Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 41
Filtrar
1.
Geriatr., Gerontol. Aging (Impr.) ; 13(2): 111-117, abr-jun.2019.
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1096823

RESUMO

The estimated average survival of people with Down syndrome (DS) is currently over 50 years of age. This demographic finding warrants attention of health professionals who will care for an increasing number of adults with DS. Clinical evaluation of adults with DS should correlate characteristics inherent to the age group, especially the peculiarities produced by the syndrome. The present article proposes the development of preventive and vaccination programs ­ according to gender and age ­ and screening of diseases and conditions associated with the syndrome: 1) endocrine diseases; 2) cardiac diseases; 3) mental health; 4) dental care; 5) sensory organs; 6) osteoarticular abnormalities; 7) skin and appendages; 8) gastrointestinal diseases; and 9) cancer. However, there is scant information on the impact of comorbidities on life expectancy and quality of life or on the social and hospital costs of adults with DS.


A estimativa da sobrevida média de indivíduos com síndrome de Down (SD) passa atualmente dos 50 anos de idade. Esse dado demográfico justifica a atenção de profissionais da saúde que prestarão cuidados a um número crescente de adultos com SD. A avaliação clínica desse grupo de pacientes adultos deve correlacionar características inerentes à faixa etária, principalmente as peculiaridades produzidas pela síndrome. O presente artigo propõe o desenvolvimento de programas de prevenção e vacinação ­ conforme gênero e idade ­ e triagem de doenças e quadros associados à síndrome: 1) doenças endócrinas; 2) doenças cardíacas; 3) saúde mental; 4) saúde bucal; 5) órgãos sensoriais; 6) anomalias osteoarticulares; 7) pele e anexos; 8) doenças gastrointestinais; 9) câncer. Entretanto, há poucas informações sobre o impacto das comorbidades na expectativa de vida e na qualidade de vida, além dos custos hospitalares e sociais de adultos com SD.


Assuntos
Humanos , Qualidade de Vida , Síndrome de Down/complicações , Síndrome de Down/epidemiologia , Assistência Integral à Saúde/tendências , Expectativa de Vida Ajustada à Qualidade de Vida , Prevenção Primária , Brasil , Comorbidade , Desenvolvimento de Programas , Pessoas com Deficiência
2.
Rev. salud pública ; 21(2): 271-277, ene.-abr. 2019. tab, graf
Artigo em Espanhol, Português | LILACS | ID: biblio-1094401

RESUMO

RESUMEN: Objetivo: Conocer mediante el análisis del estado del conocimiento, el impacto de polifarmacia en calidad de vida de adultos mayores y cuál ha sido el rol de enfermería frente a esta problemática de salud. Métodos: Revisión descriptiva de 62 artículos originales de diversos diseños metodológicos, en bases de datos: EBSCO, PubMed, Web of Science, SciELO, Elsevier, SCOPUS y Dialnet. Resultados: La polifarmacia en adultos mayores se presenta con mayor frecuencia en el sexo femenino, en personas con bajo nivel de escolaridad, sumados a factores socioeconómico. Un gran porcentaje de adultos mayores presenta efecto cascada en consumo de fármacos, por cantidad de medicamentos consumidos y número de médicos consultados, produciendo interacciones farmacológicas, afectando funcionalidad y calidad de vida. Conclusiones: Es necesario mayor control de medicamentos consumidos por adultos mayores, para evitar efectos nocivos. Los profesionales de enfermería deben tener un rol educativo en este grupo etario, para disminuir polifarmacia e impulsar estilos de vida que fomenten el envejecimiento saludable.(AU)


ABSTRACT: Objective: To know, by analyzing the state of knowledge, the impact of the polypharmacy on the quality of life of older adults and the role of nursing when dealing with this health problem. Materials and Methods: Descriptive review of 62 original articles with multiple methodological designs, in the databases EBSCO, PubMed, Web of Science, SciELO, Elsevier, SCOPUS and Dialnet. Results: Polypharmacy in older adults is more frequent in the female sex and people with low level of education, and is associated with socioeconomic factors. A large percentage of older adults present with prescription cascade due to the amount of drugs consumed and the number of doctors consulted, leading to pharmacological interactions that affect functionality and quality of life. Conclusions: More control of drugs consumed by older adults is needed to avoid harmful effects. Nursing professionals should have an educational role in this age group to reduce polypharmacy and promote lifestyles that foster healthy ageing.(AU)


RESUMO: Objetivo: Conhecer, através da análise do estado do conhecimento, o impacto da polifarmácia na qualidade de vida do idoso e qual o papel da enfermagem diante desse problema de saúde. Métodos: Revisão descritiva de 62 artigos originais de vários desenhos metodológicos, nas bases de dados: EBSCO, PubMed, Web of Science, SciELO, Elsevier, SCOPUS e Dialnet. Resultados: A polifarmácia em idosos ocorre mais frequentemente no sexo feminino, em pessoas com baixa escolaridade, somada a fatores socioeconômicos. Uma grande porcentagem de idosos apresenta efeito cascata no consumo de medicamentos, pela quantidade de medicamentos consumidos e número de médicos consultados, produzindo interações farmacológicas, afetando a funcionalidade e a qualidade de vida. Conclusões: É necessário um maior controle dos medicamentos consumidos por idosos para evitar efeitos nocivos. Os profissionais de enfermagem devem ter papel educativo nessa faixa etária, para diminuir a polifarmácia e promover estilos de vida que promovam o envelhecimento saudável.(AU)


Assuntos
Saúde do Idoso , Polimedicação , Expectativa de Vida Ajustada à Qualidade de Vida , Cuidados de Enfermagem/organização & administração , Uso Indevido de Medicamentos sob Prescrição/efeitos adversos
3.
Gac. sanit. (Barc., Ed. impr.) ; 33(1): 82-84, ene.-feb. 2019. tab
Artigo em Espanhol | IBECS | ID: ibc-183631

