Your browser doesn't support javascript.
Eritema multiforme na hanseníase: uma reação tipo II. Estudo histo-morfométrico da vasculopatia do quadro reacional / ?
Rio de Janeiro; s.n; 2000. x,162 p. ilus, tab, graf.
Tesis en Portugués | Hanseníase | ID: han-16200
Biblioteca responsable: BR191.1
Ubicación: BR191.1; WC335.502.8, M119e
ABSTRACT
Lesões cutâneas tipo Eritema Multiforme (EM) são incomuns no curso da hanseníase e podem trazer dificuldades no diagnóstico, contribuindo para a demora do tratamento do episódio reacional e para complicações debilitantes devidas à neuropatia periférica. Com o objetivo de caracterizar clinica e morfologicamente essas lesões, 27 biópsias cutâneas de pacientes clinicamente diagnosticados com EM, foram analisados por técnicas histológicas de rotina, por método imunohistoquímico e por estudo morfométrico da microvasculatura e comparadas com dados obtidos das biópsias de lesões não reacionais dos mesmos pacientes colhidas antes do tratamento. Nossos resultados mostraram que o acometimento cutâneo no EM é superficial, com espessamento epidérmico, raras bolhas subepidérmicas, edema intenso da derme superior, infiltração inflamatória perivascular, contendo invariavelmente neutrófilos. Os vasos dérmicos sofrem alterações funcionais com edema e infiltração da parede, dissociação das fibras elásticas, dilatação e congestão, sem necrose fibrinóide, nem leucocitoclasia. O exame imuno-histoquímico revelou, durante a reação, expressão de HLA-DR e ICAM-1 pelos quaratinócitos e aumento do número de células CD1+. Na derme, além do predomínio de linfócitos CD4+ sobre os linfócitos CD8+, foram numerosas as élulas TNF-alfa+. O estudo morfométrico revelou, durante a reação, aumento significativo do número de vasos sangüineos dérmicos e da área total ocupada pelos vasos, quando comparados com vasos da biopsia pré-reacional dos mesmos pacientes. Esses achados sugerem que a análise morfológica e o estudo dos parâmetros teciduais da resposta imune avaliados por imuno-histoquímica e resposta vascular em biópsias cutâneas contribuem para o entendimento da imunopatogenia das vasculites imunologicamente induzidas e corrobaram a hipótese do envolvimento de citocinas imuno-inflamatórias suscitando os estados reacionais da hanseníase. Além disso, a freqüência de EM como primeira manifestação da hanseníase justifica o exame baciloscópico da linfa coletada da lesão, em todos os pacientes, tendo em vista o grau de magnitude da endemia em nosso país. (AU)
Asunto(s)

Similares

MEDLINE

...
LILACS

LIS

Colección: Bases de datos nacionales / Brasil Base de datos: Hanseníase Asunto principal: Eritema Multiforme / Lepra Idioma: Portugués Año: 2000 Tipo del documento: Tesis