Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 1.224
Filtrar
1.
RECIIS (Online) ; 16(2): 447-460, abr.-jun. 2022. ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1378869

RESUMO

Em entrevista à Reciis, João Figueira comenta sobre a sua atuação, por mais de 20 anos, como jornalista em alguns dos principais jornais portugueses e sobre a sua trajetória de pesquisa, considerando-a como um prolongamento e uma paixão pelo jornalismo. O pesquisador discorre sobre uma questão que, categoricamente, afirma não ser nova: a desinformação. No entanto, especifica-a, na contemporaneidade, considerando a maneira como a desinformação circula, dada a emergência e a afirmação das redes sociais on-line. Os conteúdos se disseminam mais velozes e fragmentários por uma economia das emoções. Valores e crenças se sobrepõem à evidência. João Figueira analisa que a prática jornalística tem seguido a mesma dinâmica das redes sociais on-line, perdendo a sua importância e fazendo-o questionar: "Por que as pessoas querem as notícias? Qual a importância das notícias nas vidas das pessoas?". O jornalismo, a saúde e a pesquisa científica estão fortemente atrelados a governos democráticos. Esse é o grande desafio que o mundo contemporâneo nos coloca: uma vida democrática. João Figueira é professor de Jornalismo na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra.


In an interview to Reciis, João Figueira comments on his work, for more than 20 years, as a journalist in some of the main Portuguese newspapers and on his path as a researcher, considering it an extension and a passion for journalism. The researcher talks about an issue that he categorically says is not new: the misinformation. However, he specifies it on contemporaneity, considering the way misinformation circulates, given the emergence of online social networks. Contents spread in a faster and more fragmented way by an economy of emotions. Values and beliefs override evidences. João Figueira claims that journalistic practice has followed the same dynamics of online social networks, losing its importance and making him question: "Why do people want the news? How important are the news in people's lives?". Journalism, health and scientific research are strongly coupled up to democratic governments. The contemporary world poses us a great challenge: a democratic life. João Figueira is professor of Journalism at the Faculty of Arts of the University of Coimbra.


En entrevista con Reciis, João Figueira comenta su trabajo, durante más de 20 años, como periodista en algunos de los principales periódicos portugueses y su trayectoria de investigación, considerándola como una extensión y una pasión por el periodismo. El investigador habla de un tema que, categóricamente, afirma que no es nuevo: la desinformación. Sin embargo, la especifica en la contemporaneidad, considerando la forma en que circula la desinformación, ante el surgimiento y la afirmación de las redes sociales en línea. Los contenidos se difunden más rápido y más fragmentados por una economía de emociones. Los valores y las creencias anulan las evidencias. João Figueira afirma que la práctica periodística ha seguido la misma dinámica que las redes sociales en linea, perdiendo su importancia y haciéndolo cuestionar: "¿Por qué la gente quiere noticias? ¿Qué importancia tienen las noticias en la vida de las personas?". El periodismo, la salud y la investigación científica están fuertemente ligados a los gobiernos democráticos. Este es el gran desafío que nos plantea el mundo contemporáneo: una vida democrática. João Figueira es profesor de Periodismo en la Facultad de Letras de la Universidad de Coimbra.


Assuntos
Humanos , Comunicação , Democracia , Rede Social , Redes Sociais Online , Desinformação , Portugal , Saúde , Jornalismo
4.
Saúde Soc ; 31(1): e200520, 2022. graf
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1357428

RESUMO

Resumo O artigo apresenta um panorama da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) na imprensa brasileira. A amostra é composta por textos publicados em 2018 em diferentes veículos impressos e on-line, totalizando 1.629 publicações de 148 veículos de comunicação distintos. A partir da análise de conteúdo, observou-se que a Anvisa não é a principal fonte na maior parte dos textos sobre vigilância sanitária na imprensa, bem como não é apresentada como órgão do Sistema Único de Saúde (SUS), e que os principais temas pautados no período foram relacionados à regulamentação, aos registros e às autorizações. Dentre os assuntos sob sua responsabilidade, o mais frequente foi relacionado à área de medicamentos e farmacopeia. O mês de julho registrou uma frequência maior de textos devido à repercussão nacional do caso da morte da paciente de um cirurgião plástico e influenciador digital pelo uso de um produto autorizado pela agência. É importante que a Anvisa reveja o seu posicionamento junto à imprensa, ampliando nos meios de comunicação o seu espaço de fala como protagonista da vigilância sanitária brasileira. Os resultados da análise sugerem tendências da cobertura nacional e podem ajudar a melhorar as estratégias de comunicação não só da Anvisa, mas também de outros órgãos de saúde .


