Your browser doesn't support javascript.
loading
Mostrar: 20 | 50 | 100
Resultados 1 - 20 de 27
Filtrar
1.
Buenos Aires; GCBA. Dirección General de Estadística y Censos; nov. 2020. a) f: 50 l:57 p. tab, graf.(Población de Buenos Aires, 17, 29).
Monografia em Espanhol | LILACS, InstitutionalDB, BINACIS, UNISALUD | ID: biblio-1146287

RESUMO

En un nuevo contexto de la migración en la Ciudad de Buenos Aires, el presente informe tiene como objetivo analizar las características sociodemográficas de los principales orígenes que integran el conjunto de inmigrantes externos y que, como se mencionó, presentan particularidades en su composición y antigüedad de residencia en la Ciudad, considerando asimismo desde una perspectiva comparativa a los residentes nacidos en el país. Para este informe se explotaron los datos de la última Encuesta Anual de Hogares disponible correspondiente a 2019 que releva la Dirección General de Estadística y Censos sobre la base de una muestra probabilística de viviendas y hogares residentes en CABA y que contiene preguntas específicas sobre el lugar de nacimiento y el año desde que la persona reside en forma continua, que permiten identificar la antigüedad y cohortes de inmigrantes. (AU)


Assuntos
População , Dinâmica Populacional/tendências , Dinâmica Populacional/estatística & dados numéricos , Demografia/tendências , Demografia/estatística & dados numéricos , Emigração e Imigração/tendências , Emigração e Imigração/estatística & dados numéricos , População Residente , Migração Humana/tendências , Migração Humana/estatística & dados numéricos
2.
Arch. med ; 18(1): 60-68, 20 jun. 2018.
Artigo em Espanhol | LILACS | ID: biblio-948617

RESUMO

Objetivo: determinar la prevalencia de obesidad según relación cintura/talla en cuatro municipios del caribe colombiano. Materiales y métodos: estudio descriptivo,transversal. Se analizó la información de fuente secundaria, de 1161 personas de 20 a 64 años, provenientes de 4 municipios del departamento del Atlántico, en quienes se llevaron a cabo mediciones antropométricas (peso, talla, perímetro de cintura) de manera estandarizada. Se analizan las prevalencias de obesidad según estándares internacionales para Índice de masa corporal, perímetro de cintura y relación cintura talla, y se comparan las prevalencias según variables sociodemográficas. También se evalúa la concordancia entre las tres mediciones, según prueba de Kappa. Resultados: 72% de los participantes fueron mujeres. 36% de los encuestados eran menores de 40 años. Prevalencia de obesidad por relación cintura/talla: 81,3%, por perímetro de cintura: 77,2%, y por Índice de Masa Corporal: 27,7%. Fue significativamente mayor en: personas de mayor edad, dedicados a labores del hogar, en aquellos que no viven en pareja, en quienes tienen nivel educativo más bajo, y en los pertenecientes a régimen contributivo. La concordancia total entre relación cintura/talla y perímetro de cintura, fue de 0,766. Conclusiones: la relación cintura/talla es un indicador sensible de obesidad. Es necesario emplearlo con otros indicadores y evaluar su relación con factores de riesgo cardiovascular..(AU)


Objective: to determine the prevalence of obesity according to waist/height ratio in four municipalities of the Colombian Caribbean. Materials and methods: descriptive, cross-sectional study. Secondary source information was analyzed from 1161 people aged 20 to 64 from 4 municipalities in the department of Atlántico, where anthropometric measurements (weight, height, waist circumference) were carried out in a standardized way. The prevalence of obesity according to international standards for body mass index, waist circumference and waist size ratio was analyzed, and prevalence are compared according to sociodemographic variables. The concordance between the three measurements is also evaluated, according to the Kappa test. Results: 72% of participants were women. 36% of respondents was under 40 years of age. Prevalence of obesity by RCT: 81.3%, by waist circumference: 77.2%, and by BMI: 27.7%. It was significantly higher in: older people, engaged in housework, in those who do not live in pairs, in those with lower educational levels, and in those belonging to a contributory regime. The total agreement between RCT and PC, was 0.766. Conclusions: the waist-to-size relationship is a sensitive indicator of obesity. It is necessary to use it with other indicators and to evaluate its relationship with cardiovascular risk factors..(AU)


