Your browser doesn't support javascript.
loading
Perfil periodontal de portadores de transtorno mental e comportamental assistidos no hospital Juliano Moreira - Bahia / Periodontal status of mental and or behavioraly handicapped patients treated at a the Juliano Moreira Hospital - Salvador
Carvalho, Elizabeth Maria Costa de; Araújo, Roberto Paulo Correia de; Correa, Antonio Pitta.
Afiliação
  • Carvalho, Elizabeth Maria Costa de; Universidade Federal da Bahia. Faculdade de Odontologia.
  • Araújo, Roberto Paulo Correia de; Universidade Federal da Bahia. Instituto de Ciências da Saúde.
  • Correa, Antonio Pitta; Universidade Federal da Bahia. Faculdade de Odontologia.
Rev. fac. odontol. Univ. Fed. Bahia ; 22: 26-44, jan.-jun. 2001. tab
Artigo em Português | BBO - Odontologia | ID: biblio-857946
Biblioteca responsável: BR337.1
Localização: BR337.1
RESUMO
O presente trabalho trata da avaliação das condições periodontais de protadores de transtornos mentais e comportamentais usuários do Hospital Juliano Moreira, situado na cidade de Salvador, Bahia, com vistas a definir o perfil epidemiológico da doença periodontal nesta categoria de pacientes. A condição clínica periodontal foi avaliada numa amostra de 84 indivíduos, com idades entre 14 e 66 anos, no período de maio a julho de 2000. A avaliação da condição periodontal foi executada por um único examinador através dos indicadores índice de placa de Silness & Loe, índice de sangramento gengival à sondagem, mensuração da profundidade de sondagem e nível de inserção clínica. Os dados coletados e analisados através da estatística descritiva foram submetidos aos testes shapiro-Wilk, x² qui-quadrado de Pearson, Kruskal-Wallis e Bartlett. A alta prevalência de gengivite detectada na amostra, independentemente da doença mental diagnosticada ou do modelo assitencial psiquiátrico, acha-se associada aos elevados escores do índice de placa - 60 por cento visível - como reflexo da precariedade da higiene oral, frequente nestes pacientes, especiais com comprometimento intelectual e motor. O sangramento gengival após a sondagem foi uma constante na amostra, tendo sido detectado um maior percentual de faces sangrantes nos pacientes hospitalizados, o que permite correlacionar melhor condição periodontal com o modelo antimanicomial. As perdas de inserção clínica de grau leve - 0 a 2 nm - e moderado - 3 e 4 mm - foram detectadas em 60 por cento e 30 por cento da amostra, respectivamente. Estes achados justificam a indicação da necessidade de manutenção da condição periodontal através de procedimentos preventivos para a maioria dos pacientes examinados, independentemente do modelo assistencial psiquiátrico da doença mental diagnosticada. A ausência de bolsas periodontais detectadas em 92 por cento da amostra (0 a 3 mm) justifica também a exigência do tratamento periodontal não cirúrgico, seguido de terapia de suporte, independentemente da modalidade assistencial psiquiátrica ou da doença mental diagnosticada
Assuntos

Similares

MEDLINE

...
LILACS

LIS

Buscar no Google
Coleções: Bases de dados nacionais Base de dados: BBO - Odontologia Assunto principal: Doenças Periodontais / Hospitais Psiquiátricos / Transtornos Mentais Idioma: Português Revista: Rev. fac. odontol. Univ. Fed. Bahia Ano de publicação: 2001 Tipo de documento: Artigo