Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 7 de 7
Filtrar
Mais filtros










Intervalo de ano de publicação
1.
Cad. psicol. soc. trab ; 23(2): 189-202, jul.-dez. 2020.
Artigo em Português | LILACS, Index Psicologia - Periódicos | ID: biblio-1249483

RESUMO

A intenção deste ensaio é promover uma reflexão crítica acerca das articulações entre terceirização, saúde e algumas possíveis formas de resistência nos contextos laborais contemporâneos. Para tal, serão apresentados resultados de pesquisas realizadas com trabalhadoras e trabalhadores subcontratados de uma universidade pública brasileira. Foram feitos encontros coletivos, entrevistas semiestruturadas e elaboração de diários de campo pelos pesquisadores envolvidos. Os resultados apontam que os subcontratados vivenciam situações de exclusão, discriminação, sentimento de invisibilidade, falta de reconhecimento, sobrecarga e outras injustiças. Questões étnico-raciais e de gênero também foram observadas como aspectos produtores de sofrimento. Em contrapartida, foi possível observar algumas formas de resistência como produção de mecanismos de defesa contra o sofrimento e envolvimento de caráter político em movimentos coletivos de lutas. Defende-se o compromisso ético-político da psicologia social do trabalho brasileira - como produto de seu tempo - de assumir postura crítica diante desta temática e contribuir para a promoção de movimentos de resistência em prol da continuidade das lutas pela saúde, garantia de direitos e formas de trabalho pautadas na dignidade da vida.


This paper provides a critical reflection on the articulation between outsourcing, health and forms of resistance in contemporary work contexts. We present the results of a research carried out with female workers and subcontracted workers from a Brazilian public university. Collective meetings, semi-structured interviews and field journals were carried out. The results show that subcontractors are endowed with invisibility and experience situations of exclusion, discrimination, lack of recognition, overload and other injustices. Ethnic-racial and gender issues were also observed as aspects that produce suffering. On the other hand, it was possible to observe different forms of resistance: production of defense mechanisms against suffering; political involvement in collective struggles; and possible illness processes that, in the end, represent an extreme way to resist extremely precarious work. It defends the ethical-political commitment of the social psychology of Brazilian work - as a product of its time - to take a critical stance on this matter and contribute to the promotion of resistance movements in favor of the continuity of the struggle for health, guarantee of rights and forms of work based on the dignity of life.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Isolamento Social , Serviços Terceirizados , Emprego/psicologia , Discriminação Social , Etnocentrismo , Angústia Psicológica , Psicologia Social , Saúde do Trabalhador , Categorias de Trabalhadores/psicologia
2.
Ter. psicol ; 37(2): 97-103, ago. 2019. tab, graf
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: biblio-1059109

RESUMO

Resumen La migración en Chile ha trascendido enormemente, siendo la educación uno de los principales focos de atención en miras de la transformación. El objetivo de este estudio es describir la discriminación percibida por escolares migrantes de la ciudad de Arica al Norte de Chile, analizando además la relación entre esta última y el estrés por aculturación. Participaron 678 estudiantes de ambos sexos entre Cuarto Básico a Cuarto Medio, entre los 8 y 19 años. Se utilizó la Escala de Discriminación en la Vida Cotidiana (eds) y la Escala de fuentes de estrés por aculturación (feac). Se encontraron diferencias significativas en la discriminación percibida entre escolares migrantes y no migrantes con una puntuación más alta en los migrantes en todas las edades. Se observa también una relación significativa entre discriminación percibida y estrés por aculturación. Se discuten los resultados y sus implicaciones, para el mejoramiento políticas públicas en el ámbito escolar.


