Your browser doesn't support javascript.
loading
Transtorno mental, indicadores demográficos e satisfação com a vida / Mental disorder, demographic variables and life satisfaction
Gonçalves, Daniel Maffasioli; Kapczinski, Flavio.
Afiliação
  • Gonçalves, Daniel Maffasioli; Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Epidemiologia. Porto Alegre. Brasil
  • Kapczinski, Flavio; UFRGS. Hospital de Clínicas de Porto Alegre. Laboratório de Psiquiatria Molecular. Porto Alegre. Brasil
Rev. saúde pública ; 42(6): 1060-1066, dez. 2008. tab
Artigo em Português | LILACS-Express | CidSaúde - Cidades saudáveis | ID: cid-59295
Biblioteca responsável: BR67.1
Localização: BR67.1
ABSTRACT

OBJETIVO:

Analisar a influência de rastreamento positivo para transtornos mentais não-psicóticos, variáveis sociodemográficas e presença de doença crônica não-psiquiátrica nos escores da Escala de Satisfação Com a Vida.

MÉTODOS:

Participaram do estudo os moradores de uma área atendida pelo Programa de Saúde da Família em Santa Cruz do Sul (RS). De 30 de junho a 30 de agosto de 2006 os participantes responderam ao instrumento de rastreamento psiquiátrico Self-report Questionnaire-20 items e à Escala de Satisfação Com a Vida, esta para avaliar o componente cognitivo do bem-estar subjetivo.

RESULTADOS:

O total de indivíduos participantes do estudo foi de 625. Ser do sexo feminino apresentou associação significativa e inversa com satisfação com a vida. O mesmo ocorreu entre escores do rastreamento psiquiátrico e da Escala de Satisfação com a Vida. Por outro lado, a idade apresentou associação significativa e positiva com a Escala. Após análise multivariada, todas as três variáveis permaneceram associadas ao desfecho. Indivíduos com doença crônica não-psiquiátrica não diferiram dos sem doença nos escores da Escala de Satisfação com a Vida.

CONCLUSÕES:

A associação positiva entre a Escala de Satisfação com a Vida e idade está de acordo com sua validação no Brasil. A relação inversa entre escores do instrumento de rastreamento psiquiátrico e a Escala confirma o impacto negativo dos transtornos mentais.(AU)
Assuntos
Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados temática Base de dados: CidSaúde - Cidades saudáveis Assunto principal: Qualidade de Vida / Saúde Mental / Inquéritos e Questionários / 36397 / Transtornos Mentais Idioma: Português Revista: Rev. saúde pública Ano de publicação: 2008 Tipo de documento: Artigo / Documento de projeto Instituição/País de afiliação: UFRGS/Brasil / Universidade Federal do Rio Grande do Sul/Brasil
Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados temática Base de dados: CidSaúde - Cidades saudáveis Assunto principal: Qualidade de Vida / Saúde Mental / Inquéritos e Questionários / 36397 / Transtornos Mentais Idioma: Português Revista: Rev. saúde pública Ano de publicação: 2008 Tipo de documento: Artigo / Documento de projeto Instituição/País de afiliação: UFRGS/Brasil / Universidade Federal do Rio Grande do Sul/Brasil
...