Abstract The article presents an overview of the Brazilian media coverage of the Brazilian Health Regulatory Agency (ANVISA). The sample consists of texts published in different print and online media throughout 2018, totaling 1,629 publications from 148 different media. Data underwent content analysis, showing that most texts on health surveillance in the press do not approach ANVISA as the main source nor as a body of the Brazilian Unified Health System (SUS). The main themes in the period were related to regulation, records, and authorizations. Among the subjects under the ANVISA responsibility, the most frequent were related to medication and pharmacopoeia. Given the national repercussion involving the death of a patient of a plastic surgeon and digital influencer due to the use of a product authorized by the agency, most publications date from July. ANVISA should review its positioning with the press, expanding its role as a protagonist of the Brazilian health surveillance in the media. The results suggest trends in national coverage and may help improving the communication strategies not only of ANVISA, but also of other health institutions.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Sistema Único de Saúde , Jornalismo , Agência Nacional de Vigilância Sanitária , Comunicação em Saúde , Meios de Comunicação de Massa
5.
RECIIS (Online) ; 15(4): 914-937, out.-dez. 2021. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1344148

RESUMO

Nosso estudo, fruto de uma parceria internacional, buscou aferir a importância dada por 23 leitores ao nome do veículo de publicação de quatro diferentes textos sobre temas de saúde, utilizando uma metodologia inovadora no campo de estudo acadêmico da divulgação científica ­ um rastreador ocular. Com ele, é possível mapear a cada instante o olhar do leitor e os pontos de fixação do olho sobre o texto, indicando a atenção do leitor. Apesar de o local de publicação ser considerado um critério importante de credibilidade da informação, nossos resultados, a partir da análise de 35.394 medições de fixações aferidas pelo rastreador ocular, indicam a pouca importância dada ao nome do veículo de publicação, ainda que o texto apresente características de notícias falsas.


Our study, the result of an international partnership, sought to assess the importance given by 23 readers to the name of the publication source for four different texts on health topics, using an innovative methodology in the academic study field of scientific communication ­ an eye tracker. With an eye tracker, it is possible to map at every moment the reader's eyes and points of fixation of the eye on the text, indicating the reader's attention. Although the source of publication is considered an important criterion for the credibility of the information, our results, from the analysis of 35,394 measurements of fixations measured by the eye tracker, indicate the little importance given to the name of the publication source, even though the text presents fake news characteristics.


Nuestro estudio, resultado de una colaboracion internacional, buscó evaluar la importancia que le dan 23 lectores al nombre del vehículo de publicación de cuatro textos diferentes sobre temas de salud, utilizando una metodología innovadora en el campo de estudio académico de la divulgación científica ­ un seguidor ocular. Con él, es posible mapear en todo momento los ojos del lector y los puntos de fijación de la mirada sobre el texto, indicando la atención del lector. Si bien el lugar de publicación se considera un criterio importante para la credibilidad de la información, nuestros resultados, del análisis de 35.394 medidas de fijaciones medidas por el seguidor ocular, indican la poca importancia que se le da al nombre del vehículo de publicación, aunque que el texto presenta características de noticias falsas.


Assuntos
Humanos , Comunicação , Jornalismo , Publicações de Divulgação Científica , Comunicação em Saúde , Leitura , Ciência da Informação , Disseminação de Informação , Design Centrado no Usuário
6.
RECIIS (Online) ; 15(4): 1006-1028, out.-dez. 2021. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1344161

RESUMO

O estudo tem por objetivo analisar as valências simbólicas identificadas em notícias publicadas no Portal G1 de todos os estados brasileiros sobre os primeiros atos de vacinação contra a covid-19, relacionando-os, em particular, às questões de raça e gênero com foco nas mulheres e sua posição na sociedade. Nessa perspectiva busca-se responder, sob a ancoragem da semiótica de Algirdas Julien Greimas, como a mulher foi representada em cada estado. Os resultados retratam as mulheres como sujeito social 'frágil' e 'dependente' do Estado como 'Pai-Provedor' ao lado do uso de mulheres negras representativas de 'minorias' que remetem a uma ideia de um Brasil diverso e miscigenado. As conclusões evidenciam que a visibilidade conferida à mulher nas campanhas de vacinação disputou espaço com representações de caráter sexista e racista.


The study aims to analyze the symbolic valences identified in news published on the G1 Portal from all Brazilian states about the first acts of vaccination against covid-19, relating them to issues of race and gender with a focus on women and their position in society. From this perspective, we seek to answer, under the anchorage of Algirdas Julien Greimas' semiotics, how women were represented in each state. The results portray women as a 'fragile' and 'dependent' social subject, from the State as a 'Father-Provider', alongside the use of black women representing 'minorities' that refer to an idea of a diverse and miscegenated Brazil. The conclusions show that the visibility given to women in vaccination campaigns disputed space with sexist and racist representations.


