Your browser doesn't support javascript.
Multimorbidade, depressão e qualidade de vida em idosos atendidos pela Estratégia de Saúde da Família em Senador Guiomard, Acre, Brasil / Multimorbidity, depression and quality of life among elderly people assisted in the Family Health Strategy in Senador Guiomard, Acre, Brazil
Ciênc. Saúde Colet ; 23(9): 3077-3084, set. 2018. tab
Artigo em Português | LILACS-Express | ID: biblio-952752
Biblioteca responsável: BR1.1
RESUMO
Resumo Este estudo objetivou analisar a associação entre multimorbidade e depressão e qualidade de vida em idosos da Estratégia de Saúde da Família (ESF), por meio de estudo transversal com cadastrados na ESF de Senador Guiomard, Acre. Utilizou-se a Escala de Depressão Geriátrica (EDG-15) e o Questionário de Qualidade de Vida (WHOQOL-Bref). As diferenças das variáveis descritivas por idosos com e sem multimorbidade foram estimadas pelo teste qui-quadrado de Pearson e as associações entre multimorbidade e depressão e qualidade de vida foram estimadas com técnica de regressão logística. Observou-se que idosos com depressão representaram 27% da amostra, sendo essa doença em maior proporção entre os com multimorbidade em comparação àqueles sem. Os idosos com multimorbidade tiveram duas vezes mais chance de apresentar depressão. Similarmente, os indivíduos com multimorbidade tiveram maior chance de pior qualidade de vida total e nos domínios físico, psicológicos, social (todos com p ≤ 0,010), exceto no domínio ambiental (p = 0,493). Assim, a multimorbidade em idosos está associada à presença de depressão e pior qualidade de vida, impondo à ESF o desafio de garantir a essa população viver a senescência sem sofrimento e redução da qualidade de vida.
ABSTRACT
Abstract This study analyzed the association between multimorbidity, depression and quality of life among the elderly in the Family Health Strategy (FHS). A cross-sectional study was conducted among the elderly in the FHS in Senador Guiomard (State of Acre). The study employed the Geriatric Depression Scale (GDS-15) and the Quality of Life Questionnaire (WHOQOL-BREF). Differences in descriptive variables in elderly people with and without multimorbidity were estimated using Pearson's chi-squared test, while the associations between multimorbidity and depression and quality of life were estimated using the logistic regression technique. It was seen that elderly people with depression represented 27% of the sample, this being more prevalent among elderly people with multimorbidity than those without, the former being twice as likely to be subject to depression. Likewise, individuals with multimorbidity had a greater chance of worse quality of life in the physical, social and total quality of life domains (all with p ≤ 0.010), though not in the environmental domain (p = 0.493). Thus, multimorbidity in the elderly is associated with the presence of depression and poor quality of life, which imposes the challenge on the FHS of guaranteeing the elderly living out their senescence without suffering and diminished quality of life.

Similares

MEDLINE

...
LILACS

LIS

Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados internacionais Base de dados: LILACS Tipo de estudo: Prevalence_studies País/Região como assunto: América do Sul / Brasil Idioma: Português Revista: Ciênc. Saúde Colet Assunto da revista: Saúde Pública Ano de publicação: 2018 Tipo de documento: Artigo País de afiliação: Brasil Instituição/País de afiliação: Fiocruz/BR / Instituto Federal do Acre/BR / Universidade Federal do Acre/BR