Your browser doesn't support javascript.
Avaliação de infecções por Candida em um hospital universitário da região do Vale do Paraíba, Estado de São Paulo, Brasil/Evaluation of infections by Candida at a university hospital of Vale do Paraíba region, São Paulo State, Brazil: species distribution, colonization, risk factors and antifungal susceptibility
Rev Pan-Amaz Saude ; 7(2): 51-57, 2016. tab
Artigo em Inglês | IEC | ID: iec-15703
Biblioteca responsável: BR275.1
Localização: BR275.1
ABSTRACT
The present research aimed to carry out an epidemiological study, recording the prevalence of Candida spp. causing infection, as well as the colonization, distribution of the different species in clinical specimens from different sectors of a university hospital, risk factors and their susceptibility to antifungal drugs. Over a one-year period, 100 samples of Candida from 67 patients were isolated and identified, which 74 percent were characterized as colonization and 26 percent as nosocomial infections. C. albicans was the most frequent (40 percent), followed by C. tropicalis (25 percent), C. parapsilosis (21 percent), C. glabrata (9 percent), C. rugosa (2 percent), C. novergensis (1 percent), C. krusei (1 percent) and C. guilliermondii (1 percent). Non-albicans Candida species represented 71.4 percent of the colonization cases and 52.1 percent of infection. C. albicans was the most common species found in secretions and blood, C. parapsilosis was the most isolated from venous catheter, while C. tropicalis and C. glabrata were the most frequently isolated species in probes. The hospital wards with the largest number of yeasts were the Intensive Care Units (45 percent). Renal failure and multiple traumas were the most frequent underlying diseases and the mainly risk factors for colonization or infection were antibiotic therapy and invasive procedures. Most of the samples showed high susceptibility to the antifungal agents studied. Epidemiological investigations of these agents in the hospital environment are very important, especially at the studied hospital, so that preventive measures may be taken against infections (AU)
RESUMO
A presente pesquisa teve como objetivo realizar um estudo epidemiológico, registrando a prevalência de Candida spp. que causa infecção, assim como a colonização, distribuição de diferentes espécies em espécimes clínicos de diversos setores de um hospital universitário, fatores de risco e sua suscetibilidade às drogas antifúngicas. Acima de um período de um ano, 100 amostras de Candida de 67 pacientes foram isoladas e identificadas, as quais 74 por cento foram caracterizadas como colonização e 26 por cento como infecção nosocomial. C. albicans foi a mais frequente (40 por cento), seguida de C. tropicalis (25 por cento), C. parapsilosis (21 por cento), C. glabrata (9 por cento), C. rugosa (2 por cento), C. novergensis (1 por cento), C. krusei (1 por cento) e C. guilliermondii (1 por cento). As espécies Candida não albicans representaram 71,4 por cento de casos de colonização e 52,1 por cento de infecção. C. albicans foi a espécie mais comum encontrada nas secreções e no sangue. C. parapsilosis foi a mais isolada das amostras do cateter venoso, enquanto que C. tropicalis e C. glabrata foram as espécies mais frequentemente isoladas em sondas. As alas hospitalares com o maior número de leveduras foram as Unidades de Terapia Intensiva (45 por cento). A falência renal e os múltiplos traumas foram as doenças de base mais frequentes e os principais fatores de risco para colonização ou infecção foram a terapia com antibióticos e procedimentos invasivos. A maioria das amostras mostrou alta suscetibilidade para os agentes antifúgicos estudados. Investigações epidemiológicas desses agentes no ambiente hospitalar são bastante importantes, principalmente no hospital estudado, pois assim medidas preventivas podem ser realizadas contras as infecções (AU)
Assuntos

Similares

MEDLINE

...
LILACS

LIS

Texto completo: Disponível Coleções: Bases de dados nacionais Base de dados: IEC Assunto principal: Leveduras / Candida / Testes de Sensibilidade Microbiana / Estudos Epidemiológicos / Infecção Hospitalar / Fatores de Risco / Unidades de Terapia Intensiva Aspecto clínico: Diagnóstico / Etiologia País/Região como assunto: América do Sul / Brasil Idioma: Inglês Revista: Rev Pan-Amaz Saude Ano de publicação: 2016 Tipo de documento: Artigo Instituição/País de afiliação: Instituto Adolfo Lutz. Seção de Ciências Biomédicas/BR / Universidade Federal de Mato Grosso. Faculdade de Medicina/BR / Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina. Laboratóri/BR / Universidade de São Paulo. Faculdade de Odontologia/BR / Universidade do Paraná. Faculdade de Farmácia/BR / Universidade do Vale do Paraíba/BR