El estudio tiene como objetivo analizar las valencias simbólicas identificadas en las noticias publicadas en el Portal G1 de todos los estados brasileños sobre los primeros actos de vacunación contra el covid-19, relacionándolos, en particular, con cuestiones de raza y género, con un enfoque en las mujeres y su posición en la sociedad. Desde esta perspectiva, buscamos responder, bajo el anclaje de la semiótica de Algirdas Julien Greimas, cómo estaban representadas las mujeres en cada estado. Los resultados retratan a la mujer como sujeto social 'frágil' y 'dependiente' del Estado como 'Padre-Proveedor' junto con el uso de mujeres negras representativas de 'minorias' que remiten a una idea de un Brasil diverso y mestizo. Las conclusiones muestran que la visibilidad dada a las mujeres en las campañas de vacunación disputaba espacio con representaciones sexistas y racistas.


Assuntos
Humanos , Jornalismo , Identidade de Gênero , Mulheres , Imunização , Programas de Imunização , Sexismo , Iniquidade de Gênero , Vacinas contra COVID-19
8.
RECIIS (Online) ; 15(3): 580-596, jul.-set. 2021. ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1342671

RESUMO

Neste artigo, investigamos os modos como o jornalismo enquadra narrativas testemunhais de estupro publicadas na última década na seção 'Eu, leitora' da revista Marie Claire brasileira. A partir de uma análise textual narrativa, cotejada com estudos de trauma e testemunho e com estudos feministas, buscamos problematizar a maneira como o jornalismo lida com o testemunho. Dialogamos com o conceito de fait divers e sua presença no jornalismo dito feminino para compreender os modos como Marie Claire enquadra esses relatos. Concluímos que a revista opera ambiguamente em relação à verdade testemunhal das feridas traumáticas dessas mulheres, ao mesmo tempo se aproximando e se afastando delas, por meio de estratégias narrativas e editoriais.


In this article, we investigate how the journalism frames narratives of testimonies about rapes published in the last decade in the 'Eu, leitora' section of the Brazilian Marie Claire magazine. By means of a narrative textual analysis, compared with testimony and trauma studies as well as feminist studies, we seek to problematize the way journalism deals with testimony. We dialogue with the concept of fait divers and its presence in so-called female journalism to understand how Marie Claire frames these reports. We conclude that the magazine operates ambiguously with regard to the testimony truth of the traumatic wounds of these women, at the same time approaching and moving away from them, through narrative and editorial strategies.


En este artículo investigamos cómo el periodismo encuadra las narrativas testimoniales de violación publicadas en la última década en la sección de 'Eu, leitora' de la revista brasileña Marie Claire. A partir de un análisis textual narrativa, comparado con estudios del trauma y del testimonio y con estudios feministas, buscamos problematizar la forma cómo el periodismo aborda el testimonio. Dialogamos con el concepto de fait divers y su presencia en el llamado periodismo femenino para entender las formas cómo Marie Claire enmarca esas narraciones. Concluimos que la revista opera de manera ambigua con relación a la verdad testimonial de las heridas traumáticas de esas mujeres, al mismo tiempo acercándose y alejándose de ellas, a través de estrategias narrativas y editoriales.


Assuntos
Humanos , Publicações Periódicas como Assunto , Estupro , Jornalismo , Estudos de Gênero , Relatos de Casos , Vítimas de Crime , Violência contra a Mulher , Violência de Gênero
9.
RECIIS (Online) ; 15(2): 301-318, abr.-jun. 2021.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1254690

RESUMO

A epidemia de Zika vírus que assolou o Brasil no final de 2015 trouxe desafios e graves consequências para a população em diferentes regiões e contextos, assumindo destaque na cobertura midiática à época. As mulheres, sobretudo as gestantes e mães, foram fortemente impactadas pela epidemia, principalmente após a comprovação da relação entre a infecção pelo Zika e o nascimento de bebês com microcefalia. Apesar disso, essas mulheres foram invisibilizadas na cobertura midiática da emergência sanitária, tendo sido pouco ouvidas sobre um tema que afeta(va) diretamente as suas vivências e as de seus filhos e filhas. Nesse sentido, o artigo reflete sobre a fala pública das mulheres, com base em discussões da teoria política feminista e da análise empírica de dois espaços de comunicação on-line: o jornal Folha de S.Paulo e a página de Facebook de uma associação de mulheres, a União de Mães de Anjos (UMA). Observamos como diversos silenciamentos se fazem presentes nos espaços midiáticos, como as dinâmicas do cuidado se manifestam e são permeadas por quadros de desigualdade, e como as resistências, apesar desses cenários, se constroem cotidianamente entre mulheres.