Assuntos
Humanos , População Residente
4.
Mem. Inst. Invest. Cienc. Salud (Impr.) ; 14(3): 107-114, dic. 2016. tab
Artigo em Espanhol | LILACS, BDNPAR | ID: biblio-869099

RESUMO

Las competencias en investigación han sido reconocidas como parte esencial de la educación médica en el postgrado. El objetivo de este estudio piloto fue evaluar las actitudes y desafíos percibidos de médicos residentes de Medicina Familiar hacia la investigación. Estudio piloto, observacional, descriptivo, de corte transverso y muestreo no probabilístico, en el que se incluyeron 20 médicos residentes. Se utilizó un cuestionario sobre actitudes y desafíos percibidos sobre la investigación. Se realizó estadística descriptiva para todas las variables. Los resultados se expresaron en frecuencias, porcentajes, medias y desvíos estándar. Del total de participantes, sólo 7 (35%) participaron en algún proyecto de investigación durante la residencia, principalmente, en estudios descriptivos (30%) y reportes de casos (15%). El 60% respondió que en la residencia no desarrollaban un programa específico de formación en investigación, aunque la mayoría estuvo de acuerdo con que la investigación es esencial para el desarrollo de una carrera académica (95%), que mejora la atención sanitaria del paciente (75%) y que su estudio debe ser obligatorio en el currículo académico (70%). Los médicos residentes paraguayos presentan actitudes positivas y reconocen la importancia de la investigación, no obstante, sólo el 35% ha realizado investigaciones durante su programa de residencia, siendo el principal desafío al que se enfrentan, la falta detiempo protegido. Se considera necesario el rediseño del currículo del programa de residencia en Medicina Familiar de la Universidad Nacional de Asunción a fin de incluir de manera trasversal la formación en investigación de médicos residentes.


Research skills have been recognized as an essential part of medical education at thepostgraduate level. The objective of this pilot study was to evaluate the attitudes andperceived challenges of family medicine residents toward research. This was anobservational, descriptive and cross-sectional pilot study, of non-probabilistic sampling, which included 20 medical residents. A questionnaire on attitudes and perceived challengeson research was used. Descriptive statistics were performed for all variables. The resultswere expressed as frequencies, percentages, means and standard deviations. Of the totalparticipants, only 7 (35%) participated in a research project during residency, mainly indescriptive studies (30%) and case reports (15%). Sixty percent of participants respondedthat their residency did not develop a specific program of research training, although mostagreed that research was essential for the development of an academic career (95%),improved patient healthcare (75%) and that the study of research techniques should bemandatory in the academic curriculum (70%). Paraguayan medical residents have positiveattitudes and recognize the importance of research. However, only 35% have conductedresearch during their residency program; being the main challenge they face, the need for aprotected time for research. It is considered necessary to redesign the curriculum of theFamily Medicine residency program of the National University of Asuncion, in order toinclude research training in a transversal way.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Conhecimentos, Atitudes e Prática em Saúde , Corpo Clínico Hospitalar/educação , Avaliação da Pesquisa em Saúde , Pesquisa , Medicina de Família e Comunidade , População Residente
5.
San Salvador; s.n; 2016. 60 p. graf.
Tese em Espanhol | LILACS, BISSAL | ID: biblio-1247754

RESUMO

El síndrome metabólico se considera una epidemia de salud pública en el mundo moderno. La última definición es la JIS que ajusta la obesidad central de acuerdo al grupo étnico. A nivel nacional la prevalencia determinada ha sido de 30.58%. El personal sanitario tiene un estilo de vida que contribuye en manera independiente para desarrollar el síndrome metabólico. Es importante investigar la prevalencia de Síndrome Metabólico en el personal sanitario. Se realizó un estudio observacional transversal de prevalencia y asociación de variables, del Síndrome Metabólico en los residentes de las distintas especialidades médicas, en el Hospital Nacional Rosales, en el año 2016. Se les realizaron dos cuestionarios donde se incluyen las variables independientes y el cuestionario internacional de actividad física (IPAQ) además se tomarán medidas antropométricas (talla, peso, circunferencia abdominal), presión arterial, perfil lipídico y glucosa en ayuno. Se incluyeron en total 86 residentes. De estos 48 residentes del sexo masculino (55.81%), y 38 del sexo femenino (44.2%), con una relación masculino/femenino de 1.26: 1. Encontrando una prevalencia global de SMet según las definiciones: JIS de 11.6%, ATPIII de 8.1% e IDF de 18.6%. En relación al análisis univariado y multivariado de factores de riesgo independiente no se mostró ninguna asociación con los factores de riesgo mencionados en la literatura. Concluimos que el SMet es una entidad real en esta población expuesta al stress, a jornadas laborales largas y nocturnas con turnos que trastornan el sueño, con malos hábitos de alimentación debido a los horarios apretados y sedentarismo, la prevalencia encontrada para la edad de la población podría es alarmante


