Your browser doesn't support javascript.
loading
Uso de mídias sociais: um caso de urgência e emergência para profissionais da saúde / Use of social media: a case of urgency and emergency for health professionals
Martorell, Leandro Brambilla.
Afiliação
  • Martorell, Leandro Brambilla; Universidade Federal de Goiás. Faculdade de Odontologia. Goiás. BR
Rev. Bras. Odontol. Leg. RBOL ; 4(1): [122-130], jan.-abr. 2017.
Artigo em Português | LILACS, BBO - Odontologia | ID: biblio-911105
Biblioteca responsável: BR1932.9
RESUMO
O uso de tecnologia no setor saúde traz à tona conflitos morais que antes não eram experimentados. A bioética de situações emergentes analisou inicialmente os conflitos relacionados à complexa densidade tecnológica intrínseca ao setor saúde, como os casos de fecundação assistida e doação de órgãos. Entretanto, o uso de tecnologias externas ao setor saúde tem cada vez mais presença na vida dos profissionais da área, como no caso do uso das redes sociais. Casos em que profissionais de saúde expõem publicamente informações sobre seus pacientes têm ficado mais frequentes e os conselhos profissionais têm o papel de fiscalizar o comportamento ético de seus inscritos. Esse artigo buscou realizar uma reflexão ética e legal sobre esse contexto, enfatizando-o como um problema emergente com necessidade de intervenção urgente, uma vez que apresenta graves riscos reais e/ou potenciais aos pacientes, sociedade e profissões da saúde. Os preceitos éticos e legais contraindicam a divulgação de informações de pacientes em redes sociais, entretanto, situações específicas devem ser analisadas em contraste com os avanços tecnológicos e seus potenciais benefícios aos pacientes. Aos profissionais da saúde recomenda-se prudência em relação às novidades que a tecnologia oferece.
ABSTRACT
The use of technology in the health sector brings to the surface moral conflicts that were not previously experienced. The bioethics of emergent situations initially analyzed the conflicts related to medical technology such as the cases of assisted fertilization and organ donation. However, the use of non-medical technologies has more and more presence in the life of the professionals of the area. This is the case of the use of social networks. Situations in which health professionals publicly disclose information about their patients have become more frequent and professional councils have the role of supervising the ethical behavior. This article sought to carry out an ethical and legal reflection on this context, emphasizing it as an emerging problem requiring urgent intervention, since it presents real and / or potential risks to patients, society and health professions. Ethical and legal precepts contraindicate the dissemination of patient information in social networks, however, specific situations should be analyzed in contrast to technological advances and their potential benefits to patients. Health professionals must act prudently in relation to the novelties that technology offers.
Assuntos

Similares

MEDLINE

...
LILACS

LIS

Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: BBO - Odontologia / LILACS Assunto principal: Bioética / Códigos de Ética Limite: Humanos Idioma: Português Revista: Rev. Bras. Odontol. Leg. RBOL Assunto da revista: Odontologia Legal Ano de publicação: 2017 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Universidade Federal de Goiás/BR