Abstract Migration in Chile has transcended enormously, with education being one of the main focuses of attention in the face of transformation. The aim of this study is to describe the perceived discrimination by migrant school students from the city of Arica in the North of Chile, also analyzing the relationship between the latter and acculturation stress. 678 schoolchildren of both sexes participated between the Fourth grade to senior year at High School, with ages between 8 and 19. The Everyday Discrimination Scale (eds) and the Acculturation Stress Source Scale (feac) were used. Significant differences were found in perceived discrimination between migrant and non-migrant schoolchildren with a higher score among migrants at all ages. There is also a significant relationship between perceived discrimination and acculturation stress. The results and their implications are discussed, for the improvement of public policies in the school environment.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Criança , Adolescente , Adulto , Preconceito/psicologia , Estudantes/psicologia , Migrantes , Bullying/psicologia , Estresse Psicológico , Modelos Lineares , Chile , Inquéritos e Questionários , Análise de Variância , Análise Fatorial , Racismo/psicologia , Discriminação Social/psicologia , Etnocentrismo , Aculturação
3.
Physis (Rio J.) ; 29(4): e290410, 2019. tab
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1056968

RESUMO

Resumo Os processos sócio-históricos ocorridos no Brasil resultaram em desigualdades de saúde entre diferentes grupos étnico-raciais. A fim de investigar tais desigualdades na Odontologia, este estudo buscou avaliar se concepções de seus graduandos variam em função da cor/raça de um paciente, quando confrontados com a discordância dele e a necessidade de identificar fatores responsáveis pelo insucesso do tratamento. Os dados foram coletados com um questionário autopreenchível, respondido por 166 alunos matriculados em um curso de Odontologia no Sul do Brasil. Apresentou-se um caso clínico hipotético aos estudantes em dois momentos distintos: no primeiro, o paciente foi caracterizado com a cor negra; no segundo, branca. Os casos demandavam tratamento de um problema dental idêntico, após o qual foram aplicadas perguntas abertas, cujas respostas foram examinadas por meio da Análise de Conteúdo Temática. Os resultados sugerem um comportamento menos respeitoso e menos autonomia dada ao paciente negro em relação ao branco. Os pacientes negros também foram mais responsabilizados por falhas no tratamento, quando comparados a seus pares brancos. Com base nesses resultados, sugerimos que a formação dos profissionais de saúde se concentre no tema das desigualdades raciais, para melhor equipá-los para a construção de uma sociedade menos desigual.


Abstract The socio-historical processes that occurred in Brazil resulted in health inequalities between different ethnic and racial groups. This study aimed to assess whether the conceptions held by Dental students vary according to the patient's race, when a hypothetic patient disagrees with the proposed treatment, as well as when the treatment fails. Data were collected with a self-completed questionnaire, which was administered to 166 undergraduate students living in Southern Brazil. The questionnaire was presented with a hypothetical clinical scenario on two different occasions; in the first one, the patient was black and, in the second one, white. On both occasions, the case asked about treatment decisions of a similarly affected tooth, after which the respondent had to answer some open-ended items. The answers were analyzed with Thematic Content Analysis. Results suggest a less respectful behavior towards and less autonomy given to the black patient, as compared with the white one. Black patients were also more responsible for treatment failures as compared to their white peers. Based on these results, we suggest that the training of health professionals should focus on the issue of racial inequalities, to better equip them to build a less unequal society.


Assuntos
Humanos , Estudantes de Odontologia , Grupos Étnicos , Temas Bioéticos , Serviços de Saúde Bucal , Disparidades nos Níveis de Saúde , Racismo , Relações Médico-Paciente/ética , Brasil , Atenção à Saúde , Educação em Odontologia/ética , Etnocentrismo
4.
Sex., salud soc. (Rio J.) ; (9): 29-60, dez. 2011.
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: lil-608585

RESUMO

Desde tiempos coloniales, la Amazonía peruana ha sido representada, internamente, como un paisaje altamente sexualizado; carácter que la imaginación colectiva ha concentrado en las mujeres de dicha región a través de la emblemática figura de la charapa ardiente. Esta representación se refiere a una mujer deseante y siempre disponible para la actividad sexual. Este artículo analiza discursos y experiencias de las propias mujeres de la región en torno de la mencionada representación, demostrando el carácter ambiguo de los significados que a ella se asocian, lo mismo que la participación activa que ellas tienen en los procesos de recreación de la misma.


