Your browser doesn't support javascript.
loading
Reflexões acerca da gestão em saúde em um município do sul do Brasil / Health managementÆs reflections in a southern Brazil city
Bedin, Dulce Maria; Scarparo, Helena Beatriz Kochenborger; Martinez, Helena Aspesi; Matos, Izabella Barison.
Afiliação
  • Bedin, Dulce Maria; s.af
  • Scarparo, Helena Beatriz Kochenborger; Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Faculdade de Psicologia. Brazil
  • Martinez, Helena Aspesi; s.af
  • Matos, Izabella Barison; Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Brazil
Saúde Soc ; 23(4): 1397-1407, Oct-Dec/2014.
Artigo em Português | CidSaúde - Cidades saudáveis | ID: cid-66866
Biblioteca responsável: BR1.1
Localização: BR67.1
ABSTRACT
Este artigo busca aprofundar o conhecimento acerca de conceitos de gestão na saúde coletiva e refletir sobre práticas na área, com base na experiência de Sapucaia do Sul (RS). Considerando a complexidade inerente à proposta do Sistema Único de Saúde (SUS), o texto articula teorias que dão visibilidade para modos de gestão que contemplem ações macro e micropolíticas, fortalecendo a efetivação dos princípios do SUS. Nesse sentido, encontrou-se inspiração no pensamento de Koselleck e Morin como potencializador da análise. A contribuição de Morin se dá por meio de operadores conceituais da Teoria da Complexidade, que apontam movimentos de articulação, interação e transformação. Já Koselleck proporciona as seguintes categorias espaços de experiência e horizontes de expectativas, favorecendo a reflexão, devido à ênfase sobre a análise da construção dos significados dos conceitos em contexto. Desafios de gestão são apresentados em relação à função de administrar, planejar e otimizar interesses do estado e de consumo da saúde, articulando a dimensão política com a técnico-científica. Nesse sentido, pode ser observado um planejamento em saúde que envolve a implementação do apoio institucional, o incentivo à participação popular e o desenvolvimento de ações de educação permanente em saúde que resultam em um cuidado mais humanizado. É importante, ainda, avançar em estudos que identifiquem bases epistemológicas na gestão da saúde para favorecer a identificação de teorias que possam influenciar e justificar tecnicamente as decisões políticas, abrindo espaços dialógicos democráticos para alcançar avanços no SUS.(AU)
Assuntos


Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados temática Contexto em Saúde: Agenda de Saúde Sustentável para as Américas / ODS3 - Saúde e Bem-Estar Tema em saúde: Objetivo 11 Desigualdades e iniquidades na saúde / Meta 3.8 Atingir a cobertura universal de saúde / Meta 3.9: Reduzir o número de mortes por produtos químicos perigosos e contaminação do ar e água do solo Base de dados: CidSaúde - Cidades saudáveis Assunto principal: Política Pública / Sistema Único de Saúde / Conhecimentos, Atitudes e Prática em Saúde / Gestão em Saúde / Planejamento em Saúde País/Região como assunto: América do Sul / Brasil Idioma: Português Revista: Saúde Soc Ano de publicação: 2014 Tipo de documento: Artigo Instituição/País de afiliação: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul/Brazil / Universidade Federal do Rio Grande do Sul/Brazil

Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados temática Contexto em Saúde: Agenda de Saúde Sustentável para as Américas / ODS3 - Saúde e Bem-Estar Tema em saúde: Objetivo 11 Desigualdades e iniquidades na saúde / Meta 3.8 Atingir a cobertura universal de saúde / Meta 3.9: Reduzir o número de mortes por produtos químicos perigosos e contaminação do ar e água do solo Base de dados: CidSaúde - Cidades saudáveis Assunto principal: Política Pública / Sistema Único de Saúde / Conhecimentos, Atitudes e Prática em Saúde / Gestão em Saúde / Planejamento em Saúde País/Região como assunto: América do Sul / Brasil Idioma: Português Revista: Saúde Soc Ano de publicação: 2014 Tipo de documento: Artigo Instituição/País de afiliação: Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul/Brazil / Universidade Federal do Rio Grande do Sul/Brazil
...