Your browser doesn't support javascript.
loading
Severity levels of physical punishment of children/adolescents: cluster analysis / Níveis de gravidade da punição física de crianças/adolescentes: análise de clusters
AZEVEDO, Roberta Noronha; BAZON, Marina Rezende.
Afiliación
  • AZEVEDO, Roberta Noronha; Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto. Departamento de Psicologia. Ribeirão Preto. BR
  • BAZON, Marina Rezende; Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto. Departamento de Psicologia. Ribeirão Preto. BR
Estud. Psicol. (Campinas, Online) ; 38: e190088, 2021. tab
Artículo en Inglés | LILACS, Index Psicología - Revistas técnico-científicas | ID: biblio-1133861
Biblioteca responsable: BR27.1
ABSTRACT
Physical punishment - corporal punishment - of children/adolescents is highly prevalent. The objective of this study was to verify if, in a sample of parents/caregivers, there would be subgroups that would differentiate themselves regarding the behavior of physically punishing the children, in terms of modalities, frequency, body parts of the child affected, and presence of parental anger in the act of punishing, denoting severity levels associated with differences in the psychosocial variables pointed out in the literature as risk factors for physical abuse. A quantitative approach was adopted, with a cross-sectional design and cluster method. The study included 87 parents/caregivers who practice physical punishment. The analyses indicated the existence of three clusters that differed in the level of severity of corporal punishment and some of the psychosocial variables, denoting the importance of developing services/programs to cope with violence against children/adolescents and specific psychosocial intervention strategies.
RESUMO
A punição física - castigos corporais - de crianças/adolescentes é altamente prevalente. O objetivo deste estudo foi verificar se em uma amostra de pais/cuidadores existiriam subgrupos que se diferenciariam quanto ao comportamento de punir/castigar fisicamente os filhos. As modalidades analisadas foram de frequência com que a punição ocorria, de partes do corpo da criança que se punia e de presença de sentimento de irritação/raiva durante o castigo físico, denotando níveis de gravidade associados a diferenças em variáveis psicossociais apontadas como fatores de risco para os abusos físicos. Adotou-se uma abordagem quantitativa, com delineamento transversal e método de clusterização. Participaram 87 pais/cuidadores adeptos a práticas de punição física. As análises indicaram a existência de três agrupamentos que se diferenciaram no tocante à gravidade da punição corporal e em algumas das variáveis psicossociais, denotando a importância de os serviços/programas voltados ao enfrentamento da violência contra as crianças/adolescentes considerarem estratégias de intervenção psicossocial distintas e específicas a cada grupo.
Asunto(s)
Texto completo: Disponible Colección: Bases de datos internacionales Base de datos: Index Psicología - Revistas técnico-científicas / LILACS Asunto principal: Castigo / Servicio Social / Maltrato a los Niños / Relaciones Familiares Tipo de estudio: Factores de riesgo Idioma: Inglés Revista: Estud. Psicol. (Campinas, Online) Asunto de la revista: Psicologia Año: 2021 Tipo del documento: Artículo Institución/País de afiliación: Universidade de São Paulo/BR

Similares

MEDLINE

...
LILACS

LIS

Texto completo: Disponible Colección: Bases de datos internacionales Base de datos: Index Psicología - Revistas técnico-científicas / LILACS Asunto principal: Castigo / Servicio Social / Maltrato a los Niños / Relaciones Familiares Tipo de estudio: Factores de riesgo Idioma: Inglés Revista: Estud. Psicol. (Campinas, Online) Asunto de la revista: Psicologia Año: 2021 Tipo del documento: Artículo Institución/País de afiliación: Universidade de São Paulo/BR