Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 8 de 8
Filtrar
Mais filtros










Intervalo de ano de publicação
1.
In. Argentina. Ministerio de Salud y Desarrollo Social. Secretaria de Salud. Anuario 2015. Becas de Investigación. Ramón Carillo Arturo Oñativia. Ciudad Autónoma de Buenos Aires, Ministerio de Salud y Desarrollo Social. Secretaria de Salud, Diciembre 2018. p.88-88.
Monografia em Espanhol | BINACIS, ARGMSAL | ID: biblio-999323

RESUMO

Introducción Los filtros de arena lentos (FDAL) son una tecnología que se desarrolló hace más de dos siglos con la finalidad de remover la turbidez del agua superficial para suministrarla a la población de Escocia. Con el transcurso de los años se efectuaron hallazgos en otros lugares, que demostraron que, además, se eliminaban microorganismos enteropatógenos que viven en el agua sin necesidad de adicionar compuestos químicos y sin realizar otros procesos de filtración antes o después del tratamiento. Objetivos Diseñar y construir un sistema a escala piloto de un FDAL y probarlo en condiciones reales de uso, evaluando su capacidad de remoción de contaminantes fecales del agua subterránea del acuífero pampeano. Métodos El filtro piloto fue diseñado con materiales de fácil acceso y bajo costo. Se buscó que su construcción no requiriera mano de obra especializada, a fin de poder replicar fácilmente este tipo de tecnología en otras comunidades con problemas de carácter biológico en el agua de consumo. El manejo y la revisión de las variables del filtro para su adecuado funcionamiento fueron de baja complejidad, por lo que se comprobó su cómoda operación. Resultados Se determinó el tiempo de maduración del biofilm en el FDAL (tiempo necesario para una remoción total de E. Coli). Asimismo, se midieron variables del proceso de filtración (por ejemplo, temperatura ambiental). El filtro removió completamente E. Coli del agua a partir del día 65 desde su puesta en marcha y hasta el día 90 (fin del experimento). Conclusiones Se diseñó, construyó y puso en funcionamiento un FDAL a escala piloto que remueve bacterias fecales hasta 0 bact/100 ml, obteniendo agua de calidad potable según norma del CAA (Código Alimentario Argentino). La maduración del biofilm se completó el día 65 de trabajo, obteniendo a la salida del sistema agua potable microbiológicamente. Las fluctuaciones de velocidades de filtración dentro de los límites establecidos no interfirieron en los resultados de remoción de coliformes fecales. El sistema requirió poco mantenimiento y acompañamiento durante el tiempo de trabajo, haciendo evidente su fácil y práctico funcionamiento. Los valores de concentración de bacterias fecales a la entrada fluctuaron de manera abrupta en algunos momentos, igualmente el filtro demostró que puede someterse a estos cambios y seguir obteniendo agua libre de E. coli. Las variaciones de temperatura y pH se generaron debido a factores ambientales externos, el crecimiento bacteriano no interfirió en estos parámetros.


Assuntos
Humanos , Água Potável , Filtros Biológicos , Filtros de Areia , Escherichia coli
2.
Electron. j. biotechnol ; 11(2): 119-125, Apr. 2008. ilus
Artigo em Inglês | LILACS | ID: lil-522209

RESUMO

The removal of contaminants in slow sand filters occurs mainly in the colmation layer or schmutzdecke - a biologically active layer consisting of algae, bacteria, diatoms and zooplankton. A ripening period of 6 - 8 weeks is required for this layer to form, during which time filter performance is sub-optimal. In the current study, an environmental scanning electron microscope was used to visualise the ripening process of a pilot-scale slow sand filter over a period of eight weeks. To achieve this, sand particles were removed at weekly intervals and observed for biofilm development. Biological mechanisms of removal in slow sand filtration are not fully understood. A visualisation of the colonisation process would enhance the knowledge and understanding of these mechanisms. Colonisation of sand particles and increase in biomass was clearly seen during the ripening period. The mature, ripened filter exhibited a dense extracellular matrix consisting of a wide variety of microorganisms and their extracellular and breakdown products. This research demonstrated the successful use of an environmental scanning electron microscope to visualise the complex, heterogeneous nature of the schmutzdecke in a slow sand filter. Such knowledge could possibly lead to an increase in the application of slow sand filtration, especially for rural communities.


Assuntos
Água Potável , Microscopia Eletrônica de Varredura , Filtros de Areia , Contagem de Colônia Microbiana , Purificação da Água/métodos , Abastecimento Rural de Água
3.
Eng. sanit. ambient ; 10(4): 290-298, out.-dez. 2005. tab, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-430200

RESUMO

A filtração em múltiplas etapas (FiME) se apresenta como uma alternativa para realizar o tratamento de água de comunidades de pequeno porte, entretanto, a eficiência quanto à remoção de cor verdadeira associada ao carbono orgânico dissolvido (COD) ou às substâncias húmicas, tem sido questionada ou relatada como baixa. A presente pesquisa avaliou a remoção de substâncias húmicas na FiME com pré-oxidação, com ozônio e peróxido de hidrogênio, utilizando para essa avaliação parâmetros indiretos como cor verdadeira, absorvância UV (254 nm) e COD. Foram realizados cinco ensaios, utilizando quatro filtros lentos, sendo dois com camada de carvão ativado granular (CAG). Foram ensaiadas várias alternativas de pré-oxidação com ozônio e peróxido de hidrogênio. Foram obtidos bons resultados, tendo como principal conclusão que os filtros lentos com CAG, precedidos de oxidação com ozônio e depois peróxido de hidrogênio, apresentaram remoção média de cor verdadeira de 64 por cento, mas que o peróxido de hidrogênio afeta o desenvolvimento da camada biológica, interferindo no desenvolvimento da perda de carga, na remoção de turbidez, na remoção de coliformes e na remoção de substâncias húmicas.