Assuntos
Síndrome Metabólica , Cirurgia Geral , População Residente , Medicina Interna
6.
Rev. psicol. deport ; 25(supl.1): 93-96, 2016. ilus, graf
Artigo em Espanhol | IBECS | ID: ibc-154714

RESUMO

El objetivo de este estudio fue analizar la percepción de los visitantes, residentes y no residentes, que acudieron al Valencia Boat Show en 2014 sobre los impactos sociales y sus intenciones con respecto a las próximas ediciones, así como conocer qué impactos son los mejores predictores de las preferencias de los visitantes. Se estudió una muestra de 757 visitantes mediante una encuesta compuesta de 14 ítems que recogían posibles impactos positivos y negativos derivados de la celebración del evento así como las intenciones de los visitantes. Los resultados del análisis factorial exploratorio permitieron identificar cuatro factores en los que se agruparon los ítems: impactos positivos tangibles (4 ítems), impactos positivos intangibles (4 ítems), impactos negativos (3 ítems) e intenciones de los visitantes (3 ítems). Se encontraron diferencias estadísticamente significativas en la percepción de los visitantes residentes y no residentes sobre los impactos positivos tangibles y los impactos negativos. El modelo de relaciones permitió comprobar la existencia de una relación positiva significativa entre los impactos intangibles y las intenciones de los visitantes, y negativa con los impactos negativos y las intenciones


The aim of this study was to analyse the visitors' perception, residents and non-residents who attended the Valencia Boat Show in 2014, on the social impacts, and their intentions with respect to future editions, as well as knowing which impacts are the best predictors of visitors' preferences. A sample of 757 visitors was examined through a survey composed of 14 items that collected potential positive and negative impacts of holding the event as well as visitors' intentions. The results of exploratory factor analysis allowed identification of four factors in which the items were grouped: tangible positive impacts (4 items), intangible positive impacts (4 items), negative impacts (3 items) and visitors' intentions (3 items). Statistically significant differences were found in the residents and non-resident visitors' perception on tangible positive impacts and negative impacts. The relationship model supports the existence of a significant positive relationship between negative intangible impacts and visitors'intentions, and the negative impacts and intentions


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adulto Jovem , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Percepção/fisiologia , População Residente , Inquéritos e Questionários , Psicologia do Esporte/métodos , Psicologia do Esporte/estatística & dados numéricos
7.
Epidemiol. serv. saúde ; 24(3): 353-362, jul.-set. 2015. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: lil-762999

RESUMO

OBJETIVO: descrever a prevalência de discriminação relacionada aos serviços de saúde, suas motivações e fatores associados. MÉTODOS: análise seccional realizada com bancos de dados oriundos de dois inquéritos realizados no município de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, com usuários de serviços de saúde, e no município de Florianópolis, Santa Catarina, com amostra representativa de universitários, entre 2010 e 2012. RESULTADOS: a prevalência de discriminação relacionada aos serviços de saúde foi de 13,6% (IC95%: 10,5-17,2) em Porto Alegre-RS e de 7,4% (IC95%: 5,8-9,1) em Florianópolis-SC; o principal motivo para a discriminação foi ser de baixa posição socioeconômica; em ambas as capitais, observou-se maior prevalência de discriminação entre fumantes, autoclassificados pretos/negros e indivíduos de 31 a 40 anos de idade. CONCLUSÃO: a prevalência de discriminação foi relativamente baixa; reforça-se a necessidade de se investigar a discriminação no âmbito dos serviços de saúde, para a provisão de cuidados adequados à população.


