Your browser doesn't support javascript.
loading
Avaliação do grau de satisfação dos idosos coma qualidade de vida em um pequeno município do Estado de São Paulo
Ruiz, Tânia; Monteiro, Antonio; Corrente, José Eduardo; Netto, Massimo Colombini.
Afiliação
  • Ruiz, Tânia; Universidade Estadual Paulista. Faculdade de Medicina. Departamento de Saúde Pública. Botucatu. Brasil
  • Monteiro, Antonio; Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo. Unidade de Alambari. Brasil
  • Corrente, José Eduardo; Universidade Estadual Paulista. Instituto de Biociências. Departamento e Bioestatística. Botucatu. Brasil
  • Netto, Massimo Colombini; s.af
Rev. aten. primaria saúde ; 10(1): 4-13, jan.-jun. 2007. tab
Artigo em Português | CidSaúde - Cidades saudáveis | ID: cid-56750
Biblioteca responsável: BR67.1
Localização: BR67.1
ABSTRACT
Um contingente importante de idosos vive em pequenos municípios e a literatura sobre o grau de satisfação pessoal desses idosos é escassa em informações. O conhecimento da realidade dessa população pode levar ao conhecimento de indicadores relevantes para a identificação dos idosos que demandam maior atenção do sistema de saúde. O objetivo deste trabalho é conhecer o grau de satisfação dos idosos com a qualidade de vida em um pequeno município do interior paulista e estudar suas possíveis associações com características sócio-demográficas e de morbidade. O método utilizado foi a realização de um inquérito domiciliar com 322 idosos (60 anos e mais), de um pequeno município do interior paulista, cadastrados no centro de saúde local, cuja distribuição etária aproximava-se da distribuição etária do município. A qualidade de vida dos idosos foi mensurada através dos instrumentos validados na literatura BOAS e BOMFAQ. A satisfação com a qualidade de vida foi associada a variáveis demográficas e de morbidade através de regressão logística hierarquizada.

Resultados:

somente 12 por cento dos idosos não estão muito satisfeitos com sua qualidade de vida. As características dos idosos que se associaram a referir um grau de satisfação com a vida "muito bom" ou "médio" foram ter automóvel Odds Ratio (OR) = 4,53, Intervalo de Confiança de 95 por cento (IC) = 1,3 - 16,0, referir que o prejuízo da visão que ele apresenta não prejudica a vida (OR=3,15, IC=1,4 - 7,3), ver TV (OR=2,97, IC=1,3 - 7,0), visitar amigos (OR=2,87, IC=1,2 - 6,6), ter autonomia (OR=2,38, IC=1,1 - 5,1), e definir o lazer como o melhor da vida (OR=2,24, IC=1,0 - 5,0). Chegou-se à conclusão, com os dados obtidos e as variáveis estudadas, que a satisfação do idoso com sua qualidade de vida está associada principalmente a aspectos emocionais relacionados à motivação para viver e ao conforto mínimo para dignidade da sobrevivência(AU)
Assuntos
Buscar no Google
Coleções: Bases de dados temática Base de dados: CidSaúde - Cidades saudáveis Assunto principal: Satisfação Pessoal / Qualidade de Vida / Idoso / Centros de Saúde / Saúde do Idoso / Satisfação do Paciente Limite: Idoso / Humanos Idioma: Português Revista: Rev. aten. primaria saúde Ano de publicação: 2007 Tipo de documento: Artigo Instituição/País de afiliação: Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo/Brasil / Universidade Estadual Paulista/Brasil
Buscar no Google
Coleções: Bases de dados temática Base de dados: CidSaúde - Cidades saudáveis Assunto principal: Satisfação Pessoal / Qualidade de Vida / Idoso / Centros de Saúde / Saúde do Idoso / Satisfação do Paciente Limite: Idoso / Humanos Idioma: Português Revista: Rev. aten. primaria saúde Ano de publicação: 2007 Tipo de documento: Artigo Instituição/País de afiliação: Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo/Brasil / Universidade Estadual Paulista/Brasil
...