Your browser doesn't support javascript.
loading
Prevalência de diabetes e hipertensão no Brasil baseada em inquérito de morbidade auto-referida, Brasil, 2006 / Prevalence of diabetes and hypertension based on self-reported morbidity survey, Brazil, 2006
Schmidt, Maria Ines; Duncan, Bruce B; Hoffmann, Juliana Feliciati; Moura, Lenildo de; Malta, Deborah Carvalho; Carvalho, Rosa Maria Sampaio Vilanova de.
Afiliação
  • Schmidt, Maria Ines; Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Departamento de Medicina Social. Porto Alegre. Brasil
  • Duncan, Bruce B; Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Departamento de Medicina Social. Porto Alegre. Brasil
  • Hoffmann, Juliana Feliciati; UFRGS. Programa de Pós-Graduação em Epidemiologia. Porto Alegre. Brasil
  • Moura, Lenildo de; UFRGS. Programa de Pós-Graduação em Epidemiologia. Porto Alegre. Brasil
  • Malta, Deborah Carvalho; Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Coordenação Geral de Doenças e Agravos Não Transmissíveis. Brasília. Brasil
  • Carvalho, Rosa Maria Sampaio Vilanova de; Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Brasília. Brasil
Rev. saúde pública ; 43(supl.2): 74-82, nov. 2009. tab, graf
Artigo em Português | LILACS-Express | CidSaúde - Cidades saudáveis | ID: cid-61447
Biblioteca responsável: BR1.1
Localização: BR67.1
ABSTRACT

OBJETIVO:

Estimar a prevalência de diabetes e de hipertensão auto-referidas e seus números absolutos no Brasil.

MÉTODOS:

Foram analisados dados referentes aos 54.369 indivíduos com idade >18 anos entrevistados pelo sistema de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (VIGITEL), realizado nas 27 capitais brasileiras em 2006, que responderam positivamente a questões sobre pressão alta e diabetes. Os percentuais de hipertensão e diabetes auto-referidas estimados na amostra foram projetados para a população brasileira segundo idade, sexo e estado nutricional, utilizando o método direto de padronização.

RESULTADOS:

A prevalência de diabetes foi de 5,3 por cento, maior entre as mulheres (6,0 por cento vs. 4,4 por cento), variando de 2,9 por cento em Palmas (TO) a 6,2 por cento em São Paulo (SP). A prevalência de hipertensão foi de 21,6 por cento (21,3;22,0), maior entre as mulheres (24,4 por cento vs. 18,4 por cento), variando de 15,1 por cento em Palmas a 24,9 por cento em Recife (PE). As prevalências aumentaram com categorias de idade e nutrição. Estimou-se haver no Brasil um total de 6.317.621 de adultos que referem ter diabetes e 25.690.145 de adultos que referem ter hipertensão.

CONCLUSÕES:

As prevalências de diabetes e hipertensão auto-referidas são elevadas no Brasil. O monitoramento destas e outras condições de saúde pode ser feito por estratégias como a do VIGITEL, preferencialmente se acompanhado de estudos de validação, visando a generalização de resultados.(AU)
Assuntos
Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados temática Base de dados: CidSaúde - Cidades saudáveis Assunto principal: Doença Crônica / Inquéritos Epidemiológicos / Sistema de Vigilância de Fator de Risco Comportamental / Diabetes Mellitus / Hipertensão Tipo de estudo: Estudo observacional / Estudo de prevalência / Estudo de rastreamento Limite: Adulto / Feminino / Humanos / Masculino País/Região como assunto: América do Sul / Brasil Idioma: Português Revista: Rev. saúde pública Ano de publicação: 2009 Tipo de documento: Artigo Instituição/País de afiliação: Ministério da Saúde/Brasil / UFRGS/Brasil / Universidade Federal do Rio Grande do Sul/Brasil
Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados temática Base de dados: CidSaúde - Cidades saudáveis Assunto principal: Doença Crônica / Inquéritos Epidemiológicos / Sistema de Vigilância de Fator de Risco Comportamental / Diabetes Mellitus / Hipertensão Tipo de estudo: Estudo observacional / Estudo de prevalência / Estudo de rastreamento Limite: Adulto / Feminino / Humanos / Masculino País/Região como assunto: América do Sul / Brasil Idioma: Português Revista: Rev. saúde pública Ano de publicação: 2009 Tipo de documento: Artigo Instituição/País de afiliação: Ministério da Saúde/Brasil / UFRGS/Brasil / Universidade Federal do Rio Grande do Sul/Brasil
...