The Zika virus epidemic that hit Brazil at the end of 2015 brought challenges and serious consequences for the population in different regions and contexts of the country, gaining prominence in the media coverage at the time. Women, especially pregnant women and mothers, were strongly affected by the epidemic, especially after the confirmation of the relationship between Zika infection and the birth of babies with microcephaly. Despite this, these women were made invisible in the media coverage of the health emergency, having been not enough heard about a topic that directly affects their experiences and those of their sons and daughters. In this sense, the article reflects on the public speech of women, based on discussions of feminist political theory and the empirical analysis of two online communication spaces: the Folha de S.Paulo newspaper and the Facebook page of a women's association, the União de Mães de Anjos (UMA). We observed how different silences are present in the media spaces, how the dynamics of care are manifested and are permeated by situations of inequality, and how resistance, despite these scenarios, is built daily among women.


La epidemia del virus Zika que afectó a Brasil a finales de 2015 trajo desafíos y graves consecuencias para la población en diferentes regiones y contextos, asumiendo protagonismo en la cobertura mediática de la época. Las mujeres, especialmente las embarazadas y las madres, fueron fuertemente afectadas por la epidemia, especialmente después que fue probada la relación entre la infección por Zika y el nacimiento de bebés con microcefalia. Pese a ello, estas mujeres quedaron invisibilizadas en la cobertura mediática de la emergencia sanitaria, habiendo sido poco escuchadas sobre un tema que afecta directamente sus vivencias y las de sus hijos e hijas. En este sentido, el artículo reflexiona sobre el discurso público de las mujeres, a partir de discusiones de la teoría política feminista y el análisis empírico de dos ámbitos de la comunicación online: el periódico Folha de S.Paulo y la página de Facebook de una asociación de mujeres, la União de Mães de Anjos (UMA). Observamos como los diferentes silencios están presentes en los espacios mediáticos, como las dinámicas del cuidado se manifiestan y están permeadas por situaciones de desigualdad, y como la resistencia, a pesar de estos escenarios, se construye diariamente entre las mujeres.


Assuntos
Humanos , Mulheres , Internet , Jornalismo , Zika virus , Microcefalia , Brasil , Feminismo , Gestantes , Iniquidade de Gênero
10.
RECIIS (Online) ; 15(2): 319-332, abr.-jun. 2021.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1254697

RESUMO

É um importante desafio a compreensão do ambiente de violação de direitos a que estão submetidas populações atingidas pelo modelo de desenvolvimento extrativista da mineração. Damos foco aos rompimentos das Barragens de Fundão (Mariana) e Córrego de Feijão (Brumadinho), especialmente às mulheres atingidas ­ elo menos visível dessa cadeia. Além de enfrentarem desigualdade calcada nas relações interseccionais, imposta pelo capitalismo patriarcal, são as que mais lutam pela reconstrução dos seus modos de vida. O principal esforço deste artigo é dar visibilidade à realidade vivida por essas mulheres, suas redes de solidariedade e luta. Por meio da mídia aderente e alternativa do jornal A Sirene, análise documental e entrevistas, buscamos ouvir as vozes dessas mulheres que têm seus direitos negados e sua saúde comprometida em função do insistente descaso das empresas mineradoras. Utilizando os conceitos trazidos nos estudos de Veena Das, como conhecimento venenoso e sofrimento social, realizamos a análise dos resultados.


It is an important challenge to understand the environment of violation of rights to which populations affected by the mining extractive development model are subjected. We focus on the disruptions of the Fundão (Mariana) and Córrego de Feijão dams (Brumadinho), especially to the women affected ­ the least visible link in this chain. In addition to facing the inequality based on intersectional relations, imposed by patriarchal capitalism, they are the ones that fight the most for the reconstruction of their ways of life. The main effort of this article is to give visibility to the reality experienced by these women, their networks of solidarity and the fight. Through the adherent and alternative media of the newspaper A Sirene, document analysis and interviews we seek to hear the voices of these women who have their rights denied and their health compromised due to the insistent neglect of mining companies. Using the concepts brought up in the studies by Veena Das, such as poisonous knowledge and social suffering, we performed the analysis of the results.