RESUMO

Objetivo: Analizar las desigualdades en la esperanza de vida según el nivel educativo en la población española de 65 y más años. Método: Estudio transversal para la población española de 65 y más años. Se calculó la esperanza de vida total y con buena salud mediante la combinación de datos de mortalidad, salud y población. Resultados: Entre las personas de 65 y más años, tener menor nivel de estudios supuso vivir menos años totales y con buena salud, y un mayor número de años con mala salud. Las mujeres esperaron vivir más años, pero una mayor proporción de ellos con mala salud. Discusión: La perspectiva de las desigualdades en salud debe considerarse en el debate sobre el retraso en la edad de jubilación


Objective: To analyse the inequalities in life expectancy in the Spanish population over the age of 65 according to educational level. Method: Cross sectional study on the Spanish population aged 65 years and over. Life expectancy and healthy life expectancy were calculated combining mortality, health and population data. Results: People aged 65 and over with a lower educational level had shorter lives, with fewer years of good health and more years of poor health. Women lived longer, but with proportionally more years of poor health. Discussion: Social inequalities in health must be considered in the current debate on delaying the age of retirement


Assuntos
Humanos , Idoso , Idoso de 80 Anos ou mais , Envelhecimento Cognitivo , Envelhecimento Saudável , 50334/efeitos adversos , Saúde do Idoso , Aposentadoria/tendências , Escolaridade , Fatores de Risco , Fatores Socioeconômicos , Efeito Idade , Expectativa de Vida Ajustada à Qualidade de Vida
4.
Rev. esp. geriatr. gerontol. (Ed. impr.) ; 53(6): 326-331, nov.-dic. 2018. tab, graf
Artigo em Espanhol | IBECS | ID: ibc-178161

RESUMO

Introducción: Un desafío importante en la sociedad actual es conseguir que las personas mayores no solo vivan más años, sino que los vivan mejor, que logren un envejecimiento exitoso. En este sentido, un constructo que se ha mostrado relevante en la literatura especializada ha sido el autocuidado, en relación con la salud física, psicológica y social. Por ello, este trabajo se ha propuesto ofrecer evidencia de las propiedades psicométricas de una escala destinada a evaluar el autocuidado en personas mayores. Material y métodos: Han participado 443 personas de edades comprendidas entre 60 y 80años (M=66,11; DT=4,72), participantes en un programa formativo. De ellas, el 64,2% eran mujeres. La mayoría de los participantes estaban casados (73,7%). Se les pidió que respondieran a la Escala de Autocuidado para Personas Mayores (EAPM), la Escala SF-8 de Percepción de Salud y la Escala de Satisfacción con la Vida (SWLS). Los datos fueron analizados mediante análisis factorial confirmatorio, y correlaciones entre la escala de autocuidado y las variables de su red nomológica. Resultados y conclusiones: El modelo factorial sometido a verificación aportó un adecuado ajuste a los datos: ji2(23)=64,257 (p<0,001); CFI=0,936; TLI=0,899; SRMR=0,070; RMSEA=0,064 (0,046-0,083), evidenciando la presencia de tres factores: autocuidado físico, autocuidado interno y autocuidado social. Estos factores también mostraron correlaciones estadísticamente significativas con dos importantes variables de su red nomológica: la percepción de salud y la satisfacción con la vida


Introduction: A major challenge in today's society is getting older people, not only live longer, but to have a better life, and achieve successful aging. Self-care has been identified as relevant construct in its relation to physical, psychological, and social health. Therefore, this paper aims to provide first evidence of the psychometric properties of a scale to assess self-care in older people. Material and methods: The sample consisted of 443 people aged between 60 and 80years (M=66.11, SD=4.72), all of them currently participating in lifelong learning programs. There were 64.2% women, and most participants were married (73.7%). They were asked to complete the Self-Care for Older People Scale (SCOPS), the SF-8 Health Perception scale and, the Life Satisfaction scale (SWLS). Data were analysed using confirmatory factor analysis, and scale correlations between self-care and variables from its nomological network. Results and conclusions: The tested model provided an adequate fit to the data: ji2(23)=64.257 (P<.001); comparative fit index (CFI)=.936; Tucker Lewis Index (TLI) =.899; standardized root mean square residual (SRMR) =.070; root mean square error of approximation (RMSEA) =.064 (.046-.083), supporting the original structure of three factors: physical, social, and internal self-care. These factors also showed statistically significant correlations with two important variables of their nomological network, perceived health and life satisfaction


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Idoso de 80 Anos ou mais , Autocuidado/estatística & dados numéricos , Psicometria/instrumentação , Satisfação Pessoal , Qualidade de Vida/psicologia , Nível de Saúde , Envelhecimento/psicologia , Expectativa de Vida Ativa , Expectativa de Vida Ajustada à Qualidade de Vida
5.
Rev. Pesqui. (Univ. Fed. Estado Rio J., Online) ; 10(1): 167-172, jan.-mar. 2018. tab
Artigo em Inglês, Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-908430

RESUMO

Objetivos: para evaluar el nivel de esperanza de vida y rastrear los riesgos perfil sociodemográfico, sociales y de salud de las personas mayores. Métodos: Estudio transversal realizado en la Universidad Open Mayores (Unati) de Vitória, con una muestra de 52 personas de edad avanzada, con el cuestionario de la caracterización del perfil y la Escala de Esperanza de Herth. Resultados: Se realizaron análisis descriptivos. Prevalecido las mujeres (86,5%), con edades entre 65 y 75 años (26,9% de la muestra), casadas y viudas (38,4%), el 82,6% con enfermedad crónica diagnosticada y esperanza con una puntuación media total de 35,88 (± 4,42). Esta puntuación tenía un índice de esperanza de identificar alta, satisfactoria. Conclusión: Se evidenció la importancia de los grupos comunitarios en la tercera edad y la esperanza se vio como una posible salida del ciclo de sufrimiento y evaluado como una comodidad a las personas de edad, antes de la esencialidad de un envejecimiento saludable, la dignidad y la autonomía.


