Your browser doesn't support javascript.
loading
Correlação entre visão de qualidade de vida e aspectos do estilo de vida em idosos no município de Botucatu -SP / Correlation between quality of life and aspects of life style in people sixty years and over in botucatu city (São Paulo State, Brazil)
Ruiz, Tania; Corrente, José Eduardo; Bocchi, Silvia Cristina Mangini; Donalísio, Maria Rita; Cordeiro, Ricardo Carlos.
Afiliação
  • Ruiz, Tania; UNESP. Faculdade de Medicina de Botucatu. Departamento de Saúde Pública. Botucatu. Brasil
  • Corrente, José Eduardo; UNESP. Instituto de Biociências. Departamento de Bioestatística. Botucatu. Brasil
  • Bocchi, Silvia Cristina Mangini; UNESP. Faculdade de Medicina de Botucatu. Departamento de Enfermagem. Botucatu. Brasil
  • Donalísio, Maria Rita; UNICAMP. Faculdade de Ciências Médicas. Departamento de Medicina Preventiva. Campinas. Brasil
  • Cordeiro, Ricardo Carlos; UNICAMP. Faculdade de Ciências Médicas. Departamento de Medicina Preventiva. Campinas. Brasil
Rev. aten. primária saúde ; 11(2): 145-151, abr.-jun. 2008. ilus, tab
Artigo em Português | CidSaúde - Cidades saudáveis | ID: cid-59505
Biblioteca responsável: BR67.1
Localização: BR67.1
ABSTRACT
O aumento proporcional de idosos na população tem enfatizado a reflexão sobre a necessidade de se viver essa etapa da vida dentro de um conceito de qualidade e felicidade. Com o propósito de conhecer os hábitos e estilo de vida dos idosos, foi realizado um inquérito de base populacional em um município de porte médio do interior do estado de São Paulo. O questionário aplicado continha uma questão aberta sobre como eles definiam qualidade de vida e as demais, fechadas, sobre hábitos e estilo de vida. O objetivo deste estudo foi observar se existe coincidência entre como os idosos definem qualidade de vida e o estilo de vida que têm. A questão aberta foi analisada através do método qualitativo e se identificaram 11 categorias de respostas, que foram analisadas pelo método de Ward, construindo-se um dendrograma e, posteriormente, pelo método das k médias, para conhecer o percentual de idosos de cada agrupamento identificado. Em seguida, o mesmo procedimento foi realizado, desta vez incluindo-se no dendrograma pertencer ou não aos agrupamentos anteriormente identificados na forma de três variáveis binárias e acrescentando-se as variáveis do questionário que foram selecionadas pelos autores como representativas de hábitos e estilo de vida. O novo dendrograma obtido confirmou a existência dos três primeiros agrupamentos encontrados e observou-se que a cada um deles se agregaram as variáveis afins. Conclui-se pela existência de três perfis de idosos no município e que existe coincidência entre como definem qualidade de vida e o estilo de vida que têm. A identificação destes agrupamentos poderá auxiliar na proposição de ações voltadas aos idosos dentro da política de saúde do município. (AU)
Assuntos
Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados temática Base de dados: CidSaúde - Cidades saudáveis Assunto principal: Satisfação Pessoal / Qualidade de Vida / Idoso / Envelhecimento / Saúde do Idoso / Estilo de Vida Limite: Idoso / Humanos País/Região como assunto: América do Sul / Brasil Idioma: Português Revista: Rev. aten. primária saúde Ano de publicação: 2008 Tipo de documento: Artigo Instituição/País de afiliação: UNESP/Brasil / UNICAMP/Brasil
Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados temática Base de dados: CidSaúde - Cidades saudáveis Assunto principal: Satisfação Pessoal / Qualidade de Vida / Idoso / Envelhecimento / Saúde do Idoso / Estilo de Vida Limite: Idoso / Humanos País/Região como assunto: América do Sul / Brasil Idioma: Português Revista: Rev. aten. primária saúde Ano de publicação: 2008 Tipo de documento: Artigo Instituição/País de afiliação: UNESP/Brasil / UNICAMP/Brasil
...