Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 140
Filtrar
1.
Multimedia | Recursos Multimídia | ID: multimedia-9744

RESUMO

Nesta live o Dr. Ariovaldo Ribeiro filho falará sobre a sua trajetória de vida, a escolha da medicina como profissão e da homeopatia como especialidade. Apresentará, também, a forma como são construídos os repertórios, sua utilidade e limitações. Como fazer para extrair o que de melhor eles podem fornecer visando a obtenção de resultados clínicos de excelência. A live também terá a participação especial do Dr. Oscar Rudge.


Assuntos
Homeopatia/história , Pessoas Famosas , Narrativa Pessoal , Repertório Homeopático
2.
Multimedia | Recursos Multimídia | ID: multimedia-9755

RESUMO

A Dra. Ana Lucia Dias Paulo falará um pouco sobre a sua história e comentará alguns casos de pediatria, em especial, como ela vê a reação de crianças e bebês ao tratamento homeopático. Palestrante: Dra. Ana Lucia Dias Paulo com participação e a Dra. Helena Las Casas Ralid.


Assuntos
Pediatria/história , Pessoas Famosas , Narrativa Pessoal , Terapêutica Homeopática
3.
Multimedia | Recursos Multimídia | ID: multimedia-9760

RESUMO

Vídeo comemorativo dos 75 anos de existência da Associação Paulista de Homeopatia (APH), onde médicos, dentistas, farmacêuticos veterinários, entre outros, há quase oito décadas qualificam a prática da homeopatia no brasil. com depoimentos muito representativos de personalidades que fizeram e fazem parte desta belíssima história, o vídeo demonstra a excelência da APH, além de sua estrutura privilegiada.


Assuntos
Narrativa Pessoal , Documentários Cinematográficos , Conselhos de Especialidade Profissional , Homeopatia/história
4.
Psicol. USP ; 332022.
Artigo em Português | LILACS, Index Psicologia - Periódicos | ID: biblio-1367257

RESUMO

Este artigo tem como objetivo analisar a narrativa de uma mulher em situação de violência doméstica e as imbricações entre sua história de vida, imposições de gênero e a construção da sua identidade. Para tanto, realizou-se uma pesquisa qualitativa, em que recorremos à triangulação de fontes metodológicas por meio de entrevistas narrativas, observações cotidianas e protocolos documentais. Os resultados consideraram os atravessamentos pessoais, familiares e relacionais para a confecção dos cenários em que a perpetração da violência de gênero possa ter sido corroborada na produção de personagens e resistências ao longo do tempo. Essas discussões contribuem para o avanço da compreensão da violência dirigida às mulheres no Brasil, tensionando uma análise crítica que ponha em questão os aspectos sociopolíticos que reforçam o exercício hegemônico de uma cultura patriarcal


This paper analyzes the narrative of a woman experiencing domestic violence and the imbrications between her life history, gender impositions, and the construction of her identity. Hence, a qualitative research based on the triangulation of methodological sources by means of narrative interviews, daily observations, and document protocols was carried out. The results considered the personal, family and relational elements related to the construction of scenarios in which the perpetration of gender-based violence may have been corroborated in the production of characters and resistance over time. Such discussions contribute to advance the understanding of violence against women in Brazil, tensioning a critical analysis that puts into question the sociopolitical aspects that reinforce the hegemonic exercise of a patriarchal culture


Cet article analyse le récit d'une femme victime de violence domestique et les chevauchements entre son histoire de vie, les impositions de genre et la construction de son identité. Par conséquent, une recherche qualitative basée sur la triangulation des sources méthodologiques par le biais d'entretiens narratifs, d'observations quotidiennes et des protocoles documentaires a été réalisée. Les résultats ont pris en compte les croisements personnels, familiaux et relationnels pour la réalisation des scénarios dans lesquels la perpétration de la violence de genre a pu être corroborée dans la production de personnages et de résistance au fil du temps. Ces discussions contribuent à faire progresser la compréhension de la violence contre les femmes au Brésil, en mettant en tension une analyse critique qui remet en question les aspects sociopolitiques qui renforcent l'exercice hégémonique d'une culture patriarcale


Este artículo tiene como objetivo analizar la narrativa de una mujer en situación de violencia doméstica y la asociación entre su historia de vida, las imposiciones de género y la construcción de su identidad. Por ello, se realizó una investigación cualitativa, en la que se utilizó la triangulación de fuentes metodológicas a través de entrevistas narrativas, observaciones diarias y protocolos documentales. Los resultados consideraron los cruces personales, familiares y relacionales para la construcción de escenarios en los que se pudo corroborar la perpetración de la violencia de género en la producción de personajes y resistencias en el tiempo. Estas discusiones ayudan a comprender la violencia contra las mujeres en Brasil y ponen en relieve un análisis crítico que cuestiona los aspectos sociopolíticos que refuerzan el ejercicio hegemónico de una cultura patriarcal


Assuntos
Humanos , Feminino , Adulto , Violência contra a Mulher , Narrativa Pessoal , Identidade de Gênero
5.
São Paulo; s.n; 2022. 160 p.
Tese em Português | LILACS | ID: biblio-1371419