Es un desafío importante comprender el entorno de vulneración de derechos al que están sometidas las poblaciones afectadas por el modelo de desarrollo minero extractivo. Nos centramos en las interrupciones de las represas Fundão (Mariana) y Córrego de Feijão (Brumadinho), especialmente en las mujeres afectadas, el eslabón menos visible de esta cadena. Además de enfrentar la desigualdad basada en las relaciones interseccionales, impuesta por el capitalismo patriarcal, son ellos los que más luchan por la reconstrucción de sus formas de vida. El principal esfuerzo de este artículo es dar visibilidad a la realidad que viven estas mujeres, sus redes de solidaridad y la lucha. A través de los medios adherentes y alternativos del diario A Sirene, análisis de documentos y entrevistas, buscamos escuchar las voces de estas mujeres a quienes se les niegan sus derechos y se compromete su salud por el insistente descuido de las empresas mineras. Utilizando los conceptos planteados en los estudios de Veena Das, como el conocimiento venenoso y el sufrimiento social, realizamos el análisis de los resultados.


Assuntos
Humanos , Barragens , Violações dos Direitos Humanos , Enquadramento Interseccional , Meios de Comunicação de Massa , Mineração , Brasil , Entrevista , Jornalismo
11.
RECIIS (Online) ; 15(2): 346-361, abr.-jun. 2021.
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1254702

RESUMO

Este artigo realiza aproximações conceituais da epistemologia feminista, considerando a teoria crítica do jornalismo como forma de conhecimento social, com o objetivo de discutir a importância da perspectiva de gênero em reportagens sobre a cultura do estupro. Como corpus de análise, selecionamos o livro-reportagem Ela Disse: os bastidores da reportagem que impulsionou o #MeToo, que retrata a produção das notícias do New York Times sobre abusos sexuais contra atrizes e funcionárias da indústria cinematográfica de Hollywood. Sistematizamos as teorias levantadas para apontar parâmetros do jornalismo com perspectiva feminista. Definimos, como aspectos e categorias de análise das reportagens, a contextualização, os desafios e estratégias de apuração da violência de gênero e cultura do estupro como formas de organização social e questões de saúde pública. Como resultados, reforçamos a necessidade da abordagem feminista no jornalismo para gerar a reflexão pela sociedade, o enfrentamento da violência e da desigualdade de gênero.


This article deals with conceptual approaches of feminist epistemology, bearing in mind the critical theory of journalism as a form of social knowledge, aiming to discuss the importance of the gender perspective in reports on the rape culture. As a corpus of analysis, we selected a book written by two investigative reporters, She said: breaking the sexual harassment story that helped ignite a movement, which portrays the New York Times production of news regarding sexual abuse and harassment of actresses and women employees by their bosses in Hollywood film industry. We have systematized the theories raised to point out parameters of journalism with a feminist perspective. We defined, as aspects and categories of analysis of the reports, the contextualization, challenges and strategies for investigating gender violence and rape culture as forms of social organization and public health issues. As a result of the study, we reinforce the need for a feminist approach in journalism to generate a reflection on these problems by society, and to confront the gender violence and inequality.


Este artículo realiza aproximaciones conceptuales de la epistemología feminista, teniendo em cuenta la teoría crítica del periodismo como forma de conocimiento social, con el objetivo de discutir la importancia de la perspectiva de género en los reportajes sobre la cultura de la violación. Como corpus de análisis, seleccionamos el libro-reportaje Ela disse: os bastidores da reportagem que impulsionou o #MeToo [Ella ha dicho: los bastidores del reportaje que ha impulsionado el movimiento #MeToo], que retrata la producción de noticias del New York Times sobre acosos sexuales sufridos por actrices y empleadas de la industria cinematográfica de Hollywood. Hemos sistematizado las teorías planteadas para señalar parámetros del periodismo con una perspectiva feminista. Definimos, como aspectos y categorías de análisis de los reportajes, la contextualización, los desafíos y algunas estrategias de investigación de la violencia de género y la cultura de la violación como formas de organización social y cuestiones de salud pública. Como resultado, reforzamos la necesidad de un enfoque feminista en el periodismo para generar reflexión por la sociedad, y más el enfrentamiento de la violencia y de la desigualdad de género.


Assuntos
Humanos , Estupro , Feminismo , Jornalismo , Violência contra a Mulher , Perspectiva de Gênero , Delitos Sexuais , Notícias , Iniquidade de Gênero
12.
RECIIS (Online) ; 15(2): 505-524, abr.-jun. 2021. ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1280887

RESUMO

A partir do tensionamento de conceitos como objetividade e opinião no jornalismo, polarização espetacularizada e abordagem da saúde pelo jornalismo, o artigo reflete sobre a legitimidade das fontes às quais recorrem os participantes de O Grande Debate, da CNN Brasil. Foram observadas 14 edições do quadro, com o registro das estratégias empregadas pelos comentaristas, a fim de identificar os padrões de legitimidade e de legitimação das fontes. Percebemos que foram acionadas fontes oficiais ou documentais e também fontes falsas ou pseudofontes, contribuindo para a equiparação entre opinião, fato e inverdade nos debates sobre o novo coronavírus.


