Your browser doesn't support javascript.
loading
A atuação das equipes de saúde da família junto aos idosos / The work of family health teams with the elderly
Garcia, Maria Alice Amorim; Miyamoto, Daniela Akemi; Frigério, Rafaela Marega; Merlin, Silvia Stahl.
Afiliação
  • Garcia, Maria Alice Amorim; Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Faculdade de Medicina. Grupo de Pesquisa Intervenções em saúde. Campinas. Brasil
  • Miyamoto, Daniela Akemi; s.af
  • Frigério, Rafaela Marega; Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Faculdade de Medicina. Campinas. Brasil
  • Merlin, Silvia Stahl; Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Faculdade de Medicina. Campinas. Brasil
Rev. aten. primária saúde ; 9(1): 4-14, jan.-jun. 2006.
Artigo em Português | CidSaúde - Cidades saudáveis | ID: cid-58403
Biblioteca responsável: BR67.1
Localização: BR67.1
ABSTRACT
Este artigo descreve a atuação das unidades básicas (UBS) e de saúde da família do distrito de saúde noroeste de Campinas/SP, formulando um perfil das ofertas voltadas à população idosa. Buscou-se relacionar as políticas (o Estatuto e a Política Nacional de Saúde do Idoso e o Programa Saúde da Família federal e local) e a ação das equipes, sob a perceptiva dos coordenadores das UBS, enquanto gestores locais, e dos Agentes Comunitários de Saúde (ACS), enquanto elos das equipes com as comunidades. Como resultado, observou-se que a preocupação e a oferta de atividades aos idosos antecedem a formação da Política e Estatuto dos idosos e, através da estratégia da Saúde da Família, têm sido implementadas ações que visam ao maior acesso e resolutividade. Entre as atividades com maior contingente de idosos, destacam-se os grupos educativos e a atenção domiciliar aos indivíduos fragilizados. Quanto ao modelo, os ACS funcionam como "laços", pois articulam apoios sociais e promovem a integração das equipes e dos usuários, contribuindo para a construção dos projetos terapêuticos multiprofissionais. Não há ações específicas para os idosos, mas entende-se que, por sua vulnerabilidade, necessitem de cuidados "especiais". Concluiu-se que a estratégia da Saúde da Família tem permitido lidar com os efeitos da desigualdade e do despreparo de nossas políticas para o envelhecimento populacional. Mesmo com recursos insuficientes, a ação criativa das equipes mostra-se possível enquanto busca da integralidade do cuidado.(AU)
Assuntos
Buscar no Google
Coleções: Bases de dados temática Contexto em Saúde: 11_ODS3_cobertura_universal / Agenda de Saúde Sustentável para as Américas Tema em saúde: 11_governance_arrangements / Objetivo 11 Desigualdades e iniquidades na saúde / Objetivo 3: Recursos humanos em saúde Base de dados: CidSaúde - Cidades saudáveis Assunto principal: Assistência a Idosos / Atenção Primária à Saúde / Idoso / Saúde da Família / Saúde do Idoso / Serviços de Saúde para Idosos Limite: Idoso / Humanos País/Região como assunto: América do Sul / Brasil Idioma: Português Revista: Rev. aten. primária saúde Ano de publicação: 2006 Tipo de documento: Artigo Instituição/País de afiliação: Pontifícia Universidade Católica de Campinas/Brasil
Buscar no Google
Coleções: Bases de dados temática Contexto em Saúde: 11_ODS3_cobertura_universal / Agenda de Saúde Sustentável para as Américas Tema em saúde: 11_governance_arrangements / Objetivo 11 Desigualdades e iniquidades na saúde / Objetivo 3: Recursos humanos em saúde Base de dados: CidSaúde - Cidades saudáveis Assunto principal: Assistência a Idosos / Atenção Primária à Saúde / Idoso / Saúde da Família / Saúde do Idoso / Serviços de Saúde para Idosos Limite: Idoso / Humanos País/Região como assunto: América do Sul / Brasil Idioma: Português Revista: Rev. aten. primária saúde Ano de publicação: 2006 Tipo de documento: Artigo Instituição/País de afiliação: Pontifícia Universidade Católica de Campinas/Brasil
...