Your browser doesn't support javascript.
loading
Granulomatose orofacial: relato de caso em paciente pediátrico / Orofacial granulomatosis: case report of a pediatric patient
Daniel, Filipe Ivan; Ambros, Tatiana Gomes; Grando, Liliane Janete; Rath, Inês Beatriz da Silva; Fabro, Sônia Maria Lückmann; Philippi, Christine Kalvelage.
Afiliação
  • Daniel, Filipe Ivan; s.af
  • Ambros, Tatiana Gomes; s.af
  • Grando, Liliane Janete; Universidade Federal de Santa Catarina.
  • Rath, Inês Beatriz da Silva; Universidade Federal de Santa Catarina.
  • Fabro, Sônia Maria Lückmann; Universidade Federal de Santa Catarina.
  • Philippi, Christine Kalvelage; Universidade Federal de Santa Catarina.
RBC, Rev. Bras. Cir. Periodontia ; 1(3): 182-6, jul.-set. 2003. ilus
Artigo em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-854164
Biblioteca responsável: BR186.1
Localização: BR186.1 / BR97.1
RESUMO
Granulomatose orofacial (GOF) é uma inflamação crônica granulomatosa dos tecidos orais e periorais, podendo ocorrer isoladamente ou compor quadros sistêmicos mais amplos, como doença de Crohn (DC), sarcoidose e síndrome de Melkersson-Rosenthal (SMR). Histologicamente, é impossível distinguir a GOF da DC e de outros tipos de granulomatoses orofaciais. Paciente do sexo masculino, 10 anos de idade, apresentava aumento de volume nos lábios com evolução de 7 meses, indolor, consistência fibrosa à palpação, cor avermelhada, áreas de escamação e fissura labial profunda, hiperplasia em fundo de sulco vestibular de aspecto pedregoso, linfadenopatia cervical e submandibular e glossite migratória benigna. Foram consideradas as hipóteses diagnósticas de GOF, DC, sarcoidose, paracoccidioidomicose e SMR. Apresentava baixo peso e diarréias eventuais. Foram solicitados uma série de exames, todos com resultados normais. O paciente foi encaminhado para avaliação sistêmica e exames invasivos na Pediatria e Imunologia. A biópsia incisional do lábio inferior mostrou presença de edema na lâmina própria e inflamação granulomatosa não-caseosa (linfócitos, histiócitos epitelióides e células gigantes multinucleadas). A endoscopia digestiva alta revelou úlceras duodenais e esofagite crônica inespecífica. O diagnóstico clínico de DC ainda não foi confirmado. Foi preconizado corticóide intra-lesional (2 sessões) e tópico para a região labial e tratamento sistêmico com omeprazol. O aumento de volume labial encontra-se estável e o diagnóstico clínico até o momento é de GOF. O uso de corticosteróide sistêmico está sendo considerado, porém, ainda não foi iniciado
Assuntos
Buscar no Google
Coleções: Bases de dados nacionais Base de dados: BBO - Odontologia Assunto principal: Diagnóstico Tipo de estudo: Relato de casos Limite: Criança Idioma: Português Revista: RBC, Rev. Bras. Cir. Periodontia Ano de publicação: 2003 Tipo de documento: Artigo

Similares

MEDLINE

...
LILACS

LIS

Buscar no Google
Coleções: Bases de dados nacionais Base de dados: BBO - Odontologia Assunto principal: Diagnóstico Tipo de estudo: Relato de casos Limite: Criança Idioma: Português Revista: RBC, Rev. Bras. Cir. Periodontia Ano de publicação: 2003 Tipo de documento: Artigo