Desde tempos coloniais, a Amazônia peruana foi representada, internamente, como uma paisagem altamente sexualizada. Caráter que a imaginação coletiva concentrou nas mulheres de tal região através da emblemática figura da charapa ardente. Esta representação refere-se a uma mulher desejada e sempre disponível para a atividade sexual. Este artigo analisa discursos e experiências das próprias mulheres da região em torno da mencionada representação, demonstrando a ambiguidade dos significados que a ela se associam, como também a participação ativa que elas têm nos processos da sua recriação.


Since colonial times, the Peruvian Amazon has been portayed, internally, as a highly sexualized landscape. A character that the collective imagination has concentrated in local women through the charapa ardiente emblematic figure. This representation refers to a lustful woman always available for sexual intercourse. In this paper local women´s discourses and experiences around this representation are presented. Through these I demonstrate both the fluid character of the meanings attached to it, as well as local women´s active participation in its recreation process.


Assuntos
Humanos , Feminino , Estereotipagem , Mulheres , Sexualidade , Etnocentrismo , Identidade de Gênero , Peru , Comportamento Sexual , Grupos Populacionais , Racismo , Narrativa Pessoal
5.
Monogr. psicol ; (10): 21-43, nov. 1995.
Artigo | Index Psicologia - Periódicos | ID: psi-5497

RESUMO

Considerando-se a identidade etnica uma das dimensoes da identidade pessoal, apresenta-se uma analise da influencia do transnacionalismo em sua formacao. O transnacionalismo e um conceito economico, mas sua ocorrencia determina processos de aculturacao e, por este motivo, produz efeitos em crencas relativas a integracao sociocultural. Concluiu-se que a globalizacao da economia tende a produzir uma identidade cosmopolita. De outro lado, admite-se que a exaltacao da identidade etnica seja a base psicologica do etnocentrismo. Neste sentido, com o proposito de prevenir tal possibilidade, propoe-se o desenvolvimento da identidade transcultural. Esta identidade pode ser promovida atraves da socializacao.


Assuntos
Aculturação , Etnocentrismo , Socialização , Cooperação Internacional , Aculturação , Etnocentrismo , Socialização , Autoimagem , Cooperação Internacional
6.
La Paz; s.e; 1994. [76] p.
Monografia em Espanhol | LIBOSP, LIBOCS, LIBOSP | ID: biblio-1308553

RESUMO

Como investigadores de la problemática de la mujer en contexto de discriminación étnica, podemos vanagloriarnos de haber penetrado en las profundidades del ser de la mujer caquiavireña. Apenas asomamos a sus hograres, tomamos confianza con algunas, hicimos carne de nuestros problemas comunes de mujeres. En aras de respeto que merecen como personas, jamás atropellamos su intimidad. Estuvimos en sus fiestas y es ahía donde recogimos en la conversación informal, sus pensamientos, cosmovisiones, temores, esperanzas y alegrías. Alli nos enteramos de algunos matices y de la intensidad con que ellas sienten la exclusión según de dónde provenga ésta. En tal sentido es que adelantamos esta consluciones preliminares de nuestro trabajo, como un intendo de comprender la complejidad de una situación en la que se articulan diversos t²pos de jerarquias y situaciones de opresión


Assuntos
Feminino , Humanos , Etnocentrismo , Migração Humana , Mulheres , Sociologia
7.
Cad. psicol. (Belo Horizonte, 1984) ; 1(1): 113-141, out. 1984.
Artigo | Index Psicologia - Periódicos | ID: psi-14442

RESUMO

Estudam-se problemas tipicos da Psicologia Transcultural, focalizando-se especialmente estudos sobre conformismo. Mosta-se como indagacoes etnocentricas dirigem a pesquisa na area e provocam erros metodologicos graves. Sao revistos estudos transculturais sobre conformismo, mostrando-se erros cometidos. Finalmente, sugerem-se maneiras de evitar etnocentrismo e falhas metodologicas em estudos transculturais.


Assuntos
Comparação Transcultural , Etnocentrismo , Comparação Transcultural , Etnocentrismo
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA
...