Your browser doesn't support javascript.
Age discrimination: a comparative study among university students / A discriminação por idade: um estudo comparativo entre estudantes universitários / La discriminación por edad: un estudio comparativo entre estudiantes universitarios
Acta colomb. psicol ; 22(2): 53-69, July-Dec. 2019. tab
Artigo em Inglês | LILACS | ID: biblio-1019276
Biblioteca responsável: CO320.1
ABSTRACT
Abstract Different studies with university students show the presence of a negative image about the elderly and an absence of positive stereotypes regarding this age group. With the increase of the older population, these stereotypes must disappear in order to work with aged people without a negative view of them. The aim of this paper was to identify the existence of negative stereotypes towards old age in students who are pursuing health-related and not related university degree courses. A total of 262 students were assessed with the CENVE questionnaire. In order to find out whether there were differences between students with respect to negative stereotypes, an ANOVA and a post-hoc comparison test were carried out. Results were significant at the 5% level. These show evidence of the existence of negative stereotypes about old age in students pursuing university degrees related and not related to the field of health. ANOVAs showed differences in total CENVE (F3 259 = 3.574; p = 0.015; r2 = 0.040), Social Motivation dimension (F3259 = 3.697; p = 0.012; rf = 0.042), and Personality dimension (F3259 = 5.157; p = 0.002; r2 = 0.057). The post-hoc tests show the existence of differences in stereotypes depending on the course that is being studied, where the health related courses show the lower level of negative stereotypes.
RESUMO
Resumo Diversos estudos sobre estereótipos com estudantes universitários mostram que as pessoas idosas são percebidas mais frequentemente a partir de uma imagem negativa do que com estereótipos positivos. Levando em consideração o crescente aumento da população idosa na atualidade e como o fim de trabalhar com pessoas mais velhas a partir de uma visão positiva de si mesmos, é preciso que esses estereótipos desapareçam. O objetivo deste trabalho foi determinar se existem estereótipos negativos com respeito à velhice em estudantes de cursos universitários relacionados e não relacionados com o campo da saúde. No total, 262 estudantes foram avaliados com o questionário CENVE e, para saber se existiam diferenças de estereótipos negativos entre os estudantes de acordo com sua habilitação, foi realizada uma análise ANOVA, além de comparações post hoc. Os resultados foram significativos com um nível de 5% e evidenciaram a existência de estereótipos negativos com respeito à velhice em estudantes de habilitações universitárias relacionadas e não relacionadas com o campo da saúde. Os ANOVA mostraram diferenças para o CENVE total (F3259 = 3.574; p = .015; n2 = .040), para a dimensão de motivação social (F3259 = 3.697; p = .012; n2 = .042) e para a dimensão de personalidade (F3259 = 5.157; p = .002; n2 = .057). As provas post hoc mostraram a existência de diferenças no grau de estereótipos negativos de acordo com as habilitações em curso, sendo que as habilitações de saúde mostraram menor grau em comparação com as demais.
RESUMEN
Resumen Diversos estudios sobre estereotipos con estudiantes universitarios muestran que las personas mayores son percibidas más desde una imagen negativa que con estereotipos positivos. Teniendo en cuenta el creciente aumento de la población mayor en la actualidad, y con el fin de trabajar con personas mayores desde una visión positiva de sí mismos, es necesario que estos estereotipos desaparezcan. El objetivo de este trabajo fue determinar si existen estereotipos negativos hacia la vejez en estudiantes de carreras universitarias relacionadas y no relacionadas con el campo de la salud. En total, se evaluó a 262 estudiantes con el cuestionario CENVE, y, para saber si existían diferencias de estereotipos negativos entre los estudiantes según su titulación, se realizó un análisis ANOVA, además de comparaciones post hoc. Los resultados fueron significativos al nivel del 5 % y evidenciaron la existencia de estereotipos negativos hacia la vejez en estudiantes de títulos universitarios relacionados y no relacionados con el campo de la salud. Los ANOVA mostraron diferencias para el CENVE total (F3259 = 3.574; p = .015; η 2 = .040), para la dimensión de motivación social (F3259 = 3.697; p = .012; η2 = .042) y para la dimensión de personalidad (F3259 = 5.157; p = .002; η 2 = .057). Las pruebas post hoc mostraron la existencia de diferencias en el grado de estereotipos negativos según las titulaciones en curso, donde las titulaciones sanitarias mostraron menor grado en comparación con las demás.
Assuntos

Similares

MEDLINE

...
LILACS

LIS

Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Assunto principal: Idoso / Ageismo Limite: Adulto / Feminino / Humanos / Masculino Idioma: Inglês Revista: Acta colomb. psicol Assunto da revista: Psicologia Ano de publicação: 2019 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Espanha Instituição/País de afiliação: Universidad Católica de Valencia/ES