Your browser doesn't support javascript.
loading
Violência nas relações íntimas entre parceiros do mesmo sexo: estudo de prevalência / La violência en las relaciones íntimas de personas del mismo sexo: estudio de prevalencia / Violence in intimate relationship between same sex partners: prevalence study
Santos, Ana Maria R; Caridade, Sónia Maria Martins.
Afiliação
  • Santos, Ana Maria R; Universidade Fernando Pessoa. Faculdade de Ciências Humanas e Sociais. Porto. PT
  • Caridade, Sónia Maria Martins; Universidade Fernando Pessoa. Faculdade de Ciências Humanas e Sociais. Porto. PT
Trends Psychol ; 25(3): 1357-1371, jul.-set. 2017. tab
Artigo em Português | LILACS, Index Psicologia - Periódicos técnico-científicos | ID: biblio-904510
Biblioteca responsável: BR1338.1
RESUMO
Este estudo procurou caracterizar a prevalência da violência nas relações íntimas entre parceiros do mesmo sexo em Portugal, recorrendo às Escalas de Táticas de Conflito Revisadas. Participaram neste estudo 168 participantes, com idades compreendidas entre os 18 e os 35 anos, cuja média de idade foi de 22,5 anos (DP=3,79), sendo a maioria do sexo feminino (76,2%). Em termos de perpetração, os resultados revelaram uma elevação da agressão psicológica (70,2% na ligeira e 29,8% na severa); uma ligeira elevação dos atos que não deixam sequelas (26,8% no ligeiro e 9,5% no severo) e, ainda, uma preponderância da coerção sexual ligeira (28%). Em relação a vitimação, constatou-se igualmente uma preponderância da agressão psicológica ligeira (69,2%). Os homens admitiram adotar mais comportamentos de coerção sexual, tanto na forma ligeira como severa. Foi ainda possível apurar a existência de uma relação positiva e significativa entre a duração do relacionamento íntimo e a vitimação por agressão psicológica ligeira. Estes resultados apelam à elaboração de respostas de apoio específicas para os diferentes tipos de vítimas, bem como a aposta na implementação de esforços preventivos mais contextualizados às diferentes realidades.
RESUMEN
Este estudio trata de caracterizar la prevalencia de la violencia en las relaciones íntimas entre parejas del mismo sexo en Portugal, utilizando la Escala Táctica de Conflictos Revisada. El estudio incluyó 168 participantes, de edades comprendidas entre los 18 y 35 años, cuya edad media fue de 22.5 (DE = 3.79), la mayoría de los cuales eran mujeres (76.2%). En cuanto a la agresión, los resultados mostraron un aumento en la agresión psicológica (70.2% en agresiones leves y graves en el 29.8%); un ligero aumento de los actos que no dejan secuelas (26.8% leves y 9.5% graves) y también un ligero predominio de la coacción sexual (28%). En el nivel de victimización, también se encontró una ligera preponderancia de la agresión psicológica (69.2%). Los hombres admitieron que realizan más conductas de coacción sexual, tanto en forma leve y grave. También fue posible determinar la existencia de una relación positiva y significativa entre la duración de la relación íntima y la victimización por agresiones psicológica leves. Estos resultados apelan a la elaboración de respuestas específicas de apoyo a los diferentes tipos de víctimas, así como a una apuesta en el desarrollo e implementación de medidas preventivas más adecuadas a las diferentes realidades.
ABSTRACT
This study aimed to characterize the prevalence of violence in intimate relationships between same-sex partners in Portugal using the Revised Conflict Tactics Scales. The study included 168 participants, mainly women (76.2%), who were between 18 and 35 years of age with an average age of 22.5 (SD = 3.79). In terms of perpetration, the results showed higher rates for psychological aggression (70.2% mild and 29.8% severe), physical abuse that leaves no sequelae (26.8% mild and 9.5% severe) and mild sexual coercion (28%).Regarding victimization, a high rate of minor psychological aggression (69.2%) was also found. The men admitted to adopting more behaviours related to both minor and severe sex ual coercion. A positive and significant relationship was found between the duration of an intimate relationship and victimization by minor psychological aggression. These results suggest the need to develop specific support interventions for different types of victims, as well as the need to implement more prevention efforts tailored to different situations.
Assuntos

Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: Index Psicologia - Periódicos técnico-científicos / LILACS Assunto principal: Delitos Sexuais / Coito / Vítimas de Crime Tipo de estudo: Estudo de prevalência / Estudo de rastreamento Limite: Adulto / Feminino / Humanos / Masculino Idioma: Português Revista: Trends Psychol Assunto da revista: Psicologia Ano de publicação: 2017 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Portugal Instituição/País de afiliação: Universidade Fernando Pessoa/PT

Similares

MEDLINE

...
LILACS

LIS


Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: Index Psicologia - Periódicos técnico-científicos / LILACS Assunto principal: Delitos Sexuais / Coito / Vítimas de Crime Tipo de estudo: Estudo de prevalência / Estudo de rastreamento Limite: Adulto / Feminino / Humanos / Masculino Idioma: Português Revista: Trends Psychol Assunto da revista: Psicologia Ano de publicação: 2017 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Portugal Instituição/País de afiliação: Universidade Fernando Pessoa/PT
...