças clínicas das leishmanioses em diferentes países endêmicos da Região das Américas. Além disso, apresenta as principais doenças da pele e das mucosas que devem ser consideradas no diagnóstico diferencial das diversas manifestações clínicas das leishmanioses, que e um dos principais desafios para os profissionais responsáveis pelo diagnóstico da doença. Esta publicação e o resultado de um trabalho conjunto da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) com especialistas e colaboradores, com o apoio do Hospital Universitário Centro Dermatólogico Federico Lleras Acosta, da Colombia, e dos ministérios da saúde dos Estados Membros da OPAS. O objetivo desta obra e dar aos profissionais de saúde a possibilidade de buscar, conhecer e analisar de maneira interativa as 1.029 fotografias e ilustrações de leishmaniose e das 55 principais doenças consideradas no diagnóstico diferencial. Esperamos que seja de grande utilidade para estudantes, professores, pesquisadores e profissionais do sistema de atenção a saúde de nossa Região e de todos os demais continentes ao atenderem pacientes infectados nas Américas.


Assuntos
Leishmaniose , Leishmaniose , Doenças da Pele e do Tecido Conjuntivo , Doenças Transmissíveis , América
3.
Washington, D.C.; OPS; 2020-10-27.
em Espanhol | PAHO-IRIS | ID: phr-52950

RESUMO

Los efectos del cambio climático en la salud humana son inequívocos y ya se perciben en todo el mundo. Fenómenos como las olas de calor y de frío, las inundaciones, las sequías, los huracanes, las tormentas y otros episodios extremos pueden afectar directa e indirectamente la salud y desencadenar o exacerbar determinadas afecciones —entre ellas, enfermedades transmitidas por vectores, agua y alimentos debido a cambios en el comportamiento y la distribución de los vectores y los patógenos o trastornos de salud mental provocados por el aumento de los disturbios y los desplazamientos forzados—, con la consiguiente presión sobre los servicios de salud y su infraestructura. Cambio climático para profesionales de la salud es un libro de bolsillo basado en datos empíricos que ofrece información esencial para que el personal médico y otros profesionales de salud distingan en su práctica diaria el impacto del cambio climático. Con esta guía de referencia rápida podrán reconocer con facilidad las enfermedades y efectos secundarios relacionados con el cambio climático, administrar los tratamientos adecuados y aconsejar a las poblaciones expuestas, presentar información actualizada sobre la relación entre los efectos secundarios de ciertos medicamentos y la agravación de las dolencias sensibles al clima, y determinar las consecuencias posibles para los servicios de salud. En este libro se abordan los principales fenómenos meteorológicos, así como las afecciones en las que pueden tener incidencia, agrupados por áreas clínicas específicas. La Organización Panamericana de la Salud aspira a que esta publicación contribuya a aumentar los conocimientos en la materia y la capacidad de los sistemas de salud para anticipar, prevenir y prepararse con vistas a brindar de forma constante servicios de salud de alta calidad en un mundo con un clima que cambia a gran velocidad.


Assuntos
Mudança Climática , Meio Ambiente e Saúde Pública , Doenças Cardiovasculares , Gastroenteropatias , Doenças da Pele e do Tecido Conjuntivo , Fatores de Risco , Processos Climáticos , Análise de Situação , Saúde Mental
4.
Washington, D.C.; OPAS; 2018-12.
em Espanhol, Português | PAHO-IRIS | ID: phr-49699

