Your browser doesn't support javascript.
loading
Violência intrafamiliar: caminhos para o enfrentamento na saúde pública / Family violence: pathways for coping in public health
Santos, Adriana Carvalho dos; Santos, Mara Lisiane de Moraes dos; Nascimento, Débora Dupas G.
Afiliação
  • Santos, Adriana Carvalho dos; Casa de Saúde Santa Marcelina. BR
  • Santos, Mara Lisiane de Moraes dos; Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. BR
  • Nascimento, Débora Dupas G; Fiocruz Mato Grosso do Sul. BR
Saúde Redes ; 1(2): 21-30, abr. - jun. 2015.
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-1122424
Biblioteca responsável: BR1973.9
RESUMO
A violência é um assunto relevante na área da saúde, pois suas consequências causam grande impacto na integridade do indivíduo, afetando seu bem-estar físico, moral, espiritual e mental. A violência intrafamiliar, por sua vez, representa um importante desafio aos profissionais da saúde pública, que se sentem inseguros e despreparados para manejar essa situação. Frente a isso, o presente estudo se propôs a identificar como os serviços de saúde abordam as situações de violência intrafamiliar no cotidiano da prática. Tratase de uma pesquisa do tipo bibliográfica, realizada nos últimos cinco anos. Foram consultadas duas bases de dados, Lilacs e Scielo, e utilizados os descritores "violência" e "serviços de saúde". Os 12 artigos que compuseram a amostra atenderam aos critérios de inclusão previamente estabelecidos. Constatou-se que a maioria dos autores optou pelo delineamento qualitativo e escolheu a entrevista para realizar a coleta de dados. Grande parte dos estudos foi desenvolvida na região Sudeste do País, tendo a amostra composta por profissionais de saúde, usuários e profissionais de outras áreas. Observou-se que a violência intrafamiliar é comumente relacionada à violência contra a mulher e a perspectiva diagnóstica do problema é amplamente discutida, apesar da escassez de relatos de experiência. Nota-se que os profissionais de saúde se sentem pouco habilitados para lidar com a questão e têm dificuldade para reconhecê-la como um problema de interesse epidemiológico e social, o que reflete no baixo número de notificações e impede a visualização dos efeitos desse fenômeno sobre os indivíduos, famílias e comunidades.
ABSTRACT
Violence is an important issue in health care because it takes toward deep impacts on the personal integrity, affecting physical, moral, spiritual and mental well-being. Family Violence, in turn, represents an important challenge for public healthcare professionals who are insecure and unprepared to manage this situation. Faced to it, this study was performed to identify how health services deal with these issues on its routine. It is a data literature survey performed in the past five years. Two databases, Lilacs and Scielo were surveyed and the keywords "violence" and "health services" were researched. The sampled 12 articles matched the inclusion criteria previously established. We found that most authors used a qualitative design and choose interview procedures as data collection. Most of the studies were developed in the Southeast of the country and the sample data was composed by healthcare professionals, patients and professionals from other areas. We observed that domestic violence is commonly related to violence against women and the diagnostic perspective of this problem is widely discussed, despite the lack of experience reports. During the study we noticed that healthcare professionals feel themselves poorly qualified to deal with this problem and does not recognize it as a trouble for social and epidemiological interest. It reflects the low number of violence cases notifications and blocks the view of the effects of this phenomenon on individuals, families and communities.


Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Contexto em Saúde: Agenda de Saúde Sustentável para as Américas Tema em saúde: Objetivo 3: Recursos humanos em saúde Base de dados: LILACS Tipo de estudo: Estudo prognóstico / Pesquisa qualitativa Aspecto: Determinantes sociais da saúde Idioma: Português Revista: Saúde Redes Assunto da revista: Ciˆncias da Sa£de / Sa£de P£blica Ano de publicação: 2015 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Casa de Saúde Santa Marcelina/BR / Fiocruz Mato Grosso do Sul/BR / Universidade Federal de Mato Grosso do Sul/BR

Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Contexto em Saúde: Agenda de Saúde Sustentável para as Américas Tema em saúde: Objetivo 3: Recursos humanos em saúde Base de dados: LILACS Tipo de estudo: Estudo prognóstico / Pesquisa qualitativa Aspecto: Determinantes sociais da saúde Idioma: Português Revista: Saúde Redes Assunto da revista: Ciˆncias da Sa£de / Sa£de P£blica Ano de publicação: 2015 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Casa de Saúde Santa Marcelina/BR / Fiocruz Mato Grosso do Sul/BR / Universidade Federal de Mato Grosso do Sul/BR
...