Objetivos: avaliar o nível de esperança de vida e traçar o perfil sociodemográfico, de saúde e riscos sociais dos idosos. Métodos: Estudo transversal, realizado na Universidade Aberta á Terceira Idade (UnATI) de Vitória/ES, com amostra de 52 idosos, com aplicação do questionário da caracterização do Perfil e da Escala de Esperança de Herth. Resultados: Foram realizadas análises descritivas. Prevaleceu o sexo feminino (86,5%), idosos com 65 a 75 anos (26,9% da amostra), casados e viúvos (38,4 %), 82,6% com doença crônica diagnosticada e a esperança com escore médio total de 35,88 (± 4,42). Este escore se apresentou alto, identificando índice de esperança satisfatório. Conclusão: Evidenciou a importância de grupos de convivência na Terceira Idade e a esperança foi encarada como uma possível saída do ciclo do sofrimento e avaliada como um conforto para a população idosa, perante a essencialidade de um envelhecer com saúde, dignidade e autonomia.


Objectives: to evaluate the level of life expectancy and trace the socio-demographic profile, health and social risks of the elderly. Methods: Cross sectional study, held in the Open University for the Elderly (UnATI), in the city of Vitória/ES, with a sample of 52 elderly, who answered the questionnaire of profile characterizing and The Herth Hope Scale. Results: Descriptive analyzes were performed. Prevailed females (86.5 %), elderly with 65-75 years (26.9 % of the sample), married and widowed (38.4%), 82.6 % with chronic diagnosed disease and the hope had an average total score of 35.88 (± 4.42). This score was high, identifying satisfactory hope indices. Conclusion: It was showed the importance of community groups in the Third Age and the hope was seen as a possible escape from suffering cycle and evaluated as a comfort to the elderly population, before the essentiality of a healthy aging, dignity and autonomy.


Assuntos
Masculino , Feminino , Humanos , Idoso , Promoção da Saúde , Educação de Pacientes como Assunto , Expectativa de Vida Ajustada à Qualidade de Vida , Centros Comunitários para Idosos/tendências , Centros Comunitários para Idosos , Brasil , Universidades , Pesos e Medidas
6.
Rev. méd. hondur ; 85(1-2): 6-10, ene.-jun. 2017. tab., graf.
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: biblio-883841

RESUMO

Antecedentes: El cáncer gástrico es la segunda causa de muerte por cáncer globalmente. En Honduras la incidencia en la década pasada fue de 39 y 21 por 100,000 habitantes para hombres y mujeres, respectivamente. En 2008 IARC (GLOBOCAN) colocó a Honduras como el país con más alta incidencia de cáncer gástrico en Latinoamérica. Objetivo: Determinar la supervivencia en pacientes diagnosticados con cáncer gástrico en el occidente de Honduras entre los años 2002-2012. Métodos: Se diseñó un es- tudio de cohorte retrospectivo de pacientes diagnosticados con cáncer gástrico en el Hospital de Occidente (2002-2012). Una muestra de 144 pacientes fue seleccionada de un total de 490 para obtener un nivel de confianza de 95%. La recolección de datos se obtuvo mediante autopsia verbal. Se analizaron los factores pronósticos de supervivencia mediante modelos de razón de riesgos proporcio - nales de Cox (CI:95%) Resultados: La relación hombre/mujer fue 2.8:1. La media de edad fue 63.29 años. La supervivencia global a cinco años fue 9.39%. Entre los pacientes que recibieron terapia dual (cirugía y quimioterapia), se encontró un aumento estadísti- camente significativo de la supervivencia (10.42%,p=0.048). Entre la localizaci ón proximal (28.95%) y distal (56.58%) se observó diferencia estadísticamente significativa (p=0.03). No hubo diferencia estadísticamente significativa entre hallazgos macroscópicos (Borrmann) y microscópicos (Lauren). Discusión: Este estudio representa el primer esfuerzo para estimar la supervivencia de cáncer gástrico en Honduras. La supervivencia podría estar ligada a la localización de la lesión primaria y al tipo de tratamiento. Se espera desarrollar estudios con mayor cobertura, para responder a estas preguntas...(AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Tratamento Farmacológico/classificação , Gastrectomia/métodos , Expectativa de Vida Ajustada à Qualidade de Vida , Neoplasias Gástricas/diagnóstico , Taxa de Sobrevida
8.
Saúde Soc ; 25(4): 1050-1063, out.-dez. 2016. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-962494

RESUMO

Resumo A doença renal crônica caracteriza-se pela deficiência de funções como a filtragem de resíduos, a regulação de água e de outros elementos químicos e a produção de hormônios. O programa de hemodiálise utilizado para doentes renais crônicos é destacado na literatura como uma modalidade sofrida e que impõe limitações de ordem física, psicológica e social. Entre os diversos aspectos que se alteram na vida dos doentes renais, o trabalho é apontado como um dos que sofrem profundas consequências na sua continuidade, modificando o cotidiano e a rotina do paciente que, embora não fique imediatamente incapacitado para as atividades laborais, variando-se as condições físicas de cada um, necessita muitas vezes lançar mão de benefícios sociais, como auxílio-doença ou aposentadoria por invalidez. Esta pesquisa pretendeu compreender o significado que os doentes renais, que utilizam dessa modalidade de tratamento e permanecem na vida laboral, atribuem ao trabalho. A metodologia definida para a realização dessa investigação científica foi qualitativa, utilizando-se para a coleta de dados entrevistas semiestruturadas. Os resultados encontrados sobre os significados do trabalho e os motivos da sua manutenção apontaram para a subsistência e o consumismo, a dignidade e a independência, a preservação da saúde mental e a manutenção da atividade pelo trabalho e a identidade de trabalhador. Entre os pesquisados houve o reconhecimento do trabalho como benéfico para o enfrentamento da doença e para seu tratamento.