OBJETIVO: describir la prevalencia de discriminación relacionada a los servicios de salud, sus motivaciones y factores asociados. MÉTODOS: análisis seccional realizado con bancos de datos originarios de dos encuestas realizadas en el municipio de Porto Alegre, Rio Grande do Sul, con usuarios de servicios de salud, y en el municipio de Florianópolis, Santa Catarina, con una muestra representativa de universitarios, entre 2010 y 2012. RESULTADOS: la prevalencia de discriminación relacionada a los servicios de salud fue de 13,6% (IC95%: 10,5-17,2) en Porto Alegre-RS y de 7,4% (IC95%: 5,8-9,1) en Florianópolis-SC; el principal motivo para la discriminación fue el de ser de baja posición socioeconómica; en ambas capitales, se observó una mayor prevalencia de discriminación entre fumadores, que se auto clasifican como negros e individuos de 31 a 40 años de edad. CONCLUSIÓN: la prevalencia de discriminación fue relativamente baja; se refuerza la necesidad de investigar la discriminación en el ámbito de los servicios de salud, para proveer cuidados adecuados a la población.


OBJECTIVE: to describe the prevalence of health service-related discrimination, as well as its motivations and associated factors. METHODS: this is a cross-sectional analysis based on data from two population-based surveys carried out in Porto Alegre-RS with health service users and in Florianópolis-SC with a representative sample of university students, between 2010-2012. RESULTS: the prevalence of health service-related discrimination was 13.6% (95%CI: 10.5;17.2) in Porto Alegre and 7.4% (95%CI: 5.8;9.1) in Florianopolis; the main reason for being discriminated against was being of low socioeconomic status; in both state capitals the highest prevalence of discrimination was observed among smokers, self-classified Black people, and individuals aged between 31 and 40. CONCUSION: the results show a relatively low prevalence of discrimination; the study reinforces the need to investigate discrimination in health services in order to provide adequate care to the population.


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Adolescente , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Idoso , Idoso de 80 Anos ou mais , Adulto Jovem , Atenção Primária à Saúde , Fatores Socioeconômicos , Estudantes , Tabagismo , Sistema Único de Saúde , Brasil , Distribuição Binomial , Prevalência , Estudos Transversais/métodos , Disparidades nos Níveis de Saúde , População Residente , Discriminação Social/estatística & dados numéricos , Serviços de Saúde/estatística & dados numéricos
8.
São Paulo; s.n; s.n; 2015. 123 p. tab, graf, ilus.
Tese em Português | LILACS | ID: biblio-836740

