Your browser doesn't support javascript.
loading
Análise crítica da Carta Brasileira de Prevenção Integrada na Área da Saúde na Perspectiva da Educação Física através do enfoque radical de promoção da saúde / Critical analysis of the Brazilian Charter of Integrated Prevention in the Field of Health in the Perspective of Physical Education through the radical focus of health promotion
Carvalho, Fábio F. B. de.
Afiliação
  • Carvalho, Fábio F. B. de; s.af
Saúde Soc ; 18(2): 227-236, abr.-jun. 2009. tab
Artigo em Português | LILACS-Express | CidSaúde - Cidades saudáveis | ID: cid-60640
Biblioteca responsável: BR67.1
Localização: BR67.1
ABSTRACT
O presente trabalho pretende contribuir para que a área profissional e o campo do saber referente à Educação Física apreendam a saúde de forma ampliada, superando o enfoque biologicista hegemônico. Possui caráter qualitativo e baseou-se em pesquisa de fontes bibliográficas para a confecção de monografia de conclusão do curso de especialização em Saúde Pública, na Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca da Fundação Oswaldo Cruz. Analisou-se criticamente a Carta Brasileira de Prevenção Integrada na área da Saúde na perspectiva da Educação Física - publicação do Conselho Federal de Educação Física (CONFEF), em 2006, a partir do enfoque radical da Promoção da Saúde. Esse enfoque pode ser sintetizado na proposta de articulação entre saúde e condições de vida, ressaltando as inter-relações de equidade social, através do aumento da capacidade da participação popular, intersetorialidade, fomento de políticas públicas saudáveis, criação de ambientes favoráveis à saúde e reorientação do sistema de saúde, baseando-se numa visão ampliada do processo saúde-doença e reconhecendo a multideterminação desse processo (OMS, 1986; Buss, 2000, 2001, 2007; Pedrosa, 2004). Concluiu-se que o documento analisado biologiza e medicaliza a Educação Física em sua relação com a sociedade. Recomenda-se que o mesmo seja revisto a partir da perspectiva crítica ligada à área da Educação Física, a qual relaciona a atividade física e a saúde com questões sociais mais amplas que impedem que os sujeitos tomem decisões mais saudáveis, tais como os condicionantes econômicos, culturais, étnicos e políticos.(AU)
Assuntos
Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados temática Contexto em Saúde: Agenda de Saúde Sustentável para as Américas Tema em saúde: Objetivo 11 Desigualdades e iniquidades na saúde Base de dados: CidSaúde - Cidades saudáveis Assunto principal: Educação Física e Treinamento / Promoção da Saúde / Atividade Motora Limite: Humanos País/Região como assunto: América do Sul / Brasil Idioma: Português Revista: Saúde Soc Ano de publicação: 2009 Tipo de documento: Artigo
Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados temática Contexto em Saúde: Agenda de Saúde Sustentável para as Américas Tema em saúde: Objetivo 11 Desigualdades e iniquidades na saúde Base de dados: CidSaúde - Cidades saudáveis Assunto principal: Educação Física e Treinamento / Promoção da Saúde / Atividade Motora Limite: Humanos País/Região como assunto: América do Sul / Brasil Idioma: Português Revista: Saúde Soc Ano de publicação: 2009 Tipo de documento: Artigo
...