Your browser doesn't support javascript.
loading
Agente comunitário de saúde e empoderamento: o caso da Coordenadoria de Saúde da Lapa / Communitarian health agent and empowerment: the Lapa Coordination case
São Paulo; s.n; 2006. 288 p.
Tese em Português | CidSaúde - Cidades saudáveis | ID: cid-54806
Biblioteca responsável: BR67.1
Localização: BR67.1; 362.10425, 40. 48323/2007 / BR67.1; DR, 825. 48324/2007. CM
ABSTRACT

Introdução:

O presente trabalho procurou avaliar o potencial de empoderamento de Agente Comunitário de Saúde (ACS) do Programa Saúde da Família (PSF) da Coordenadoria de Saúde da Lapa, no município de São Paulo, implantado a partir de 2001. Tal objeto se justifica na medida em que o empoderamento de indivíduos, de grupos, da comunidade é fundamental para que se implantem ações de Promoção da Saúde, com vistas à transformação do modelo de atenção à saúde. O ACS, como elemento novo no conjunto de trabalhadores do sistema de atenção à saúde tem entre sua atribuições a de atuar para que esse empoderamento se torne concreto.

Objetivo:

Avaliar o potencial de empoderamento do ACS do PSF da Coordenadoria de Saúde da Lapa, no município de São Paulo, como contribuição à efetivação da mudança do modelo de atenção.

Método:

Empregou-se a metodologia qualitativa de estudo de caso, utilizando-se diversas técnicas de apreensão do objeto de estudo Grupo focal, observação não-participante, entrevistas semi-estruturadas e análise documental.

Resultados:

A análise documental do material da capacitação do ACS revelou um conteúdo e uma metodologia que contribuiu para o desenvolvimento de sua autonomia, permitindo-lhe compreender a importância da participação da população na solução de seus problemas e para isso incorporou o diálogo e a não diretividade como sua principal ferramenta de trabalho. A observação do campo demonstrou que o ACS utiliza o diálogo em suas interações com a comunidade, em especial nos contatos interpessoais. Sua participação na atividade grupal ainda não se mostra expressiva, no entanto tem um papel significativo no empoderamento comunitário. Evidenciou-se que o ACS tem colaborado, com seu trabalho, para a efetivação do modelo de atenção à saúde preconizado para o SUS, que se contrapõe ao modelo hegemônico em execução.

Conclusão:

O ACS é um elemento novo no sistema de atenção à saúde com grande potencial de empoderamento da população, merecendo, por isso, uma maior atenção para o desenvolvimento de suas potencialidades que possam contribuir para a capacitação das populações no sentido de identificar os determinantes sociais, econômico, culturais, educativos dos problemas que as afligem e se organizar para enfrentá-los coletivamente, exigindo políticas públicas saudáveis, integradas e intersetoriais.(AU)
Assuntos
Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados temática Contexto em Saúde: Agenda de Saúde Sustentável para as Américas Tema em saúde: Objetivo 11 Desigualdades e iniquidades na saúde / Objetivo 3: Recursos humanos em saúde Base de dados: CidSaúde - Cidades saudáveis Assunto principal: Agentes Comunitários de Saúde / 36397 / Promoção da Saúde Idioma: Português Ano de publicação: 2006 Tipo de documento: Áudio / Tese
Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados temática Contexto em Saúde: Agenda de Saúde Sustentável para as Américas Tema em saúde: Objetivo 11 Desigualdades e iniquidades na saúde / Objetivo 3: Recursos humanos em saúde Base de dados: CidSaúde - Cidades saudáveis Assunto principal: Agentes Comunitários de Saúde / 36397 / Promoção da Saúde Idioma: Português Ano de publicação: 2006 Tipo de documento: Áudio / Tese
...