RESUMO

Estudos apontam que a região Amazônica apresenta concentrações significativas de selênio nos solos e que, por isso, a população não estaria susceptível à deficiência desse mineral. Em contrapartida, a região também apresenta dados de concentrações elevadas de mercúrio nos solos e rios, entretanto, a população não apresenta sinais clínicos evidentes de contaminação. Acredita-se que o selênio, um mineral antioxidante, possa ser um possível colaborador para a aparente tolerância ao mercúrio, pois uma das ações desse mineral é a de destoxificar o organismo contra metais tóxicos. Dependendo das concentrações no organismo, o mercúrio pode potencializar a geração das espécies reativas de oxigênio e, dessa forma, as defesas antioxidantes intrínsecas das células podem ser prejudicadas, resultando na condição conhecida por estresse oxidativo. A contaminação por mercúrio pode, ainda, comprometer a saúde tanto das mulheres quanto das crianças, pois esse metal, na forma de metilmercúrio, pode atravessar a barreira placentária e se concentrar, principalmente, no cérebro do feto. Aliado a isso, a presença de polimorfismos em certos genes podem alterar a expressão de enzimas antioxidantes como a glutationa peroxidase 1, que é dependente de selênio, assim como da glutationa S-transferase, que atua na destoxificação do mercúrio no organismo. Vários estudos apresentam dados de concentrações de mercúrio em ribeirinhos da Amazônia, no entanto, resultados referentes às concentrações de selênio, ao estresse oxidativo e a polimorfismos genéticos na população da área urbana são raros. Diante disso, este estudo objetivou avaliar o estado nutricional relativo ao selênio, concentrações de mercúrio e a possível relação desses parâmetros com o estresse oxidativo e os polimorfimos Pro198Leu (rs 1050450) no gene da glutationa peroxidase 1 e GSTM1 no gene da glutationa S-transferase em mulheres em idade fértil residentes em área de risco de exposição ao mercúrio, da cidade de Porto Velho (RO). As voluntárias foram avaliadas por meio de medidas antropométricas (peso, estatura e circunferência da cintura) e aplicou-se o registro alimentar para avaliação do consumo alimentar. Realizou-se uma coleta de sangue para análise de selênio, atividade da enzima glutationa peroxidase, marcadores de estresse oxidativo e polimorfismos genéticos. O selênio foi determinado por espectrometria de absorção atômica com geração de hidretos acoplados à cela de quartzo (HGQTAAS). Para análise de mercúrio, foi coletada uma amostra do cabelo das voluntárias, sendo sua concentração determinada pelo método de espectrometria de absorção atômica com geração de vapor frio (CV AAS). Para avaliar o estresse oxidativo foram determinadas: a concentração plasmática de Malondialdeído (MDA) e a Capacidade de Absorção de Radicais de Oxigênio (ORAC). Participaram do estudo 200 mulheres com idade entre 19 e 50 anos. A ingestão alimentar média de selênio foi de 49,3 ± 19,2 µg/dia e a prevalência de ingestão inadequada foi de 40,9%. As concentrações médias do mineral no plasma e nos eritrócitos foram, respectivamente, 49,8 + 18,6 µg/L e 75,4 + 29,9 µg/L. A atividade média da glutationa peroxidase foi de 45,1+ 19,4 U/g Hb. A concentração média de mercúrio nos cabelos foi de 625 + 766 ng g-1. Ao avaliar a presença do SNP Pro198Leu, observou-se que 56,7% das participantes apresentaram genótipo selvagem, 36,8% heterozigotos e 6,8% homoizgotos para leucina. Quanto ao polimorfismo de deleção GSTM1, 42,5% das voluntárias apresentaram o genótipo nulo ou deletado, ou seja, relacionado a ausência de expressão da glutationa S-transferase. Esses resultados permitem concluir que a maioria das participantes apresentou estado nutricional deficiente em relação ao selênio. Apesar disso, tanto a atividade enzimática da glutationa peroxidase, como os biomarcadores do estresse oxidativo não sofreram interferência desta deficiência. O polimorfismo Pro198Leu, também não interferiu no status de selênio e no estresse oxidativo. Quanto à avaliação do polimorfismo GSTM1, o genótipo nulo ou deletado também não mostrou associação com as concentrações de mercúrio e o estresse oxidativo


