Your browser doesn't support javascript.
loading
O uso de verbos em pré-escolares com desenvolvimento típico de linguagem / El uso de verbos en pre-escolares con desarrollo típico del lenguaje / The production of verbs in preschool children with typical language development
Nóro, Letícia; Alves, Yasmin; Simoni, Simone Nicolini de; Leonardi, Paola; Wietahn, Fernanda; Mota, Helena.
Afiliação
  • Nóro, Letícia; Universidade Federal de Santa Maria. Santa Maria. BR
  • Alves, Yasmin; Universidade Federal de Santa Maria. Santa Maria. BR
  • Simoni, Simone Nicolini de; Universidade Federal de Santa Maria. Santa Maria. BR
  • Leonardi, Paola; Universidade Federal de Santa Maria. Santa Maria. BR
  • Wietahn, Fernanda; Universidade Federal de Santa Maria. Santa Maria. BR
  • Mota, Helena; Universidade Federal de Santa Maria. Santa Maria. BR
Distúrb. comun ; 30(2): 225-233, jun. 2018. ilus, tab
Artigo em Português | LILACS | ID: biblio-910678
Biblioteca responsável: BR195.3
RESUMO

Objetivo:

analisar o uso dos verbos em crianças pré-escolares, com desenvolvimento linguístico típico, matriculadas na Educação Infantil da rede pública municipal de uma cidade do interior do RS.

Métodos:

a amostra foi composta por 48 crianças, 24 do sexo feminino e 24 do sexo masculino, com desenvolvimento linguístico típico e idades entre dois anos a cinco anos, divididas em oito grupos etários. Foram realizadas filmagens da fala espontânea de cada sujeito, e após, realizou-se a análise dos verbos, quanto ao tipo e ocorrência de todos os verbos produzidos por cada criança. Para análise estatística foram utilizados os testes de Kruskal-WalliseMann-Whitney, com nível de significância p<0.05.

Resultados:

não houve diferença no número de tipos verbais produzidos entre os sexos. Na comparação do número de tipos verbais produzidos entre as faixas etárias, houve diferença significativa em algumas faixas etárias, porém maiores valores na média da faixa de 47 a 411. Na totalidade da amostra foram produzidos 238 tipos verbais diferentes, sendo o verbo "ser" o de maior ocorrência.

Conclusão:

a quantidade de verbos produzidos não é influenciada pelo sexo das crianças. De modo geral, o uso de verbos aumenta conforme a idade, exceto nas faixas etárias de cinco anos, onde houve um pequeno decréscimo.
ABSTRACT

Objective:

to analyze the use of verbs in pre-school children with typical linguistic development enrolled in the public Early Childhood Education in an inner city of RS.

Methods:

The sample consisted of 48 children, 24 females and 24 males, with typical linguistic development and ages between two and five years old; they were divided into eight age groups. Recordings were realized of the spontaneous speech of each subject. Afterwards, the verbs were analyzed by the type and occurrence for each child. For statistical analysis, the Kruskal-WalliseMann-Whitney tests were used, with significance level p<0.05.

Results:

There was no difference in the number of verbal types produced between the genders. Comparing the number of verbal types produced between the groups, there was a significant difference in some age groups, but higher values were found in the range of 4 7 to 4 11. A total of 238 different verbal types were produced in the sample, with the verb "to be" having the highest occurrence.

Conclusion:

the number of verbs produced is not influenced by the sex of the children. In general, the use of verbs increases with age, except in the five-year age group, where there was a small decrease.
RESUMEN

Objetivo:

analizar el uso de los verbos en niños preescolares, con desarrollo lingüístico típico, matriculados en la Educación Infantil de la red pública municipal de una ciudad del interior del RS.

Métodos:

la muestra fue de 48 niños, 24 del sexo femenino y 24 del sexo masculino, con desarrollo lingüístico típico y edades entre dos y cinco años, divididas en ocho grupos erarios. Se realizaron filmaciones del habla espontánea de cada sujeto, y después, se realizó un análisis de los verbos, en cuanto al tipo y ocurrencia de todos los verbos producidos por cada niño. Para el análisis estadístico fueron utilizados las pruebas de Kruskal-WalliseMann-Whitney, con nivel de significación p <0,05.

Resultados:

no hubo diferencia en el número de tipos verbales producidos entre los sexos. En la comparación del número de tipos verbales producidos entre los grupos de edad, hubo diferencia significativa en algunas franjas etarias, pero mayores valores en la media de la banda de 47 a 411. En la totalidad de la muestra fueron producidos 238 tipos verbales diferentes, siendo el verbo "ser" el de mayor ocurrencia.

Conclusión:

la cantidad de verbos producidos no es influenciada por el sexo de los niños. En general, el uso de verbos aumenta según la edad, excepto en las franjas de edad de cinco años, donde hubo un pequeño descenso.
Assuntos

Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Assunto principal: Vocabulário / Desenvolvimento Infantil / Pré-Escolar / Fonoaudiologia / Desenvolvimento da Linguagem Limite: Criança, pré-escolar / Feminino / Humanos / Masculino Idioma: Português Revista: Distúrb. comun Assunto da revista: Patologia da Fala e Linguagem Ano de publicação: 2018 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Universidade Federal de Santa Maria/BR

Similares

MEDLINE

...
LILACS

LIS


Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Assunto principal: Vocabulário / Desenvolvimento Infantil / Pré-Escolar / Fonoaudiologia / Desenvolvimento da Linguagem Limite: Criança, pré-escolar / Feminino / Humanos / Masculino Idioma: Português Revista: Distúrb. comun Assunto da revista: Patologia da Fala e Linguagem Ano de publicação: 2018 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Universidade Federal de Santa Maria/BR
...