Abstract Chronic kidney disease is characterized by impairment of functions such as filtering waste, regulation of water and other chemicals, and the production of hormones. The hemodialysis used for chronic renal failure patients is highlighted in the literature as a taxing modality, which imposes physical, psychological, and social limitations. Among the various changing aspects in the lives of kidney patients, work is described as suffering profound consequences in its continuity, modifying the daily routine of the patient. Even when they are not immediately incapacitated for work activities, according to their varying physical conditions, they often need to resort to social benefits such as sick pay or disability retirement. This research aimed to understand the meaning ascribed to work by kidney patients who use this treatment modality and remain in working life. The methodology for conducting this scientific research was qualitative, using for data collection semistructured interviews. The results of the meanings of work and the reasons for its maintenance pointed to subsistence and consumerism, dignity and independence, the preservation of mental health and maintenance of the activity for the work and the worker identity. Among the respondents there was recognition of the work as beneficial for coping with the disease and treatment.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Psicologia Social , Condições de Trabalho , Diálise Renal , Insuficiência Renal Crônica , Expectativa de Vida Ajustada à Qualidade de Vida
9.
Rev. habanera cienc. méd ; 15(2): 285-296, mar.-abr. 2016. tab
Artigo em Espanhol | CUMED | ID: cum-68446

RESUMO

Introducción: El impacto y repercusión psicológica del cáncer en la infancia justifican la importancia de las investigaciones de Calidad de Vida Relacionada con la Salud (CVRS) en estos pacientes. Objetivo: Describir la CVRS y su relación con variables sociodemográficas y clínicas en pacientes oncopediátricos hospitalizados en servicios de Oncohematología de La Habana, en los años comprendidos entre 2011 al 2013. Material y Método: Investigación descriptiva, en 150 niños, quienes cumplieron determinados criterios de inclusión. Se les aplicó el Sistema de Evaluación de Calidad de Vida Percibida y Reportada para niños con cáncer desarrollado en Cuba. Se realizaron estimaciones puntuales e interválicas a 95 por ciento para la media aritmética global y por dimensiones por variables sociodemográficas y clínicas. Se utilizó la prueba t Student para muestras independientes, el ANOVA de 1 vía y la prueba de Scheffé a posteriori. Resultados: La media Global de la CVRS fue de 3,49. Las peores evoluciones fueron para la dimensión síntomas asociados al tratamiento (5,88) y para las preocupaciones (4,73). Existieron diferencias significativas en diferentes dimensiones para determinadas variables sociodemográficas y clínicas. Conclusiones: Los pacientes reflejaron niveles medios y altos de CVRS. Las dimensiones: síntomas asociados al tratamiento, preocupaciones, síntomas emocionales y validismo, y síntomas primarios fueron las peores evaluadas. La escolaridad, tipo de tratamiento y tiempo de evolución distinguen entre pacientes con tendencia a percibir una mejor o peor CVRS global(AU)


Introduction: The impact and psychological repercussion of cancer in childhood justify the importance of the researches on quality of life related to patients health. Objective: Describe the researches with socio-demographic and clinical variables on onco-pediatric patients who are under oncohematological services in Havana from 2011 to 2013. Material and Methods: A descriptive research with 150 children that fulfill the inclusion criteria. A system of life quality evaluation for children who suffer from cancer was applied; this system of evaluation was developed in Cuba. Punctual and at interval appraisals were done to the 95 percent of the global arithmetic average and by dimension through socio-demographic and clinical variables. Different test were used; t student for independent samples, the ANOVA of one way and the Scheffe. Results: The global average of the quality of life related to health was 3, 49. The worst evolutions were on the dimension of symptoms associated to treatment (5, 88) and for preoccupations. There were significant differences in different dimensions for socio-demographic and clinical variables.Conclusions: The patients showed high and average levels of quality of life related to health. The dimensions: symptoms associated to treatment, preoccupations, emotional symptoms, validity and primary symptoms were the worst evaluated dimensions. Academic level, type of treatment, and time of evolution differentiate patients with a tendency to have a better or worse global quality of life related to health(AU)


Assuntos
Humanos , Criança , Adolescente , Institutos de Câncer/normas , Controle de Qualidade , Indicadores de Qualidade de Vida , Expectativa de Vida Ajustada à Qualidade de Vida , Saúde da Criança
10.
Rev. direito sanit ; 17(1): 14-37, 2016.
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-790678

RESUMO

A Política Nacional de Saúde da Pessoa Idosa (PNSPI) foi formulada pelo Ministério da Saúde por meio da Portaria n. 2.528/2006, em consonância com a Constituição de 1988. O estudo investigou se os municípios de uma região do Sul do Estado de Santa Catarina conhecem e aplicam a PNSPI durante as ações realizadas na atenção básica à saúde, em especial nas Unidades de Estratégia de Saúde da Família, à luz do que dispõem a Constituição e o Estatuto do Idoso. Na pesquisa, utilizou-se o método dedutivo, com abordagem qualitativa e pesquisa descritiva. Como resultados, destacam-se as dificuldades apresentadas pelos sujeitos da pesquisa acerca de dois pontos importantes das diretrizes e estratégias da PNSPI: a falta de uma política planejada e contínua de educação em saúde para os idosos; e a inexistência de estímulo ao exercício do controle social, no âmbito seja da saúde, seja do Conselho Municipal da Pessoa Idosa...


The Brazilian National Health Policy for Elderly Persons (PNSPI – in Portuguese) was formulated by the Ministry of Health through Ordinance No. 2.528/2006 in line with the 1988Brazilian Constitution. The study investigated whether municipalities from the South regionof the State of Santa Catarina had knowledge and applied the PNSPI, on the performed actionsin basic healthcare, especially on the Units of Family Healthcare Services based on what theConstitution and the Statute of the Elderly comprise. A deductive method with a qualitativeapproach and a descriptive research were used. As a result, some difficulties experienced by the research subjects related to two important points of policies and strategies of PNSPI wereidentified: the lack of a planned policy and of a continuous health education for the elderly; and the lack of a stimulating exercise of social control, whether in the health sector, or in theMunicipal Council of Elderly People...


