Your browser doesn't support javascript.
loading
Território e diversidade: trajetórias da terapia ocupacional em experiências de arte e cultura / Territory and diversity: paths of Occupational Therapy in art and culture experiences
Castro, Eliane Dias de; Inforsato, Erika Alvarez; Buelau, Renata Monteiro; Valent, Isabela Umbuzeiro; Lima, Elizabeth Araújo.
Afiliação
  • Castro, Eliane Dias de; Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional, Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, Universidade de São Paulo ­ USP. São Paulo. BR
  • Inforsato, Erika Alvarez; Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional, Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, Universidade de São Paulo ­ USP. São Paulo. BR
  • Buelau, Renata Monteiro; Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional, Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, Universidade de São Paulo ­ USP. São Paulo. BR
  • Valent, Isabela Umbuzeiro; Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional, Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, Universidade de São Paulo ­ USP. São Paulo. BR
  • Lima, Elizabeth Araújo; Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional, Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, Universidade de São Paulo ­ USP. São Paulo. BR
Cad. Ter. Ocup. UFSCar (Impr.) ; 24(1): [3-12], jan.-mar. 2016.
Artigo em Português | LILACS-Express | LILACS | ID: biblio-2382
Biblioteca responsável: BR1901.9
RESUMO
Neste artigo apresenta-se um panorama de ações territoriais marcado pelos movimentos sociais em torno da desinstitucionalização da loucura e da construção dos direitos das pessoas com deficiência, que configuram um novo campo de práticas de Terapia Ocupacional voltadas às complexas demandas das populações atendidas com o objetivo de ampliação da participação sociocultural. São ações e estratégias desenvolvidas pelos participantes do Laboratório de Estudos e Pesquisa Arte, Corpo e Terapia Ocupacional da Universidade de São Paulo, que estão articuladas às políticas públicas de saúde mental, humanização e cultura, instauradas no Brasil a partir dos anos 2000, desenvolvidas na cidade de São Paulo. Elas integram ensino, pesquisa e extensão, contribuem para a qualidade de serviços ofertados à comunidade e fortalecem as redes de atenção e participação social. Os principais métodos de acompanhamento e avaliação das intervenções estão relacionados à pesquisa qualitativa, à construção de uma reflexão intensiva que busca construir um conhecimento local em Terapia Ocupacional orientado por ações criativas e pela conjunção de referenciais clínicos, artísticos e culturais. Os projetos desenvolvidos ampliam o acesso da população atendida às experiências artísticas e culturais do território, contribuem para a construção de políticas da vida, dinamizando formas de participação, convivência e produção de subjetividade. Configuram-se, assim, tecnologias socioculturais consonantes à importância de fortalecer e sustentar novas propostas para populações expropriadas de suas redes de vida sustentadas pela significativa intervenção de terapeutas ocupacionais.
ABSTRACT
This article presents a view of territorial actions marked by social movements related to the de-institutionalization of insanity and the development of rights of physically-and mentally handicapped people, which configures a new field of occupational therapy practices oriented towards the complex demands of assisted population and targeted on increasing sociocultural participation. Those are actions and strategies, implemented by the participants of the Laboratory of Studies and Research Art, Body and Occupational Therapy of the University of São Paulo, which are articulated with the public policies of mental health, humanization and culture set up in in Brazil as of 2000. They involve teaching, research and extension; contribute to the quality of services offered to the community and strengthen the assistance and social participation networks. The main follow up and interventions assessment methods are related to qualitative research, development of an intensive reflection in that seek to build up local knowledge of occupational therapy guided by creative actions and by crossed clinical, artistic and cultural references. The projects implemented have broaden the access of the population assisted to artistic and cultural experiments in the territory, they have contributed to the construction of life policies enabling ways of participation, of living together and subjectivity producing. Thus, sociocultural technologies are configured in agreement with the importance of strengthening and supporting new proposals for populations expropriated from their life networks, supported by significant intervention of occupational therapists.


Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Tipo de estudo: Pesquisa qualitativa Idioma: Português Revista: Cad. Ter. Ocup. UFSCar (Impr.) Assunto da revista: MEDICINA FISICA E REABILITACAO Ano de publicação: 2016 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional, Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, Universidade de São Paulo ­ USP/BR

Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Tipo de estudo: Pesquisa qualitativa Idioma: Português Revista: Cad. Ter. Ocup. UFSCar (Impr.) Assunto da revista: MEDICINA FISICA E REABILITACAO Ano de publicação: 2016 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional, Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, Universidade de São Paulo ­ USP/BR
...