Your browser doesn't support javascript.
loading
Violência doméstica e psicologia hospitalar: possibilidades de atuação diante da mãe que agride / Domestic violence and hospital psychology: possibilities of action when a mother commits violence
Barbosa, Patrícia Zulato; Pegoraro, Renata F.
Afiliação
  • Barbosa, Patrícia Zulato; Prefeitura Municipal de Angra dos Reis. Volta Redonda. Brasil
  • Pegoraro, Renata F; Universidade Veiga de Almeida. Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em Psicologia Hospitalar. Rio de Janeiro. Brasil
Saúde Soc ; 17(3): 77-89, jul.-set. 2008.
Artigo em Português | LILACS-Express | CidSaúde - Cidades saudáveis | ID: cid-58942
Biblioteca responsável: BR67.1
Localização: BR67.1
ABSTRACT
Esse trabalho pretende analisar a atuação do psicólogo hospitalar diante de situações de maus-tratos cometidos pela mãe contra seu filho, procurando manter uma postura de análise e enfrentamento, que considere o caráter multifatorial tanto de uma situação de violência como da que existe na relação mãe/filho. Para isso foi realizada uma pesquisa bibliográfica nas bases de dados Scielo e Lilacs e na Biblioteca do Centro de Filosofia e Ciências Humanas da UFRJ, usando como palavras-chave maus-tratos contra crianças, violência contra crianças, violência doméstica, violência intrafamiliar. O artigo parte do lugar ocupado por mulheres e crianças na família, apresenta um enquadramento histórico da violência cometida contra crianças, definições e tipologia sobre maus-tratos (físico, psicológico e sexual e negligência), e os diferentes modelos explicativos para a violência contra crianças (Modelos Reprodutivo, Psicodinâmico, Sociológico, Sócio-psicológico e Ecológico) e suas diversas consequências para o desenvolvimento infantil nos níveis físico e psicológico. Apresentam-se possibilidades de atuação da instituição hospitalar e do profissional de saúde diante dessas situações, enfatizando-se a atuação interdisciplinar e o enfoque familiar e, por fim, discute-se a atuação do psicólogo hospitalar, principalmente junto à mãe, a partir de uma breve contextualização das transformações sócio-históricas dos modelos de família e do lugar ocupado por crianças e mulheres nessa instituição, apontando para o fato de que esse profissional deve oferecer acolhimento e favorecer a melhora da relação mãe/filho, promovendo um diálogo real e trocas afetivas e desfavorecer e desvalorizar práticas abusivas.(AU)
Assuntos
Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados temática Base de dados: CidSaúde - Cidades saudáveis Assunto principal: Psicologia / Criança / Maus-Tratos Infantis / Adolescente / Violência Doméstica / Hospitais / Mães Limite: Adolescente / Criança / Feminino / Humanos País/Região como assunto: América do Sul / Brasil Idioma: Português Revista: Saúde Soc Ano de publicação: 2008 Tipo de documento: Artigo Instituição/País de afiliação: Prefeitura Municipal de Angra dos Reis/Brasil / Universidade Veiga de Almeida/Brasil
Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados temática Base de dados: CidSaúde - Cidades saudáveis Assunto principal: Psicologia / Criança / Maus-Tratos Infantis / Adolescente / Violência Doméstica / Hospitais / Mães Limite: Adolescente / Criança / Feminino / Humanos País/Região como assunto: América do Sul / Brasil Idioma: Português Revista: Saúde Soc Ano de publicação: 2008 Tipo de documento: Artigo Instituição/País de afiliação: Prefeitura Municipal de Angra dos Reis/Brasil / Universidade Veiga de Almeida/Brasil
...