Studies have shown that the Amazon region has significant concentrations of selenium in soils and therefore, the population is not susceptible to deficiency of this mineral. However, the region also presents data from high levels of mercury in soils and rivers, however, the population has no obvious clinical signs of contamination. It is believed that selenium, an antioxidant mineral may be a possible contributor to the apparent tolerance because of its actions in the detoxification of the body from toxic metals. Depending on the concentrations in the body, mercury can increase the generation of reactive oxygen species and thus the intrinsic antioxidant defenses of cells can be damaged, resulting in the condition known as oxidative stress. The mercury contamination may also compromise the health of both women and children, since this metal in the form of methylmercury can cross the placental barrier and concentrate mainly in the fetal brain. In addition, the presence of genetic polymorphisms can alter the expression of antioxidant enzymes such as glutathione peroxidase 1, which is selenium dependent, as well as glutathione S-transferase, which can be responsible for the mercury detoxification in the body. Several studies have shown mercury levels of riverine people from Amazon, however, results regarding selenium concentrations, oxidative stress and polymorphisms in the urban population are area. Thus, this study aimed to evaluate selenium status, mercury levels and the possible relationship of these with oxidative stress and genetic polymorphisms Pro198Leu (rs 1050450) in glutathione peroxidase 1 gene and GSTM1 in the glutathione S-transferase gene in women living in mercury exposure risk area, from the city of Porto Velho (RO). The of the volunteers was assessed using anthropometric measurements (weight, height and waist circumference) and evaluation of food consumption, by the food record. Blood samples were collected for selenium analysis, glutathione peroxidase enzyme's activity, oxidative stress and genetic polymorphisms. Selenium was determined by hydride generation quartz tube atomic absorption spectroscopy (HGQT AAS). For mercury analysis, a hair sample of volunteers was collected, and its concentration was determined by atomic absorption spectrometry method with cold vapor (CV AAS). To evaluate oxidative stress plasma concentrations of malondialdehyde (MDA) and Oxygen Radical Absorbance Capacity (ORAC) were determined We enrolled 200 volunteers aged between 19 and 50. The average of selenium intake was 49,3 ± 19,2 µg/day and the prevalence of inadequate intake was 40,9%. Mean selenium concentration on plasma and erythrocytes were respectively 49,8 + 18,6 µg/L and 75,4 + 29,9 µg/L. Glutathione peroxidase showed mean activity of 45,1 + 19,4 U/g Hb and mercury levels of 625 + 766 ng g-1. Evaluating the presence of the SNP Pro198Leu, it was observed that 56,7% of the were participants had wild type genotype, 36,8% heterozygous and 6,8% were homozygous for leucine. For the GSTM1 null deletion polymorphism, 42,5% of the volunteers had a null genotype, ie, do not express the enzyme glutathione S-transferase. These results indicate that the majority of participants had selenium deficiency in plasma and erythrocytes. Nevertheless, most of them had adequate activity of glutathione peroxidase. There was no association between selenium concentrations and the biomarkers used to assess oxidative stress. The Pro198Leu polymorphism did not interfere in selenium concentrations, as well as in the oxidative stress. The evaluation of GSTM1 polymorphism had no association with mercury levels and oxidative stress


Assuntos
Humanos , Adulto , Pessoa de Meia-Idade , Contaminação Química , Intoxicação por Mercúrio/classificação , Estresse Oxidativo , Polimorfismo Genético/efeitos dos fármacos , População Residente , Zona de Risco , Selênio/química
9.
Recurso na Internet em Português | LIS - Localizador de Informação em Saúde | ID: lis-28019

RESUMO

Dados demográficos e econômicos usados na elaboração dos indicadores de ciência e tecnologia (C&T), por população residente, população economicamente ativa (PEA), pessoas ocupadas, produto interno bruto (PIB) e fator de conversão para paridade do poder de compra (PPC).


Assuntos
Produto Interno Bruto , 16048 , População Residente
10.
An. psicol ; 27(3): 639-646, oct.-dic. 2011. tab
Artigo em Espanhol | IBECS | ID: ibc-94301

RESUMO

En este trabajo se evaluó la conciencia racial y las actitudes tempranas en 50 niños españoles del grupo mayoritario (blancos), divididos en dos grupos de edad (36-48 meses y 60-71 meses). Se desarrollaron un conjunto de tareas que, mediante una entrevista semiestructurada, permitieron obtener una medida del desarrollo cognitivo (tarea de clasificación), medidas socio-cognitivas (tareas de descripción personas, clasificación y la autoidentificación) y medidas afectivas (preferencias y rechazos). Además, se pidió a los niños que hicieran atribuciones sobre la preferencia o rechazo racial de sus madres. En general, las respuestas de los niños en la descripción y clasificación de personas mostraron que el género y el color de la ropa tenían más relevancia que los atributos raciales. En las tareas afectivas, se encontró un sistemático sesgo endogrupal (blanco) y un leve rechazo hacia el exogrupo (negro). La medida de desarrollo cognitivo se relacionaba con la conciencia y actitudes raciales en mayor medida que la edad. Los resultados se comparan con trabajos en los que se ha empleado el mismo procedimiento, pero en un contexto multirracial, y se discuten a partir de los distintos enfoques teóricos y de los continuos cambios sociodemográficos en España (AU)


Racial awareness and early attitudes was assessed in 50 majority-group Spanish children in two age groups (36-48 months and 60-71 months). A series of tasks in a semi-structured interview was administered to test the children’s: Cognitive performance (classification task), socio-cognitive measures (racial awareness by person description, social categorization, and self-identification) and affective measures (preferences and rejections). Children were further asked to make attributions about their mothers’ racial preference and rejection. Overall, children’s responses in person description and social categorization revealed that gender and colour of clothes had more salience in their perception than racial cues. In social affect tasks, children displayed a consistent in-group (White) bias, and a slight but noticeable out-group (Black) rejection. It was found that the cognitive performance measure predicted children’s racial awareness and attitudes better than age did. The findings are compared to our further research, using the same procedure but in a multiracial context, and discussed in the light of theoretical approaches and the continuing sociodemographic transformations in Spain (AU)


