Your browser doesn't support javascript.
loading
Falácias pseudocéticas e pseudocientíficas do "Contradossiê das Evidências sobre a Homeopatia" / Pseudoskeptic and pseudoscientific fallacies of the "Counter-dossier of Evidence on Homeopathy"
São Paulo; APH; 2020. 49 p.
Monografia em Português | LILACS, HomeoIndex - Homeopatia | ID: biblio-1145551
Biblioteca responsável: BR926.1
RESUMO
Em vista da homeopatia estar fundamentada em pressupostos científicos distintos dos empregados pela prática médica convencional, frequentemente, é alvo de críticas infundadas disseminadas por indivíduos que, de forma sistemática, negam os princípios homeopáticos e qualquer evidência científica que os comprovem, por estarem envoltos em um negacionismo dogmático que impede uma análise correta e isenta de preconceitos. São pseudocéticos disfarçados em pseudocientistas. Para esclarecer médicos, pesquisadores, profissionais de saúde e a população em geral, desmistificando posturas dogmáticas culturalmente arraigadas e a falácia pseudocética de que "não existem evidências científicas para homeopatia", em 2017, a Câmara Técnica de Homeopatia do Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (CT-Homeopatia, Cremesp) elaborou e publicou o "Dossiê Especial Evidências Científicas em Homeopatia", disponibilizado livremente na Revista de Homeopatia (São Paulo), periódico científico da Associação Paulista de Homeopatia (APH). Englobando nove revisões narrativas em diversas linhas de pesquisa homeopática (histórico-social, educação médica, farmacológica, básicas, clínica, segurança do paciente e patogenética) e dois ensaios clínicos randomizados e placebos-controlados desenvolvidos por membros da CT-Homeopatia, contendo centenas de artigos científicos publicados em inúmeras revistas científicas indexadas e revisadas por pares, este dossiê destaca para a classe médica e científica, bem como para o público em geral, o 'estado da arte' da pesquisa em homeopatia. Incomodados com a excelência desse vasto corpo de evidências, em novembro de 2020, um grupo de pseudocéticos que compõe o Instituto Questão de Ciência (IQC) publicou um manuscrito irrisório e falacioso intitulado "Contradossiê das Evidências sobre a Homeopatia", com o intuito de avaliar os artigos publicados no "Dossiê Especial Evidências Científicas em Homeopatia" segundo "o melhor rigor científico" e "informar a população sobre o que a ciência diz a respeito da suposta eficácia da homeopatia". Infelizmente, nada disso ocorreu no citado manuscrito. Ao contrário do anunciado "melhor rigor científico" na análise dos artigos, o que se observa ao longo de todo o texto é um conjunto de críticas fundamentadas em conhecidas "estratégias pseudocéticas" para desqualificar determinado trabalho científico tendência de negar, ao invés de duvidar; uso de ataques pessoais; tentativa de desqualificar proponentes de novas ideias taxando-os, pejorativamente, de pseudocientistas, promotores ou praticantes de ciência patológica; realização de julgamentos sem uma investigação completa e conclusiva; apresentação de evidências insuficientes ou não convincentes (ausência de provas); apresentação de contraprovas não fundamentadas ou baseadas apenas em plausibilidade, ao invés de se basearem em evidências; tendência de desqualificar toda e qualquer evidência; sugestão de que evidências não convincentes são suficientes para se assumir que uma teoria é falsa; tom vitriólico, calunioso ou depreciativo nos comentários; comentários não específicos e superficiais; divulgação na mídia de massa (não científica); dentre outras. No atual livro digital (Falácias pseudocéticas e pseudocientíficas do "Contradossiê das Evidências sobre a Homeopatia"), evidenciamos essas estratégias pseudocéticas no contradossiê e respondemos às críticas dos autores. Tendo em vista que esses indicativos do pseudoceticismo contaminam todo o manuscrito, denotando a desprezível qualidade científica do mesmo, deixamos ao critério de cada autor do dossiê, citado ou não no contradossiê, a iniciativa de responder ou não às críticas dos autores. (AU)
ABSTRACT