RESUMO

A prática do contato pele a pele (CPP) deve respeitar o parto e nascimento como fenômeno cultural, psíquico e social, o direito humano de mãe e filho se reconhecerem e estarem juntos podendo modificar positivamente a experiência materna do nascimento. Baseado em alguns conceitos da obra Fenomenologia da Percepção de Merleau-Ponty, acredita-se que a vivência corporal desse contato em momento oportuno seja importante também para a consciência do mundo através do corpo e então a produção de sentidos sobre a maternidade. O objetivo deste trabalho foi descrever narrativas maternas da vivência com ou sem CPP logo após o nascimento e analisar a contribuição desse momento para a construção de sentidos da maternidade em acordo com essa obra de Merleau-Ponty. Propôs-se um estudo qualitativo, exploratório e descritivo, baseado na história oral temática da vivência com ou sem CPP das mães com seus recém-nascidos saudáveis, que foram elegíveis para esse contato logo após o nascimento. Essa experiência foi relatada por meio de entrevista em profundidade, realizada por telefone com dez mães, que tiveram gestação de feto único e parto ocorrido há, no mínimo, 3 meses. As unidades de sentido foram organizadas segundo proposta temático-categorial em 11 subcategorias, que foram agrupadas em 4 categorias: interação mãe-filho como linguagem; modelo instituído de maternidade e do ato de dar à luz; temporalidade, e local de parto e a vivência do nascimento. A primeira categoria apontou a vivência do nascimento como singularidade de perceber e ser percebido, mãe e filho simultaneamente vivendo em uma generalidade comum. com aproximações e distanciamentos na vivência com e sem CPP, respectivamente. Na vivência sem CPP prevaleceu o sentimento de alívio, comunicado principalmente pelo choro do recém-nascido, centrado na certeza da sobrevivência. A frustração do desejo de permanência devido à interação breve e distanciada, marcada pela mediação do profissional de saúde, indicou a sujeição da mãe ao modelo instituído de assistência. Com CPP, a duração da interação foi considerada suficiente pelas mães, supriu o desejo de permanência e possibilitou a interação de reciprocidade do ato comunicativo. O sentimento de deleite emergiu no CPP como ápice da interação e o desempenho da autonomia relativa em que mãe e filho protagonizam o encontro. As segunda e terceira categorias explicitam o mundo imanente no qual o sujeito se insere, de modo que a intersubjetividade se dá temporalmente, sobre uma estrutura também social. A última categoria indicou que o local de parto - tradicionalmente organizado - impôs limitações ao CPP, enquanto as práticas humanizadas atuaram para superá-las. Como conclusão, as narrativas maternas do nascimento indicaram que o CPP pode ser tratado por diversas dimensões sem se excluírem, ampliando a dimensão histórica e singular na vivência materna do nascimento para emergir sentidos sobre a maternidade, de maneira peculiar. Diante das subjetividades do mundo percebido por um sujeito histórico em constante transformação na interação com o mundo, permanecer em CPP, com duração suficiente de tempo e sem interrupções respeitou, tangente e tangível, essa primeira interação como um momento privilegiado de comunhão participativa da percepção do mundo.


The practice of skin-to-skin contact (SSC) must respects the process of labor and delivery as a cultural, psychological, and social phenomenon; the human right for mother and child to be together and acknowledge each other, positively modifying the maternal experience from birth. Based in some concepts from the work Phenomenology of the Perception, it is believed that the body experience of timely SSC is also the means to a perception of the world and subsequently construction of feelings and meanings about motherhood. The objective of this study was to describe maternal narratives of the experiences with or without skin-to-skin contact soon after birth and analyze this influence to the construction of feelings and meanings of motherhood according to Merleau-Ponty writings. A qualitative exploratory descriptive study it was proposed, through oral history method, from mothers who have experienced SSC or not, in both cases with healthy newborns, deemed eligible for this type of contact after delivery. These events were narrated by means of thorough phone interviews with ten mothers that had had a singleton pregnancy and had had given birth in the last 3 months. A thematic-categorical Content Analysis was applied. The meaning units were indexed in 11 subcategories, grouped in 4 categories: mother-child interaction as a language; institutionalized motherhood and childbirth model; temporality; labor/delivery location and the birth experience. The first category pointed out the experience of birth as a singularity of noticing one and being noticed, coming closer and pulling away in the events with and without SSC, respectively. In the experiences without SSC the feeling of relief prevailed, expressed mainly through hearing the babys cry, centered in the certainty of the babys surviving. The wish to stay together frustrated due to their brief and interrupted interaction, caused by the health professional intervention, indicated the mothers subjection to the institutionalized model of assistance. With SSC, the interactions time span was considered sufficient by the mothers, it sufficed the yearn to stay together and made the interaction of reciprocating the communication act possible to notice and be noticed. The feeling of delight has risen as the peak of the interaction and the performance of the correspondent autonomy in which mother and child are the main characters of the encounter. The second and third categories made explicit the inherent world in which the subject is born into, in a way that the subjectivity is temporal, under an additional social structure. The last category indicated the birth location presented limitations to SSC although the humanized practices have act to overcome those, supporting that the perceived environment modified the birth experience. In conclusion, the maternal narratives of birth indicated the SSC can be treated several dimensions without excluding each other, expanding the historical and singular dimension in the maternal experience of birth to emerge meanings about motherhood, in a particular way. Faced with the subjectivities of the world perceived by a historical person in constant transformation while interacting with this world, staying in SSC, with enough time and without interruptions, has respected, palpably and palpable, that first interaction as a privileged moment of participatory communion of the perception of the world.


Assuntos
Saúde Materno-Infantil , Emoções Manifestas , Salas de Parto , Nascimento a Termo , Narrativa Pessoal , Poder Familiar
6.
Vínculo ; 18(2): 1-11, jul.-dez. 2021. ilus
Artigo em Português | LILACS, Index Psicologia - Periódicos | ID: biblio-1341800

RESUMO

Diferentes configurações familiares têm surgido na contemporaneidade em decorrência de avanços sociais. Entre as parentalidades emergentes, a homoparentalidade é a que mais se distancia do ideal social, já que evidencia a orientação sexual dos pais e mobiliza fantasias de que ela interfira no exercício parental e no desenvolvimento de seus filhos. Por esta razão, investigamos a experiência emocional de casais homoafetivos em relação ao preconceito vivenciado no exercício da parentalidade. Para isso, adotamos uma abordagem qualitativa psicanalítica e entrevistamos seis casais homoafetivos, fazendo uso de uma Narrativa Interativa, dado seu potencial de acesso lúdico e protegido à experiência emocional dos participantes. A análise interpretativa do material narrativo resultou em campos de sentidos afetivo-emocionais dos quais o campo "Que família é essa?" emerge como emblemático do preconceito sofrido pela família homoparental em decorrência de uma visão patriarcal e heteronormativa da sociedade. Embora os casais homoafetivos reproduzam em certa medida o padrão familiar heterossexual, seu modo de exercer a parentalidade aponta para alternativas criativas e levanta novos questionamentos.


Different family configurations have emerged in contemporary times due to social advancements. Among the emergent parenting, homoparenting is the one that distances itself from the social ideal the most, as it evidences the parents' sexual orientation and mobilizes fantasies that it interferes with the parenting exercise and their children's development. For this reason, we investigate the emotional experience of homoaffective couples regarding the prejudice experienced in parenting exercise. For this, we adopted a qualitative psychoanalytic approach, and we interviewed six homoaffective couples, making use of an Interactive Narrative, given its potential for ludic and protected access to the emotional experience of the participants. The interpretive analysis of the narrative material has resulted in fields of affective-emotional meaning, from which the "What family is this?" field emerges as emblematic of the prejudice suffered by the homoparental family as a result of a patriarchal and heteronormative view from society. Although homoaffective couples to some extent reproduce the heterosexual family pattern, their way of parenting exercise point out to creative alternatives and raise new questions.