Assuntos
Substâncias Húmicas , Peróxido de Hidrogênio , Oxidação , Ozônio , Filtros de Areia , Filtração Lenta , Substâncias Húmicas , Purificação da Água/métodos , Desinfecção da Água
4.
Eng. sanit. ambient ; 10(4): 307-317, out.-dez. 2005. ilus, tab, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-430202

RESUMO

O potencial da filtração lenta como opção tecnológica para o tratamento de água nos países em desenvolvimento e sua capacidade de remoção de contaminantes, sobretudo patogênicos, são reconhecidos. Contudo, ainda permanece incompleto o conhecimento acerca dos mecanismos que predominantemente atuam na remoção dos microrganismos. Objetivando avançar nessa compreensão, desenvolveu-se uma investigação experimental, em unidades piloto, em filtros lentos de areia com escoamento descendente e ascendente, operados com água sintética e duas taxas de filtração (3 e 6m /m2.d). A retenção dos microrganismos indicadores foi avaliada em cinco camadas, com 0,15 m de espessura cada, em dois momentos da carreira. A maturidade biológica do leito filtrante foi menos favorecida pela taxa mais alta de filtração e pelo fluxo ascendente. Os 0,45 m iniciais do leito filtrante foram importantes na remoção de microrganismos sob as condições estudadas, mas a remoção não se restringiu a estas camadas, tendo sido observada para todos os indicadores retenção nas camadas de 0,45-0,60 m e de 0,60-0,75 m. A schmutzdecke parece desempenhar papel efetivo na remoção de indicadores microbiológicos apenas quando bem desenvolvida. Há uma indicação de que a camada suporte exerce algum papel na retenção de sólidos e microrganismos no fluxo ascendente.


Assuntos
Técnicas Microbiológicas , Filtração Lenta , Purificação da Água , Filtros de Areia
5.
Eng. sanit. ambient ; 10(3): 209-218, jul.-set. 2005. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-415871

RESUMO

Segundo o IBGE (2000), 73 por cento dos municípios brasileiros possuem menos de 20.000 habitantes, que em sua maior parte vive na zona rural ou em pequenos núcleos urbanos. Quase a totalidade dos esgotos destas cidades é lançada nos corpos hídricos, contribuindo com o agravamento dos problemas de saúde pública e ambiental. Esses danos podem ser minimizados com o emprego de sistemas de tratamento simples, eficientes, sustentáveis e economicamente viáveis. O filtro anaeróbio com recheio de bambu combinado com filtros de areia satisfaria estas exigências, propiciando um efluente adequado para disposição nos cursos d'água ou para reúso, resguardando as fontes de água potável. A aplicação piloto deste método demonstrou que no emprego de baixas cargas de efluente anaeróbio nos filtros de areia havia uma remoção superior a 96 por cento da DBO, adequação na emissão de coliformes totais e uma completa nitrificação. Aumentando-se as cargas, ocorria uma pequena redução da eficiência, no entanto os resultados ainda eram satisfatórios.


Assuntos
Filtros Anaeróbios , Tecnologia de Baixo Custo , Filtros de Areia , Redes de Esgoto , Purificação da Água , Planejamento Social , Saneamento Rural
6.
Hig. aliment ; 15(84): 75-8, maio 2001. tab, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-285761

RESUMO

A instalaçäo de filtros de areia nas mangueiras que canalizam a água de abastecimento diretamente das nascentes até às residências do Bairro Morro da Queimada, em Ouro Preto, Minas Gerais, promoveu melhoria na qualidade microbiológica e física da água filtrada consumida por 14 famílias. As médias de reduçäo nas populaçöes de coliformes totais e coliformes fecais foram de 52 por cento e 45 por cento, respectivamente. A reduçäo na contagem de bactérias heterotróficas foi de 45 por cento. Pelo baixo custo e pela facilidade de montagem e instalaçäo do filtro de areia, recomenda-se a sua utilizaçäo.


Assuntos
Água Potável , Filtros de Areia , Controle da Qualidade da Água
7.
In. Asociación Argentina de Ingeniería Sanitaria y Ciencias del Ambiente. Trabajos presentados al congreso. Buenos Aires, AIDIS, 1996. p.295-314.
Monografia em Espanhol, Espanhol | BINACIS | ID: bin-138481

RESUMO

Los ensayos sobre los filtros de arena de 1.08 m. de profundidad, de tamaño efectivo 1.55 mm y coeficiente de uniformidad 1.33 demuestran que con aguas naturales que no superan los parámetros establecidos para una filtración directa, operan con una velocidad de filtración media de 8.3 m/h obteniendo turbiedades menores a 2 U.N.T. a pesar de una inadecuada distribución del aire para lavado, un manto filtrante con presencia de bolas de barro y la interferencia en los niveles de agua sobre filtros causada por el bombeo a tanque elevado


Assuntos
Filtros de Areia , Filtração Lenta
8.
Lima; Lima; 1982. 93 p. ilus, tab.
Monografia em Espanhol | LILACS | ID: lil-146411

RESUMO

Describe aspectos generales del estudio de filtros de arena, basado en la problemática existente en los sistemas de abastecimiento de agua a la población rural del Perú. Da pautas generales que orienten el programa de reestauración de los sistemas existentes de filtración lenta y que a la vez sean de utilidad al implementar nuevos programas. Establece soluciones, aspectos metodológicos y criterios técnicos para el diseño, operación y mantenimiento, y elaboración de manuales para filtros de arena. Se presenta como anexo una parte de un manual de operación de una planta de tratamiento de filtros lentos modificados


Assuntos
Saúde Ambiental , Filtros de Areia
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA
...