Your browser doesn't support javascript.
loading
Barreiras arquitetônicas e de comunicação no acesso à atenção básica em saúde no Brasil: uma análise a partir do primeiro Censo Nacional das Unidades Básicas de saúde, 2012 / Barreras arquitectónicas y de comunicación en el acceso a la Atención Básica de Salud en Brasil: Un análisis a partir del primer Censo Nacional de las Unidades Básicas de Salud, 2012 / Architectural and communications barriers to access to primary health care in Brazil: an analysis based on the first national census of primary health care centers, 2012
Santos, Mara Lisiane de Moraes dos; Fernandes, Janainny Magalhães; Vicente, Daniela Pereira; Simionatto, Jaqueline; Sanches, Vinicius Santos; Souza, Albert Schiaveto de; Christofoletti, Gustavo; Merey, Leila Foester.
Afiliação
  • Santos, Mara Lisiane de Moraes dos; Universidade Federal do Mato Grosso do Sul. Centro de Ciências Biológicas e da Saúde. Campo Grande. BR
  • Fernandes, Janainny Magalhães; Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública. São Paulo. BR
  • Vicente, Daniela Pereira; Universidade Federal do Mato Grosso do Sul. Centro de Ciências Biológicas e da Saúde. Campo Grande. BR
  • Simionatto, Jaqueline; Universidade Federal do Mato Grosso do Sul. Centro de Ciências Biológicas e da Saúde. Campo Grande. BR
  • Sanches, Vinicius Santos; Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública. São Paulo. BR
  • Souza, Albert Schiaveto de; Universidade Federal do Mato Grosso do Sul. Centro de Ciências Biológicas e da Saúde. Campo Grande. BR
  • Christofoletti, Gustavo; Universidade Federal do Mato Grosso do Sul. Centro de Ciências Biológicas e da Saúde. Campo Grande. BR
  • Merey, Leila Foester; Universidade Federal do Mato Grosso do Sul. Centro de Ciências Biológicas e da Saúde. Campo Grande. BR
Epidemiol. serv. saúde ; 29(2): e2018258, 2020. tab
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-1101121
Biblioteca responsável: BR275.1
Localização: BR275.1
RESUMO
Resumo

Objetivo:

analisar os resultados do Censo Nacional das Unidades Básicas de Saúde no que se refere às barreiras arquitetônicas e de comunicação na Atenção Básica em Saúde em todo o território brasileiro.

Métodos:

estudo transversal com base nos dados do primeiro Censo Nacional das Unidades Básicas de Saúde, coletados de maio a outubro de 2012.

Resultados:

a região Norte apresentou menores índices de adequação, enquanto a Sudeste apresentou os melhores índices, comparados às demais regiões, porém insatisfatórios, pois muitos itens permaneceram abaixo de 50%; itens sobre acessibilidade por pessoas com deficiência (5,7 a 34,2%) e não alfabetizadas (0,1 a 27,4%) apresentaram pontuação muito baixa.

Conclusão:

a maioria das unidades avaliadas possuem barreiras arquitetônicas e de comunicação, prejudicando a acessibilidade aos serviços de saúde prestados às pessoas com deficiência, não alfabetizadas ou idosas; destaca-se a importância da alocação de recursos para redução de iniquidades e melhoria do acesso.
RESUMEN
Resumen

Objetivo:

analizar la accesibilidad de los usuarios al Censo Nacional de las Unidades Básicas de Salud en lo referente a barreras arquitectónicas y de comunicaciones en todo Brasil.

Métodos:

estudio descriptivo analítico con base en los datos del primer Censo Nacional de las Unidades Básicas de Salud; la encuesta se realizó entre mayo y octubre de 2012.

Resultados:

la región Norte presentó menores índices de adecuación, mientras que el Sudeste presentó mejores índices comparados a las demás regiones, pero insatisfactorios, pues muchos ítems permanecieron por debajo del 50%; los ítems sobre accesibilidad por personas con discapacidad (5,7 a 34,2%) y no alfabetizadas (0,1 a 27,4%) presentaron una puntuación muy baja.

Conclusión:

los datos demuestran que la mayoría de los servicios evaluados poseen barreras arquitectónicas y de comunicación, perjudicando la accesibilidad a los servicios de salud prestados a las personas con discapacidad, no alfabetizadas o ancianas, y exalta la importancia de asignación de recursos para la reducción de iniquidades y mejoría del acceso.
ABSTRACT
Abstract

Objective:

to analyze the results of the National Census of Primary Health Care Centers with regard to architectural and communication barriers in Primary Health Care throughout Brazil.

Methods:

this was a cross-sectional study based on data from the first National Census of Primary Health Care Centers conducted between May and October 2012.

Results:

the Northern region had the lowest rates of adequacy; although the Southeast region had the best rates when compared to the country's other regions, they were nevertheless unsatisfactory, since for many items adequacy was still below 50%; the items relating to accessibility by people with disabilities (5.7 to 34.2%) and/or the illiterate (0.1 to 27.4%) had very low scores.

Conclusion:

the majority of services evaluated had architectural and communication barriers, hindering access to health services by disabled, illiterate or elderly people; the importance of allocating resources to reduce iniquities and improve access is stressed.
Assuntos


Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Contexto em Saúde: Agenda de Saúde Sustentável para as Américas / ODS3 - Saúde e Bem-Estar Tema em saúde: Objetivo 11 Desigualdades e iniquidades na saúde / Meta 3.8 Atingir a cobertura universal de saúde Base de dados: LILACS Assunto principal: Atenção Primária à Saúde / Sistema Único de Saúde / Pessoas com Deficiência / Barreiras de Comunicação / Serviços de Saúde / Acesso aos Serviços de Saúde Tipo de estudo: Estudo de prevalência Aspecto: Equidade e iniquidade Limite: Feminino / Humanos / Masculino País/Região como assunto: América do Sul / Brasil Idioma: Português Revista: Epidemiol. serv. saúde Assunto da revista: Epidemiologia / Saúde Pública / Serviços de Saúde Ano de publicação: 2020 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Universidade Federal do Mato Grosso do Sul/BR / Universidade de São Paulo/BR

Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Contexto em Saúde: Agenda de Saúde Sustentável para as Américas / ODS3 - Saúde e Bem-Estar Tema em saúde: Objetivo 11 Desigualdades e iniquidades na saúde / Meta 3.8 Atingir a cobertura universal de saúde Base de dados: LILACS Assunto principal: Atenção Primária à Saúde / Sistema Único de Saúde / Pessoas com Deficiência / Barreiras de Comunicação / Serviços de Saúde / Acesso aos Serviços de Saúde Tipo de estudo: Estudo de prevalência Aspecto: Equidade e iniquidade Limite: Feminino / Humanos / Masculino País/Região como assunto: América do Sul / Brasil Idioma: Português Revista: Epidemiol. serv. saúde Assunto da revista: Epidemiologia / Saúde Pública / Serviços de Saúde Ano de publicação: 2020 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Universidade Federal do Mato Grosso do Sul/BR / Universidade de São Paulo/BR
...