Diferentes configuraciones familiares han surgido en los tiempos contemporáneos como resultado de avances sociales. Entre las paternidades emergentes, la homoparentalidad es la más alejada del ideal social, ya que destaca la orientación sexual de los padres y moviliza fantasías de ella interfiriendo en el ejercicio parental y en el desarrollo de sus hijos. Por esta razón, investigamos la experiencia emocional de parejas homoafetivas en relación al prejuicio experimentado en el ejercicio de la parentalidad. Para esto, adoptamos un enfoque psicoanalítico cualitativo y entrevistamos a seis parejas homoafetivas, haciendo uso de una Narrativa Interactiva, dado su potencial para el acceso lúdico y protegido a la experiencia emocional de los participantes. El análisis interpretativo del material narrativo ha dado como resultado campos de significados afectivo-emocionales de los cuales el campo "¿Que familia es esta?" emerge como un emblema del prejuicio sufrido por la familia homoparental como resultado de una visión patriarcal y heteronormativa de la sociedad. Aunque las parejas homoafetivas reproducen hasta cierto punto el patrón familiar heterosexual, su modo de ejercer la parentalidad apunta a alternativas creativas y plantean nuevas preguntas.


Assuntos
Humanos , Masculino , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Preconceito , Comportamento Sexual , Homossexualidade , Características da Família , Poder Familiar , Heterossexualidade , Narrativa Pessoal , Identidade de Gênero
7.
Vínculo ; 18(1): 32-41, jan.-abr. 2021. ilus
Artigo em Português | LILACS, Index Psicologia - Periódicos | ID: biblio-1280710

RESUMO

O objetivo deste estudo é compreender a experiência emocional de 14 adolescentes abrigados frente a possibilidade de desabrigamento considerando a usual permanência prolongada do adolescente na situação de acolhimento institucional. Trata-se de uma pesquisa qualitativa psicanalítica em que adotamos uma Narrativa Interativa (NI) em duas entrevistas coletivas seguidas de uma reflexão sobre o tema investigado, além de uma entrevista individual seguida de um momento de reflexão com uma adolescente que não teve a oportunidade de participar do grupo. A análise do material narrativo resultou em campos de sentido afetivo-emocional. Destacamos o campo emblemático "É muito peso para uma pessoa só", que descortina os sucessivos desabrigamentos e o consequente desamparo vividos pelos jovens como resultados da sobreposição de vulnerabilidades que cercam a vida dos participantes.


The aim of this study is to understand the emotional experience of 14 sheltered adolescents in the face of the possibility of helplessness considering the usual prolonged stay of the adolescent in the institutional shelter situation. This is a qualitative psychoanalytic research in which we adopted an Interactive Narrative (NI) in two group interviews and one individual interview followed by a reflection on the theme investigated, in addition to an individual interview, followed by a moment of reflection with a teenager who did not have the opportunity to participate in the group. The analysis of narrative material resulted in fields of affective-emotional meaning. We highlight the emblematic field "It's too much weight for one person", which reveals the successive homelessness episodes and the consequent helplessness experienced by the young people as a result of the overlapping vulnerabilities that surround the participants' lives.


El objetivo de este estudio es comprender la experiencia emocional de 14 adolescentes protegidos ante la posibilidad de quedarse sin hogar considerando la prolongada estadía habitual del adolescente en la situación del refugio institucional. Esta es una investigación psicoanalítica cualitativa en la que adoptamos una Narrativa Interactiva (NI) en dos entrevistas grupales y una entrevista individual seguida de una reflexión sobre el tema investigado, además de una entrevista individual seguida de un momento de reflexión con una adolescente que no tuvo la oportunidad de participar en el grupo. El análisis del material narrativo resultó en campos de significado afectivo-emocional. Destacamos el campo emblemático "Es demasiado peso para una persona sola", que revela la sucesiva falta de vivienda y la consecuente impotencia experimentada por los jóvenes como resultado de las vulnerabilidades superpuestas que rodean las vidas de los participantes.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Instituições de Caridade , Criança Abandonada , Violência Doméstica , Narrativa Pessoal , Exposição à Violência , Cuidados no Lar de Adoção
8.
Psicol. soc. (Online) ; 33: e222510, 2021.
Artigo em Português | LILACS, Index Psicologia - Periódicos | ID: biblio-1250540

RESUMO

Resumo Este estudo objetivou compreender a importância de narrar e transmitir experiência a partir da memória do velho e do lugar de pária que lhe é destinado no modo de produção do capitalismo. Parte de estudos realizados pela psicóloga social Ecléa Bosi e por Benjamin. São discutidos dois elementos presentes nas experiências relatadas pela autora e que estão presentes no conceito de história já elaborado por Benjamin: a importância da rememoração e da redenção messiânica. A relevância de narrar as experiências diz respeito ao que se apresenta predominantemente nas memórias colhidas: a transmissão das possibilidades não realizadas. Analisa-se como a forma de trabalho flexível do capitalismo violenta a possibilidade de construção da memória de si na sua vinculação com a memória do outro ao impor aos sujeitos o desenraizamento e seu efeito desagregador da memória. Por fim, discute-se a urgente necessidade de transformação das condições que geram opressão dos velhos trabalhadores.


Resumen Este estudio tuvo como objetivo comprender la importancia de narrar y transmitir experiencia a partir de la memoria del viejo y del lugar de paria que le es destinado en el modo de producción del capitalismo. Parte de los estudios realizados por la psicóloga social Ecléa Bosi y Walter Benjamin. Se discuten dos elementos presentes en las experiencias relatadas por la autora y que están presentes en el concepto de historia ya elaborado por Benjamin: la importancia de la evocación y de la redención mesiánica. La relevancia de narrar las experiencias se refiere a lo que se presenta predominantemente en las memorias cosechadas: la transmisión de las posibilidades no realizadas. Se analiza cómo la forma de trabajo flexible del capitalismo violenta la posibilidad de construcción de la memoria de sí en su vinculación con la memoria del otro al imponer a los sujetos el desarraigo y su efecto disgregador de la memoria. Por último, se discute la urgente necesidad de transformación de las condiciones que generan opresión de los viejos trabajadores.


Abstract This study aimed to understand the importance of narrating and transmitting experience from the memory of the elder and the place of pariah destined to them in capitalism's mode of production. It has as reference studies carried out by the social psychologist Ecléa Bosi and by Walter Benjamin. Two elements present in the experiences reported by Bosi - which are present in the concept of history already elaborated by Benjamin -, are discussed: the importance of the remembrance and the messianic redemption. The relevance of narrating experiences relates to what is predominantly presented in the collected memories: the transmission of unrealized possibilities. It is analyzed how capitalism's flexible working form violates the possibility of constructing the memory of oneself in its connection with the memory of the other by imposing on people the uprooting and its disintegrating effect of memory. Finally, it discusses the urgent need to transform the conditions that generate oppression of the old workers.


