Your browser doesn't support javascript.
Reduzindo a mortalidade perinatal / Coletânea: Síntese de Evidencias para Políticas de Saúde / Reducing perinatal mortality
Brasília; Ministério da Saúde; 3.ed; 2016. 43 p.
Monografia em Português | LILACS, Coleciona SUS | ID: biblio-942981
Biblioteca responsável: BR276.2
Localização: BR276.2; 614.1-053.2(81), B823r, F
RESUMO
O Brasil alcançará o Objetivo do Milênio número quatro, reduzir a mortalidade infantil, mas as taxas nacionais não revelam as persistentes desigualdades ainda existentes entre as regiões geográficas e grupos populacionais. As regiões e as populações com menores rendas sofrem maiores riscos de morte infantil. Além das disparidades decorrentes de fatores socioeconômicos e geográficos, as mortes infantis na primeira semana de vida (óbito neonatal precoce) não reduziram satisfatoriamente e agora representam o maior desafio ao avanço do enfrentamento da mortalidade infantil no país. Por outro lado, as mortes ocorridas a partir de 22 semanas de gestação até o nascimento (óbito fetal), são um componente da mortalidade infantil pouco conhecido e abordado, mas que apresenta um considerável potencial de redução em todo o país. O óbito neonatal precoce e o óbito fetal compõem a mortalidade perinatal, a qual poderia ser reduzida em até 70% pela atenção adequada à gestante, ao parto e neonato. Nesse contexto, a prematuridade tem se apresentado como a causa mais importante do óbito neonatal precoce, mas as intercorrências e afecções perinatais ainda são causas relevantes, em especial nas regiões Norte e Nordeste do Brasil. O enfrentamento da mortalidade infantil no Brasil deve enfocar os óbitos perinatais, identificando opções informadas pelas melhores evidências científicas disponíveis para obter a redução contínua e sustentável, considerando aspectos de equidade e o contexto de implementação.
Assuntos

Similares

MEDLINE

...
LILACS

LIS

Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados nacionais / Brasil Base de dados: LILACS / Coleciona SUS Assunto principal: Mortalidade Infantil / Mortalidade Perinatal / Tocologia Tipo de estudo: Síntese de evidências Aspecto clínico: Etiologia Limite: Feminino / Humanos / Masculino Idioma: Português Ano de publicação: 2016 Tipo de documento: Monografia