Based on the tension between concepts such as objectivity and opinion in journalism, spectacular polarization and the approach to health by journalism, this article reflects on the legitimacy of the sources to which participants in O Grande Debate, transmitted by CNN Brazil, resort. Fourteen editions of this panel were observed, recording the strategies employed by commentators in order to identify patterns of legitimacy and legitimation of the sources. We could detect that official or documentary sources were exploited, as well as false or pseudo sources, contributing to the equivalence between opinion, fact and untruth in the debates about the new coronavirus.


A partir de la tensión de conceptos como la objetividad y la opinión en el periodismo, la polarización espectacular y la manera de plantear la salud por parte del periodismo, este artículo reflexiona sobre la legitimidad de las fuentes a que recurren los participantes de O Grande Debate, de la CNN Brasil. Se observaron catorce ediciones del programa y se registraron las estrategias empleadas por los comentaristas para identificar las configuraciones de legitimidad y de legitimación de las fuentes. Notamos que fueron empleadas fuentes oficiales o documentales, así como fuentes falsas o pseudo-fuentes, contribuyendo a la equiparación entre opinión, hecho y falsedad en los debates sobre el nuevo coronavirus.


Assuntos
Humanos , Recursos Audiovisuais , Jornalismo , Pandemias , COVID-19 , Opinião Pública , Controle Social Formal , Comunicação e Divulgação Científica , Mídia Audiovisual
13.
RECIIS (Online) ; 15(2): 490-504, abr.-jun. 2021. ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1280891

RESUMO

Este artigo objetivou descrever a experiência e a avaliação do uso de tecnologias digitais como estratégia de divulgação por discentes de um curso de medicina criado pelo Programa Mais Médicos. Trata-se de relato de experiência sobre o desenvolvimento de um canal no YouTube para divulgar a graduação de medicina da Universidade Federal de Jataí. Procedeu-se avaliação quantitativa e qualitativa dos indicadores do canal. A partir de setembro de 2017, a equipe se organizou em cinco grupos de trabalho: pauta, redação, atualização, gravação e edição. Ressaltam-se como resultados: 17 vídeos, 607 inscritos e 34.757 visualizações. Percebeuse engajamento e demanda de informações pelos usuários, aumento contínuo do número de acessos e picos em períodos de abertura de vagas de vestibulares e comentários. As experiências contribuíram para aprimoramento de habilidades extracurriculares dos estudantes envolvidos. O canal pôde auxiliar ingressantes no Ensino Superior na tomada de decisão e motivação pela escolha do curso.


This article aimed at describing the experience and evaluation of use of digital technologies by medical students as a dissemination strategy of a course created by "More Doctors" Program. This is an experience report on the development of a YouTube channel to publicize the medical degree at the Federal University of Jataí. Quantitative and qualitative evaluation of channel indicators was carried out. From September 2017, the team was organized into five working groups: timetable, writing, updating, recording and editing. The main results were 17 videos, 603 subscribers and 34,757 views. We noticed users' engagement and direct demand for information, a continuous increase in the number of accesses, and peaks in vestibular opening periods, in addition to comments. The experiences contributed to improvement of students' extracurricular skills. The channel was able to assist interested people in Higher Education in decision making and motivation for choosing the course.


Este artículo describe la experiencia y evaluación del uso de las tecnologías digitales como estrategia de difusión por parte de los estudiantes de un curso de medicina creado por el Programa "Mais Médicos". Relato de experiencia sobre el desarrollo de un canal de YouTube para dar a conocer la graduación médica de la Universidad Federal de Jataí. Se realizó una evaluación cuantitativa y cualitativa de los indicadores del canal. En septiembre de 2017, equipo se organizó en grupos: agenda, redacción, actualización, grabación y edición. Resultados: 17 videos, 603 suscriptores y 34,757 visualizaciones. Se notó el compromiso y demanda de información de los usuarios, aumento continuo en el número de accesos y picos en los períodos de apertura de exámenes de ingreso. Las experiencias contribuyeron a la mejora de las habilidades extracurriculares de los estudiantes. El canal pudo ayudar a los estudiantes en la toma de decisiones para elegir el curso.