RESUMO

[Introdução]. A pele do paciente é a primeira e mais visível estrutura do corpo com a qual todo profissional de saúde se depara durante um exame. É também muito visível para o paciente, e qualquer doença que a afete será notada e afetará o bem-estar pessoal e social. Portanto, a pele é um importante ponto de partida tanto para o diagnostic quanto para o manejo. Muitas doenças dos seres humanos são associadas a alterações cutâneas, que variam de sintomas como prurido a alterações de cor, textura e aparência. Com frequência, as principais doenças tropicais negligenciadas (DTNs) produzem essas alterações cutâneas, reforçando os sentimentos de isolamento e estigmatização dos pacientes afetados. Na verdade, com frequência esses são os primeiros sinais que os pacientes notam, até mesmo antes que haja alteração de órgãos internos ou de outros sistemas. Todas as DTNs apresentadas adiante causam alterações cutâneas proeminentes em algum estágio da evolução. Esta guia de treinamento explica como identificar os sinais e sintomas das doenças tropicais negligenciadas da pele por meio de suas características visíveis. Contém ainda informações sobre métodos de diagnóstico e manejo de problemas cutaneous comuns que os profissionais de saúde da linha de frente podem encontrar. O guia destina-se ao uso por profissionais de saúde da linha de frente sem conhecimento especializado sobre doenças cutâneas. O texto descreve estratégias mais detalhadas de investigação e manejo, mas, nesses casos, geralmente será necessário encaminhar o paciente a um serviço especializado.


[Introduccion]. La piel de un paciente es la primera estructura del cuerpo, y la más visible, que percibe todo profesional de salud en el curso de una exploración clínica. Para el paciente, la piel también es sumamente evidente, y toda enfermedad que la afecta es notoria y repercutirá sobre su bienestar personal y social. Por consiguiente, la piel es un punto de acceso importante tanto para el diagnóstico como para el tratamiento. Muchas enfermedades de los seres humanos se asocian con alteraciones de la piel, cuyos síntomas van desde el prurito hasta las modificaciones del color, la sensación táctil y la apariencia. Las principales enfermedades tropicales desatendidas (ETD) suelen producir estas alteraciones cutáneas, que refuerzan los sentimientos de aislamiento y estigmatización que sufren los pacientes afectados. De hecho, con frecuencia estos son los primeros signos que percibirán los pacientes, incluso antes de que ocurran trastornos en los órganos internos o en otros sistemas. Todas las ETD analizadas a continuación provocan alteraciones notorias de la piel en alguna etapa en su evolución. En la presente guía de capacitación se explica cómo reconocer los signos y los síntomas de las enfermedades tropicales desatendidas de la piel a partir de sus características visibles. También contiene información sobre cómo diagnosticar y tratar los problemas frecuentes de la piel que puede encontrar el personal de salud de primera línea. Público destinatario: La guía está dirigida al personal de salud de primera línea que no cuenta con conocimientos especializados sobre las enfermedades de la piel. Se describen algunas pautas para una mayor investigación y tratamiento, aunque a menudo esto llevará a la derivación del paciente a un servicio especializado.


Assuntos
Doenças Negligenciadas , Doenças da Pele e do Tecido Conjuntivo , Leishmaniose Cutânea , Hanseníase , Anormalidades da Pele , Dermatopatias
5.
Rio de Janeiro; s.n; 2018. 144 p. ilus.
Tese em Português | LILACS | ID: biblio-1046100

RESUMO

Introdução: A tuberculose cutânea (TBC) é uma forma extrapulmonar rara, representando 1-2% dos casos de tuberculose (TB). Objetivo: Avaliar os aspectos clínicos, terapêuticos e evolutivos da TBC em pacientes atendidos em um centro de referência no Rio de Janeiro. Métodos: Realizou-se um estudo longitudinal descritivo de pacientes com TBC da coorte de pacientes do Laboratório de Pesquisa Clínica em Micobacterioses a partir de dados secundários obtidos nos prontuários eletrônicos, de janeiro de 2000 a dezembro de 2016. Foram incluídos pacientes com formas clínicas compatíveis com TBC, idade igual ou maior a 16 anos e: a) diagnóstico estabelecido por cultura positiva, de aspirado de abscesso e/ou de biópsia de lesão cutânea ou de foco contíguo à pele ou; b) resposta terapêutica associada a baciloscopia positiva em exame microscópico direto ou a exame histopatológico compatível com TBC dos mesmos espécimes. Resultados: Foram incluídos 75 (4,5%) pacientes do total de 1.643 casos da coorte de TB no período, com idade mediana de 42 anos, predomínio de mulheres (58,7%) e brancos (58,7%). Condições imunossupressoras estiveram presentes, como infecção por HIV (20%), alcoolismo (6,7%), desnutrição (2,7%) e corticoterapia sistêmica (1,3%). No diagnóstico de TBC, a cultura foi positiva em 42,7% dos casos e, nos demais, o critério foi baseado nos achados histopatológicos (49,3%), no esfregaço corado positivo para bacilos álcool-ácido resistentes (5,3%) ou ambos (2,7%)