Assuntos
Humanos , Idoso , Idoso de 80 Anos ou mais , Idoso , Capitalismo , Opressão Social , Acontecimentos que Mudam a Vida , Memória , Marginalização Social , Narrativa Pessoal
9.
Psicol. soc. (Online) ; 33: e228632, 2021.
Artigo em Português | LILACS, Index Psicologia - Periódicos | ID: biblio-1279594

RESUMO

Resumo Este artigo analisa as narrativas de mulheres e homens; mães e pais; cuidadoras e cuidadores de crianças e adolescentes envolvidos em denúncias de abuso sexual, na condição de vítimas, e que foram, por essa razão, inseridas/os no sistema de garantia de direitos, objetivando demonstrar o que pensam, que enunciados utilizam para falar sobre o abuso sexual e os sentidos atribuídos à sua inserção na rede de atendimentos. Para auxiliar a operar teoricamente utilizou-se a noção de biopolítica, enquanto uma forma de governo e uma tecnologia do poder de Foucault, associada às ideias de um governo pela psicologia de Castel e à retórica do trauma de Fassin. A partir da análise, é possível descrever como o abuso se torna a forma de legitimação maior para que se possa acessar a proteção do Estado e como as formas de governar capturam a todos/as e balizam as narrativas em sutis esferas.


Resumen Este artículo analiza las narrativas de mujeres y hombres, madres y padres, cuidadores de niñas, niños y adolescentes involucrados en denuncias de abuso sexual, como víctimas, y que fueron, por eso, insertados en el sistema de garantía de derechos, con el objetivo de demostrar lo que piensan, qué declaraciones utilizan para hablar sobre el abuso sexual y los significados atribuidos a su inserción en la red de asistencia. Para ayudar a operar teóricamente, se utilizó la noción de biopolítica, como una forma de gobierno y una tecnología de poder de Foucault, asociada a las ideas de un gobierno de la psicología de Castel y la retórica del trauma de Fassin. A partir del análisis es posible describir cómo el abuso se convierte en la forma de mayor legitimación para que se pueda acceder a la protección del Estado y cómo las formas de gobernar capturan a todas y todos y marcan las narrativas en esferas sutiles.


Abstract This article analyzes the narratives of men and women; mothers and fathers and caretakers of children and adolescents involved in sexual abuse allegations, as victims, and that, for that reason, they have been inserted in the Rights Guarantee System, aiming to demonstrate what they think, what statements they use to talk about sexual abuse and the meanings attributed to their insertion in the care network. To facilitate the theoretical comprehension, the notion of Biopolitics was used as a type of government and one of Foucault's technologies of power, also linked to the ideas of a government for Castel's psychology and to Fassin's rhetoric of trauma. From the analysis it is possible to describe how the abuse becomes the major way of legitimizing in order to access the government protection, and how the forms of government capture all people and support the narratives in subtle ways.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Abuso Sexual na Infância/legislação & jurisprudência , Defesa da Criança e do Adolescente , Fatores de Proteção , Pais , Cuidadores , Vítimas de Crime/psicologia , Denúncia de Irregularidades , Narrativa Pessoal
10.
Psicol. soc. (Online) ; 33: e224920, 2021. tab
Artigo em Português | LILACS, Index Psicologia - Periódicos | ID: biblio-1279593

RESUMO

Resumo Transição capilar é o processo de abdicação de alisamentos químicos ou físicos dos cabelos, reassumindo suas texturas naturais. A presente pesquisa, de natureza qualitativa, visou a investigar a construção dos sentidos de identidade em mulheres negras que passaram pela transição capilar. Participaram do estudo 12 mulheres negras com idades compreendidas entre 18 e 34 anos. Para a coleta de dados foram utilizadas entrevistas semiestruturadas que foram analisadas através da análise de posicionamento. A transição capilar mudou a forma de posicionamento em relação a si, ao cabelo, à sociedade e à construção da autoimagem. Além de elucidar o processo de reafirmação identitária das interlocutoras, o estudo fomenta a discussão do racismo na sociedade brasileira, ao tratar da desvalorização da estética negra e, por conseguinte, do enaltecimento da branquitude.


Abstract Hair transition is the process of abdicating chemical or physical hair straightening, resuming its natural textures. This qualitative research aimed at investigating the construction of the meanings of identity in black women who went through the hair transition. Twelve black women between the ages of 18 and 34 participated in the study. For the data collection, semi-structured interviews were used and analyzed through the positioning analysis. Hair transition has changed the way of positioning towards itself, hair, society and the construction of self-image. In addition to elucidating the identity affirmation process of the interviewees, the study instigates the discussion of racism in Brazilian society, by dealing with the devaluation of black aesthetics and, therefore, the praise of whiteness.


Resumen La transición capilar es el proceso de abdicar del alisado químico o físico del cabello, retomando sus texturas naturales. La presente investigación, de carácter cualitativo, tuvo como objetivo investigar la construcción de los significados de la identidad en mujeres negras que atravesaron la transición capilar. Participaron del estudio doce mujeres negras de entre 18 y 34 años. Para la recolección de datos se utilizaron entrevistas semiestructuradas, las cuales fueron analizadas mediante análisis de posicionamiento. La transición capilar cambió la forma de posicionamiento en relación con una misma, el cabello, la sociedad y la construcción de la autoimagen. Además de dilucidar el proceso de afirmación identitaria de las interlocutoras, el estudio fomenta la discusión del racismo en la sociedad brasileña, al abordar la devaluación de la estética negra y, por tanto, el elogio de la blancura.


