Your browser doesn't support javascript.
Depression in the wives of convicted men: prevalence and associated factors / Depresión en las mujeres de detenidos: prevalencia y factores asociados / Depressão em mulheres de apenados: prevalência e fatores associados
Rev. bras. enferm ; 71(supl.1): 538-545, 2018. tab
Artigo em Inglês | LILACS-Express | ID: biblio-898503
Biblioteca responsável: BR1.1
ABSTRACT

ABSTRACT OBJECTIVE:

To estimate the prevalence of depression and to identify the main risk factors associated with depression in wives of convicted men.

METHOD:

Descriptive, cross - sectional, quantitative approach. The data were collected with 349 female partners of convicted patients in three penitentiaries in the state of Paraná, with a semistructured research, between January and June of 2016, being compiled in a database and analyzed using SPSS® 20.0 software.

RESULTS:

It was possible to identify vulnerability to depression among wives of convicted men, most were young and 42.2% have or already had depression. It was verified that the variables to depression were ages equal to or above 30 years (50.3%, p <0.001), smoking (61.1%, p <0.013) and alcoholism (16.1%, p <0.001).

CONCLUSION:

It is the responsibility of the nurse with the multidisciplinary health team to invest in health promotion and prevention actions against these risk factors that were associated with depression in this population.
RESUMEN

RESUMEN OBJETIVO:

estimar la prevalencia de depresión e identificar los principales factores de riesgo asociados a la depresión en las mujeres de detenidos.

MÉTODO:

estudio descriptivo, transversal de abordaje cuantitativo. Los datos fueron recolectados con 349 mujeres compañeras de detenidos en tres prisiones del estado de Paraná, con cuestionario semiestructurado, entre los meses enero a junio de 2016, siendo compilada en base de datos y analizada utilizando el software SPSS® 20.0.

RESULTADOS:

se identificó la vulnerabilidad para depresión entre mujeres de detenidos, la mayoría era joven y 42,2% tiene o ya ha tenido depresión. Se ha comprobado que las variables a la depresión fueran de edad igual o superior a 30 años (50,3%; p < 0,001), tabaquismo (61,1%; p < 0,013) y alcoholismo (16,1%; p < 0,001).

CONCLUSIÓN:

corresponde al enfermero junto al equipo de salud multidisciplinario invertir en las acciones de promoción, prevención a la salud frente a estos factores de riesgo que se asociaron a la depresión en esta población.
RESUMO

RESUMO OBJETIVO:

estimar a prevalência de depressão e identificar os principais fatores de risco associado à depressão em mulheres de apenados.

MÉTODO:

estudo descritivo, transversal de abordagem quantitativa. Os dados foram coletados com 349 mulheres parceiras de apenados em três penitenciárias do estado do Paraná, com questionário semiestruturado, entre os meses de janeiro a junho de 2016, sendo compilada em banco de dados e analisada utilizando software SPSS® 20.0.

RESULTADOS:

foi possível identificar vulnerabilidade para depressão entre mulheres de apenados, a maioria era jovem e 42,2% têm ou já tiveram depressão. Verificou-se que as variáveis à depressão foram idade igual ou acima de 30 anos (50,3%; p < 0,001), tabagismo (61,1%; p < 0,013) e alcoolismo (16,1%; p < 0,001).

CONCLUSÃO:

cabe ao enfermeiro junto a equipe de saúde multidisciplinar investir nas ações de promoção, prevenção à saúde frente a estes fatores de risco que foram associados à depressão nesta população.

Similares

MEDLINE

...
LILACS

LIS

Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: BDENF - Enfermagem / LILACS Aspecto clínico: Etiologia Idioma: Inglês Revista: Rev. bras. enferm Assunto da revista: Enfermagem Ano de publicação: 2018 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Universidade Estadual de Maringá/BR