A duração mediana dos sintomas até o início do tratamento foi de oito meses. Escrofuloderma (50,7%) foi a forma clínica mais encontrada, seguida de eritema indurado de Bazin (18,7%), TB gomosa (13,3%), lúpus vulgar (8%), TB verrucosa (4%), TB orificial (2,7%) e associação de formas de TBC (2,7%). Outros locais de acometimento foram identificados como pulmonar (22,7%), mamário (6,6%) e sistema osteoarticular (4%). Na análise histopatológica de 39 casos não relacionados à hipersensibilidade (52%), foi encontrado infiltrado granulomatoso (92,3%) e necrose (38,5%) e, nos 14 casos de eritema indurado de Bazin (18,7%), infiltrado granulomatoso (71,4%), necrose (64,3%), paniculite (57,1%) e vasculite (14,3%). Reações adversas ao tratamento ocorreram em 70,7% dos casos, entretanto, apenas 2 (2,6%) necessitaram de mudança no tratamento antituberculose. Todos os pacientes que concluíram o tratamento (97,3%) evoluíram para cura das lesões. A recorrência ocorreu em 50% dos casos de eritema indurado de Bazin. Conclusão: A TBC é um evento raro dentro das TB extrapulmonares e acometeu predominantemente pacientes de gênero feminino e cor branca. Uma vez que é difícil o isolamento de M. tuberculosis na TBC, a histopatologia torna-se uma importante ferramenta diagnóstica. O tratamento no geral foi bem tolerado e, mesmo os casos com reações adversas maiores, evoluíram com cura. Recidivas ocorreram com frequência nos casos de eritema indurado de Bazin. (AU)


Assuntos
Humanos , Dermatopatias , Tuberculose Cutânea , Paniculite , Eritema Endurado , Doenças da Pele e do Tecido Conjuntivo , Infecções por Mycobacterium
6.
Recurso educacional aberto em Português | CVSP - Brasil | ID: una-10080

RESUMO

Dermatofitoses são infecções cutâneas superficiais causadas por fungos denominados genericamente de dermatófitos (gêneros: Microsporum, Trichophyton e Epidermatophyton) que afetam tecidos queratinizados como pele, cabelos e unhas. Uma vez que estes fungos são encontrados em humanos, animais e no ambiente, o principal fator de risco para o desenvolvimento da doença é o contato direto com animais ou/humanos doentes ou portadores. A transmissão também pode ocorrer através do contato com objetos ou ambientes contaminados, como escovas de cabelo, roupa de cama, vestiários, carpetes ou outras superfícies contaminadas. O diagnóstico das dermatofitoses costuma ser clínico. Porém, na dúvida diagnóstica ou falha ao tratamento pode-se solicitar o exame micológico direto para confirmar a infecção. TeleCondutas: Dermatofitose é um material de apoio sobre o tema, dirigido a médicos que atuam na Atenção Primária à Saúde. Elaborado pela equipe de teleconsultores do TelessaúdeRS-UFRGS, reúne informações sobre as formas mais comuns das dermatofitoses e seus respectivos tratamentos.