Assuntos
Humanos , Feminino , Adulto , Mulheres/psicologia , Negros , Racismo , Construção Social da Identidade Étnica , Cabelo/crescimento & desenvolvimento , Autoimagem , Estética , Narrativa Pessoal
11.
Rev. cienc. cuidad ; 18(3): 100-110, 2021.
Artigo em Espanhol | LILACS, BDENF - Enfermagem, COLNAL | ID: biblio-1342075

RESUMO

La pandemia de la COVID 19 es un problema mundial que no solo ha causado muertes y enfermos, sino que ha afectado la vida de los trabajadores de la salud. Para este artículo se desarrolla un relato a través de la autoetnografía, lo que permite hacer un acercamiento a los cambios generados dentro de una institución en salud a causa de esta situación, permitiendo trasladar las experiencias de la práctica a la teoría y analizar situaciones de lo sucedido en la atención de pacientes infectados. El objetivo es describir algunas vivencias de profesionales y auxiliares de la enfermería sobre la atención de pacientes con COVID-19 en un hospital universitario de Colombia y lo que implica el cuidado de la enfermería en una pandemia, usando los metaparadigmas y evidenciando el impacto de todos estos cambios en las personas y en la sociedad en general. Conclusión: los profesionales de la enfermería siempre estarán en primera línea, brindando las mejores experiencias de cuidado a las personas, sus familias y además acompañándolos en los procesos de nacer, crecer, vivir y morir. Aunque exista tecnología, pandemias, problemas sociales en el mundo, la enfermería seguirá participando, expresando sus sentires y trascendiendo en la vida de las personas con los actos de cuidado humano.


The COVID 19 pandemic is a global issue that not only has caused deaths and contagion, but also has affected the life of healthcare workers. For this article a narrative is performed through autoethnography, approaching the changes within a health institution generated by this situation, allowing to transfer the practice experiences to the theory and analyze situa-tions during the assistance of infected patients. The objective is to describe some of the ex-periences from the professionals and nursing assistants about the assistance of patients with COVID-19 in a university hospital in Colombia and what implies the nursing care implies during a pandemic, using the metaparadigms and evidencing the impact of all these changes in people and society in general. Conclusion: The nursing professionals will always be on the first line, providing the best care experience for people, their families as well as accompany-ing them during the processes of birth, growth, life and death. Although there are technolo-gies, pandemics, social issues around the globe, nursing will keep participating, expressing its feelings and transcending in the lives of people as actors of human care


A pandemia pela COVID-19 é um problema mundial que não só tem gerado morte e doença, além disso tem afetado a vida dos trabalhadores do setor saúde. Para esse artigo desen-volveu-se um relato através de antropologia cultural, permitindo fazer uma aproximação às mudanças geradas no interior da instituição de saúde como consequência dessa situação, permitindo trasladar a experiência da prática à teoria e analisar o acontecido no atendimento aos sujeitos infetados. O objetivo é descrever algumas vivências dos profissionais e a equipe técnica de enfermagem sobre o atendimento de pacientes com a COVID-19 num hospital escola de Colômbia e as suas implicações no cuidado de enfermagem numa pandemia, usan-do os metaparadigmas e evidenciando o impacto de todas essas mudanças nas pessoas e na sociedade no geral. Conclusão: os profissionais de enfermagem sempre estarão na primeira linha, prestando as melhores experiências de cuidado às pessoas, as suas famílias e além disso, acompanhando os processos de nascer, crescer, viver e morrer. Embora exista tecn-ologia, pandemias e problemas sociais no mundo, a enfermagem continuara participando , expressando os seus sentimentos e transcendendo na vida das pessoas com os atos de cuidado humano


Assuntos
Infecções por Coronavirus , Enfermagem , Narrativa Pessoal , Cuidados de Enfermagem
12.
Rev. enferm. UFSM ; 11: e35, 2021.
Artigo em Inglês, Português | LILACS, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1178124

RESUMO

Objetivo: revelar os efeitos colaterais imediatos e as práticas de autocuidado adotadas por mulheres com câncer ginecológico submetidas à braquiterapia. Método: pesquisa narrativa, realizada com 12 mulheres, no Sul do Brasil, entre dezembro/2018 e janeiro/2019, incluindo entrevista semiestruturada submetida à análise de conteúdo. Resultados: da análise emergiram três categorias temáticas: Cuidados orientados e adotados pelas mulheres em braquiterapia pélvica; Efeitos colaterais imediatos percebidos pelas mulheres em braquiterapia pélvica; Cuidados não orientados pelos profissionais da saúde. Os cuidados orientados pelas enfermeiras mais relatados pelas mulheres foram dilatação vaginal, uso de ducha e lubrificante vaginal, consumo de chá, higienização e guarda do dilatador vaginal. Os efeitos colaterais mais citados nas entrevistas foram alterações urinárias e intestinais na pele e mucosas. Conclusão: evidencia-se que a atenção de enfermagem em braquiterapia deve priorizar cuidados para prevenir e controlar as alterações geniturinárias e tegumentares, incluindo práticas de autocuidado.


Objective: to reveal the immediate side effects and self-care practices adopted by women with gynecological cancer submitted to brachytherapy. Method: narrative research, conducted with 12 women, in southern Brazil, between December/2018 and January/2019, including semi-structured interviews submitted to content analysis. Results: three thematic categories emerged from the analysis: Care oriented and adopted by women in pelvic brachytherapy; Immediate side effects perceived by women in pelvic brachytherapy; Care not guided by health professionals. The care provided by the nurses most reported by the women was vaginal dilation, use of a shower and vaginal lubricant, tea consumption, cleaning, and storage of the vaginal dilator. The side effects most frequently mentioned in the interviews were urinary and intestinal changes in the skin and mucous membranes. Conclusion: nursing care in brachytherapy must prioritize care to prevent and control genitourinary and cutaneous changes, including self-care practices.


Objetivo: revelar los efectos colaterales inmediatos y las prácticas de autocuidado adoptadas por mujeres con cáncer ginecológico sometidas a la braquiterapia. Método: investigación narrativa, realizada con 12 mujeres, en el Sur de Brasil, entre diciembre/2018 y enero/2019, incluyendo entrevista semiestructurada sometida al análisis de contenido. Resultados: del análisis surgieron tres categorías temáticas: Cuidados orientados y adoptados por las mujeres en braquiterapia pélvica; Efectos colaterales inmediatos percibidos por las mujeres en braquiterapia pélvica; Cuidados no orientados por los profesionales de la salud. Los cuidados orientados por las enfermeras más relatados por las mujeres fueron dilatación vaginal, uso de ducha y lubrificante vaginal, consumo de té, higienización y guarda del dilatador vaginal. Los efectos colaterales más citados en las entrevistas fueron alteraciones urinarias e intestinales en la piel y mucosas. Conclusión: se observa que la atención de enfermería en braquiterapia debe priorizar cuidados para prevenir y controlar las alteraciones genitourinarias y pigmentarias, incluyendo prácticas de autocuidado.


