Your browser doesn't support javascript.
loading
Salud mental en la educación superior: una mirada desde la salud pública / Mental health in higher education: a view from public health / A saúde mental no ensino superior: uma visão de saúde pública
Mogollón Canal, Olga Mariela; Villamizar Carrillo, Diana Janeth; Padilla Sarmiento, Sandra Licette.
Afiliação
  • Mogollón Canal, Olga Mariela; Universidad de Pamplona. Pamplona. CO
  • Villamizar Carrillo, Diana Janeth; Universidad de Pamplona. Pamplona. CO
  • Padilla Sarmiento, Sandra Licette; Universidad de Pamplona. Pamplona. CO
Rev. cienc. cuidad ; 13(1): 103-120, 2016.
Artigo em Espanhol | LILACS, BDENF - Enfermagem, COLNAL | ID: biblio-906691
Biblioteca responsável: CO648.1
RESUMEN

Objetivo:

describir la salud mental de los estudiantes de una institución de educación superior de Norte de Santander, a través del modelo de creencias con miras a la construcción y aporte de una universidad saludable. Materiales y

Métodos:

la metodología es descriptiva, de tipo trasversal, en una muestra de 836 estudiantes quienes respondieron un cuestionario de 125 preguntas que evaluó seis dimensiones severidad, susceptibilidad, beneficios, barreras, motivación y claves para la acción frente a la salud mental percibida.

Resultados:

los estudiantes en relación a su vulnerabilidad frente a la salud mental no se perciben susceptibles, razón por la cual se involucran en conductas de riesgo; sin embargo, cuentan con factores protectores enmarcados en la motivación y las claves para la acción que les facilitan la búsqueda de apoyo social y familiar desde el nivel de prevención; una barrera percibida tiene que ver con la ausencia de políticas en el contexto en que se desenvuelven

Conclusiones:

el modelo de creencias se constituye en una alternativa investigativa para explicar la salud mental y la intervención en la misma que permita visualizar entornos universitarios saludables. La salud mental se convierte en un factor protector del adecuado desarrollo y rendimiento académico
ABSTRACT

Objective:

to describe the mental health of students of an institution of higher education Norte de Santander, through belief model with a view to the construction and delivery of a healthy university. Materials and

Methods:

the methodology is of a descriptive traversal type in a sample of 836 students who answered a questionnaire of 125 questions that evaluated six dimensions severity, susceptibility, benefits, barriers, motivation and key elements for action against perceived mental health.

Results:

students in terms of vulnerability to mental health are not perceived susceptible, reason for which they engage in risky behaviors; however, they have protective factors framed in motivation and the key elements for the action that facilitate the search for social and family support from a preventative level; a perceived barrier is found in the absence of policies that the context in which they operate provides.

Conclusions:

the belief model constitutes a research alternative explanation for the mental health and intervention in it that allows visualizing healthy university environments. Mental health becomes a protective factor for proper development and academic achievement.
RESUMO

Objetivo:

descrever a saúde mental dos estudantes de uma instituição de ensino superior Norte de Santander, através de modelo de crença, com vista à construção e entrega de uma universidade saudável.

Materiais e Métodos:

a metodologia é descritiva tipo transversal em uma amostra de 836 estudantes que responderam a um questionário de 125 perguntas que avaliou seis dimensões gravidade, susceptibilidade, benefícios, barreiras, motivação e chaves para a ação contra a saúde mental percebida.

Resultados:

os alunos em termos de vulnerabilidade à saúde mental não são percebidos suscetíveis, porque eles se envolvem em comportamentos de risco; no entanto, eles têm enquadrado fatores de proteção em motivação e as chaves para a ação que facilitar a busca de apoio social e familiar a partir do nível de prevenção; uma barreira percebida é, na ausência de políticas que o contexto em que operam fornece.

Conclusões:

o modelo de crença constitui uma explicação alternativa de pesquisa para a saúde mental e intervenção em que permite visualizar ambientes universitários saudáveis. A saúde mental torna-se um fator de proteção para o desenvolvimento adequado e desempenho acadêmico.
Assuntos

Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: BDENF - Enfermagem / COLNAL / LILACS Assunto principal: Saúde Mental / Saúde Pública Idioma: Espanhol Revista: Rev. cienc. cuidad Assunto da revista: Enfermagem / SERVI€OS DE SAUDE Ano de publicação: 2016 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Colômbia Instituição/País de afiliação: Universidad de Pamplona/CO

Similares

MEDLINE

...
LILACS

LIS


Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: BDENF - Enfermagem / COLNAL / LILACS Assunto principal: Saúde Mental / Saúde Pública Idioma: Espanhol Revista: Rev. cienc. cuidad Assunto da revista: Enfermagem / SERVI€OS DE SAUDE Ano de publicação: 2016 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Colômbia Instituição/País de afiliação: Universidad de Pamplona/CO
...