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Idoso , Dinâmica Populacional , Saúde do Idoso , Pessoal de Saúde , Política de Saúde , Direitos Humanos , Atenção Primária à Saúde , Política Pública , Constituição e Estatutos , Estratégia Saúde da Família , Pesquisa Qualitativa , Expectativa de Vida Ajustada à Qualidade de Vida , Sistema Único de Saúde
11.
Estud. av ; 30(86): 99-112, 2016. ilus, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-786503

RESUMO

As práticas integrativas e complementares em saúde paulatinamente se tornaram uma realidade na rede de atenção à saúde pública em todo o país. O seu uso no Sistema Único de Saúde merece reflexão, especialmente quando se investiga o sentido de sua adoção no Brasil, uma sociedade complexa que tem incorporado recursos tecnológicos cada vez mais sofisticados e dispendiosos. Esse avanço pode ser entendido como expressão de um movimento que se identifica com novos modos de aprender e praticar a saúde, uma vez que as práticas integrativas se caracterizam pela interdisciplinaridade e por linguagens singulares, próprias, que se contrapõem à visão altamente tecnológica de saúde que impera na sociedade de mercado, dominada por convênios de saúde cujo objetivo precípuo é gerar lucro e fragmentar o tratamento do paciente em especialidades que não dão conta da totalidade do ser humano em busca de remédio para seus males...


Complementary and integrative health practices gradually became a reality in the public health care network across the country. Their use in the National Health System deserves reflection, especially when investigating the effects of their adoption in Brazil, a complex society that has incorporated increasingly sophisticated and expensive technologicalresources. This advance can be understood as an expression of a movement identified with new ways of learning and practicing health care, since integrative practices are characterized by interdisciplinarity and by specific languages that are opposed to the high-tech vision of health that prevails in the market society, dominated by health plans whose overriding purposes are to generate profit and to fragment the patient’s treatment into specialty areas that do not take into account the totality of the human being seeking a remedy for their ills...


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Terapias Complementares , Atenção à Saúde , Expectativa de Vida Ajustada à Qualidade de Vida , Sistema Único de Saúde , Pessoal de Saúde , Sistemas de Saúde , Indicadores de Desenvolvimento Sustentável , Desenvolvimento Tecnológico
12.
Rev. bioét. (Impr.) ; 23(3): 615-622, set.-dez. 2015. tab
Artigo em Espanhol, Inglês | LILACS | ID: lil-768349

RESUMO

A insuficiência renal crônica é uma doença de elevada morbimortalidade. O cotidiano dos pacientes acometidos reveste-se de sentimentos negativos, medo do prognóstico, incapacidade, dependência econômica, além daqueles relacionados à alteração da autoimagem. A religião e a espiritualidade podem ser recursos importantes para lidar com essas dificuldades. Para verificar essa hipótese, realizou-se no Hospital das Clínicas Samuel Libânio de Pouso Alegre/MG estudo qualitativo descritivo, objetivando avaliar, do ponto de vista do médico e do paciente, em que medida a religião influi no tratamento da doença. Para os médicos, a religião representa força e conforto no enfrentamento de qualquer doença. Já os pacientes, todavia, depositam na religião a esperança de que irão melhorar. O significado da religião em suas vidas foi distinto entre os dois grupos analisados; entretanto, ambos concordam que a religião configura um fator benéfico na vida do paciente, propiciando alívio, suporte e otimismo...


Chronic kidney disease is a disease with high morbidity and mortality. The daily life of affected patients includes negative feelings, fear of prognosis, disability, and economic dependence, as well as challenges related to changes in self-image. Religion and spirituality can be important resources in dealing with these difficulties. To test this hypothesis a qualitative, descriptive study was undertaken at the Hospital das Clínicas Samuel Libânio, Pouso Alegre/MG, in order to verify from the point of view of both doctors and patients if they believe that religion influences the treatment of the disease. For doctors, religion represents a strength and a comfort when facing any disease. Patients, however, identify religion with the hope that they will get better. While the significance of religion in their lives was different between the groups, both agreed that it represents a beneficial factor in the life of patients, providing relief, support and optimism...


La insuficiencia renal crónica es una enfermedad con una elevada morbilidad y mortalidad. La vida diaria de los pacientes afectados es de sentimientos negativos, el miedo ante el pronóstico, la incapacidad, la dependencia económica, además de aquello relacionado con el cambio de imagen de sí mismo. La religión y la espiritualidad pueden ser recursos importantes para hacer frente a estas dificultades. Para comprobar esta hipótesis, se llevó a cabo en el Hospital das Clínicas Samuel Libânio, de Pouso Alegre/MG un estudio cualitativo, descriptivo, con el fin de verificar, desde el punto de vista del médico y del paciente en qué medida la religión influye en el tratamiento de la enfermedad. Para los médicos, la religión representa fuerza y bienestar para hacer frente a cualquier enfermedad. Los pacientes, por su parte, depositan en la religión la esperanza de que van a mejorar. El significado de la religión en sus vidas fue diferente en los dos grupos analizados, sin embargo, ambos coinciden en que ésta configura un factor beneficioso en la vida del paciente, proporcionando apoyo, alivio y optimismo...


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Bioética , Indicadores de Morbimortalidade , Qualidade de Vida , Religião e Medicina , Insuficiência Renal Crônica , Adaptação Psicológica , Cuidados Paliativos na Terminalidade da Vida , Pesquisa Qualitativa , Expectativa de Vida Ajustada à Qualidade de Vida , Terapêutica/psicologia
14.
Saúde Soc ; 23(2): 484-495, apr-jun/2014. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-718556

RESUMO

Este texto buscou problematizar a proposta metodológica de Bruno Latour. Numa pesquisa sobre pessoas vivendo com HIV (Vírus da imunodeficiência humana) e seus dilemas de adesão, valendo-nos da proposta de Latour, buscamos trabalhar com as seguintes questões: como efetuar uma aproximação aos universos das pessoas vivendo com HIV sem fracionar a vida das pessoas? Como compreender as relações que a PVHIV (Pessoas vivendo com HIV) estabelece com a medicação sem separar a questão da administração medicamentosa do restante das experiências? Apesar dos percalços, comuns àqueles que se dedicam a seguir itinerários (os perigos da travessia, diria Guimarães Rosa), a pesquisa guiada pela metodologia proposta por Latour – a metodologia etnográfica da “Teoria Ator-Rede” – permitiu, ainda que tímida e inicialmente, seguir os passos de atores, sem fracionar as suas vidas, sem fazer recortes isolados, acompanhando o que acontece em rede e está interligado, interferindo e sofrendo interferências. A etnografia realizada nos levou por caminhos tortuosos, fazendo-nos embrenhar em itinerários confusos, em redes de humanos e não humanos, de remédios, piscinas, Organização Não Governamental (ONG), serviços de saúde, uma rede de relações de pessoas vivendo com HIV nos caminhos difíceis que nossos interlocutores elaboraram...