Assuntos
Humanos , Multimídia , Universidades , Educação Médica , Tecnologia da Informação , Medicina , Recursos Audiovisuais , Notícias , Jornalismo
15.
Artigo em Espanhol | PAHO-IRIS | ID: phr-53833

RESUMO

[RESUMEN]. En la presente comunicación se propone una guía para gestionar la infodemia en medios digitales, a partir de las experiencias de agencias de noticias en momentos de confluencia de la creciente producción periodística y el enfrentamiento a la epidemia de COVID-19. Se realizó una revisión bibliográfica documental de artículos científicos y documentos de organismos internacionales sobre infodemia, infodemiología y gestión de la información periodística en casos de desastres y emergencias, así como el análisis de las secciones de salud y de verificación en los sitios de Internet y redes sociales de las agencias Reuters, AFP y EFE. La experiencia acumulada devela no solo la utilidad sino también la necesidad de que los medios de comunicación recurran al uso del análisis de los datos, el periodismo de servicio, la anticipación y prevención de información falsa, la colaboración, la narrativa a través de diferentes medios de comunicación y la alfabetización mediática tanto de los consumidores de la información como de los que la producen. Se propone un plan de 10 acciones (agrupadas en tres etapas: recogida de información, selección de la información periodística y presentación de la información) que pueden guiar a los medios informativos digitales en el combate contra la desinformación en temas de salud.


[ABSTRACT]. This article offers guidance on managing the infodemic in digital media, based on the experiences of news agencies at a time when an increase in journalistic production is coinciding with the response to the COVID-19 pandemic. A documentary review of the literature (scientific articles and documents from international agencies) on infodemics, infodemiology, and management of journalistic information during disasters and emergencies was carried out, as well as an analysis of the health and fact-checking sections on the websites and social networks of the Reuters, AFP and EFE news agencies. The accumulated experience reveals that it is not only useful but necessary for the media to make use of data analysis, service journalism, anticipation and prevention of false information, collaboration, narratives across different media, and media literacy both in consumers and producers of information. This article proposes a plan consisting of 10 actions (grouped into three stages: information collection, selection of journalistic information, and presentation of information) that can help digital media combat misinformation about health issues.


[RESUMO]. Nesta comunicação é proposto um guia para o controle da infodemia nas mídias digitais a partir da experiência adquirida pelas agências de notícias com a confluência entre a crescente produção jornalística e o enfrentamento à pandemia de COVID-19. Foi realizada uma revisão documental de artigos científicos e documentos de organismos internacionais sobre infodemia, infodemiologia e gestão da informação jornalística em desastres e emergências, bem como a análise das seções de saúde e checagem de fatos de sites e redes sociais das agências Reuters, AFP e EFE. A experiência acumulada demonstra não só a utilidade, mas também a necessidade de a mídia recorrer a análise de dados, serviço jornalístico, mecanismos para antecipar e prevenir fake news, colaboração, narrativa por diferentes mídias e educação midiática tanto dos consumidores da informação como dos que a produzem. É proposto um plano de 10 ações em três etapas – coleta de informação, seleção da informação jornalística e apresentação da informação – para servir de guia às mídias informativas digitais no combate à desinformação em saúde.


Assuntos
Comunicação em Saúde , Jornalismo , Pandemias , COVID-19 , Gestão da Informação , Infodemia , Infodemiologia , Infecções por Coronavirus , Betacoronavirus , Comunicação em Saúde , Jornalismo , Pandemias , Infecções por Coronavirus , Gestão da Informação , Infodemia , Infodemiologia , Comunicação em Saúde , Jornalismo , Infecções por Coronavirus , Gestão da Informação , Infodemiologia
16.
RECIIS (Online) ; 15(1): 221-232, jan.-mar. 2021. ilus
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1177425

RESUMO

Em entrevista à Reciis, Ana Regina Rêgo aborda a problemática da desinformação na contemporaneidade, as mudanças nos regimes de verdade, o papel desempenhado pelas plataformas de redes sociais e a importância do diálogo e do trabalho em rede para combater as informações falsas. Com base nos estudos de José Correia Leite, Robert Proctor e Londa Schiebinger, a entrevistada discute a ideia da construção intencional da ignorância e o mercado das informações falsas, teses que foram trabalhadas por ela durante seu pós-doutorado na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Ana Regina Rêgo é professora associada do Programa de Pós- Graduação em Comunicação da Universidade Federal do Piauí (PPGCOM/UFPI), idealizadora da Rede Nacional de Combate à Desinformação (RNCd) e ex-presidenta da Federação Brasileira das Associações Científicas e Acadêmicas da Comunicação (Socicom).


