Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 203
Filtrar
1.
São Paulo; s.n; 2021. 435 p.
Tese em Português | LILACS | ID: biblio-1152047

RESUMO

Os resíduos químicos (RQ) compreendem uma infinidade de substâncias, misturas e materiais gerados nas mais variadas atividades. Nas universidades, os RQ tendem a ser diversificados e complexos, muitos dos quais são incompatíveis entre si e com as embalagens de acondicionamento disponíveis, o que demanda atenção especial, conhecimento e, cada vez mais, pesquisas sobre essa problemática. Este trabalho objetivou estudar a dinâmica de gerenciamento de RQ em instituição de ensino e pesquisa voltada à área da saúde, com a finalidade de identificá-los e caracterizá-los, propondo alternativas de redução da geração, maior controle de tais resíduos e, portanto, melhoria nas condições de segurança de trabalhadores e estudantes. Trata-se de estudo transversal realizado em sete Laboratórios de Investigação Médica (LIM), pertencentes ao complexo do Hospital das Clínicas, da Faculdade de Medicina e do Instituto de Medicina Tropical da Universidade de São Paulo. Os RQ gerados nos sete LIM, no período de novembro de 2017 a abril de 2019, foram classificados de acordo com o Sistema Globalmente Harmonizado de Classificação e Rotulagem de Produtos Químicos (GHS) e a legislação de transportes de cargas perigosas. Também foi estabelecida a classificação de RQ incompatíveis, conforme Método EPA-600/2-80-076. Por meio de questionário pré-elaborado, foram coletados dados quanto ao planejamento de uso de reagentes e aos procedimentos de descarte de RQ. Os resultados apontam que, na perspectiva do GHS, o código H319 (provoca irritação ocular grave) é o mais frequente em quatro laboratórios. Nos outros LIM, foram encontrados os seguintes registros majoritários para cada laboratório: H314 (provoca queimadura severa à pele e dano aos olhos); H331 (tóxico se inalado); H315 (provoca irritação à pele). No escopo do transporte externo, em avaliação conjunta dos sete laboratórios, as classes ou subclasses de risco mais comuns foram: 6.1 (substâncias tóxicas, 96 casos), 3 (líquidos inflamáveis, 93), 8 (substâncias corrosivas, 82), 9 (substâncias e artigos perigosos diversos, 30) e 5.1 (substâncias oxidantes, 16). O Método EPA-600/2-80-076 permitiu a elucidação de incompatibilidades existentes em 6 (86%) dos laboratórios, contabilizando 182 casos de substâncias que, se misturadas, podem reagir. Foram gerados 42,8 quilogramas de RQ por expiração de prazo de validade ou declaração de que o material não possuía condições de uso. Em relação ao questionário, foram obtidas 16 respostas, das quais 12 (75%) assinalaram a ausência de profissional de química no laboratório. Dez respondentes (63%) indicaram não haver treinamento formal sobre consumo consciente de reagentes químicos e gerenciamento de resíduos. Outros aspectos deficitários são: reavaliação da quantidade de reagentes adquirida, redução do desperdício, reaproveitamento, reutilização e permuta de produtos. Pode-se concluir que, no âmbito laboratorial e no transporte externo, os RQ gerados nos setores estudados possuem grande variedade referente à periculosidade. Verifica-se a necessidade de aperfeiçoamento do atual processo de gerenciamento de produtos químicos e RQ, quanto aos procedimentos de identificação (rotulagem), classificação, acondicionamento, quantificação e controle de estoques, além da capacitação de trabalhadores e estudantes. Essas etapas estão interligadas, impactam o ambiente, a integridade física e a saúde dos expostos e podem induzir a perdas materiais. Os resultados do estudo podem ser replicados a realidades similares que envolvem produtos e resíduos químicos em laboratórios.


Chemical waste (CW) comprises a multitude of substances, mixtures and materials generated in the most varied activities. In universities, the CWs tend to be more diverse and complex, many of which are incompatible with each other and with the available packaging, which requires special attention, knowledge and, increasingly, research on this issue. This work aimed to study the CW management's dynamics in a teaching and research institution focused on the health area, with the purpose of identifying and characterizing them, suggesting alternatives that entail to the reduction of generation, better control of residues and, therefore, to the improvement in the safety conditions of employees and students. This is a cross-sectional study carried out in seven Medical Research Laboratories (MRL), belonging to the complex composed by Hospital das Clínicas, Faculdade de Medicina and Instituto de Medicina Tropical of Universidade de São Paulo. The CWs originated in the seven MRL, from November 2017 to April 2019, were categorized according to the Globally Harmonized System of Classification and Labelling of Chemicals (GHS) and the Laws for the transport of dangerous cargo. The rating was stablished according to Method EPA-600/2-80-076 of incompatible CW. Through a pre drawn up questionnaire, data were collected regarding the planning of use of reagents and the procedures for the disposal of chemical waste. The results show that, from the perspective of the GHS, the code H319 (causes serious eye irritation) is the most frequent in four laboratories. In the others, the following major records were found for each laboratory: H314 (causes severe skin burns and eye damage); H331 (toxic if inhaled); H315 (causes skin irritation). In the scope of external transport operation, carrying out the joint assessment of the seven laboratories, the most common risk classes or subclasses were: 6.1 (toxic substances, 96 cases), 3 (flammable liquids, 93), 8 (corrosive substances, 82), 9 (miscellaneous of dangerous substances and articles, 30) and 5.1 (oxidizing substances, 16). The EPA-600 / 2-80-076 method allowed the elucidation of a series of incompatibilities existing in 6 (86%) of the laboratories, accounting for 182 cases of substances that, if mixed, can react. It was verified that 42.8 kilograms of CW were generated by expiry of validity or statement that the material did not have conditions of use. Regarding the questionnaire, 16 responses were obtained, of which 12 (75%) indicated the absence of a chemistry professional in the laboratory. Ten survey respondents (63%) indicated that there was no formal training on conscious consumption of chemical reagents and waste management. Other deficient aspects refer to the reassessment of the quantity of reagents acquired by the laboratories, the reduction of wastage, the reuse and exchange of products. It can be concluded that, both in the laboratory scope and in the design/layout of external transport, the CW generated in the studied sectors have a great variety in terms of dangerousness. Currently, the improvement of chemicals products and CW management process is an essential demand, regarding the procedures for identification (label), classification, packaging, qualification and control of stocks, beyond to the training of workers and students. These interrelated steps affect the environment, physical integrity and health of exposed people and can induce to material losses. The study results can be replicated to similar realities involving chemical products and CW in laboratories.


