Your browser doesn't support javascript.
loading
Conhecimento dos diabéticos frente à doença e orientações no autocuidado / Knowledge of diabetics about disease and self-care
Amaral, Robson Tostes; Barbosa, Aurélio de Melo; Teixeira, Cristiane Chagas; Brandão, Leyla Gabriela Verner Amaral; Afonso, Thaisa Cristina; Bezerra, Ana Lúcia Queiroz; Tobias, Gabriela Camargo.
Afiliação
  • Amaral, Robson Tostes; Universidade Federal de Goiás/UFG. Goiânia (GO). BR
  • Barbosa, Aurélio de Melo; Pontifícia Universidade Católica de Goiás/PUCGO. Goiânia (GO). BR
  • Teixeira, Cristiane Chagas; Universidade Federal de Goiás/UFG. Goiânia (GO). BR
  • Brandão, Leyla Gabriela Verner Amaral; Universidade Federal de Goiás/UFG. Goiânia (GO). BR
  • Afonso, Thaisa Cristina; Universidade Federal de Goiás/UFG. Goiânia (GO). BR
  • Bezerra, Ana Lúcia Queiroz; Universidade Federal de Goiás/UFG. Goiânia (GO). BR
  • Tobias, Gabriela Camargo; Universidade Federal de Goiás/UFG. Goiânia (GO). BR
Rev. enferm. UFPE on line ; 13(2): 346-352, fev. 2019. tab
Artigo em Português | BDENF - Enfermagem, BDENF - Enfermagem | ID: biblio-1009997
Biblioteca responsável: BR9.1
RESUMO

Objetivo:

analisar o conhecimento dos pacientes diabéticos frente ao Diabetes Mellitus.

Método:

trata-se de um estudo quantitativo, transversal, realizado com 74 pacientes de ambos os sexos e com diagnóstico médico de Diabetes Mellitus, em um hospital público estadual. Utilizou-se um questionário estruturado. Realizou-se o teste de Spearman, com nível de significância de 0,05%. Apresentaram-se os resultados e em forma de tabelas.

Resultados:

identificaram-se 74 pacientes diabéticos, com média superior a 10 anos de diagnóstico e prevalência do diabetes tipo II. Compôs-se a maioria por mulheres, com predominância da doença em idosos. Aponta-se que grande parte dos pacientes era obesa, de baixa renda e escolaridade, apenas 6,9% conseguiram definir corretamente o conceito de Diabetes Mellitus e, do total, 94,6% conheciam alguma estratégia para o controle da glicemia, porém, na maioria dos casos, citou-se apenas a dieta sem açúcar. Apresentou-se um relativo conhecimento sobre as complicações que o Diabetes Mellitus pode provocar com base nas orientações dos profissionais da saúde.

Conclusão:

conclui-se que os pacientes diabéticos apresentaram baixo conhecimento sobre a doença e os variados tipos de estratégias existentes para o controle da glicemia.(AU)
ABSTRACT

Objective:

to analyze the knowledge of diabetic patients against Diabetes Mellitus.

Method:

this is a crosssectional quantitative study of 74 patients of both sexes and a medical diagnosis of Diabetes Mellitus, in a state public hospital. A structured questionnaire was used. The Spearman test was performed, with significance level of 0.05%. Results were presented and in the form of tables.

Results:

74 diabetic patients with a mean of more than 10 years of diagnosis and type II diabetes were identified. It was composed mostly by women, with predominance of the disease in the elderly. It was pointed out that most patients were obese, low income and educated, only 6.9% were able to correctly define the concept of Diabetes Mellitus and, of the total, 94.6% knew some strategy for glycemic control, in most cases, only the sugar-free diet was mentioned. A relative knowledge about the complications that Diabetes Mellitus can provoke based on the guidelines of health professionals has been presented.

Conclusion:

it was concluded that diabetic patients had low knowledge about the disease and the various types of strategies for glycemic control.(AU)
RESUMEN

Objetivo:

analizar el conocimiento de los pacientes diabéticos frente a la Diabetes Mellitus.

Método:

se trata de un estudio cuantitativo, transversal, realizado con 74 pacientes de ambos sexos y con diagnóstico médico de Diabetes Mellitus, en un hospital público estatal. Se utilizó un cuestionario estructurado. Se realizó la prueba de Spearman, con un nivel de significancia del 0,05%. Se presentaron los resultados y en forma de tablas.

Resultados:

se identificaron 74 pacientes diabéticos, con media superior a 10 años de diagnóstico y prevalencia de la diabetes tipo II. Se compuso la mayoría por mujeres, con predominio de la enfermedad en ancianos. Se observa que gran parte de los pacientes era obesa, de baja renta y escolaridad, sólo el 6,9% consiguieron definir correctamente el concepto de Diabetes Mellitus y del total, el 94,6% conocía alguna estrategia para el control de la glucemia, en la mayoría de los casos, se citó sólo la dieta sin azúcar. Se ha presentado un relativo conocimiento sobre las complicaciones que la Diabetes Mellitus puede provocar con base en las orientaciones de los profesionales de la salud.

Conclusión:

se concluye que los pacientes diabéticos presentaron bajo conocimiento sobre la enfermedad y los variados tipos de estrategias existentes para el control de la glucemia.(AU)
Assuntos


Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados temática / Brasil Contexto em Saúde: ODS3 - Saúde e Bem-Estar Tema em saúde: Meta 3.4: Reduzir as mortes prematuras devido doenças não transmissíveis Base de dados: BDENF - Enfermagem Assunto principal: Equipe de Assistência ao Paciente / Autocuidado / Conhecimentos, Atitudes e Prática em Saúde / Educação em Saúde / Complicações do Diabetes / Diabetes Mellitus Tipo de estudo: Guia de prática clínica / Estudo de prevalência Limite: Adulto / Idoso / Feminino / Humanos / Masculino Idioma: Português Revista: Rev. enferm. UFPE on line Ano de publicação: 2019 Tipo de documento: Artigo Instituição/País de afiliação: PUCGO+BR / UFG+BR

Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados temática / Brasil Contexto em Saúde: ODS3 - Saúde e Bem-Estar Tema em saúde: Meta 3.4: Reduzir as mortes prematuras devido doenças não transmissíveis Base de dados: BDENF - Enfermagem Assunto principal: Equipe de Assistência ao Paciente / Autocuidado / Conhecimentos, Atitudes e Prática em Saúde / Educação em Saúde / Complicações do Diabetes / Diabetes Mellitus Tipo de estudo: Guia de prática clínica / Estudo de prevalência Limite: Adulto / Idoso / Feminino / Humanos / Masculino Idioma: Português Revista: Rev. enferm. UFPE on line Ano de publicação: 2019 Tipo de documento: Artigo Instituição/País de afiliação: PUCGO+BR / UFG+BR
...