This essay intends to question Bruno Latour’s methodological proposal. In research on people living with HIV and their adherence dilemmas, using Latour’s proposal, we sought to address the following issues: how does one bring the universes of people living with HIV closer, without fractioning their lives? How does one understand the relationship established between PLHIV (People living with HIV) and their medication without setting aside the issue of medication management from other experiences? Despite the obstacles, common to those who decide to follow certain itineraries (the dangers of the journey, as Brazilian author Guimarães Rosa would say), the research guided by the methodology proposed by Latour – the ethnographic methodology of the “Actor-Network Theory” – allowed us to follow the actors’ steps, although timidly and initially, without fractioning their lives and without making isolated cutouts, monitoring what happens in a network and is interconnected, interfering and suffering interference. The ethnography carried out led us through tortuous paths, forcing us to venture into confusing itineraries, networks of humans and non-humans, medications, swimming pools, NGOs, health care, and a network of relationships among people living with HIV, through the difficult paths that our interlocutors developed...


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Fármacos Anti-HIV , HIV , Adesão à Medicação , Expectativa de Vida Ajustada à Qualidade de Vida , Síndrome de Imunodeficiência Adquirida/diagnóstico , Síndrome de Imunodeficiência Adquirida/terapia
15.
Rev. enferm. UERJ ; 21(4): 515-520, out.-dez. 2013.
Artigo em Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: lil-747428

RESUMO

Estudo descritivo analítico com abordagem quantitativa e qualitativa, visando identificar os mecanismos de enfrentamento (coping) mais utilizados por pacientes e seus sentimentos diante do procedimento cirúrgico. A pesquisa foi realizada em uma unidade de cirurgia ambulatorial, no município do Rio de Janeiro, no período de junho a dezembro de 2012, com entrevista semiestruturada. Participaram do estudo 12 pacientes, cujas idades variam entre 16 e 74 anos. Mediante a análise de conteúdo dos depoimentos, foram elaboradas duas categorias que ressaltaram a religião e o apoio da família como mecanismos adaptadores no período cirúrgico; e a falta de orientação sobre a cirurgia, sentimentos de medo e falta de confiança. A maioria não estava adequadamente esclarecida sobre a cirurgia e os possíveis cuidados pré-operatórios. Conclui-se que, para superar tais carências, deve ser criada estratégia para fornecer aos clientes as orientações de enfermagem no período pré-operatório.


Analytic, descriptive study with a quantitative and qualitative approach, that identify the most used coping mechanisms and the feelings of the surgical patients by the analysis of their responses before the surgery. The research was developed in Ambulatorial Surgery Unit in the county of Rio de Janeiro, between June and December of 2012, with a semistructured interview. Participated on this study 12 patients between 16 and 74 years old. Through the analysis of the data, 2 cathegories were elaborated, emphasizing the religion and the family’s support as adaptive mechanisms during the surgical period. Most of the patients that undergo ambulatorial surgeries were not well informed about the procedure and the pré-operatory care. Therefore, an strategy must be created to give the nursing orientation of the pré-operatory.


Estudio descriptivo analítico con abordaje cuantitativo y cualitativo, visando identificar los mecanismos de enfrentamiento (coping) más utilizados y los sentimientos de los pacientes quirúrgicos a través de sus respuestas antes de la cirugía. La pesquisa fue realizada en una unidad de cirugía ambulatorial, en el município de Rio de Janeiro-RJ-Brasil, en el período de junio a diciembre de 2012, con entrevista semiestructurada. Participaron del estudio 12 pacientes, cuya edad varió entre 16 y 74 años. Mediante el análise de contenido de los datos, fueron elaboradas dos categorías que resaltaron la religión y el apoyo de la família como mecanismos adaptadores en el período quirúrgico, y que la mayoría de los pacientes sometidos a la cirugía ambulatorial, no estavan adecuadamente esclarecidos sobre la cirugía y los posibles cuidados pré-operatorios. Se concluye que, para superar tales carencias, se debe adoptar una estrategia para fornecer a los clientes las orientaciones de enfermería em el pre-operatorio.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto Jovem , Pessoa de Meia-Idade , Ansiedade , Assistência Perioperatória , Assistência ao Paciente , Cuidados de Enfermagem , Educação em Enfermagem , Expectativa de Vida Ajustada à Qualidade de Vida , Pacientes , Perfil de Impacto da Doença , Procedimentos Cirúrgicos Ambulatórios , Brasil , Epidemiologia Descritiva
16.
Pediatr. catalan ; 73(3): 113-115, jul.-sept. 2013.
Artigo em Espanhol | IBECS | ID: ibc-116850

RESUMO

Fundamento. La esperanza, entendida como la confianza en el futuro, requiere la participación activa de la persona, por tanto, es un valor que hay que cultivar. Objetivo. Responder a las preguntas: ¿Puede existir esperanza en medio del sufrimiento? ¿Cuál es la responsabilidad de los profesionales de la salud cuando se trata de esperanza? Método. Revisión bibliográfica y reflexión. Resultados. Ante el sufrimiento, la respuesta no debe ser la huida, sino la esperanza, enfrentarse a él reconociéndolo, rendirse a la L’esperança des d’una perspectiva professional M. Glòria Moretones-Suñol, M. Teresa Esqué-Ruiz Servei de Neonatologia. Hospital Clínic - Maternitat. ICGON. Barcelona evidencia y trascenderlo, haciendo una interpretación positiva que permita reconocer el potencial de crecimiento personal. En el ámbito de la salud, la esperanza del enfermo no sólo se refiere a la curación, sino a que se le tratará con respeto y no se le abandonará. Los profesionales tenemos una responsabilidad con los pacientes en el esfuerzo de reconducir la esperanza, fortaleciendo la confianza en sí mismos y en los profesionales, ayudando a contemplar las posibilidades y alternativas, clarificando las opciones, transmitiendo futuro real, sin falsas expectativas ni espejismos. Se puede resumir en: presencia, disponibilidad, escucha, acompañamiento y compromiso. Se trata de la realización de los valores fundamentales de la profesión. Conclusiones. El ser humano es más profundo de lo que aparenta, y capaz de realizarse a través de las crisis de la vida (AU)