Assuntos
Resíduos Perigosos , Minimização de Resíduos Perigosos , Gerenciamento de Resíduos , Gestão Ambiental , Resíduos Químicos
3.
Gerencia ambiental ; 12(121): 676-80, oct. 2005. ilus
Artigo em Espanhol | BINACIS | ID: bin-140127

RESUMO

El artículo desarrolla el proyecto de Shell que invirtió US$ 11 millones en una turbina de generación eléctrica que mejora la eficiencia energética, reduce las emisiones de dióxido de carbono en 50.000 toneladas por año y permite producir más electricidad cuidando el medio ambiente


Assuntos
Eletricidade , Dióxido de Carbono , Minimização de Resíduos Perigosos
4.
Buenos Aires; oct. 2005. ilus.(Gerenc. ambient., 12, 121).
Monografia em Espanhol | BINACIS | ID: biblio-1221605

RESUMO

El artículo desarrolla el proyecto de Shell que invirtió US$ 11 millones en una turbina de generación eléctrica que mejora la eficiencia energética, reduce las emisiones de dióxido de carbono en 50.000 toneladas por año y permite producir más electricidad cuidando el medio ambiente


Assuntos
Dióxido de Carbono , Eletricidade , Minimização de Resíduos Perigosos
5.
Foro-Ambiental ; 1(4): 27-9, sep. 2005. Ilus
Artigo em Espanhol | BINACIS | ID: bin-140100

RESUMO

En esta nota, la autora profundiza con claridad en los vericuetos legales, reglamentarios y prácticos de un aspecto fundamental en el contexto de la problemática global de los PCBs


Assuntos
Bifenilos Policlorados , Resíduos Perigosos , Minimização de Resíduos Perigosos
6.
Foro-Ambiental ; 1(4): 27-9, sep. 2005. ilus
Artigo em Espanhol | BINACIS | ID: biblio-1162179

RESUMO

En esta nota, la autora profundiza con claridad en los vericuetos legales, reglamentarios y prácticos de un aspecto fundamental en el contexto de la problemática global de los PCBs


Assuntos
Bifenilos Policlorados , Minimização de Resíduos Perigosos , Resíduos Perigosos
9.
Empresa y medio ambiente ; 11(72): 31-4, mayo 2004. ilus
Artigo em Espanhol | BINACIS | ID: bin-140583

RESUMO

La autora sostiene que la prevención ostenta la máxima prioridad en la estrategia europea de gestnón de residuos y sin embargo los países miembros no están otorgando el respaldo necesario a esta opción y que esta es la conclusión a que ha llegado la Agencia Europea de Medio Ambiente (AEMA) en su último informe presentado a principios de 2003


Assuntos
Minimização de Resíduos Perigosos , Organização e Administração , Impostos , Júpiter
10.
Empresa medio ambiente ; 11(72): 31-4, mayo 2004. ilus
Artigo em Espanhol | BINACIS | ID: biblio-1161728

RESUMO

La autora sostiene que la prevención ostenta la máxima prioridad en la estrategia europea de gestnón de residuos y sin embargo los países miembros no están otorgando el respaldo necesario a esta opción y que esta es la conclusión a que ha llegado la Agencia Europea de Medio Ambiente (AEMA) en su último informe presentado a principios de 2003


Assuntos
Impostos , Minimização de Resíduos Perigosos , Organização e Administração , Júpiter
11.
In. AIDIS. Congreso Argentino de Saneamiento y Medio Ambiente, 13. Buenos Aires, AIDIS, 2003. p.14, Ilus.
Monografia em Espanhol | BINACIS | ID: bin-141156

RESUMO

El trabajo analiza que en el proceso de incineración de residuos sólidos, como es el caso de los residuos patológicos, se generan una serie de contaminantes que perjudican el medioambiente. Sin embargo, una correcta operación del horno incinerador juntamente con la incorporación de un tren de lavado del efluente gaseoso que remueva los contaminantes presentes en él y un adecuado método de disposición de las cenizas hacen de la incineración uno de los métodos más convenientes para el tratamiento de los residuos patogénicos. Para que el proceso de depuración de la corriente gaseosa sea eficiente deben controlarse las distintas variables del proceso, obteniéndose de esta forma un efluente gaseoso que cumpla con la normativa vigente en cuanto a los valores máximos permitidos para cada contaminante


Assuntos
Incineração , Resíduos de Serviços de Saúde , Absorção , Minimização de Resíduos Perigosos
12.
In. Asociación Argentina de Ingeniería Sanitaria y Ciencias del Ambiente. Desarrollo tecnológico y tecnologías apropiadas para el saneamiento y medio ambiente. Buenos Aires, AIDIS, 2002. p.10, Ilus, Tab.
Monografia em Espanhol | BINACIS | ID: bin-141261
16.
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA
...