Your browser doesn't support javascript.
Functioning of active postmenopausal women with osteoporosis / Funcionalidade de mulheres ativas com osteoporose pós-menopausa
Fisioter. Mov. (Online) ; 30(4): 797-803, Oct.-Dec. 2017. tab
Artigo em Inglês | LILACS-Express | ID: biblio-892020
Biblioteca responsável: BR16.1
ABSTRACT

ABSTRACT INTRODUCTION:

The multiple aspects of disability in patients with osteoporosis require comprehensive tool for their assessment. The International Classification of Functioning, Disability and Health (ICF) is designed to describe the experience of such patients with theirs functioning.

OBJECTIVE:

This study aimed to describe the functioning in a sample of active postmenopausal women with osteoporosis according to the brief ICF core set for osteoporosis.

METHODS:

This cross-sectional study was conducted among active community-dwelling older adults in a southern Brazilian city. Participants were enrolled by convenience sampling from a group conducting supervised aquatic and land-based exercises. Active postmenopausal women with osteoporosis were included. Thirty-two women (mean age 68.0 ± 5.1 years old) participated in the evaluation. The brief ICF core set for osteoporosis was used to establish functional profiles. The categories were considered valid when ≥20% of participants showed some disability (according to ICF qualifiers).

RESULTS:

No category showed a high level of disability, as >50% of women rated by qualifiers .3 or .4. Only the category e580 was considered by all participants as a facilitator.

CONCLUSION:

The brief ICF core set for osteoporosis results demonstrated that this classification system is representative to describe the functional profile of the sample. Active postmenopausal women with osteoporosis presented few impairments related to body functions and structures, activities and participation and environmental factors.
RESUMO

RESUMO INTRODUÇÃO:

Os vários aspectos da incapacidade em pacientes com osteoporose requerem uma ferramenta completa para sua avaliação. A Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde (CIF) considera os múltiplos aspectos da funcionalidade das pessoas.

OBJETIVO:

Este estudo objetivou descrever a funcionalidade de uma amostra de mulheres ativas com osteoporose pós-menopausa de acordo com a versão abreviada do core set da CIF para osteoporose.

MÉTODOS:

Foi realizado um estudo transversal com mulheres com diagnóstico clínico de osteoporose e que participavam regularmente de um grupo de atividade física em solo e hidroginástica. Trinta e duas mulheres (idade média 68,0±5,1 anos) participaram da avaliação. Foi utilizada a versão abreviada do core set da CIF para osteoporose para estabelecer o perfil funcional da amostra. As categorias do core set foram consideradas válidas se ao menos 20% da amostra apresentassem algum grau de incapacidade (de acordo com os qualificadores da CIF).

RESULTADOS:

Nenhuma categoria mostrou um alto grau de deficiência (>50% da amostra com qualificadores .3 ou .4). Apenas a categoria e380 foi considerada por todas as participantes como um facilitador.

CONCLUSÃO:

O uso da versão abreviada do core set da CIF para osteoporose demonstrou que este sistema de classificação é representativo para descrever a funcionalidade de mulheres ativas com osteoporose pós-menopausa, as quais apresentavam algumas deficiências relacionadas às funções e estruturas do corpo, atividade e participação e fatores ambientais.

Similares

MEDLINE

...
LILACS

LIS

Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Idioma: Inglês Revista: Fisioter. Mov. (Online) Assunto da revista: Medicina F¡sica e Reabilita‡Æo Ano de publicação: 2017 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Universidade Estadual do Centro-Oeste/BR