Assuntos
Humanos , Braquiterapia , Enfermagem , Narrativa Pessoal , Neoplasias dos Genitais Femininos , Oncologia
13.
Physis (Rio J.) ; 31(2): e310209, 2021. tab, graf
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1287533

RESUMO

Abstract The present study aims to discuss the knowledge and practices of Primary Health Care professionals about the modes of disciplinary interaction. It is a descriptive study, with qualitative approach following the methodological proposal of cartography, in which we ran four focus groups with the participation of 33 professionals, among them doctors, nurses and dental surgeons who are part of Family Health teams (FHt). With a cartographic mapping, it was possible to see that the work context of the FHt can be represented by the plan of form, which is affected by the plan of forces, generating interrelationships. From this, the modes of disciplinary interaction emerge as a line of escape, producing new assemblages characterized by the perspectives and proposals listed by the professionals. Through this mapping, the importance of the modes of disciplinary interaction in the FHt practice was evident, mainly as a response to the micropolitics of living labor in health with a focus on lightweight technologies.


Resumo O presente estudo objetiva discutir o conhecimento e as práticas dos profissionais da Atenção Primária à Saúde sobre os modos de interação disciplinar. Trata-se de um estudo descritivo, de abordagem qualitativa, com a proposta metodológica da Cartografia, em que foram realizados quatro grupos focais com a participação de 33 profissionais, dentre eles médicos, enfermeiros e cirurgiões-dentistas, de equipes de Saúde da Família (eSF). A partir de um mapeamento cartográfico, foi possível perceber que o contexto do trabalho das eSF pode ser representado pelo plano de forma, que é afetado pelo plano de forças, gerando inter-relações. A partir destas, emergem os modos de interação disciplinar como linha de escape, produzindo novos agenciamentos, caracterizados pelas perspectivas e proposições elencadas pelos profissionais. Por meio desse mapeamento, ficou evidente a importância dos modos de interação disciplinar na prática das eSF como resposta, principalmente, à micropolítica do trabalho vivo em saúde, com centralidade nas tecnologias leves.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Atenção Primária à Saúde , Conhecimentos, Atitudes e Prática em Saúde , Estratégias de Saúde Nacionais , Comunicação Interdisciplinar , Relações Interprofissionais , Equipe de Assistência ao Paciente , Gestão em Saúde , Pesquisa Qualitativa , Narrativa Pessoal
14.
Physis (Rio J.) ; 31(1): e310122, 2021. tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1346705

RESUMO

Abstract This is a qualitative and exploratory research that aimed to analyze the oral health self-perception of adults and elderly people from the South of Brazil who were being treated at a university-based Dental Teaching Hospital. Individual semi-structured interviews were carried out, recorded by an audio equipment, and transcribed. The textual material was interpreted by thematic content analysis. The sample consisted of 46 individuals. Expressions of a body in discomfort, marked by limitations in physiological functions (chewing, speaking, taste) and in sociocultural functions (social life, employment, appearance, smiling, habits) of daily life were present in the narratives of people who perceived their oral health negatively. There were reports of non-use of prostheses or use of inadequate ones, dental diseases, bad breath and pain, which mobilized different feelings (despair, nervousness, irritation, shame, embarrassment, oppression). The opportunity of recovering this body through access and adherence to dental treatment brought the possibility of a 'corporal relearning' so that this body could continue to interact in the world. Understanding how people perceive themselves regarding their oral health has the potential for providing more humanized and effective care, allowing the subject to have more autonomy/participation in decisions about their treatment.


Resumo Pesquisa qualitativa exploratória que se propôs a analisar a autopercepção da saúde bucal em pessoas adultas e idosas do Sul do Brasil que estavam em tratamento em Hospital Universitário de Ensino Odontológico. Entrevistas individuais semiestruturadas foram realizadas, gravadas em equipamento de áudio e transcritas. O material textual foi interpretado pela análise temática de conteúdo. Amostra foi constituída por 46 pessoas. Expressões de um corpo em desconforto, marcado por limitações nas funções fisiológicas (mastigação, fala, paladar) e socioculturais (convívio social, emprego, aparência, sorriso, hábitos) do cotidiano da vida, estiveram presentes nas narrativas das pessoas que se percebiam negativamente em relação à saúde bucal. Foram relatos associados ao não uso de próteses ou uso de próteses inadequadas, a doenças dentárias, ao mau hálito e à dor, que mobilizaram diferentes sentimentos (desespero, nervosismo, irritação, vergonha, constrangimento, opressão). A oportunidade da recuperação, por meio do acesso e realização do tratamento odontológico, trouxe a possibilidade de uma "reaprendizagem corporal" para que esse corpo pudesse seguir interagindo no mundo. Compreender como as pessoas se percebem em relação a sua saúde bucal tem potencial para um atendimento mais humanizado e resolutivo, permitindo que o "sujeito a ser cuidado" tenha mais autonomia/participação nas decisões sobre seu tratamento.


Assuntos
Qualidade de Vida , Autoimagem , Saúde Bucal , Assistência Odontológica , Narrativa Pessoal
15.
Physis (Rio J.) ; 31(1): e310123, 2021. tab, graf
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1346706

RESUMO

Resumo Este artigo busca analisar o acesso e a continuidade do cuidado em trajetórias assistenciais de mulheres através da identificação dos principais pontos de apoio na rede de atenção à saúde. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, realizada em uma região de saúde do Rio de Janeiro, a partir de entrevista semiestruturada com 21 mulheres para produção de suas trajetórias assistenciais. Os dados foram tratados por meio de análise de conteúdo e categorizados em quatro unidades temáticas: os agentes comunitários de saúde, identificados como o primeiro contato e facilitadores do acesso à rede; os profissionais de enfermagem, com quem se estabeleceram os mais fortes vínculos longitudinais e alguma possibilidade de continuidade do cuidado; o médico, que representava a expectativa de cura, mas onde os laços e a comunicação com as usuárias foram mais frágeis; e outros pontos de apoio, representados por atores intermediários (amigos, familiares, figuras políticas e outros) presentes ora como apoio, ora como facilitadores do acesso ao cuidado oportuno. O mosaico de trajetórias produzidas pelas mulheres na rede de atenção à saúde indicou fragilidades para garantia de acesso e continuidade do cuidado, mas também potências para a produção de intervenções e práticas que respondam a desejos e necessidades em saúde.