Background. Hope, understood as trust in the future, requires the active participation of the individual; therefore it is a value that needs to be nurtured. Objective. To answer to the questions ‘Could hope exist in the midst of suffering?’ and ‘What is the responsibility of healthcare providers in providing hope?’ Method. Literature review and personal considerations. Results. When facing suffering, the response should not be to flee but to hope, recognizing and facing it, surrendering to the evidence, and going beyond to make a positive interpretation, which recognizes the potential for personal growth. In the field of health services, hope does not only refer to healing of the patient, but also to the respectful treatment and constant support. Professionals have a responsibility towards patients to bring back hope, help build self-confidence and trust in the professionals, help see clearly, consider the possibilities and alternatives, and transmit real future possibilities without false expectations and delusions. The healthcare provider’s role can be summarized as presence, availability, listening, support, and commitment; these are the fundamental values of the profession. Conclusions. The human being is greater and deeper than it appears, and is capable of overcoming life’s crises (AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Criança , Confiança/psicologia , Psicologia Social/métodos , Psicologia Social/organização & administração , Psicologia Social/normas , Expectativa de Vida/tendências , Expectativa de Vida Ativa , Expectativa de Vida Ajustada à Qualidade de Vida , Responsabilidade Social , Responsabilidade Civil , Responsabilidade Técnica
17.
São Paulo; s.n; 2013. 142 p.
Tese em Pt | CidSaúde - Cidades saudáveis | ID: cid-66176

RESUMO

Originalmente, o termo sarcopenia foi definido como a diminuição da massa muscular relacionada ao envelhecimento. Ao longo da última década, tornou-se um termo mais abrangente reunindo a redução da força muscular (dinapenia) à redução da massa muscular. Em 2010, o European Working Group on Sarcopenia in Older People (EWGSOP), no intuito de promover melhor a identificação e o tratamento de sarcopenia, sugere, em consenso, que a mesma seja reconhecida como uma síndrome geriátrica. Dessa forma, recomenda o diagnóstico baseado na redução da massa muscular, obrigatoriamente associada à redução da força muscular e do desempenho físico. Entretanto, poucos são os estudos que estimaram a prevalência de sarcopenia em idosos usando o consenso do EWGSOP e nenhum realizou essa estimativa na América Latina. Além disso, esse conceito não foi analisado como fator de risco para incidência de incapacidade e, em populações com mais de 60 anos, como fator de risco para óbito. Contudo, dada as divergências conceituais entre sarcopenia e dinapenia, nenhum estudo comparou os resultados desses dois conceitos para os desfechos supracitados. Essa tese apresenta três artigos: O primeiro analisou a prevalência e os fatores associados à sarcopenia em idosos residentes no Município de São Paulo. A prevalência de sarcopenia encontrada foi de 15,4 por cento (16,1 por cento em mulheres e 14,4 por cento em homens). Idade avançada, prejuízo cognitivo, baixa renda, fumo, desnutrição e risco de desnutrição (p<0,05) foram fatores associados à sarcopenia. O segundo artigo comparou a associação da sarcopenia e da dinapenia com a incidência de incapacidade em mobilidade ou atividades instrumentais de vida diária e com incapacidade em atividades básicas e instrumentais de vida diária, organizadas num modelo conceitual hierárquico. A sarcopenia foi associada à incapacidade em mobilidade ou atividades instrumentais de vida diária (razão de risco relativo = 2,38, IC 95 por cento 1,10 5,17) enquanto a dinapenia não foi associada à incapacidade. O terceiro artigo comparou a associação da sarcopenia e da dinapenia com mortalidade. Tanto a sarcopenia (hazzard ratio = 1,52, IC 95 por cento 1,06 2,19) quanto a dinapenia (hazzard ratio = 2,04, IC 95 por cento 1,24 3,37) foram fatores de risco independentes para óbito. Contudo, a sarcopenia pode ser usada como instrumento de screening em Saúde Pública para identificar idosos sob-risco de desenvolver tipos prematuros de incapacidade


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Idoso , Saúde do Idoso , Envelhecimento , Sarcopenia , Transtornos Motores , Limitação da Mobilidade , Fatores de Risco , Expectativa de Vida Ajustada à Qualidade de Vida , Idoso Fragilizado , Mortalidade , Estudo Comparativo , Estudos Epidemiológicos , Inquéritos e Questionários
18.
São Paulo; s.n; 2013. 142 p. tab, ilus, graf.
Tese em Português | LILACS | ID: lil-713219