Assuntos
Doenças da Pele e do Tecido Conjuntivo , Tinha , Infecções Bacterianas e Micoses , Dermatomicoses
7.
Rev. Fac. Cienc. Méd. (Quito) ; 42(1): 65-74, jun.2017. []
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: biblio-1005070

RESUMO

Contexto: el melasma es una dermatosis frecuente en el país; predomina en mujeres. A nivel mundial existe limitada y controversial información sobre la relación entre melasma y la autoinmunidad tiroidea; en el país no existen estudios sobre esta asociación. Si fuera el caso, pacientes con melasma tendrían un alto riesgo de padecer patologías tiroideas. Objetivo: caracterizar la asociación entre melasma y autoinmunidad tiroidea en mujeres mayores de 18 años. Diseño: estudio transversal, en mujeres mayores a 18 años de edad que acuden a consulta externa del servicio de Dermatología del Hospital San Francisco de Quito, perteneciente al Instituto Ecuatoriano de Seguridad Social IESS, en el periodo abril 2014-junio 2015, diagnosticadas de melasma. Mediciones principales: la información fue obtenida de la historia clínica electrónica de cada paciente y una entrevista personal; luego se obtuvieron muestras biológicas para determinar la presencia de anticuerpo antitiroperoxidasa, antitiroglobulina y hormona estimulante de tiroides en sangre. La asociación entre las titulaciones de anticuerpos, severidad y etiología de melasma se estimó mediante regresión logística. Resultados: el 47,17% de mujeres presentó algún trastorno tiroideo; son más prevalentes las pacientes eutiroideas con anticuerpos positivos. El 19,8% presentó titulaciones de TPO-Ac positivas mientras que el 25,5% tiene niveles positivos de TG-Ac; al comparar los resultados de este estudio con reportes disponibles, existe una mayor titulación de estos dos anticuerpos en pacientes con melasma, comparado con la población que no presenta esta dermatosis. Conclusión: no se encontró asociación estadística entre melasma y titulaciones de anticuerpos antitiroideos, sin embargo, se encontró una elevada proporción de anticuerpos incluso superior a la reportada en poblaciones sanas, siendo esta diferencia estadísticamente significativa para TG-Ac. (AU)


Context: Melasma is a common dermatosis in the country; predominates in women. Globally there is limited and controversial information on the relationship between melasma and thyroid autoimmunity. In the country there are no studies on this association. If it were the case, patients with melasma would have a high risk of suffering thyroid pathologies. Objective: to characterize the association between melasma and thyroid autoimmunity in women older than 18 years. Material and methods: cross-sectional study in women older than 18 years of age who attend an outpatient clinic of the Dermatology Service of the Hospital San Francisco de Quito, belonging to the Ecuadorian Institute of Social Security IESS, in the period April 2014-June 2015, diagnosed as melasma . Main measurements: information was obtained from the electronic medical record of each patient and a personal interview; then biological samples were obtained to determine the presence of antithyroperoxidase antibody, antithyroglobulin and thyroid stimulating hormone in blood. The association between antibody titers, severity and etiology of melasma was estimated by logistic regression. Results: 47.17% of women presented with thyroid disorder; euthyroid patients with positive antibodies are more prevalent. 19.8% had positive TPO-Ac titers while 25.5% had positive levels of TG-Ac. When comparing the results of this study with available reports, there is a greater titration of these two antibodies in patients with melasma, compared to the population that does not present this dermatosis. Conclusion: No statistical association was found between melasma and antithyroid antibody titres. However, a high proportion of antibodies were found to be even higher than that reported in healthy populations, and this difference was statistically significant for TG-Ac.(AU)


Assuntos
Humanos , Feminino , Adulto , Glândula Tireoide , Doenças da Pele e do Tecido Conjuntivo , Melanose , Autoimunidade , Glândulas Endócrinas , Fenômenos do Sistema Imunológico
8.
Recurso educacional aberto em Português | CVSP - Brasil | ID: una-9640