In an interview with Reciis, Ana Regina Rêgo addresses the issue of disinformation in contemporary society, the changes in the regimes of truth, the role played by social media platforms and the importance of dialog and networking to fight false information. Building on the studies of José Correia Leite, Robert Proctor and Londa Schiebinger, she discusses the idea of intentional construction of ignorance and the false information market, topics she studied during her postdoctorate at the Federal University of Rio de Janeiro (UFRJ). Ana Regina Rêgo is an associate professor in the Graduate Program in Communication at the Federal University of Piauí (PPGCOM/UFPI), creator of the National Network to Fight disinformation (RNCd) and past president of the Brazilian Federation of Scientific and Academic Associations in the Field of Communication (Socicom).


En entrevista con la Reciis, Ana Regina Rêgo aborda el problema de la desinformación en la época contemporánea, los cambios en los regímenes de verdad, el papel que cumplen las plataformas de redes sociales y la importancia del diálogo y el networking para combatir la información falsa. Basada en los estudios de José Correia Leite, Robert Proctor y Londa Schiebinger, ella analiza la idea de la construcción intencional de la ignorancia y el mercado de la información falsa, tesis en las que trabajó durante su posdoctorado en la Universidad Federal de Río de Janeiro (UFRJ). Ana Regina Rêgo es profesora asociada del Programa de Posgrado en Comunicación de la Universidad Federal de Piauí (PPGCOM/UFPI), creadora de la Red Nacional para Combatir la Desinformación (RNCd) y ex presidenta de la Federación Brasileña de Asociaciones Científicas y Académicas de Comunicación (Socicom).


Assuntos
Humanos , Ciência , Comunicação , Jornalismo , Pandemias , Rede Social , Brasil , Infecções por Coronavirus , Mídias Sociais
18.
Reprod Health ; 18(1): 12, 2021 Jan 19.
Artigo em Inglês | MEDLINE | ID: mdl-33468185

RESUMO

BACKGROUND: Media framing of abortion messages is an emerging field of research. However, little is known about how the news media frames abortion messages aimed at influencing adolescents' reproductive health choices. This study therefore seeks to investigate the framing of abortion in TV news items on three leading Kenyan TV outlets over a period of 3 years, understand Kenyan journalists' perceptions and experiences with abortion coverage, and to examine adolescents' perceptions and experiences with abortion coverage on Kenyan televised news media. METHODS: This qualitative study which will be conducted in two sites-Nairobi and Uasin Gishu counties-in Kenya will purposively sample abortion news items from three leading media outlets aired between January 2016 to December 2019, for content analysis. Additionally, 12 journalists (9 reporters, 3 news editors) will be purposively sampled for Key Informant Interviews (KIIs) on journalist framing of abortion messages. Finally, convenience sampling will be used to select approximately 48 university-going adolescents for four Focus Group Discussions (FGDs)-2 female, 2 male- aimed at examining adolescents' perceptions and experiences with abortion coverage in the broadcast news media. The KIIs and FGDs will be audio-recorded, transcribed and translated. These data will be analyzed thematically. DISCUSSION: This study moves beyond interrogating only media items to further exploring framing from the perspectives of media consumers and investigations in the process behind production of abortion messages. The study interrogates abortion messages aimed at younger demographics such as adolescents as well as the gendered differences of the effects of these abortion messages, an area barely explored. The study findings will be informative to those who wish to develop media that could be used to promote safe abortion as well as advocate for sexual reproductive health rights, especially among adolescents.


Assuntos
Aborto Induzido , Direitos Humanos , Meios de Comunicação de Massa , Direitos Sexuais e Reprodutivos , Adolescente , Feminino , Acesso aos Serviços de Saúde , Humanos , Jornalismo , Quênia , Masculino , Gravidez , Pesquisa Qualitativa , Saúde Reprodutiva , Televisão
20.
Buenos Aires; OPS; 2021.
em Espanhol | PAHO-IRIS | ID: phr2-54662

RESUMO

[Introducción] Esta guía de referencia para periodistas y comunicadores sobre donación y trasplante, elaborada conjuntamente por el INCUCAI, la Organización Panamericana de la Salud y la Red Argentina de Periodismo Científico, fue concebida para promover un tratamiento mediático con información adecuada y actualizada, a la que pueda acudir cualquier periodista, comunicador o comunicadora que trate la temática en un medio de comunicación. Estas recomendaciones, que se inscriben también en el marco de la Ley Nº 27.447 de Trasplante de Órganos, Tejidos y Células, pretenden ser una referencia para el abordaje responsable de las noticias vinculadas a la donación y al trasplante desde una mirada integral que preserve a los actores involucrados en los procesos


Assuntos
Transplante de Órgãos , Obtenção de Tecidos e Órgãos , Meios de Comunicação , Jornalismo , Notícias
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA
...