Your browser doesn't support javascript.
loading
Acessibilidade aos serviços de saúde por pessoas com deficiência / Accessibility to health services by persons with disabilities
Castro, Shamyr Sulyvan; Lefèvre, Fernando; Lefèvre, Ana Maria Cavalcanti; Cesar, Chester Luiz Galvão.
Afiliação
  • Castro, Shamyr Sulyvan; Universidade Federal do Triângulo Mineiro. Departamento de Fisioterapia. Uberaba. Brasil
  • Lefèvre, Fernando; Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública. Departamento de Prática de Saúde. São Paulo. Brasil
  • Lefèvre, Ana Maria Cavalcanti; Instituto de Pesquisa do Discurso do Sujeito Coletivo. São Paulo. Brasil
  • Cesar, Chester Luiz Galvão; Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública. São Paulo. Brasil
Rev. saúde pública ; 45(1): 99-105, fev. 2011.
Artigo em Português | LILACS-Express | CidSaúde - Cidades saudáveis | ID: cid-63080
Biblioteca responsável: BR67.1
Localização: BR67.1
ABSTRACT

OBJETIVO:

Analisar as dificuldades de acessibilidade aos serviços de saúde vividas por pessoas com deficiência. PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS Estudo qualitativo realizado com pessoas que relataram ter algum tipo de deficiência (paralisia ou amputação de membros; baixa visão, cegueira unilateral ou total; baixa audição, surdez unilateral ou total). Foram entrevistados 25 indivíduos (14 mulheres) na cidade de São Paulo, SP, de junho a agosto de 2007, que responderam perguntas referentes a deslocamento e acessibilidade aos serviços de saúde. A metodologia utilizada para análise foi o discurso do sujeito coletivo e as análises foram conduzidas com recurso do programa Qualiquantisoft. ANÁLISE DOS

RESULTADOS:

A análise dos discursos sobre o deslocamento ao serviço de saúde mostrou diversidade quanto ao usuário ir ao serviço sozinho ou acompanhado, utilizar carro particular, transporte coletivo, ir a ou de ambulância e demandar tempo variado para chegar ao serviço. Com relação às dificuldades oferecidas de acessibilidade pelos serviços de saúde, houve relatos de demora no atendimento, problemas com estacionamento, falta de rampas, elevadores, cadeiras de rodas, sanitários adaptados e de médicos.

CONCLUSÕES:

As pessoas com algum tipo de deficiência fizeram uso de meios de transporte diversificados, necessitando de companhia em alguns casos. Problemas na acessibilidade dos serviços de saúde foram relatados pelos sujeitos com deficiências, contrariando o princípio da eqüidade, preceito do Sistema Único de Saúde.(AU)
Assuntos
Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados temática Contexto em Saúde: ODS3 - Saúde e Bem-Estar Tema em saúde: Meta 3.8 Atingir a cobertura universal de saúde Base de dados: CidSaúde - Cidades saudáveis Assunto principal: Limitação da Mobilidade / Acesso aos Serviços de Saúde Tipo de estudo: Pesquisa qualitativa Limite: Humanos Idioma: Português Revista: Rev. saúde pública Ano de publicação: 2011 Tipo de documento: Artigo / Documento de projeto Instituição/País de afiliação: Instituto de Pesquisa do Discurso do Sujeito Coletivo/Brasil / Universidade Federal do Triângulo Mineiro/Brasil / Universidade de São Paulo/Brasil
Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados temática Contexto em Saúde: ODS3 - Saúde e Bem-Estar Tema em saúde: Meta 3.8 Atingir a cobertura universal de saúde Base de dados: CidSaúde - Cidades saudáveis Assunto principal: Limitação da Mobilidade / Acesso aos Serviços de Saúde Tipo de estudo: Pesquisa qualitativa Limite: Humanos Idioma: Português Revista: Rev. saúde pública Ano de publicação: 2011 Tipo de documento: Artigo / Documento de projeto Instituição/País de afiliação: Instituto de Pesquisa do Discurso do Sujeito Coletivo/Brasil / Universidade Federal do Triângulo Mineiro/Brasil / Universidade de São Paulo/Brasil
...