Your browser doesn't support javascript.
Cuidado ao prematuro extremo: mínimo manuseio e humanização / Atención para prematuros: mínimo de manejo y humanización / Care to the extreme premature: minimum handling andhumanization
Rev. pesqui. cuid. fundam. (Online) ; 9(4): 926-930, out.-dez. 2017. tab
Artigo em Inglês, Português | LILACS | ID: biblio-908488
Biblioteca responsável: BR1208.1
RESUMEN

Objetivos:

analizar las publicaciones sobre los riesgos de manipulación excesiva en los bebés prematuros, y sugerir maneras de cuidar de los recién nacidos extremadamente prematuros que prioriza la manipulación mínima a costa de una rutina establecida sin una evaluación individualizada.

Método:

Estudio descriptivo y exploratorio, con enfoque cualitativo revisión integradora. Se seleccionaron 15 artículos, los cuales fueron agrupados en dos categorías, la atención humanizada y personalizada.

Resultados:

El estudio abordó artículos sobre el enlace humanización y la madre lactante, en la búsqueda de una atención individualizada que minimizar las consecuencias resultantes del tiempo de hospitalización relacionada con la prematuridad, pero no se refiere específicamente a La asistencia mínima manipulación.

Conclusión:

La falta de investigación en esta área específica establece una brecha en la atención que podría reducir los recién nacidos prematuros para numerosas lesiones. Las medidas individuales más esenciales, como un cuidado suave con uma manipulación mínima, respetando el calendario de cada recién nacido debe ser objeto de más estudios científicos.
RESUMO

Objetivos:

analisar as publicações sobre os riscos do manuseio excessivo em prematuros extremos, e sugerir formas de cuidados ao prematuro extremo que priorize o mínimo manuseio em detrimento de uma rotina estabelecida sem uma avaliação individualizada.

Método:

Pesquisa descritiva e exploratória, de abordagem qualitativa com revisão integrativa. Foram selecionados 15 artigos, que se subdividiram em duas categorias assistência humanizada e o cuidado individualizado.

Resultados:

Os artigos estudados abordavam sobre a humanização e o vínculo mãe-bebê, na busca por um cuidado individualizado que minimize as consequências advindas do tempo de internação relacionado com a prematuridade, mas não versam especificamente sobre o mínimo manuseio na assistência.

Conclusão:

A ausência de pesquisa nesta área específica configura-se como uma lacuna na assistência que poderia reduzir inúmeros agravos ao prematuro extremo. As medidas simples mais essenciais, como um cuidado delicado com mínimo manuseio, respeitando o momento de cada recém-nascido, deveriam ser objeto de mais estudos científicos.
ABSTRACT

Objectives:

to analyze the publications about the risks of excessive handling in premature infants, and suggest ways to care for extremely premature infants that prioritizes minimal handling instead of an established routine without an individualized assessment.

Method:

A descriptive and exploratory, qualitative approach to an integrative review. We selected 15 articles, which were subdivided into two categories, humanized and individualized care.

Results:

The study addressed articles about the humanization and mother-infant bond, in the quest for individualized care that minimize the consequences resulting from the time of hospitalization related to prematurity, but does not relate specifically to the minimum handling assistance.

Conclusion:

The lack of research in this specific area sets up a gap in care that could reduce preterm newborns to numerous injuries. The single most essential measures, as a gentle care with minimal handling, respecting the timing of each newborn, should be subject to more scientific studies.
Assuntos

Similares

MEDLINE

...
LILACS

LIS

Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Assunto principal: Unidades de Terapia Intensiva Neonatal / Humanização da Assistência / Recém-Nascido de Peso Extremamente Baixo ao Nascer / Lactente Extremamente Prematuro Limite: Humanos / Recém-Nascido País/Região como assunto: América do Sul / Brasil Idioma: Inglês / Português Revista: Rev. pesqui. cuid. fundam. (Online) Ano de publicação: 2017 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro/BR