Abstract This article seeks to analyze the access and continuity of care in women's care trajectories through the identification of the main points of support in the health care network. This is a qualitative research, carried out in a health region of Rio de Janeiro, based on a semi-structured interview with 21 women to produce their care trajectories. The data were treated through content analysis and categorized into four thematic units: community health agents, identified as the first contact and facilitators of access to the network; nursing professionals, with whom the strongest longitudinal bonds and some possibility of continuity of care were established; the doctor, who represented the expectation of a cure, but where ties and communication with users were more fragile; and other points of support, represented by intermediate actors (friends, family, political figures and others) present at times as support, at times as facilitators of access to timely care. The mosaic of trajectories produced by women in the health care network indicated weaknesses to guarantee access and continuity of care, but also potencies to produce interventions and practices that respond to health wants and needs.


Assuntos
Humanos , Feminino , Atenção Primária à Saúde , Relações Profissional-Paciente , Qualidade da Assistência à Saúde , Atitude do Pessoal de Saúde , Continuidade da Assistência ao Paciente , Acesso aos Serviços de Saúde , Brasil , Narrativa Pessoal
16.
Physis (Rio J.) ; 31(1): e310128, 2021.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1346711

RESUMO

Resumo Investigamos conteúdos estigmatizantes nos discursos de médicos(as) e enfermeiros(as) sobre a saúde da população LGBTT em 32 unidades básicas de saúde do Centro-Oeste e Nordeste brasileiros. Partindo das noções de scientia sexualis em Foucault e de estigma em Goffman, analisamos a influência da patologização da sexualidade na racionalidade desses profissionais, enquanto geradores de discursos e posturas estigmatizadores que interferem na qualidade da atenção à saúde desta população. O resultado permitiu verificar que para os(as) entrevistados(as) a identidade dos membros da população LGBTT está vinculada ao conceito de grupo de risco, compreendida como uma condição causadora de doença e transtornos mentais, além de estar associada a comportamentos moralmente condenáveis. O estudo aponta para a necessidade de processos inovadores na formação profissional que busquem problematizar a racionalidade estruturante do processo estigmatizador, com vistas a qualificar a atenção.


Abstract We investigated stigmatizing content in the discourse of doctors and nurses about the health of the LGBTT population in 32 basic health units in the Midwest and Northeast of Brazil. Based on the notions of scientia sexualis in Foucault and stigma in Goffman, we analyze the influence of the pathologization of sexuality on the rationality of these professionals, as generators of stigmatizing discourses and postures that interfere in the quality of healthcare in this population. The result allowed us to verify that, for the interviewees, the identity of the members of the LGBTT population is linked to the concept of a risk group, understood as a condition that causes illness and mental disorders, in addition to being associated with morally reprehensible behavior. The study points to the need for innovative processes in professional training that seek to problematize the structuring rationality of the stigmatizing process, with a view to qualifying care.


Assuntos
Atenção Primária à Saúde , Pessoal de Saúde , Estigma Social , Sexismo , Narrativa Pessoal , Minorias Sexuais e de Gênero , Brasil , Atitude do Pessoal de Saúde
17.
Physis (Rio J.) ; 31(1): e310118, 2021.
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1346716

RESUMO

Abstract Chronic degenerative illnesses have currently taken on a great predominance at the epidemiological profile, by affecting specially the elderly population. Among such diseases, Cancer has been studied through the broadening of information, which brought scientific advancement for the disease care. However, such topics constantly focus on statistic data, setting the lifetime story of those people aside. This paper aimed at understanding the process of sickness among elderly women and its development up to the diagnostics of uterus cancer through getting closer to their lifetime stories. It is about a qualitative research whose methodology used was that of life history. The methodological choice aimed at providing an intersection in the lives of different women, giving visibility to their memories. Five elderly women between 62 and 89 years old participated in the research, which turns into distinctive lifetime stories, with their singularities, though they interweave before the hard reality faced by them along their aging. Their relationship with their getting-sick development is surrounded by fear into different ways. It is necessary, therefore, to look to the elderly women uniquely, regarding the social relations that interfere during their lives and determine their aging.


Resumo As doenças crônico-degenerativas assumem grande predominância no perfil epidemiológico, acometendo a população idosa. Entre essas doenças, o câncer tem sido estudado, ampliando as informações e trazendo avanço científico no cuidado à doença, contudo, as publicações constantemente centram-se nos dados estatísticos, deixando de lado a história de vida dessa população. O presente artigo objetivou compreender a relação com o processo de adoecimento de mulheres idosas em seguimento para o câncer do colo do útero, por meio da aproximação com as suas histórias de vida. Trata-se de um estudo qualitativo, cujo método utilizado foi o da história de vida. A escolha metodológica visou proporcionar um encontro com a vida de diferentes mulheres, dando visibilidade às suas memórias. Participaram da pesquisa cinco mulheres idosas com idade entre 62-89 anos, resultando em diferentes histórias de vida, com suas singularidades, mas que se entremeiam diante da dura realidade enfrentada por elas ao longo de seu processo de envelhecimento. A relação delas com o processo de adoecimento é permeada pelo medo em diferentes dimensões. Conclui-se que há necessidade de um olhar diferenciado para a mulher idosa, considerando as relações sociais que interferem no curso de sua vida e determinam a sua velhice.


Assuntos
Humanos , Feminino , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Idoso de 80 Anos ou mais , Neoplasias do Colo do Útero , Processo Saúde-Doença , Narrativa Pessoal , Acontecimentos que Mudam a Vida , Envelhecimento
18.
Sex., salud soc. (Rio J.) ; (37): e21207, 2021. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1352269

RESUMO

Resumo O artigo apresenta resultados de pesquisa qualitativa sobre os itinerários terapêuticos da população trans no município de Timon - Maranhão a partir da realização de entrevistas individuais e semiestruturadas com oito pessoas trans (dois homens e seis mulheres). A análise dos dados foi realizada com base no referencial teórico da hermenêutica de Paul Ricoeur. A partir das narrativas dos participantes da pesquisa, foram reconhecidas três unidades de significado: "a construção do ser-trans", "o acesso à saúde da população trans" e, também, "itinerários terapêuticos (trans)formados". Os itinerários mencionados não apresentaram vínculos formais entre os serviços, nem tampouco garantia de acesso e continuidade do cuidado.


Abstract A qualitative research was carried out on the therapeutic itineraries followed by the trans population in the municipality of Timon - Maranhão, through individual and semistructured interviews with eight trans people (two men and six women). Data analysis was performed based on the theoretical framework of Paul Ricoeur's hermeneutics. From the narratives of the research participants, three units of meaning were recognized: "the construction of the being-trans", "the access to health of the trans population" and, also, "therapeutic (trans) formed itineraries". The mentioned itineraries did not present formal links between the services, nor guarantee access and continuity of care.