In view of homeopathy being based on scientific assumptions different from those employed by conventional medical practice, it is often the target of unfounded criticism spread by individuals who systematically deny the homeopathic principles and any scientific evidence that proves them, because they are wrapped in dogmatic negaism that prevents a correct and prejudice-free analysis. They are 'pseudoskeptics' disguised as 'pseudoscientists'. To clarify physicians, researchers, health professionals and the general population, demystifying culturally entrenched dogmatic postures and the pseudoskeptic fallacy that "there is no scientific evidence for homeopathy", in 2017, the Technical Chamber of Homeopathy of the Regional Council of Medicine of the State of São Paulo (CT-Homeopathy, Cremesp) elaborated and published the "Special Dossier Scientific Evidence for Homeopathy", freely available in the Revista de Homeopatia (São Paulo), scientific journal of São Paulo Homeopathic Medical Association (Associação Paulista de Homeopatia, APH). Encompassing nine narrative reviews in several lines of homeopathic research (historical-social, medical education, pharmacological, basic, clinical, patient safety and pathogenetic) and two randomized and placebo-controlled clinical trials developed by members of the CT-Homeopathy, containing hundreds of scientific articles published in numerous indexed and peer-reviewed scientific journals, this dossier highlights for the medical and scientific class, as well as for the general public, the 'state of the art' of the research in homeopathy. Troubled by the excellence of this vast body of evidence, in November 2020, a group of pseudoskeptics who make up the Instituto Questão de Ciência (IQC) published a derisory and fallacious manuscript entitled "Counter-dossier of Evidence on Homeopathy", in order to evaluate the articles published in the "Special Dossier Scientific Evidence for Homeopathy" according to "the best scientific rigor" and "inform the population about what science says about the supposed efficacy of homeopathy". Unfortunately, none of this occurred in the aforementioned manuscript. Unlike the advertised "better scientific rigor" in the analysis of articles, what is observed throughout the text is a set of criticisms based on known "pseudoskeptic strategies" to disqualify certain scientific work tendency to deny, rather than doubt; use of personal attacks; attempt to disqualify proponents of new ideas by pejoratively taxing them from pseudoscientists, promoters or practitioners of pathological science; conducting judgments without a thorough and conclusive investigation; insufficient or unconvincing evidence (absence of evidence); presentation of unsubstantiated or evidence-based evidence based solely on plausibility, rather than based on evidence; tendency to disqualify any and all evidence; suggestion that unconvincing evidence is sufficient to assume that a theory is false; vitrionic, slanderous or derogatory tone in the comments; non-specific and superficial comments; dissemination in mass media (non-scientific); among others. In the current digital book (Falácias pseudocéticas e pseudocientíficas do "Contradossiê das Evidências sobre a Homeopatia" / Pseudoskeptic and pseudoscientific fallacies of the "Counter-dossier of Evidence on Homeopathy"), we highlight these pseudoskeptic strategies in the counter-dossier and respond to the authors' criticisms. In view that these indications of pseudo-skepticism contaminate the entire manuscript, denoting the despicable scientific quality of the same, we leave it up to each author of the dossier, cited or not in the counter-dossier, the initiative to respond or not to the authors' criticisms. (AU)
Assuntos
Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Contexto em Saúde: Agenda de Saúde Sustentável para as Américas Tema em saúde: Objetivo 7: Evidência e conhecimento em matéria de saúde Base de dados: HomeoIndex - Homeopatia / LILACS Assunto principal: Pesquisa / Medicina Baseada em Evidências / Homeopatia Tipo de estudo: Ensaio clínico controlado / Síntese de evidências / Estudo prognóstico Idioma: Português Ano de publicação: 2020 Tipo de documento: Monografia

Similares

MEDLINE

...
LILACS

LIS

Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Contexto em Saúde: Agenda de Saúde Sustentável para as Américas Tema em saúde: Objetivo 7: Evidência e conhecimento em matéria de saúde Base de dados: HomeoIndex - Homeopatia / LILACS Assunto principal: Pesquisa / Medicina Baseada em Evidências / Homeopatia Tipo de estudo: Ensaio clínico controlado / Síntese de evidências / Estudo prognóstico Idioma: Português Ano de publicação: 2020 Tipo de documento: Monografia
...