Your browser doesn't support javascript.
loading
Utilização de genéricos em área de atuação da equipe de Saúde da Família em município do sul do Brasil / Utilization of generics in an area covered by a family health unit in a southern Brazilian city
Vosgerau, Milene Zanoni da Silva; Souza, Regina Kazue Tanno de; Soares, Darli Antonio.
Afiliação
  • Vosgerau, Milene Zanoni da Silva; Universidade Federal do Paraná. Curitiba. Brasil
  • Souza, Regina Kazue Tanno de; Universidade Estadual de Londrina. Londrina. Brasil
  • Soares, Darli Antonio; Universidade Estadual de Londrina. Londrina. Brasil
Rev. bras. epidemiol ; 14(2): 253-263, jun. 2011. tab
Artigo em Português | CidSaúde - Cidades saudáveis | ID: cid-64387
Biblioteca responsável: BR1.1
Localização: BR67.1
ABSTRACT
Esta pesquisa transversal objetivou estimar a prevalência do uso de genéricos na população total e entre os usuários de medicamentos; verificar as classes medicamentosas mais consumidas entre os genéricos; avaliar o nível de conhecimento dos genéricos pela população; e identificar os fatores associados ao uso de genéricos entre adultos de 20 a 59 anos. A amostra foi composta por 374 indivíduos da área de abrangência de uma Unidade Saúde da Família de Ponta Grossa, PR. A coleta de dados foi feita por entrevistas domiciliares. Foram consideradas três categorias de variáveis sociodemográficas, condição de saúde e uso de serviços de saúde. Para análise estatística foi utilizado o teste de qui-quadrado. A prevalência de consumo de genéricos foi de 9,9 por cento. Dos entrevistados, 96,5 por cento afirmaram conhecer os genéricos; 64,3 por cento acreditam que estes têm a mesma qualidade e 88,9 por cento relataram que são mais baratos. Os grupos mais utilizados foram os do sistema nervoso e do aparelho cardiovascular. A quase totalidade (96,2 por cento) dos genéricos foi adquirida em farmácias comerciais. Após análise univariada, as variáveis estatisticamente significativas foram classificação econômica, situação de trabalho, plano de saúde, presença de doenças crônicas, consulta nos últimos 3 meses e internação nos últimos 12 meses. A baixa prevalência de utilização aponta para a necessidade do fortalecimento de políticas de disponibilização de genéricos na rede pública, em especial na Estratégia Saúde da Família, como principal forma de acesso a esses medicamentos à população como a estudada.(AU)
Assuntos
Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados temática Contexto em Saúde: Agenda de Saúde Sustentável para as Américas Tema em saúde: Objetivo 5 Medicamentos, vacinas e tecnologias sanitárias Base de dados: CidSaúde - Cidades saudáveis Assunto principal: Saúde da Família / Medicamentos Genéricos / Farmacoepidemiologia / 36397 / Uso de Medicamentos Tipo de estudo: Estudo observacional / Estudo de prevalência País/Região como assunto: América do Sul / Brasil Idioma: Português Revista: Rev. bras. epidemiol Ano de publicação: 2011 Tipo de documento: Artigo Instituição/País de afiliação: Universidade Estadual de Londrina/Brasil / Universidade Federal do Paraná/Brasil
Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados temática Contexto em Saúde: Agenda de Saúde Sustentável para as Américas Tema em saúde: Objetivo 5 Medicamentos, vacinas e tecnologias sanitárias Base de dados: CidSaúde - Cidades saudáveis Assunto principal: Saúde da Família / Medicamentos Genéricos / Farmacoepidemiologia / 36397 / Uso de Medicamentos Tipo de estudo: Estudo observacional / Estudo de prevalência País/Região como assunto: América do Sul / Brasil Idioma: Português Revista: Rev. bras. epidemiol Ano de publicação: 2011 Tipo de documento: Artigo Instituição/País de afiliação: Universidade Estadual de Londrina/Brasil / Universidade Federal do Paraná/Brasil
...