Resumen Se realizó una investigación cualitativa sobre los itinerarios terapéuticos de la población trans en el municipio de Timón - Maranhão, a través de entrevistas individuales y semiestructuradas a ocho personas trans (dos hombres y seis mujeres). El análisis de los datos se realizó con base en el marco teórico de la hermenéutica de Paul Ricoeur. A partir de las narrativas de los participantes de la investigación, se reconocieron tres unidades de significado: "la construcción del ser-trans", "el acceso a la salud de la población trans" y, también, "itinerarios terapéuticos (trans) formados". Los itinerarios mencionados no presentaban vínculos formales entre los servicios, ni garantizaban el acceso y la continuidad de la atención.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Transexualidade , Pessoas Transgênero , Narrativa Pessoal , Itinerário Terapêutico , Acesso aos Serviços de Saúde , Brasil
19.
Sex., salud soc. (Rio J.) ; (37): e21301, 2021.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1357443

RESUMO

Resumo Este artigo é uma narrativa pessoal de um drama familiar representado na sequência da morte do meu irmão, decorrente de um acidente de avião. Histórias "verdadeiras" como essa se encaixam no espaço entre ficção e ciências sociais, juntando escrita etnográfica e literária, e compreensão autobiográfica e sociológica. Meu objetivo é reposicionar os leitores em relação aos outros autores de textos de ciências sociais, reconhecendo o potencial para leituras opcionais e encorajando os leitores a "experienciarem uma experiência" que pode revelar não apenas como foi para mim, mas como poderia ser ou foi também para eles alguma vez. Esta forma experimental permite a pesquisadores e leitores reconhecerem e darem voz às suas próprias experiências emocionais e incentiva sujeitos etnográficos (coautores) a reivindicarem e escreverem suas próprias vidas.


Abstract: This article is a personal narrative of a family drama enacted in the aftermath of my brother's death in an airplane crash. "True" stories such as this fit in the space between fiction and social science, joining ethnographic and literary writing, and auto-biographical and sociological understanding. My goal is to reposition readers vis a vis authors of texts os social science by acknowledging potential for optional readings and encouraging readers to "experience and experience" that can reveal not only how it was for me, but how it could be or once was for them. This experimental form permits researchers and readers to acknowledge and give voice to their own emotional experiences and encourages ethnographic subjects (co-authors) to reclaim and white their own lives.


Resumen: Este artículo es la narración personal del drama familiar ocurrido tras la muerte de mi hermano en un accidente aéreo. Historias "verdaderas" como esta se encajan en el limite de la ficción y las ciencias sociales, uniendo escritura etnográfica y literaria, y la comprensión autobiográfica y sociológica. Mi objetivo es reposicionar a los lectores en relación con los demás autores de textos de ciencias sociales, reconociendo el potencial de la lectura opcional y animar a los lectores a "experimentar una experiencia" que pueda revelar no solo cómo fue para mí, sino también como podría haber sido para ellos. Esta forma experimental permite a los investigadores y lectores reconocer y expresar sus propias experiencias emocionales y anima a los sujetos etnográficos (coautores) a reclamar y escribir sus propias vidas.


Assuntos
Família , Morte Súbita , Narrativa Pessoal , Acontecimentos que Mudam a Vida , Autobiografias como Assunto , Antropologia Cultural
20.
Sex., salud soc. (Rio J.) ; (37): e21304, 2021.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1357444

RESUMO

Resumo Betweeners (palavra criada pelos autores): utilizamos essa possibilidade da língua inglesa (de tradução difícil) no decorrer desta versão em português para explicar as condições de pessoas que habitam o espaço entre mundos, entre fronteiras, concretas e socioculturais. Como escrever nossa história entrelaçada com a história de tantos humanos oprimidos, de tantas singularidades e universalidades compartilhadas? Buscamos uma autoetnografia que seja performativa e transgressora diante de desigualdades brutais, injustiças óbvias e justificativas esfarrapadas dadas por aqueles com mais privilégios e poder "para nomear o mundo". Nós procuramos por uma forma de ser e escrever que critica, sem desculpas, as estruturas de poder que moldam e conservam tais sistemas de opressão. Buscamos em nossa autoetnografia um modelo alternativo de escrita que exponha as quebras e as fendas de nossa existência nos tempos neocoloniais. Vemos a autoetnografia de betweeners como uma maneira de ser e de nos escrever na história de resistência contra opressão, injustiça e exclusão, uma que parta de nossa comunalidade humana e de identidades que compartilhamos. Escrevemos aqui uma articulação entre autoetnografia de betweeners e representações essencialistas em constante busca por justiça social.


Abstract How to write our history interlaced with the history of so many oppressed humans from so many singularities and shared universalities? We search for an autoethnography that is performative and transgressive in face of brutal inequalities, obvious injustice, and lame justifications by those with more privilege and power "to name the world." We search for a form of being and writing that goes, without apologies, after the structures of power that shape and maintain such systems of oppression. We search in our autoethnography an alternative model of writing that exposes the breaks and cracks of our existence in neo-colonial times. We see betweener autoethnography as a way of being and writing ourselves into the history of resistance against oppression, injustice, and exclusion, one that starts from our common humanity in betweener identities. We write, here, a joint betweener autoethnography against essentialist representations in name of justice.


Resumen Betweeners (palabra creada por los autores): utilizamos esta posibilidad del idioma inglés (difícil de traducir) a lo largo de esta versión portuguesa para explicar las condiciones de las personas que habitan el espacio entre mundos, entre fronteras, concreto y sociocultural. ¿Cómo escribir nuestra historia entrelazada con la historia de tantos humanos oprimidos, tantas singularidades y universalidades compartidas? Buscamos una autoetnografía performativa y transgresora frente a las desigualdades brutales, injusticias evidentes y justificativas poco convincentes de los que tienen más privilegios y poder para "nombrar el mundo". Buscamos una forma de ser y de escribir que critique sin disculpas las estructuras de poder que dan forma y mantienen tales sistemas de opresión. Buscamos en nuestra autoetnografía un modelo de escritura alternativo que exponga las hendiduras y fisuras de nuestra existencia en la época neocolonial. Vemos la autoetnografía de los Betweeners como una forma de ser y de se escribir en la historia de la resistencia contra la opresión, la injusticia y la exclusión, que parte de nuestra comunidad humana y de identidades compartidas. Aquí escribimos una articulación entre la autoetnografía de los Betweeners y las representaciones esencialistas en constante búsqueda de la justicia social.


Assuntos
Justiça Social , Colonialismo , Inclusão Social , Ensino , Narrativa Pessoal , Antropologia Cultural
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA
...