Assuntos
Humanos , Masculino , Feminino , Pré-Escolar , Criança , Educação Pré-Escolar , Cognição/ética , Relações Raciais/história , Relações Raciais/psicologia , Aculturação/história , Dados Demográficos , Grupos Étnicos/etnologia , Grupo com Ancestrais do Continente Europeu/educação , Relações Raciais/legislação & jurisprudência , Relações Raciais/tendências , Grupos Étnicos/educação , Grupos Étnicos/psicologia , Grupos Étnicos/estatística & dados numéricos , Grupo com Ancestrais do Continente Europeu/estatística & dados numéricos , População Residente
12.
Recurso na Internet em Português | LIS - Localizador de Informação em Saúde | ID: lis-15858

RESUMO

Arquivos em formato ZIP, com dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), oriundos do Suplemento "Segurança Alimentar". Os dados estão apresentados em tabelas no formato HTML, contemplando: (1)População residente, por situação de segurança alimentar existente no domicílio e tipo de insegurança alimentar, segundo sexo, idade, cor ou raça, situação do domicílio (urbana ou rural) e rendimento mensal domiciliar per capita; (2)Coeficientes de variação das estimativas de população residente, por situação de segurança alimentar existente no domicílio e tipo de insegurança alimentar, segundo sexo, idade, cor ou raça, situação do domicílio (urbana ou rural) e rendimento mensal domiciliar per capita; (3)Domicílios particulares e domicílios particulares com pelo menos um morador de menos de 18 anos de idade, por sexo da pessoa de referência do domicílio, segundo a situação de segurança alimentar, a situação do domicílio (urbana ou rural) e o número de moradores do domicílio; (4)Coeficientes de variação das estimativas de domicílios particulares e domicílios particulares com pelo menos um morador de menos de 18 anos de idade, por sexo da pessoa de referência do domicílio, segundo a situação de segurança alimentar, a situação do domicílio (urbana ou rural) e o número de moradores do domicílio; (5)Domicílios particulares, por situação de segurança alimentar, segundo a situação do domicílio (urbana ou rural) e o rendimento mensal domiciliar per capita; (6)Coeficientes de variação das estimativas de domicílios particulares, por situação de segurança alimentar, segundo a situação do domicílio (urbana ou rural) e o rendimento mensal domiciliar per capita; (7)Moradores em domicílios particulares, por situação de segurança alimentar existente no domicílio, segundo a situação do domicílio (urbana ou rural) e o rendimento mensal domiciliar per capita; (8)Coeficientes de variação das estimativas de moradores em domicílios particulares, por situação de segurança alimentar existente no domicílio, segundo a situação do domicílio (urbana ou rural) e o rendimento mensal domiciliar per capita.Estão disponíveis por região, região metropolitana e Unidade da Federação.


Assuntos
Vigilância Nutricional/métodos , 50328 , População Residente , Características da População , Características de Residência , População Rural , População Urbana , Renda , Emprego/estatística & dados numéricos , Desemprego/estatística & dados numéricos , Escolaridade , Educação , Taxas, Razões e Proporções
13.
Recurso na Internet em Português | LIS - Localizador de Informação em Saúde | ID: lis-15400

RESUMO

Tabela, em arquivo formato PDF, com dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios(PNAD), oriundos do Suplemento "Segurança Alimentar". Os dados referem-se à população residente, por situação de segurança alimentar existente no domicílio e tipo de insegurança alimentar, segundo sexo, idade, cor ou raça, situação do domicílio (urbana ou rural) e classes de rendimento mensal domiciliar per capita.


