Your browser doesn't support javascript.
loading
Prevalência e fatores associados ao cuidado domiciliar a idosos / Prevalence and factors associated with home care among older adults
Del Duca, Giovâni Firpo; Thumé, Elaine; Hallal, Pedro Curi.
Afiliação
  • Del Duca, Giovâni Firpo; s.af
  • Thumé, Elaine; Universidade Federal de Pelotas. Faculdade de Enfermagem e Obstetrícia. Pelotas. Brasil
  • Hallal, Pedro Curi; s.af
Rev. saúde pública ; 45(1): 113-120, fev. 2011. tab, graf
Artigo em Português | LILACS-Express | CidSaúde - Cidades saudáveis | ID: cid-63086
Biblioteca responsável: BR67.1
Localização: BR67.1
ABSTRACT

OBJETIVO:

Estimar a prevalência do cuidado domiciliar a idosos e identificar fatores associados.

MÉTODOS:

Estudo transversal de base populacional com 598 indivíduos com idade > 60 anos, selecionados em amostragem por conglomerado em dois estágios na cidade de Pelotas, RS, entre 2007 e 2008. O cuidado domiciliar foi definido a partir da resposta positiva à seguinte pergunta "O(A) Sr.(a) tem alguém aqui na sua casa para cuidar do(a) Sr.(a)?". Dados sobre potenciais fatores associados ao cuidado domiciliar foram coletados em questionário padronizado. Empregou-se o modelo de regressão de Poisson com variância robusta nas análises bruta e ajustada levando-se em consideração a amostragem por conglomerados.

RESULTADOS:

A prevalência de cuidado domiciliar foi de 49,5 por cento (IC95 por cento 44,5;54,5). Entre aqueles que tinham cuidador, 39,5 por cento relataram ser cuidados por esposo(a), enquanto a opção cuidador contratado foi relatada por 4,7 por cento dos idosos. Na análise ajustada, observou-se associação do cuidado domiciliar com o sexo masculino, ter companheiro(a), aumento da idade e presença de incapacidade funcional para atividades instrumentais da vida diária. A escolaridade e o nível de atividade física apresentaram associação inversa com a ocorrência de cuidado domiciliar.

CONCLUSÕES:

A alta prevalência de cuidado domiciliar encontrada pode causar sobrecarga aos familiares, responsáveis pela maioria do cuidado prestado. Esses achados são importantes para o planejamento de ações em saúde destinadas à assistência ao idoso e familiares. Atenção específica deve ser destinada a indivíduos com idade avançada, baixa escolaridade e com incapacidade para atividades instrumentais da vida diária.(AU)
Assuntos
Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados temática Contexto em Saúde: Agenda de Saúde Sustentável para as Américas Tema em saúde: Objetivo 11 Desigualdades e iniquidades na saúde Base de dados: CidSaúde - Cidades saudáveis Assunto principal: Idoso / Cuidadores / Autonomia Pessoal / Assistência Domiciliar Tipo de estudo: Estudo observacional / Estudo de prevalência / Estudo de rastreamento Idioma: Português Revista: Rev. saúde pública Ano de publicação: 2011 Tipo de documento: Artigo Instituição/País de afiliação: Universidade Federal de Pelotas/Brasil
Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados temática Contexto em Saúde: Agenda de Saúde Sustentável para as Américas Tema em saúde: Objetivo 11 Desigualdades e iniquidades na saúde Base de dados: CidSaúde - Cidades saudáveis Assunto principal: Idoso / Cuidadores / Autonomia Pessoal / Assistência Domiciliar Tipo de estudo: Estudo observacional / Estudo de prevalência / Estudo de rastreamento Idioma: Português Revista: Rev. saúde pública Ano de publicação: 2011 Tipo de documento: Artigo Instituição/País de afiliação: Universidade Federal de Pelotas/Brasil
...