RESUMO

Originalmente, o termo sarcopenia foi definido como a diminuição da massa muscular relacionada ao envelhecimento. Ao longo da última década, tornou-se um termo mais abrangente reunindo a redução da força muscular (dinapenia) à redução da massa muscular. Em 2010, o European Working Group on Sarcopenia in Older People (EWGSOP), no intuito de promover melhor a identificação e o tratamento de sarcopenia, sugere, em consenso, que a mesma seja reconhecida como uma síndrome geriátrica. Dessa forma, recomenda o diagnóstico baseado na redução da massa muscular, obrigatoriamente associada à redução da força muscular e do desempenho físico. Entretanto, poucos são os estudos que estimaram a prevalência de sarcopenia em idosos usando o consenso do EWGSOP e nenhum realizou essa estimativa na América Latina. Além disso, esse conceito não foi analisado como fator de risco para incidência de incapacidade e, em populações com mais de 60 anos, como fator de risco para óbito. Contudo, dada as divergências conceituais entre sarcopenia e dinapenia, nenhum estudo comparou os resultados desses dois conceitos para os desfechos supracitados. Essa tese apresenta três artigos: O primeiro analisou a prevalência e os fatores associados à sarcopenia em idosos residentes no Município de São Paulo. A prevalência de sarcopenia encontrada foi de 15,4 por cento (16,1 por cento em mulheres e 14,4 por cento em homens). Idade avançada, prejuízo cognitivo, baixa renda, fumo, desnutrição e risco de desnutrição (p<0,05) foram fatores associados à sarcopenia. O segundo artigo comparou a associação da sarcopenia e da dinapenia com a incidência de incapacidade em mobilidade ou atividades instrumentais de vida diária e com incapacidade em atividades básicas e instrumentais de vida diária, organizadas num modelo conceitual hierárquico. A sarcopenia foi associada à incapacidade em mobilidade ou atividades instrumentais de vida diária (razão de risco relativo = 2,38, IC 95 por cento 1,10 5,17) enquanto a dinapenia não foi associada à incapacidade. O terceiro artigo comparou a associação da sarcopenia e da dinapenia com mortalidade. Tanto a sarcopenia (hazzard ratio = 1,52, IC 95 por cento 1,06 2,19) quanto a dinapenia (hazzard ratio = 2,04, IC 95 por cento 1,24 3,37) foram fatores de risco independentes para óbito. Contudo, a sarcopenia pode ser usada como instrumento de screening em Saúde Pública para identificar idosos sob-risco de desenvolver tipos prematuros de incapacidade.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Idoso , Envelhecimento , Idoso Fragilizado , Saúde do Idoso , Limitação da Mobilidade , Mortalidade , Transtornos Motores , Expectativa de Vida Ajustada à Qualidade de Vida , Fatores de Risco , Sarcopenia , Estudo Comparativo , Estudos Epidemiológicos , Inquéritos e Questionários
19.
Rev. cuba. invest. bioméd ; 31(4)oct.-dic. 2012. tab
Artigo em Espanhol | CUMED | ID: cum-56984

RESUMO

La esperanza de vida ha aumentado considerablemente en las últimas décadas y con ella la demanda de conocimiento sobre el proceso de envejecimiento. Cuba muestra indicadores demográficos similares al mundo desarrollado con una esperanza de vida al nacer en mujeres de 80,02 y en hombres de 76 y un grado de envejecimiento de su población al cierre del 2010 de 17,8 porciento. De esta situación emerge otro aspecto: la supervivencia excepcional, pues cada vez va siendo más frecuente las personas que llegan a la centuria de vida. Los centenarios cubanos alcanzaban los 1 488 a finales del 2007. Esta investigación forma parte del proyecto Centenarios en Cuba dirigida por el Ministerio de Salud Pública, cuyo objetivos es caracterizar la población de ancianos centenarios desde el punto de vista somatofisiológico y nutricional, y a partir de ellos determinar el comportamiento de indicadores antropométricos y nutricionales, así como se pretende identificar determinantes biológicos y socioculturales responsables de las diferencias del comportamiento entre la longevidad de hombres y mujeres(AU)


The considerable increase in life expectancy witnessed by recent decades has resulted in a greater need for information about the aging process. Cuba's demographic indicators are similar to those of developed countries, with a life expectancy at birth of 80.02 for women and 76 for men, and an aging rate of 17.8 percent at the close of 2010. Another aspect emerging from this situation is exceptional survival, for an ever increasing number of persons now live to be one hundred years old or more. By the end of 2007 there were 1 488 centenarians in Cuba. This research is part of the project Centenarians in Cuba, led by the Ministry of Public Health. The project is aimed at characterizing the centenarian population from a somatophysiological and nutritional point of view, determining the behavior of anthropometric and nutritional indicators, and identifying biological and sociocultural determinants responsible for the differences between male and female longevity(AU)


Assuntos
Humanos , Idoso de 80 Anos ou mais , Idoso de 80 Anos ou mais/fisiologia , Epidemiologia Nutricional , Fenômenos Fisiológicos da Nutrição do Idoso , Expectativa de Vida Ajustada à Qualidade de Vida , Epidemiologia Descritiva , Estudos Transversais/métodos , Cuba
20.
Psicol. argum ; 30(71): 671-678, out.-dez. 2012.
Artigo em Português | Index Psicologia - Periódicos | ID: psi-58175

RESUMO

O presente estudo trata do tema o sentido da vida para jovens dependentes químicos. O objetivo da pesquisa foi investigar a atribuição de sentido que os jovens dependentes químicos dão às suas vidas. Participaram da pesquisa três jovens com idade entre 19 e 27 anos que têm em comum a dependência química do crack e que estão internados em tratamento numa instituição de recuperação e inserção social de jovens e adultos. Para a coleta de dados foram utilizados uma entrevista individual semiestruturada e um grupo focal. Os dados foram analisados mediante o enfoque fenomenológico segundo Martins e Bicudo (1994). Os resultados apontaram pela busca de sentido na manifestação da fé e na crença em Deus que viria a ajudar na manutenção de uma vida futura livre das drogas. Demonstraram o desejo em poder trabalhar e constituir uma família, bem como o de manter a abstinência e a sobriedade. Considera-se que os participantes do estudo associam o sentido da vida às relações familiares, à fé, ao trabalho e ao seu comprometimento com o tratamento.


The present study talks about the meaning of life for chemical dependent youngsters. The purpose of the research was to investigate the meaning that the chemical dependent youngsters attribute to their lives. The research was made with three youngsters with ages between 19 and 27years old, who have in common the chemical dependence for crack and who are hospitalized in treatment institutions for recovery and social insertion for youths and adults. A half-structured individual interview and a focal group were used for the data collection. The data were analyzed through a phenomenological focus, according to Martins and Bicudo (1994). The results appointed the search for meaning by faith manifestation and in the belief of God which would come to help in the maintenance of a future life free from drugs. They demonstrated the desire of being able to work and constitute a family, as well as keeping themselves sober and abstinent. It is considered that the participants of the study associate the meaning of life to family relations, faith, labor and to their commitment to the treatment.


Assuntos
Adulto Jovem , Adulto Jovem , Expectativa de Vida Ajustada à Qualidade de Vida , Usuários de Drogas , Psicoterapia
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA
...