RESUMO

Acne é a dermatose mais comum, acometendo cerca de 80% dos adolescentes e adultos jovens. É caracterizada por lesões não-inflamatórias e por lesões inflamatórias tipicamente localizadas na face, pescoço, dorso, tórax e braços. A etiologia da acne vulgar resulta da associação dos seguintes fatores: hiperqueratinização e obstrução do infundíbulo folicular, devido à descamação anormal do epitélio folicular; aumento da produção de sebo estimulada pelos andrógenos; colonização do folículo pelo Propionibacterium acnes, gerando inflamação. O TeleCondutas Acne é um material de apoio sobre o tema, dirigido a médicos que atuam na Atenção Primária à Saúde. Elaborado pela equipe de teleconsultores do TelessaúdeRS-UFRGS, reúne informações sobre classificação, características, diagnóstico e tratamento da acne, entre outros tópicos.


Assuntos
Doenças da Pele e do Tecido Conjuntivo , Dermatopatias
9.
Recurso educacional aberto em Português | CVSP - Brasil | ID: una-10079

RESUMO

A Lesão por Pressão é um dano localizado na pele e/ou tecidos moles subjacentes, geralmente sobre uma proeminência óssea, relacionada ao uso de dispositivo médico ou a outro artefato. É um problema de saúde frequente no atendimento da Atenção Primária à Saúde, especialmente identificado em visitas domiciliares na avaliação de pacientes acamados, podendo levar a repercussões graves como infecção bacteriana disseminada e osteomielite. TeleCondutas: Lesão por Pressão é um material de apoio sobre o tema, dirigido a médicos que atuam na Atenção Primária à Saúde. Elaborado pela equipe de teleconsultores do TelessaúdeRS-UFRGS, reúne informações sobre a etiologia, classificação, avaliação e tratamento de lesão por pressão.


Assuntos
Doenças da Pele e do Tecido Conjuntivo , Dermatopatias , Úlcera Cutânea , Lesão por Pressão
10.
Recurso na Internet em Português | LIS - Localizador de Informação em Saúde | ID: lis-30047

RESUMO

O site apresenta informações para público e imprensa e disponibiliza acesso ao site médico para o profissional de saúde. Oferece home, fale conosco, twitter, youtube, facebook. Traz informações sobre doenças, campanhas, prevenção, calendário de doenças, enquetes, clima tempo, enquete SBD. Apresenta sobre a SBD, doenças de pele, encontre um associado, campanha nacional do câncer de pele, tour de prevenção, vídeos, serviços credenciados, SBD Kids, notícias, sala de imprensa, índice UV na sua cidade, calculadora de risco para câncer de pele.


Assuntos
Doenças da Pele e do Tecido Conjuntivo , Neoplasias
11.
Buenos Aires; IUCS - Fundacion H. A. Barcelo; 1997. 23 p. ^efotog, imag.
Monografia em Espanhol | BINACIS | ID: biblio-1191083
12.
Buenos Aires; IUCS - Fundacion H. A. Barcelo; 1997. 23 p. fotog, imag. (63381).
Monografia em Espanhol | BINACIS | ID: bin-63381
13.
Buenos Aires; Panamericana; 1997. 108 p. ilus, tab.
Monografia em Espanhol | BINACIS | ID: biblio-1188013
14.
Buenos Aires; Panamericana; 1997. 108 p. ilus, tab. (59758).
Monografia em Espanhol | BINACIS | ID: bin-59758
15.
Buenos Aires; IUCS - Fundacion H. A .Barcelo; 1995. 35 p. tab.
Monografia em Espanhol | BINACIS | ID: biblio-1190948
16.
Buenos Aires; IUCS - Fundacion H. A .Barcelo; 1995. 35 p. imag, tablas, cuadros, graf, fotog. (63247).
Monografia em Espanhol | BINACIS | ID: bin-63247
17.
Springfield; Charles C Thomas; 1942. x,147 p. ilus, tab.
Monografia em Inglês | Coleciona SUS | ID: biblio-925187
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA
...