Assuntos
Vigilância Nutricional/métodos , 50328 , População Residente , Distribuição por Idade e Sexo , 50273 , População Rural , População Urbana , Renda/estatística & dados numéricos , Desemprego/estatística & dados numéricos
14.
Recurso na Internet em Português | LIS - Localizador de Informação em Saúde | ID: lis-15401

RESUMO

Tabela, em arquivo formato PDF, com dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios(PNAD), oriundos do Suplemento "Segurança Alimentar". Os dados referem-se aos coeficientes de variação das estimativas de população residente, por situação de segurança alimentar existente no domicílio e tipo de insegurança alimentar, segundo sexo, idade, cor ou raça, situação do domicílio (urbana ou rural) e classes de rendimento mensal domiciliar per capita.


Assuntos
Vigilância Nutricional/métodos , 50328 , Distribuição por Idade e Sexo , 50273 , População Urbana , População Residente , Renda/estatística & dados numéricos , Emprego/estatística & dados numéricos , Desemprego/estatística & dados numéricos
15.
Recurso na Internet em Português | LIS - Localizador de Informação em Saúde | ID: lis-14737

RESUMO

Tabulação de dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), referentes à população residente, de menos de 18 anos de idade, em domicílios particulares, segundo freqüência à creche ou escola, situação de segurança alimentar existente no domicílio e situação do domicílio (urbana ou rural).Os dados podem ser visualizados também em gráficos, cartogramas e por ranking.


Assuntos
Vigilância Nutricional/métodos , 50328 , Educação/estatística & dados numéricos , População Rural , População Urbana , População Residente , Bases de Dados Estatísticos
16.
Recurso na Internet em Português | LIS - Localizador de Informação em Saúde | ID: lis-14745

RESUMO

Tabulação de dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), referentes à população residente, de 10 anos ou mais de idade, em domicílios particulares, com insegurança alimentar moderada ou grave, segundo situação de ocupação no período de referência e situação do domicílio (urbana ou rural).Os dados podem ser visualizados também em gráficos, cartogramas e por ranking.


Assuntos
Vigilância Nutricional/métodos , 50328 , População Residente , População Rural , Renda/estatística & dados numéricos , Emprego/estatística & dados numéricos , Desemprego/estatística & dados numéricos , Bases de Dados Estatísticos
17.
Recurso na Internet em Português | LIS - Localizador de Informação em Saúde | ID: lis-14728

RESUMO

Tabulação de dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), referentes à população residente, segundo situação de segurança alimentar existente no domicílio, sexo e idade.Os dados podem ser visualizados também em gráficos, cartogramas e por ranking. Estão disponíveis por região e Unidade da Federação.


Assuntos
Vigilância Nutricional/métodos , 50328 , População Residente , Distribuição por Idade e Sexo , Bases de Dados Estatísticos
18.
Recurso na Internet em Português | LIS - Localizador de Informação em Saúde | ID: lis-14729

RESUMO

Tabulação de dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), referentes à população residente, segundo situação de segurança alimentar existente no domicílio e cor ou raça.Os dados podem ser visualizados também em gráficos, cartogramas e por ranking. Estão disponíveis por região e Unidade da Federação.


Assuntos
Vigilância Nutricional/métodos , 50328 , 50273 , População Residente , Bases de Dados Estatísticos
19.
Recurso na Internet em Português | LIS - Localizador de Informação em Saúde | ID: lis-14730

RESUMO

Tabulação de dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), referentes à população residente, segundo situação de segurança alimentar existente no domicílio e situação (urbana ou rural).Os dados podem ser visualizados também em gráficos, cartogramas e por ranking. Estão disponíveis por região e Unidade da Federação.


Assuntos
Vigilância Nutricional/métodos , 50328 , População Residente , População Rural , População Urbana , Bases de Dados Estatísticos
20.
Recurso na Internet em Português | LIS - Localizador de Informação em Saúde | ID: lis-14731

RESUMO

Tabulação de dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), referentes à população residente, segundo situação de segurança alimentar existente no domicílio e classes de rendimento mensal domiciliar per capita (em salários mínimos).Os dados podem ser visualizados também em gráficos, cartogramas e por ranking. Estão disponíveis por região e Unidade da Federação.


Assuntos
Vigilância Nutricional/métodos , 50328 , Renda , Emprego , Desemprego , População Residente , Bases de Dados Estatísticos
SELEÇÃO DE REFERÊNCIAS
DETALHE DA PESQUISA
...